Ativistas mexicanos fazem queixas-crime contra cardeal católico por se opor a “casamento” gay.

Por LifeSiteNews | Tradução: FratresInUnum.com – O Cardeal Juan Sandoval Iniguez, arcebispo emérito de Guadalajara, tornou-se objeto de múltiplas queixas-crime por ativistas homossexuais após um discurso na TV, em que denunciou a recente declaração da Suprema Corte do México que anulava as leis estatuais que restringiam o casamento a um homem e uma mulher, de acordo com fontes dos meios de comunicação mexicanos.

Em sua exortação semanal, transmitida pela rede de TV católica Mariavision na semana passada e redistribuída na Internet, o Cardeal denunciou a definição de casamento adotada pela corte como  um “desvio” e uma “perversão” da verdadeira natureza do matrimônio, palavras que descrevem a doutrina da Igreja Católica sobre os atos homossexuais. Ele também lamentou a falta de oposição dos bispos católicos e teorizou que o impulso para redefinir o casamento é uma tentativa de destruir a instituição [do casamento], como parte de um plano maior para estabelecer uma “nova ordem [mundial]” e um único governo global.

“Qualquer coisa fora desta instituição divina [o matrimônio] constitui um ataque contra ela e é uma aberração, não pode ser aceitável  aos católicos,” disse Sandoval.

Em resposta, uma coalizão de pelo menos doze organizações [de defesa dos direitos] homossexuais apresentaram queixas-crime em duas autarquias, alegando que as palavras do Cardeal são “discriminatórias” e “incitam à violência” contra homossexuais.

O Cardeal “com as suas declarações está fomentando a homofobia e a transfobia,” disse Carlos Becerra da União Diversa, um dos grupos que está apresentando denúncias, em uma entrevista à agência de notícias espanhola EFE.

“O Cardeal considera que o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo não é uma questão de direitos humanos, mas que os direitos humanos são para todos,” ele acrescentou.

O jornal mexicano de esquerda Milenio relata que outro grupo homossexual, a Coesão de Diversidades para a Sustentabilidade (CODISE), planeja apresentar uma queixa-crime contra Sandoval ao Secretariado federal de Governo, bem como contra o seminário de Guadalajara, porque eles “fazem um discurso que incita ao ódio e à discriminação e que gera confusão entre os pais heterossexuais com relação aos seus filhos homossexuais, e criam uma mentalidade repressora e suicida em seus filhos homossexuais.”

Esta não é a primeira vez que o Cardeal Sandoval e outros prelados e instituições católicas foram ameaçados com processos judiciais por ousarem defender a doutrina da Igreja Católica relativamente à imoralidade dos atos homossexuais e à natureza do laço matrimonial.

Em agosto de 2010, Sandoval acusou publicamente Marcelo Ebrard, então Governador da capital do país, de ter “engordado” a Suprema Corte com benefícios, de modo a garantir decisões judiciais a favor de sua agenda antivida, que incluía o aborto e o “casamento” homossexual. Ebrard ameaçou reiteradamente e, em seguida, moveu uma ação contra Sandoval, usando seu próprio pessoal para persegui-lo em quatro acusações. Ebrard também ameaçou o porta-voz da arquidiocese da Cidade do México, Hugo Valdemar, com ação judicial por afirmar que o regime de aborto da cidade era mais assassino do que os narcotraficantes, porque havia matado mais pessoas. As acusações contra Sandoval e Valdemar foram consideradas sem fundamento em veredito dado em 2014, e Ebrard foi condenado a pagar todos as despesas judiciais da arquidiocese de Guadalajara, na Cidade do México.

8 Comentários to “Ativistas mexicanos fazem queixas-crime contra cardeal católico por se opor a “casamento” gay.”

  1. Mais um cardeal que entra na minha lista das orações diárias.
    Pessoal vamos colocar estes bravos prelados nas nossas orações diárias eles vão precisar pois o demónio vai ser implacável com eles.

  2. Que Deus proteja vossa Eminência. E que Nossa Senhora de Guadalupe rogue a Deus pelo povo mexicano.

    Viva Cristo Rei !!!!

    PS: corrigindo o comentário anterior, pois faltou a palvra proteja.

  3. Cardeias assim, poucos hoje em dia, nos dão alegria e cada vez mais confiança nas palavras de Nosso Senhor, “as portas do inferno não prevalecerão” e nas palavras da Santíssima Virgem, “por fim meu Imaculado Coração triunfará”…

    Enquanto aqui no Brasil os purpurados e a maior parte da dona cnbb dormem em berço esplêndido, sobretudo, depois do nada feliz “habemus papam” de 2013… CRUZ CREDO 3 X !!!!

    S. Tomé, rogai por nós!

  4. 1-) Faltou ao Cardeal dizer que o Judiciário controlado pela Maçonaria é quem faz esta manobra.

    2-) Por aí se vê que aos pervertidos homossexuais pode-se tudo, até aquela blasfêmia contra Nosso Senhor por exemplo na Av. Paulista enquanto nós não podemos ter a livre expressão garantida.

  5. Que Deus sustente e mantenha a coragem do Cardeal Sandoval na defesa da lei natural e da doutrina da Igreja.

  6. Francisco disse gostar de sentir o “cheiro das ovelhas”. Mas não sente o “cheiro dos pastores”? Não vem em socorro desse seu confrade cardeal?

    As ovelhas também estão ameaçadas. Esses lobbies têm força para levar aos tribunais altos hierarcas católicos no México e podem muito mais contra os simples fiéis. É preciso mobilizar o rebanho. A guerra de religião está espocando. A Igreja precisa de lutadores hábeis, prudentes, astutos.

    Viva Cristo Rei! Viva Maria Santíssima Rainha!

  7. Ah, se fosse eu, ferraria tal qual!
    Os direitos não são iguais perante a lei?
    Entraria na Justiça de igual forma por prática de parte dos sindicalistas gays de serem cristianófobos declarados, impostores, para não chamar seus movimentos de DITADURAS GAYZISTAS querendo se impor na marra!