Matéria de Portugal: “Bispos dizem ‘não’ ao Papa.

Do jornal Sol – agradecimento a um gentil leitor pelo envio. Clique nas imagens para ampliar:

materia2

materia3

Anúncios

19 Comentários to “Matéria de Portugal: “Bispos dizem ‘não’ ao Papa.”

  1. “Conservadores portugueses não acreditam que o papa mudará a doutrina”…
    Ow meu Deus , mas já avisaram que não farão há 1 ano já – o que mudará é a pastoral! A doutrina ficará bem guardadinha no armário…dos pouco misericordiosos ,legalistas….

  2. Nossa Senhora prometeu em Fátima que em Portugal se conservará sempre o dogma da Fé.
    Dom Antonio Marto que não se coloque em guerra contra Nossa Senhora. Justo quem deveria por obrigação defender Fátima…

    • Às vezes acho que esse sínodo vai causar um cisma na Igreja, e francis vai renunciar após a racha. Portugal, Portugal…

  3. Impossível não lembrar a promessa de Nossa Senhora de Fátima de que Portugal conservaria o dogma da fé.

  4. Uni, duni, tê,
Salamê, mingüê,
Um sorvete colorê,
O escolhido foi você!
    Que votação massa! Que coisa mais linda!
    Meu Deus. Deixaram a coisa chegar nesse ponto! Preferem escolher o mais fácil, o menos trabalhoso, assim o mundo todo fica feliz. Só sinto nojo ao ler esse artigo. O que faziam as Excelências Reverendíssimas de todo o Orbe Católico enquanto se instalava a apostasia nas famílias?

  5. O que pode ocorrer em Outubro não é um “sínodo” que de si já é uma criação nefasta do CVII, mas sim um ‘Cisma-Sínodo”.

  6. É para qualquer pessoa, que tem a “cabeça no lugar”. Vê que esta nova mentalidade que o atual Papa esta querendo, que o mundo todo engula sem mastigar. É um verdeiro absurdo, entrar no coração de um católico. Nós que temos a graça de enxergar, estes erros tão gritantes. É mais que justo, que os bispos do mundo todo se levante, para repudiar tamanha ofensa a doutrina imaculada da Santa Igreja. A Santa Igreja, já tem sua doutrina definida sobre esta matéria. Não é necessário, que nenhuma autoridade eclesiástica venha retificar, aquilo que já foi definido. É uma atitude louvável destes bispos de Portugal, empenhar nesta luta para defender a moral católica. É necessário que outros bispos de outros países se levante também para defender com todo garbo, esta doutrina que jamais podemos aceitar algo que venha macular a doutrina infalível da Santa Igreja.
    Joelson Ribeiro Ramos.

  7. Colocam os mandamentos de Cristo a votos como se fosse possível. Deveriam era ter morto essa bestialidade logo ao princípio e recusarem-se a votar a palavra de Deus, como se a Verdade fosse negociável ou mudasse ao sabor das opiniões dos senhores bispos ou de quem quer que fosse.
    Só quem não quer ver é que não se apercebeu do embuste que têm sido essas votações a nível das Conferencias Episcopais, os bispos já engoliram o anzol e agora é só puxar pelo peixe que convém a essa ceita que tenta mudar a lei de Deus a troco de um punhado de lentilhas. Dizem e repetem que não querem mudar a lei da Igreja porque sabem que não é possível mudar a lei de Deus, mas sabem que é possível viver uma vida contrária aos mandamentos de Deus e é isso que esta gente filhos do Demónio querem, afastar a Deus e os seus mandamentos e os substituir por uma aberração diabólica.

  8. O princípio da sabotagem é equipar por palavras o que é desigual na realidade. Não existe “divisão ao meio”, a maioria dos bispos, por mais que possamos critica-los sob vários aspectos, é contra a flexibilização do caráter sacramental do casamento. Existe uma minoria que luta contra o dogma, e uma maioria que o defende. Tal e qual era a situação no Concílio Vaticano II. A estratégia progressista, instrumentalizada por seus asseclas instalados nos meios de comunicação, é sugerir um equilíbrio como forma de legitimar a posteriori o triunfo da posição heterodoxa. Foi assim há 60 anos atrás e novamente a mesma tática volta a ser empregada para o sínodo. O fato é que, desta vez, eu acho que o lado “conservador” não vai cair na arapuca como caiu no CVII, pelo simples fato de que as coisas hoje são feitas sob a luz intensa da Internet, que nos permite um acesso direto às informações, sem a mediação dos grandes veículos de informação, todos eles desde há muito nas mãos de maçons, comunistas, socialistas e liberais, diferentes nas cores, mas todos unidos pelo ódio comum à Igreja.

  9. Os bispos votarem: “devem os recasados (divorciados e unidos adulteramente) comungar? só esta votação já mostra o tamanho e a gravidade da crise dentro da Igreja. Não se deveria nem pensar nesta possibilidade, pois o Divino Mestre, já ensinou toda a verdade. Mal menor no querido Portugal, já que a Verdade teve mais votos. Agora, será que vai acontecer o mesmo no mundo todo? Uma das metas do Comunismo é destruir a família cristã. E Nossa Senhora de Fátima, que predisse: “Em Portugal se conservará o dogma da fé”, também profetizou que o Comunismo espalharia seus erros pelo mundo todo.
    Estes sínodos dos bispos são para colocar em prática o que os modernistas desejavam no bojo de suas ambiguidades no Concílio Vaticano II. Temo um cisma na Igreja depois deste Sínodo de outubro.
    Mas de um mal Deus tira um bem: há certos cegos voluntários que talvez acabem desistindo de fazer vistas grossas para a crise da autodemolição da Igreja.
    Estes bispos e padres progressistas favoráveis a estas heresias, são comunistas, ou, talvez, muitos deles sejam comunistas padres e bispos, infiltrados que foram para destruir a Igreja por dentro. Quanto ao celibato sacerdotal, muitos deles já o lançaram às urtigas há muito tempo como a mídia às vezes mostra.

  10. “Ó mundo, mundo, como vais ganhando honra, em razão de haver poucos que te conheçam!”

    (Santa Teresa d’Ávila, Livro da vida, III parte, capítulo 27)

  11. Hilário observar como o problema de comunicação da imprensa quando se trata de assuntos relacionados à Igreja não é apenas brasileiro!

  12. “Em Portugal, se manterá sempre o dogma da Fé” (Fátima)

  13. Padre Elcio tem razão; existe mesmo é um processo de autodemolição da Igreja, que principiaria mesmo é a partir de dentro dela por membros da maçonaria e seus capachos comunistas infiltrados, criando cismas e divisões a partit do Vaticano, que capitaneariam os sacerdotes, bispos progressistas e esses perseguiriam os conservadores!
    Os maiores inimigos da Igreja estão é dentro dela, não sendo o caso de nossa vermelha direção da CNBB, sem uns “D Luiz Bergonzini/D Manuel Pestana” para a interpelar e a denunciar em público?
    A lista de prováveis maçons cardeais de Mino Peccorelli, se não “falecesse” após 3 dias por vazar em público estenderia mais, e os hierárquicos afinados como o Cardeal Kasper estariam nos acréscimos dessa listagem!
    Os conservadores hoje estão sob suspeita em muitos lugares, como o foi D Rogelio Livieres e quem se associe a ele!

  14. Uma palavra de um português: “Vergonha!”

  15. O pior até nem foi os progressistas quererem a comunhão para os recasados.

    O pior foi os mais conservadores quererem a flexibilização do processo de nulidade.

    A posição tradicional “dura” (melhoria da catequese para que os casamentos sejam autênticas fontes de graça) nem sequer foi cogitada.

    • Esse sim é o fulcro da questão se os conservadores querem a facilitaçao dos processos de anulaão matrimonial entao os progressistas estao perdoados pois a noçao dos conservadores consegue ser mais nefasta e nociva do que a proposta dos progressitas !

  16. É pena que os nossos bispos que deviam ser a imagem fiel de Cristo estejam mais agarrados à doutrina do que à vida e testemunho de Cristo. Ele aceitou estar na casa da samaritana e com os samaritanos apesar de já ter tido sete maridos e o último não ser dela. Seria bom que os nossos bispos lessem mais o Evangelho doque a doutrina feita pelos homens.