Mexicanos protestam contra sodomia sancionada pelo Estado.

Dezenas de milhares de manifestantes inundaram as ruas no sábado passado depois que o governo mexicano aprovou o “casamento” de pessoas do mesmo sexo.

CIDADE DO MÉXICO, 31 de julho de 2015 (ChurchMilitant.com) – Dezenas de milhares de pessoas saíram às ruas no México no sábado passado para protestar contra a recente decisão da Suprema Corte do país que legaliza o “casamento” de pessoas do mesmo sexo.

A decisão anulou muitas constituições estaduais pré-existentes que definiam o casamento como união entre um homem e uma mulher.

Assim, os mexicanos saíram às ruas sob o grito de “O México é para as Crianças”.

Sofia Miranda, uma das organizadoras, enviou uma carta aos hostis meios de comunicação mexicanos, esclarecendo o seguinte: “Não somos contra qualquer pessoa; somos contra essa imposição da Suprema Corte.” Ela adverte, fazendo eco ao Papa Francisco, que o reconhecimento de uniões de pessoas do mesmo sexo de alguma maneira é uma forma de casamento, “abre as portas para a ideologia de gênero e irá desestabilizar a nossa sociedade e prejudicar os nossos filhos.”

“Isso é o que não queremos”, ela afirma.

Os manifestantes estão reivindicando mais direitos dos pais, uma vez que em todo o país cada vez mais as crianças estão expostas a formas antinaturais e perversas de sexualidade — todas à guisa de “educação.”

Algumas das cidades mais conhecidas em que ocorreram as manifestações foram Cidade do México, Monterrey, Guadalajara, Culiacán, Los Mochis, Aguascalientes e Ciudad Juárez, sendo que a maior multidão ocorreu em Guadalajara. Os responsáveis pelo início e planejamento dos eventos disseram que mais de 80.000 pessoas compareceram ao evento. Entretanto, alguns meios de comunicação reduziram essa cifra para somente alguns milhares.

Mais manifestações estão previstas para ocorrer em outras cidades mexicanas em 15 de agosto, Festa da Anunciação da Bem-Aventurada Virgem Maria

Anúncios

One Comment to “Mexicanos protestam contra sodomia sancionada pelo Estado.”

  1. Eis a porta aberta para o divórcio, concubinato, filhos ilegítimos, educação laica., relativização geral em evidencia das novas gerações…
    “Quanto ao Sacramento do Matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra. …. Impor-se-ão leis iníquas com o objetivo de extinguir esse Sacramento, facilitando a todos viverem mal (5), propagando-se a geração de filhos mal-nascidos, sem a bênção da Igreja. Irá decaindo rapidamente o espírito cristão”.
    Quando consideramos o alcançado globalmente pelos governos maçônicos para destruir a família e subverterem todos os valores morais em que a civilização cristã foi baseada, não testemunhamos horrorizados um mundo engolfando-se em um estado de barbárie, que só pode terminar em sua própria destruição?
    Deparamo-nos com a construção do Governo Mundial Maçônico Único a realização da profecia de Nossa Senhora nos avisando que:
    “Todos os governos civis terão um e mesmo plano, que será abolir e acabar com todo princípio religioso, para abrir caminho para o materialismo, o ateísmo, espiritualismo, e vícios de todos os tipos”
    Caso Brasil: aqui parece que existe uma reação em cadeia para refutar o PT, graças a N Senhora – mas já caíram nas redes vermelhas a já favelada estilo Sudão a Venezuela; mesmo a Argentina, Uruguai, Nicarágua, Guiana Inglesa etc. sobre as patas desse inimigos do Senhor Deus e que, no caso do México, estão em estagio bem mais avançado!
    Por onda a direção CNBB para emitir notas de repudio a essa recente afronta a Jesus,no Brasil e se contrapor ao avanço mundial, ainda que no México?