Isto é.

São Paulo, terça-feira, 11 de agosto de 2015 – Votação do Plano Municipal de Educação. Grupos se reúnem diante da Câmara Municipal com posições discrepantes em relação à inclusão da Ideologia de Gênero no plano:

PJ

Isto é Pastoral da Juventude – Decrépita, agarrada a ideais da década de 70, meia dúzia de gatos pingados (muito provavelmente gozadores de alguma benesse por filiação partidária ou sindical – mamando nas tetas do Estado) cujos expoentes na capital paulista se limitam a estéreis extorquidos por homossexuais (que hoje recebem até mensagem pontifícia!…), padres de escola de samba e hereges excomungados da zona leste, particularmente de Itaquera: viúvas que choram até hoje o fim do episcopado de Dom Paulo Evaristo Arns na Arquidiocese de São Paulo.

Isto é Igreja Católica: multidão de fiéis, majoritariamente jovens, fiel à doutrina católica e, consequentemente, contrária à Ideologia de Gênero, ouve discurso do Padre Paulo Ricardo e do Prof. Felipe Aquino. Sem receber nenhum tostão de quem quer que seja. Parabéns a esses abnegados guerreiros!

17 Comentários to “Isto é.”

  1. Soldados de Cristo! No meio dessas trevas sendo luz! Bendito seja Deus!
    A tal pj sendo a coisinha confusa e sem futuro mas que Deus tenha misericórdia.

  2. O responsável pela PJ SP deve estar feliz da vida, ir contra os ensinamentos sagrados deve ser a meta. Os piores inimigos da Igreja estão dentro Dela.

  3. PJ = Partido dos (filhos de) Judas.

  4. Levantai-vos soldados de Cristo!! Pe Paulo Ricardo, um sacerdote incansável em defesa da Sã Doutrina. Pelo seu fiel comprometimento com a ortodoxia católica, provavelmente jamais será bispo. Parabéns Padre Paulo Ricardo e Professor Felipe Aquino.

  5. PJ, cria do PT. Esse povo brinca com o Sagrado, oremos por eles.

  6. Parabéns ao Pe. Paulo Ricardo combatente da Ideologia de Gênero.

    Enquanto isso…

    As pastorais da Igreja (CPT, PJ…) se deixaram possuir completamente pelo espírito do mundo e tornaram-se propagadores de ideologias anticristãs (Gênero, Comunismo…) ao invés de Anunciadores de Cristo e deu Evangelho, esquecendo-se da ORDEM DE JESUS:
    “IDE POR TODO O MUNDO E PREGAI O EVANGELHO A TODA CRIATURA”.

    No fim, apenas um PEQUENO REBANHO será fiel aos ensinamentos de Jesus.

  7. Mais podre que a maioria esmagadora da tal pj é meio difícil de encontrar, estão agonizando… mas morrendo impenitentes…pobrezinhos…pobrezinhos paridos pela “teologia” da MALDIÇÃO…

    S. Clara e São Francisco, que até seu nome teve plagiado por um Bispo de Roma, que anda longe dele, rogai por nós!!!

  8. Confesso que fiquei decepcionado com a baixissima participação dos tradicionalistas, uma pena

  9. Parabéns ao Padre Paulo Ricardo e ao Professor Felipe Aquino. Deus os ilumine e os guarde. Suas vozes – e as de todos os católicos verdadeiramente fiéis à Palavra de Deus e ao ensino constante da Igreja – são necessárias para desmascarar a impostura demoníaca da ideologia de gênero, puro instrumento de engenharia social que busca desviar e deformar a essência do ser humano como homem e como mulher, tal como foi posta por Deus. Buscam modifica-la a seu bel-prazer, sob a guia dos prazeres.
    Isso, de quebra – e pra variar – atinge a família em cheio.
    E é mais uma maneira do ser humano se sentir como se fosse Deus.
    Mas, que esperar de um mundo que propagandeia sexo a todo instante? Que faz a apologia do prazer e do “gozar a vida”? Que esperar de um mundo que apostatou da Fé Católica, despreza Deus e Suas Leis, não acredita na vida eterna (e nem no castigo eterno do inferno) e, portanto, se sente livre para eleger a matéria (e com ela o prazer nos seus corpos) como senhores supremos de sua vida?
    Ainda mais um mundo tão bem acompanhado de poderosos aliados: a televisão e a internet.
    O resultado é esse mesmo que vemos, lamentavelmente.
    Notaram como o número dos chamados “transexuais” aumentou tanto nos últimos tempos? Notaram também como eles aparecem mais, tão bem acolhidos pela mídia anti-cristã, a grande escravizadora de mentes nos tempos de hoje?
    Para quê? Com que objetivo?
    Ora, por que não se tem notícia de que nos tempos antigos e medievais houvesse um tão grande número de pessoas desejando “mudar de sexo” como vemos hoje? (Como se fosse possível “mudar de sexo”) Nem um tão grande clamor para que isso fosse tido pela sociedade como normal? Portanto, como “norma”, como algo comum? (note que não estou falando de casos isolados onde se verificasse tal desvio). Será que é porque não havia cirurgia para “mudar os genitais” naqueles longínquos tempos?
    Ou será que uma tal loucura simplesmente não passava pela cabeça das pessoas que, formadas na Lei de Deus e no temor do Senhor, simplesmente aceitavam-se sem problema algum como Deus as criou em seus corpos, quer masculinos quer femininos?
    Ou, ainda, será porque os que portassem um tal desvio (de querer ser de outro sexo), eram ainda capazes de fazer penitência – católicos que eram – para alcançar o céu? O Catecismo da Igreja Católica não fala que as pessoas com tendências homossexuais são chamadas a ser perfeitas e a se santificarem através da continência? Creio que o mesmo possa ser aplicado aos que – para usar uma expressão hoje bem corrente – não se sentem bem com o próprio sexo.
    Ah, mas quando se tira a eternidade a coisa muda… E como muda! “Se não há Deus, tudo é permitido”. “Se não há uma eternidade para se ter prêmio ou castigo eternos, o melhor é aproveitar a vida”. “A vida é curta. Carpe diem”. “E que tal modificar o corpo?” É o que eles dizem. E, assim, vemos hoje diversas pessoas recusarem-se a aceitar o sexo que Deus lhes deu (caracterizando-o como uma “limitação”, ou uma “escravidão” da natureza, a qual – na visão deles – conviria superar).
    Cabe questionar: essa maneira de pensar é natural? Ou será que essas pessoas não estão recebendo (quer pela televisão, quer via internet) uma cavalar “lavagem cerebral”, (que por sinal já vem durando anos) sendo assim manipuladas para achar isso normal e até para querer esse tipo de coisa para si próprias?
    E não terá isso o objetivo de, num futuro próximo ou longínquo, modificar totalmente a sociedade humana e abolir a família tal como Deus a constituiu?
    Isso tem nome: engenharia social.
    Essa é mais uma maneira de fazer o homem se insurgir contra Deus. O então Cardeal Ratzinger, em sua entrevista a Vittorio Messori, em 1985 (entrevista que resultou num belo livro “A Fé em Crise?”), já denunciava isso como uma forma de revolta contra a natureza e, portanto, contra o próprio Deus.
    Rezemos para que o flagelo da ideologia de gênero (cujo pai é o demônio) não se imponha à nossa sociedade.

  10. Parabéns ao Padre Paulo Ricardo e Professor Felipe Aquino!!! Católicos verdadeiros, fazendo o que Jesus ensinou. Obrigada!

  11. Católicos pode ter certeza que eles não são. O verdadeiro católico vive a doutrina da Igreja doa a quem doer e não a adapta ao seu gosto ou à ocasião.

  12. Jesus tbm e travesti, que cartaz e esse, misericordia de nos, e de nosso tempos senhor JESUS…NOSSA SENHORA DE FATIMA ROGAI POR NOS..

  13. Caro Leandro Gouveia,

    Realmente, vc tem razão: a Canção Nova estava presente com o prof. Felipe Aquino e Pe. Paulo Ricardo, dentre outros.

    É provável que o professor Hermes Rodrigues Nery (presidente da Associação Nacional Pró-vida), muito atuante, representou os tradicionalistas.

    E a hierarquia da Igreja em São Paulo? Onde estavam os nossos pastores? Nos palácios episcopais? Nas favelas? Nas faculdades?

    Falar, criticar é fácil. Mas participar e ir pra a rua é um pouco mais difícil.

    Enfim, parabéns aos Vereadores de São Paulo que aboliram tal Ideologia na Educação.

    Mas será que os colégios ditos católicos (jesuítas, maristas….) ou faculdades (PUC) tb irão abolir tal ideologia na sua grade de ensino?

    Pois pasmem: aqui em Belo Horizonte-MG, o colégio jesuíta Loyola (da Companhia de Jesus), nas aulas de “Teologia” (do 2º ano do Ensino médio) há vídeos com propaganda explicita GAY (“não gosto de meninos”, inspirado no no projeto internacional “It Gets Better”) e até a realização de Júri Gay (disputa pela guarda do filho de Cássia Eller).

    Final dos Tempos!!!

    Nota: É preciso acabar de vez com essas divisões dentro da Igreja (tradicionalistas, carismáticos, progressistas…), pois toda divisão vem do Diabo (significa: “Aquele que separa”).

  14. Padre Paulo sozinho é mais útil à Igreja do q a CNBB inteira.

    • Verdade Alexandre, enquanto a CNBB nos afasta das coisas do Alto, o Pe. Paulo Ricardo tem conduzido muitos ao caminho da Verdade. Sou grato a ele, pois andava meio perdido, desanimado, sem entender o mundo, e vendo os vídeos dele encontrei os primeiros passos do caminho que procurava. Rezemos pela CNBB, pelos nossos sacerdotes, e para que o Pe. Paulo Ricardo continue este maravilhoso trabalho dele. Peço também que Deus ilumine todos os apostolados da internet, para em primeiro lugar esteja ensinar o caminho da Verdade, pois infelizmente a maioria das ovelhas esta sem rumo, muitas por falta de quem as oriente e ensine. Que Deus nos abençoe.

  15. Por razões como esta é que sou contrário às querelas entre carismáticos e tradicionalistas: deveriam, antes de mais nada, compreender que o que os une é a fé católica, que são batizados, filhos da Igreja e fiéis à sã doutrina no que é realmente essencial. Infelizmente, somos constantemente tentados a colocar movimentos e grupelhos acima da religião; e, desta forma, escandalizamos os que não creem com vãs disputas acerca de temas secundários.

    Quando a Verdade está em jogo, os cristãos deveriam levantar o estandarte da fé, e não da CN, Montfort, etc. Somos todos cruzados no campo de batalha; cada um oferecendo o que pode, lutando com as armas que possui, mas todos buscando um objetivo em comum. Bastaria ater-se a este mínimo detalhe para que os modernistas (estes sim falsos católicos e inimigos de Cristo) encontrassem uma muralha sólida diante de suas maquinações contra a fé cristã ortodoxa.

    No entanto, continuamos combatendo uns aos outros, para a alegria dos adversários da Igreja e escândalo dos descrentes.

    Parabéns ao Pe. Paulo Ricardo e ao Prof. Felipe Aquino por colocarem a fidelidade a Deus acima de qualquer carreirismo e respeito humano.

  16. Caro Robson, Concordo com voce.