A eclética Arquidiocese de São Paulo.

Dom Odilo Cardeal Pedro Scherer, arcebispo, e seu bispo-auxiliar Dom Edmar Peron, Vigário Episcopal da Região Belém (onde, no último sábado, ocorreram as ordenações tradicionalistas), abrem a arquidiocese a todos: de tradicionalistas a socialistas e sambistas.

Dom Odilo dá aval e escola de samba fará homenagem a Nossa Senhora Aparecida

Veja SP – O tabu do uso de imagens de santos em escolas de samba vai cair no Anhembi, com a bênção do arcebispo de São Paulo, o cardeal dom Odilo Scherer. Recentemente, ele deu aval à Unidos de Vila Maria para homenagear Nossa Senhora Aparecida em 2017, quando se celebram 300 anos do surgimento da santa às margens do Rio Paraíba do Sul. “É sempre melindroso levar motivos religiosos ao Carnaval. Mas a devoção à padroeira está muito ligada à cultura popular”, diz dom Odilo. Ele recomendou que buscassem a consultoria de história do Santuário de Aparecida [ndr: aqueles que fazem as lindíssimas alegorias que entram no Santuário em todas as festas importantes?…] para o enredo e designou dois padres para acompanhar os trabalhos. “Faremos um negócio de respeito”, promete o presidente da escola Adilson de Souza, que vetará nudez e citações a religiões africanas no desfile.

* * *

Premiados com Medalha “São Paulo Apóstolo” 

medalha

Destaque à premiação da socialista Luíza Erundina na categoria Testemunho Laical: “Coube ao PT em 1989, durante a gestão de Luíza Erundina como prefeita de São Paulo, o pioneirismo na implantação da prática do aborto em um hospital público: o Hospital Dr. Arthur Ribeiro de Saboya (Hospital Jabaquara)”, segundo Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz.

Confirmando ainda a tendência à esquerda da premiação, constam os nomes de Padre Júlio Lancelotti e dr. Dalmo Dallari, petistas lulo-dilmistas de carteirinha.

19 Comentários to “A eclética Arquidiocese de São Paulo.”

  1. No ano que vem, vamos procurar indicar quem realmente julgamos que merece. Por exemplo na categoria 7, indicaria com o maior prazer, o Professor Hermes Levy.

  2. Tenha paciência… Que notícia mais tendenciosa essa…

    • Gustavo, tendenciosa foi a premiação dessa tal medalha. Por que praticamente todos os premiados são pessoas alinhadas com o esquerdismo?

  3. Uê, D Leonardo Steiner não disse tempos atrás que o abortista do vermelho PSOL, subserviente do PT Plinio de A Sampaio então falecido, era modelo de político atuante?
    Dom Raymundo Damasceno, à morte de Eduardo Campos não afirmou que ele era o modelo de católico praticante?
    Gente: estamos noutros tempos, sô, nada de “discriminação, de veto” a quem quer que seja, inclusive as escolas de samba que tanto “bem” causam na “evangelização” com suas mulatas serigaitas, rebolativas à la Eva excitando a concupiscencia da carne nas avenidas, mas em momento de “acolhimento, recepção e muita ternura” sem exigência, inclusive de conversão – com as bênçãos da mitra!
    Pergunte ao Cardeal Kasper e ass. se estariam contra, como à ex petista L Erundina, hoje noutro vermelho, assim como ao pobrista profissional pe Lancelotti etc?!
    Um bispo dos tempos atuais permitindo uma “pastoral” desse naipe como válida, como numa partida de futebol, tem de ser coringa ou se quiser, politicamente correto: atuar de goleiro a ponta esquerda, oportunista; depende da hora!
    O que se nota é que a veneração e homenagens a N Senhora está sendo substituída de devocionais de coração para mera dissipação(profanação) externa!

  4. Salve Maria !

    Deixai, ó Jesus, que em vosso Coração Eucarístico, depositemos as mais ardentes preces pelo nosso clero. Multiplicai as vocações sacerdotais em nossa pátria; atraí ao vosso altar os filhos do nosso Brasil; chamai-os com instância ao vosso ministério!

    Conservai na perfeita fidelidade ao vosso serviço aqueles a quem já chamastes; afervorai-os, purificai-os, santificai-os, não permitindo que se afastem do espírito de vossa Igreja.

    Não consintais, ó Jesus nós Vos suplicamos, que debaixo do céu brasileiro sejam, por mãos indignas, profanados os vossos mistérios de amor. Com instância vos pedimos: deixai que a misericórdia de vosso Coração vença a vossa justiça divina por aqueles que se recusaram à honra da vocação sacerdotal, ou desertaram das fileiras sagradas.

    Por vossa Mãe, Maria Santíssima, Rainha dos Sacerdotes, atendei, Jesus, a esta nossa insistente oração. Ó Maria, ao vosso coração confiamos o nosso clero: guiai-o, guardai-o, protegei-o, salvai-o!

    Cardeal Leme.

    Salve Maria.

  5. A postura relativista do Senhor Cardeal arcebispo de São Paulo vem à tona mais vez. Vamos chamar Olavo de Carvalho para comentar mais uma de Dom Odilo.

  6. Um absurdo! Nossa Senhor Aparecida no meio dessa desgraça chamada carnaval? Onde reina a imodéstia, a impureza, somente com pessoas em pecado mortal…
    Uma verdadeira desgraça isso!
    Dom Odilo perdeu totalmente o juízo!
    Antes Igreja combatia esses tempos de carnaval, agora um Bispo me deixa colocarem e usarem a Virgem de Aparecida. Será preciso dizer a Dom Odilo que a virgem Maria não gosta do carnaval? Que se cometem milhares de pecados no carnaval? Que a Virgem Santíssima não tem parte com essa imundície?

  7. Alguém poderia informar o e-mail de Dom Odilo?

  8. Salve Maria! Considero boa a autorização de Dom Odilo Scherer para que se homenageie Nossa Senhora Aparecida no Carnaval de 2017. Nestes tempos de descristianização, notadamente entre as pessoas mais estudadas e cultas (e de forma especialmente alarmante na geração nascida após 1980), a presença do catolicismo em um meio cultural refratário levará a lembrança de nossa Mãe aos foliões e telespectadores nacionais e internacionais. Haja vista a mixórdia de abusos da carne que ocorre devido aos desfiles normais, será um chamado à temperança, à modéstia e ao louvor. Ainda que isso ocorra por via inesperada, reitero, é imperioso que a influência católica transborde em outros meios, acordando os indiferentes e dando chance aos seus inimigos de serem tocados pela graça divina. Bom ressaltar que o presidente da Unidos de Vila Maria vetará nudez e referências às religiões africanas no desfile. Sejam mais confiantes e otimistas, católicos da internet! A tempestade está ressoando nos ouvidos de todos nós, só que é neste tempo de aflição que está se tornando propícia a restauração da Igreja Católica entre os apóstatas e os à-toas em geral, lembrem-se disso.

    Quanto à medalha “São Paulo Apóstolo”, os premiados são estranhos mesmo. Até me surgiu na mente uma explicação besta, do tipo: esses são desencaminhados a quem está sendo dada uma nova chance de conversão e abjuração de erros. Só que, graças a Deus, a razão voltou: desde quando pecadores notórios seriam convertidos com prêmios honrosos, que lhes aumentam o prestígio pessoal e social sem nenhum compromisso? Se é caso de conversão, que voltem à Santa Missa, confessem os pecados, frequentem a Catequese de novo, metam-se com a Bíblia Sagrada e o CIC, adorem o Santo Sacrário e voltem-se à oração. Que Deus se compadeça de esquerdistas e gnósticos de todos os jaezes, que os torne dignos da Verdade e os inspire a pedir que os torne homens e mulheres de fato, abandonando a mentira e a revolta em que se demoram.

    • Caro Rufus

      Quando se mistura o sagrado e o profano tentando sacralizar o profano acaba-se tão somente profanando o sagrado.

    • “Et visum est aliud signum in caelo: et ecce draco RUFUS magnus” (Ap 12, 3).

      Ninguém percebeu…? Quem escreve desse jeito, com essa desenvoltura, e com esse conhecimento de causa, mas ao mesmo tempo não vê problema (e acha bom!) que uma representação figurativa da Mãe de Deus seja posta numa avenida de escola de samba, NÃO pode ser alguém de Deus, mas traz consigo o sinal da apostasia. Ao que parece, esse RUFUS, isto é, esse VERMELHO, não passa de um um apóstata tentando ironizar nossa Mãe, a Mãe de Deus, Mãe Verbo Encarnado.

      “De Deus não se zomba”, Rufus venenoso. Que Ele lhe dê a justa paga.

  9. A dinâmica dos fatos históricos pode ser perfeitamente representada pelo pêndulo. Há uma vibrante movimentação para os extremos e vagarosamente o pêndulo vai acomodando-se no centro configurando o resumo bem como a pacificação da instabilidade. Vejam a questão econômica. O mundo sofreu forte atração para o capitalismo ou para o socialismo, e pairou sob uma situação híbrida desses dois gêneros, por vezes não se sabendo claramente distinguir qual elemento pertence a um dos gêneros. Não vivemos a época da proclamação do fim das ideologias?

    Assim caminha o fato histórico católico, quer queremos ou não. Na minha opinião Dom Scherer está afinado a essa tendência. Vai adotando elementos dos tradicionalistas e dos modernistas nessa geleia-síntese até que tudo se acomode. Por isso, é perfeitamente possível a promoção da sagrada missa tridentina e ao mesmo tempo a premiação a uma patrocinadora do aborto (conforme comentário da notícia) como se tudo fosse alas de escola de samba que vai mostrando a sua performance no decorrer do desfile.

    Ao meu ver, nada surpreendente. A tendência, e desejo sinceramente estar errado, é que no futuro a feição da catolicidade será a de um corpo híbrido com elementos de modernismo e tradicionalismo. É a realidade da teoria histórica. Quem sabe não fosse no fundo o que desejava o Concílio Vaticano II.

    Mas essa tendência, que não me apraz e nem é meu desejo, tem a terrível sina. Larga os coerentes à margem da estrada abandonados até pelos seus antigos companheiros sob a justificativa de que são incapazes de compreender os novos tempos, e como em outros momentos históricos acabam sendo tidos como radiciais e sabotadores da boa convivência humana.

  10. Se mudar o nome da premiação de São Paulo Apóstolo para Judas Iscariotes ficaria tudo certo.

  11. Ora, mas qual a novidade?
    O “magistério” bergogliano não é justamente esse: “acolher” e ter “misericórdia”?
    O barrete cardinalício tem um preço: esse é o de São Paulo; do Rio, a malfadada JMJ.
    No povo e no pastoreio: para que, enquanto puderem manter seus “stablishment” cardinalícios?
    Dinheiro, poder e estabilidade: eis o que a maioria esmagadora do episcopado brasileiro entende, e bem.

  12. isso é uma afronta ao MOVIMENTO PRO VIDA DO BRASIL! Que vergonha…….seu Cardeal!

  13. Nada como um dia depois do outro…ou melhor, nada como uma década após a outra! Há algum tempo atrás, Dom Eugênio Sales empreendeu uma batalha judicial para proibir a Escola de Samba Beija Flor de utilizar o Cristo Redentor em carro alegórico.
    Naquela época, lembro-me bem, Dom Eugênio classificou o carnaval como degradação moral e conclamou o povo Católico a fazer atos de desagravo contra as ofensas à dignidade de Deus.
    Quem diria que alguns anos depois seria outro Cardeal, o autor de tamanho sacrilégio!
    Dom “Shrek” autoriza o uso da imagem da padroeira do Brasil, a Mãe Puríssima, a Mãe Castíssima, em um espetáculo profano que é um insulto à tudo que Nossa Senhora representa. Simplesmente demoníaco!

  14. Eu não acreditei quando fiquei sabendo que Nossa Senhora seria tema de escola de samba. Infelizmente é verdade. Essa situação é de conhecimento do papa? Se não, deveria ser.

  15. E depois fica com frescura de vetar esse ou aquele para Reitor da PUC? Não tem moral. Entrega pros comunas e libertinos, logo de uma vez. Desse jeito vai ser promovido rapidamente. Nem a Mãe de Deus se respeita mais. Ora, se é com esse respeito que ele trata a Mãe de Deus, imagina o que ele não é capaz de fazer com a mãe de qualquer um de nós. Penso que essa é a resposta de Deus à infidelidade de seu povo: pastores sem amor, pastores sem alma, pastores que devoram as ovelhas. A Igreja diz: Maranathá, Senhor.

  16. Lembremos que a senhora Erundina, quando prefeita, fez questão de implantar o aborto no hospital do Jabaquara. Tudo conforme a lei, é claro… Esse foi seu testemunho laical?