Planned Parenthood desmascarada! Não basta lucrar com o assassinato de bebês nascituros, é preciso vender seus cadáveres para ganhar mais dinheiro sujo!

O grupo pró-vida americano Center for Medical Progress divulga na internet uma série de vídeos com conversas estarrecedoras de funcionárias de alto escalão da Planned Parenthood, um conglomerado de clínicas financiadas com dinheiro público, que, segundo fontes abalizadas, responde por grande parte dos abortos realizados nos Estados Unidos.

Consequentemente, grupos pró-vidas se mobilizam para pedir o cancelamento imediato dos subsídios públicos às clínicas, e alguns governadores reagem suspendendo os convênios. Políticos pró-aborto entram em pânico e tentam impedir a divulgação de mais vídeos!

Por FratresInUnum.com | Com informações de LifeNews – Na última terça-feira (4), foi divulgado o 5º vídeo da série. Nele, tem-se a impressão que  as clínicas de aborto da Planned Parenthood, possivelmente, estão vendendo corpos de bebês nascituros “completamente intactos” e propositalmente nascidos com vida e abandonados à morte.

Assim, a Planned Parenthood estaria violando a legislação federal norte-americana conhecida como Lei das Crianças Nascidas Vivas, que exige que as clínicas de aborto, hospitais e outros lugares que fazem abortos prestem assistência médica apropriada para os bebês que nascem com vida após uma tentativa fracassada de aborto ou intencionalmente nascidos com vida para “virem a morrer por falta de assistência”.

Essa poderia ser uma das maneiras que a Planned Parenthood usa para obter bebês “completamente intactos” para vendê-los à StemExpress para fins de pesquisa — métodos abortivos mais “esmagadores” danificariam o corpo do bebê.

O quinto vídeo produzido secretamente no contexto da polêmica venda de partes de bebês abortados pela Planned Parenthood mostra a Diretora de Pesquisa da instituição, Melissa Farrell, divulgando o histórico das vendas de tecidos fetais da filial texana da Planned Parenthood, incluindo sua capacidade de entregar bebês abortados intactos.

No vídeo, atores que se fizeram passar por representantes de uma empresa de produtos biológicos humanos encontram-se com Farrell na sede da clínica de abortos Gulf Coast da Planned Parenthood, em Houston, para discutir uma possível parceria, a fim de recolher órgãos fetais.

“Temos uma vantagem competitiva sobre as demais organizações. A nossa organização tem feito pesquisa há muitos, muitos anos,” explica Farrell. Quando os pesquisadores precisam de uma parte específica dos fetos abortados, Farrell diz: “Providenciamos isso no nosso contrato e no nosso protocolo, que seguimos. Assim, desviamos do nosso padrão para fazer isso.”

Ao ser indagado especificamente se isso significa que a Planned Parenthood Gulf Coast pode mudar os procedimentos de aborto para fornecer amostras fetais intactas, Farrell afirma: “Alguns dos nossos médicos no passado tinham projetos e eles estão recolhendo amostras. Assim, eles fazem (aborto), de modo a obter as melhores amostras; eu sei que isso pode ocorrer.”

Os investigadores indagam a Farrell como ela irá estruturar o contrato em que eles pagam um preço mais elevado por partes de corpos de fetos de mais qualidade, e ela responde: “Podemos  calcular isso em um contexto óbvio, o próprio procedimento é mais complicado,” dando a entender que “se vocês não cobrirem o custo do procedimento” e pagarem pelo aborto, o preço maior da amostra pode ser estruturado como “tempo, custo e encargo administrativo adicionais.”

Farrell também indica aos investigadores, durante um almoço, que as vendas de amostras do seu departamento contribui de maneira significativa para as finanças gerais da Planned Parenthood Gulf Coast: “Creio que todo mundo percebe, especialmente porque o meu departamento contribui tanto para o resultado final da nossa organização aqui, você sabe que somos as maiores afiliadas, o nosso Departamento de Pesquisa é o maior dos Estados Unidos. Ele é maior do que as demais afiliadas juntas”.

Em um momento do vídeo, funcionários da Planned Parenthood mostram o corpo de um bebê gêmeo de 20 semanas abortado e vendido em partes:

David Daleiden do Center for Medical Progress falou sobre o vídeo mais recente do seu grupo:

Agora esta é a quinta funcionária de alto escalão da Planned Parenthood que discute pagamentos por partes de bebês abortados sem qualquer relação com custos reais de “doação” dos supostos tecidos. A conspiração do amplo sistema da Planned Parenthood para escapar à lei e auferir dinheiro de tecido de bebês abortados agora é inegável. Qualquer pessoa que assiste a esses vídeos sabe que a Planned Parenthood está envolvida em práticas bárbaras e abusos de direitos humanos que precisam acabar. Não há motivo para uma organização que utiliza métodos ilegais de aborto venda partes de bebês e cometa essas atrocidades contra a humanidade para ainda receber mais de US$500 milhões anualmente dos contribuintes.”

Quinto vídeo: cenas fortes, desaconselhável para pessoas sensíveis:

* * *

Vídeos anteriores:

Primeiro vídeoAleteia: Deborah Nucatola, diretora sênior de Serviços Médicos da rede de clínicas de aborto Planned Parenthood America, explica a supostos representantes de uma empresa de “tecidos humanos” como as suas clínicas realizam o chamado “aborto por nascimento parcial”, a fim de extrair intactas as partes dos fetos mais solicitadas.

Deborah Nucatola cita um preço de 30 a 100 dólares, que, de acordo com declarações da empresa depois do escândalo, se referiria à conservação e transporte dos tecidos destinados a “doação altruísta para fins de pesquisa científica”.

“Muita gente quer corações intactos”, explica Deborah, com naturalidade, durante a refeição. “Eu sempre digo: todos os fígados possíveis. Muita gente quer fígados (…) Também querem extremidades inferiores. Isso é fácil. Eu não sei o que fazem com elas, imagino que queiram músculos”.

“Somos muito bons para conseguir corações, pulmões e fígados, porque sabemos como fazer isso sem perfurar essa parte, quebrando por cima e por baixo e garantindo que tudo saia intacto”, assegura ela.

Para conseguir isto, “o funcionário segue a orientação ecográfica, para saber onde está colocando o fórceps”, explica a diretora. A parte mais difícil de preservar é o crânio, mas “em geral, o que alguns fazem é tentar mudar a orientação do feto para que ele não saia de cabeça. Se ele for colocado para sair virado, a dilatação quando ele sai permite tirar a cabeça intacta na última etapa”.

“Ontem, por exemplo, tive oito casos. Eu sabia exatamente o que queria, então olhei a lista para saber quais eram os casos e aí tomei as minhas decisões. É bom ter uma reunião no começo do dia. É isso o que eu faço”.

Segundo David Daleiden, responsável pela investigação de três anos de duração que inclui a apresentação deste vídeo, “a conspiração criminosa da Planned Parenthood para fazer dinheiro com órgãos de crianças abortadas envolve os níveis mais altos da organização”.

Segundo Vídeo: A diretora da Planned Parenthood, Maru Gartter, discute o preço das partes dos bebês abortados, dizendo a funcionários da empresa de biotecnologia que os preços de produtos como fígado, cabeça ou coração dos bebês abortados são negociáveis. Ela também diz aos funcionários que ela poderia falar com os médicos que praticam aborto na Planned Parenthood para possivelmente alterar o procedimento de aborto e matar o bebê de maneira a preservar melhor aquelas partes do bebê. Ao final do almoço, Gatter dá a entender que $100 por amostra não são suficientes e conclui:  “Deixe eu saber o que os outros estão conseguindo, e se esse preço estiver na média, então, tudo bem, se ainda estiver baixo, então, podemos aumentar. Eu quero um Lamborghini.

Terceiro vídeo: Este vídeo mostra o depoimento de Holly O’Donnel, que trabalhava como técnica de aquisições para a empresa de biotecnologia StemExpress LLC. O trabalho dela consistia em ir às clínicas da PP e escolher as partes dos cadáveres de bebês abortados que fossem mais convenientes para a sua empresa. Além disso, o vídeo mostra também uma conversa com a Dra. Savita Ginde, Vice-Presidente e Diretora Médica da Planned Parenthood da clínica de Rocky Mountains (PPRM), em Denver. Ela supervisiona as instalações em Colorado, Nevada, New Mexico e Wyoming. A médica revela que é preciso vender os bebês abortados em partes, para aumentar a receita da clínica.

Quarto vídeo: Uma funcionária conta que eles estão tomando precauções jurídicas para não serem enquadrados na lei que proíbe a venda de tecidos fetais e os chamados “abortos pós-parto”. Nos minutos finais, a funcionária exibe uma bandeja e narra com uma pinça os diversos órgãos fetais, gabando-se de que alguns deles estão “intactos”.

10 Comentários to “Planned Parenthood desmascarada! Não basta lucrar com o assassinato de bebês nascituros, é preciso vender seus cadáveres para ganhar mais dinheiro sujo!”

  1. Essa obsessão dos pró-vida…

  2. Já agora vale a pena saber o que diz o porta voz dos bispos americanos acerca desta matéria;
    “Estamos preocupados que a liberação desses vídeos, poderia dar a impressão de que as pessoas que se chamam de” pró-vida “realmente não se importam com as mulheres, particularmente com aquelas que sofreram com a tragédia do aborto. A muitas mulheres, mesmo que não vejam os vídeos, será accionadas, re-traumatizadas por ouvir as pessoas falar sobre o aborto? ”
    http://remnantnewspaper.com/web/index.php/articles/item/1904-the-big-mean-nasty-dead-baby-pictures-what-good-can-that-stuff-do

  3. Quanta obsessão apenas para salvar a vida de fetos inocentes…tantos temas mais importante como ecologia e poluição Global!

    Ah, esses Católicos…rsrsrsrsrs

  4. Eis que por detrás de tudo isso estão os eleitores do diabólico Barack Obama, de origem islamita, quer sabendo que era abortista, quer não, pois de qualquer forma, o Partido Democrata dos EUA corresponde aos social-comunistas, portanto favoráveis ao aborto, incluindo-se toda a nefasta agenda dos partidos comunistas!
    No caso, o Partido Democrata corresponde às mesmas ideologias básicas dos ferozes e inclementes nazifascistas do PT, apenas na versão americana!
    Pareceriam ser seus eleitores mais defensores de causas próprias que Obama aparentava encampar, mas que por detrás da máscara de bonzinho, pessoa simples, gestos exteriores de “democrata e homem do povo” achava-se um gélido promotor do assassinatos de crianças inocentes e indefesas, colocando-o no patamar de Herodes e seus asseclas!
    Mandela e Obama são a tampa e o balaio!

  5. “Grupos pró-vida se mobilizam”, “alguns governadores reagem suspendendo os convênios”, “políticos pró-aborto entram em pânico e tentam impedir a divulgação de mais vídeos”.
    .
    E o clero católico? O que dizem os cardeais e bispos norte-americanos diante desse espetáculo macabro e satânico? O que diz Francisco I? Trata-se de atuar com urgência em alto e bom som em defesa da sacralidade da vida com fundamento no sagrado quinto mandamento divino: “Não matar!”. É preciso amplificar essa denúncia por meio de todos os recursos de divulgação.
    .
    Insisto: o que estão fazendo nessa hora os 15 cardeais norte-americanos, os 446 bispos e arcebispos, e as 195 arquidioceses e dioceses?
    .
    O comércio macabro dos corpos humanos conjugada com a matança de inocentes é um dos maiores escândalos da vida norte-americana contemporânea. Sobre isto a hierarquia da Igreja Católica tem o grave dever de se pronunciar categoricamente, com a firmeza dos confessores da Fé, a ciência de seus Doutores, e se necessário, com o testemunho de novos Mártires.

  6. Só uma perguntinha meio idiota.

    Não tem como o popular Papa Bergoglio intervir nessa monstruosidade não? Ele é tão expedito na defesa dos pobres.
    Mas, e esses pobres indefesos que ainda nem tiveram sequer uma chancezinha de nascer?
    Se tem como intervir, por que não o faz?

  7. Tudo o que eu queria era poder estraçalhar esses malditos e deles fazer ração para porcos.
    Malditos, malditos, malditos.

    Não consigo não me contorcer de raiva. Malditos!!!

  8. A grande imprensa brasileira não dá um pio sobre o assunto.

  9. Caros amigos,

    Parabéns pela postagem! Estaremos replicando ela em nosso site (www.fabianomartatobias.com.br) com a devida menção da vossa fonte!
    Deus os abençoe!

    Estamos unidos em defesa da vida!

    Fabiano, Marta e Tobias