Omissão criminosa e indignação superficial.

Por Padre Rodrigo Maria

Já faz tempo que o PT e seus asseclas têm mostrado a que vieram. Sob o olhar cúmplice de vários personagens e de setores da Igreja Católica, no Brasil, e com a colaboração de muitos de seus segmentos, especialmente de alguns ”movimentos sociais” que se abrigam dentro da Igreja, o PT seguiu com a sua política de implantação do socialismo marxista, o que supõe e exige a derrocada dos valores cristãos que dão a sustentação moral para a sociedade e regulam o sadio relacionamento entre as pessoas e instituições.

De fato, não há a mínima possibilidade da implantação de um sistema socialista em uma sociedade que se rege por princípios cristãos, pois como dizia o Papa Pio XI : Ninguém pode ser ao mesmo bom católico e socialista…”, pois, diz o mesmo Papa: ”o comunismo (fim último do socialismo) é intrinsecamente mau‘. Portanto, para implantar o socialismo marxista é necessário descristianizar a sociedade, destruindo os valores de nossa civilização, fazendo ser aceito como normal o adultério, a prostituição, a prática homossexual, o aborto, as drogas, a depredação do patrimônio púbico e particular, a invasão de terras, a criminalização da pregação cristã sobre família e comportamento pessoal, etc…

Atualmente, o PT e todos os partidos de ideologia esquerdista estão empenhados em fazer leis que implantem e promovam a ideologia de gênero, que é o mais perigoso instrumento já inventado para destruir as famílias.

Uma pessoa não pode ser cristã e petista ao mesmo tempo. Ao contrário, todos os cristãos têm o dever moral de combater as ideologias revolucionárias que atentam contra nossa fé e contra os valores que nos são caros e nos levam a ser melhores enquanto pessoas.

Os católicos mais atentos têm constado, com repúdio, como diversos grupos dentro da Igreja têm defendido a agenda e os contra-valores marxistas. Especialmente a PJPastoral da TerraCEBsMovimento indigenista e outros ditos ”movimentos sociais”, que têm lutado a favor da  ideologia de gênero, da Ideologia gay, da invasão de terras e casas, pelo fim da propriedade privada e pelo projeto da ”Pátria Grande” nos mesmos moldes defendidos por Fidel Castro e bolivarianos de plantão. Some-se a isso, o apoio que alguns bispos deram à reforma política que, curiosamente, coincidia com aquela mesma reforma política gestada e proposta pelo PT e que objetivava a manutenção desse partido no poder…

É preciso falar e expor essa situação a todos. Não podemos permitir que nosso povo continue a ser enganado e instrumentalizado, cooperando com a  destruição de suas próprias famílias e dos valores nos quais acredita. É preciso esclarecer e cobrar de nossas lideranças. A omissão nessa circunstâncias é gravemente imoral e criminosa.

Karl Marx declarou que seu objetivo em vida era ”destronar Deus e destruir o capitalismo”. Porém, no fim de sua vida, viu que não era possível fazer isso sem destruir a família, pois é aí que se perpetua a propriedade privada e se gera a ”psicologia do poder”, ou seja, a idéia de autoridade. É por isso que é impossível falar de ”socialismo cristão”,  seria como falar de um círculo quadrado…

É muito triste que a maior parte dos cristãos brasileiros só passaram a combater o PT e o atual governo quando começaram a sentir no próprio bolso o resultado do assalto aos cofres públicos, realizado por esse partido e seus  aliados. É lamentável que o combate a esse partido marxista não tenha sido motivado muito antes e por razões muito mais graves e sérias como é a defesa da vida e da família.

É bom que agora o povo se levante contra o PT e seus aliados, mas de nada adiantará se não se combater a ideologia revolucionária anti-cristã que esse partido e seus congêneres possui.

Muitas lideranças da Igreja deveriam pedir perdão de joelhos a Deus e ao povo por ter apoiado esse partido criminoso ou por não o ter combatido de modo claro e inequívoco. As lideranças que assim se portaram correm o risco de serem lembradas pela história, como [parte] dos bispos e padres católicos que na Alemanha Nazista não combateram Hitler e suas ideias socialistas deixando-se associar, de maneira cúmplice, ao extermínio de milhões de pessoas.

Será que as lideranças cristãs já pensaram suficientemente nas centenas de milhares de vítimas da violência que foram produzidas por conta da política criminosa desse partido que está há 13 anos no poder fomentando o consumo e, portanto, o tráfico de drogas e o aborto em nosso país? São quase 70 mil assassinatos de pessoas já nascidas todos os anos e mais outro tanto de crianças não nascidas… É verdade que sempre houve assassinatos e abortos, mas é inegável que durante o governo do PT esses crimes se multiplicaram imensamente, uma vez que a legalização do aborto e a liberação das drogas (que gera tráfico e muitas mortes) são políticas defendidas pelo PT e muitos de seus aliados.

O PT faz parte do Foro de São Paulo, que é a articulação estratégica da esquerda latino-americana que apoia as FARC, organização comunista de terroristas e narcotraficantes, que no Brasil têm como parceiros o PCC e o Comando Vermelho. O PT é ainda aliado e comprometido com todas as organizações internacionais que visam legalizar o aborto, transformá-lo em ”direito da mulher” e financiá-lo com dinheiro de nossos impostos, bem como implantar a ideologia de gênero para destruir as famílias.

Pode honestamente uma pessoa se considerar seguidora de Jesus Cristo e apoiar um partido que tem tais idéias? Nem os fariseus que tiveram sua conduta duramente condenada por Cristo poderiam conceber uma hipocrisia a esse nível.

O fato de ter sido eleito um partido que defenda tais bandeiras atesta o grau de apostasia do povo cristão e especialmente de suas lideranças.

Oxalá nosso povo desperte para as razões mais profundas pelas quais devemos combater o PT e todos os partidos de orientação marxista-socialista, de modo que ao cair esse governo revolucionário não entre nenhum outro que defenda as mesmas ideias podres.

Pe. Rodrigo Maria
Anúncios
Tags:

19 Comentários to “Omissão criminosa e indignação superficial.”

  1. Esse sim é um padre de verdade!
    Enquanto isso, na TV Aparecida, ontem dia 10/09 as 22h ouve um documentário do MST, invasões de terra no estado de Goiás. Claro! Bispos e lideranças da igreja local dando total apoio!

    • MEU CARO LEONARDO

      Uma coisa é lutar pela vida e pela dignidade das pessoas, outra coisa é lutar por um partido ou uma ideologia. Os Bispos, a CNBB e vários Padres lutam pela vida e não lutam por uma ideologia. Jesus dirá no fim dos tempos: EU TIVE FOME E ME DESTES DE COMER, EU TIVE E ME DESTE DE BEBER…. Essa é a nossa missão. Dar o pão material e o pão espiritual. Se vocês acham que quem luta pela vida, pela terra, pelo pão, pela moradia é comunista, Jesus era comunista. Agora que no MST tem alguns que são comunista, isso é verdade, a maioria é do PT. Mas isso não nos impede de lutar. O que nos une com eles é a luta pela vida, é o pobre, é aquele que é descartado pela sociedade capitalista. Se eles estão lutando pela vida nós também estamos. MAS ISSO COMEÇOU COM JESUS BEM ANTES DO COMUNISMO. Portanto atribuir aos comunistas que eles são os únicos que lutam pela terra, pelo pão e pela vida é torná-los santos demais. Vocês tem que parar com essa mania de rotular quem luta pelos pobres de comunista. Isso é um elogio demais para ele. Quem luta pelos pobres É CRISTÃO. Lembra do bom samaritano???Aliás, nos regimes comunistas sempre teve muitas prisões, mortes, torturas etc e nós cristãos somos contra isso e jamais queremos isso para o povo brasileiro. Não se assuste se Bispos, cardeiais, O Papa e padres, freiras e católicos e luteranos apoiam a luta pela terra. ISSO É CRISTÃO. A TERRA É DE TODOS E DEUS CRIOU PARA TODOS E NÃO SÓ PARA ALGUNS. Salve Maria Imaculada.

    • Alberto, então nos explique o alinhamento da ações entre o CIMI, a CPT e o MST já que tudo é válido naquilo que une vocês.

  2. Pode honestamente uma pessoa se considerar seguidora de Jesus Cristo e apoiar um partido que tem tais idéias? Pode sim, se ela estiver seguindo o princípio da falsa obediência, porque foi por meio desse princípio que Satanás seduziu um número incontável de almas que ainda acreditam piamente que onde está o Bispo está a Igreja.
    Sim isso até foi verdade, naquele tempo em que Santo Inácio de Antioquia enviou uma carta ao então jovem bispo de Esmirna, São Policarpo, mas hoje será que podemos dizer que onde está Kasper está a Igreja? Onde está esse bando de impostores da CNBB está a Igreja?
    Basta dar uma olhada nos posts dos legalistas espalhados pela net, todos alegam e empurram o princípio da falsa obediência pra continuar defendendo e seguindo esse clero apóstata e o que eles apoiam ou mandam o povo apoiar.
    Não foi a CNBB que estava instrumentalizando as paróquias na defesa do projeto de Reforma Política proposto pelo PT? Sempre foi assim, o povo perece por falta de conhecimentos e aqueles a quem foi dado o poder de ensinar, estão usando esse poder pra corromper. Há muitas pessoas honestas que votam e votaram no PT porque o Bispo e o padre fez do altar da igreja palanque de comício a favor de candidatos desse partido.
    Tais pessoas desconhecem essa agenda funesta porque ela é omitida nas chamadas “campanhas da fraternidade”, nas homilias e nas pastorais. O veneno da impiedade é passado sob o disfarce de uma pseudo-caridade, pseudo-misericórdia, defesa da cidadania e da justiça social.
    Aguardem uma nova campanha da CNBB cujo tema será “os gays e a Fraternidade”.

  3. Parabéns Padre Rodrigo! Que Deus o abençoe e sempre o dê coragem para não calar-se! Infelizmente conheço muitos católicos petistas e isso é lamentável! São defensores ferrenhos do PT e não nos permite nem argumentar. Infelizmente não aceitam. Terão que prestar contas ao Deus Altíssimo. Misericórdia!

  4. Francisco de Mello e Silva, “padres não podem e nem devem se meter em política”?

    Avisa a CNBB, tá?…

  5. Parece que esta matéria está sendo “censurada” com algum tipo de “rastreador”. A gente tenta enviar ou compartilhar este artigo por e-mail e ele volta como recusado, mas outras mensagens para os mesmos destinatários enviados no mesmo instante não são recusadas. Apenas a que reproduz este artigo. mudei o assunto e evitei referência ao PT e ao Socialismo e não adiantou. Enviei outras no meio das tentativas e foram ao destino sem problemas. Estranho…

  6. Interessante o artigo do Pe. Rodrigo. Mas aparenta uma certa ingenuidade achar que, caindo este governo, entrará um novo governo defensor dos ideais cristãos, da família católica… A Revolução é muito mais ampla, as ordens vêm de muito acima de Dilma, Lula e seus companheiros. No máximo podemos esperar um mal menor ou uma pausa… Justa a denúncia que faz o Padre. Que os católicos detestem e repudiem essas ideologias satânicas! Mas o combate é na vida diária, na vivência da fé cristã e no testemunho. Como não interessa aos inimigos de Cristo criar mais mártires para a Santa Igreja (eles bem aprenderam com o passado), a resistência da Igreja deverá ser realizada pelos santos.

  7. Eis aí uma voz que clama no deserto.
    Quem tem ouvidos, ouça-o. Principalmente os supostos “padres” deputados federais, estaduais, prefeitos e ex-presidente (Paraguai, uma lástima!).
    Não é possível servir a dois senhores, disse Jesus.

  8. Eis o que falta ao relativizado Brasil: muitas dezenas de sacerdotes como Pe R Maria, bem atuante no combate à peste revolucionaria ideologia marxista que invadiu o Brasil e muitos países da A Latina, com seus “movimentos sociais”, melhor: milicias comunistas, tipo MST, assim como via TL, a qual é um esquema sutil da KGB para espalhar o comunismo nas Américas por meio da doutrina da Igreja católica transmutada nos laboratorios de engenharia social, de forma sutil, num cristianismo socializado!
    Onde entra a bandeira do martelo e foice, caso Brasil via Dragão Vermelho PT, estão garantidos o atraso, miséria, muita violência, destruição e morte, pois o comunismo, além de ser diabolismo em sua essência, é o próprio caos!
    Que faz a CNBB que aparenta representar a Igreja no Brasil para se contrapor ao PT? Que
    eu saiba, nada; ao contrario, está sempre dialogando com eles, quando deveriam estarem em fronts opostos, rivalizando-se e em recorrentes alertas ao povo como os profetas do AT que “davam os nomes aos bois” acautelando acerca do poder destrutivo nas mentes e no social como reflexo da destruição interior, estilo Dom Bergonzini e Dom Aldo Pagotto e uns muitos raros agindo dessa forma que eu conheço!
    Dia 7 pp certo arcebispo incentivou aderirmos à “Reforma Política” na Tv Aparecida e mais outras que satisfazem plenamente os comunistas do PT; como têm caído no conto dos vermelhos!
    Nunca ouvi numa homilia nas S Missas até hoje algum sacerdote o menos citar o “palavrão” PT – no máximo, muito raramente umas pinceladas muito leves sobre o governo, de forma genérica, quase abstrata!
    Porque o povo revoltou-se contra o PT? Por ter-lhe mexido nos bolsos pois nas manifestações até hoje, nenhuma questionando a destruição da ética-moral do tronco judaico cristão ou de alienação do povo à fé cristã, mas “quero isso, quero aquilo”, mais se parecendo entes humanos que RACIOCINARIAM COM O VENTRE!
    Já pensou no Juízo Final sermos interpelados que elegíamos para nos governar justamente os que odiavam o Senhor Deus Juiz Imparcial que nos julgará sem lenitivos, e colaborávamos para bani-Lo do mundo?
    Que aceitávamos implicitamente o “DECÁLOGO DE LÊNIN”, cujo primeiro mandamento indicava:
    “CORROMPA A JUVENTUDE E DÊ-LHE TODA LIBERDADE SEXUAL”?
    Em ida a Erfurt, ex Alemanha Oriental, o papa Bento XVI sentenciou:
    Comunismo, Nazismo e Fascismo = Chuvas ácidas.
    Nazismo e Fascismo = Pestes Negras.
    Comunismo = Peste vermelha!

  9. O Padre Rodrigo Maria é um profeta no sentido bíblico da palavra. Deus o abençoe e proteja.

  10. “Os seus chefes e oficiais agem como lobos que arrebatam a presa no meio da terra, derramando sangue e para perder as almas, para alcançar de forma desonesta qualquer tipo de lucro e riqueza” Ez 22,27.
    Esse perfil bíblico de lobos em pele de ovelha é o dos comportamentos dos meliantes do PT, deformando as mentes cristãs no marxismo, e que ainda agem como abutres do erário nacional!
    Por cima, direcionando as riquezas do país para si e para a bandidagem aliada comunista, apenas por métodos subversivos e desonestos!
    “Comeram a carne do meu povo, arrancaram-lhe a pele, quebraram-lhes os ossos, partiram-no como para fazer num caldeirão, como se carne que se quer ferver dentro de uma panela”.
    Isso diz o Senhor acerca dos profetas que seduzem o meu povo, que mordem com seus dentes e que pregam a paz; e, àquele que não lhes põe coisa alguma coisa na boca, declaram guerra santa”. Mi 3, 3,5.
    O acima acerta no PT que, além de material-ateísta, descarta e/ou persegue quem nega propinas, agora nomeadas pixulecos, para lhes manter a parasitagem, aliando-se apenas aos milionarios para explorarem os pobres!
    Luleco já declarou sem meias palavras que se não fossem os “religiosos amigos” não teria subido ao poder, tendo razão!
    Uma não se pode negar do arrogante, soberbo e vampiro PT, que sabe fazer oposição: se algum partido ou instituição ele não atacar – caso CNBB, TL, PC do B, PSOL etc. – pode ter certeza: se não for aliado, é omisso em denunciar sua sordidez!
    Parabéns, Pe Rodrigo e vá em frente!

  11. Com a palavra, a CNBdoB…

  12. Peço vênia para deixar aqui meu apoio ao Pe. Rodrigo Maria.

    Toda esta doença do mundo moderno relatada pelo Pe. Rodrigo Maria é fruto do comunismo. Reitero aqui as sábias palavras do Prof. Plínio Correia de Oliveira, em sua obra Revolução e Contra-Revolução:

    “O êxito dos êxitos alcançado pelo comunismo pós-staliniano sorridente foi o silêncio enigmático, desconcertante, espantoso e apocalipticamente trágico do Concílio Vaticano II a respeito do comunismo”.

    (…)

    “É penoso dizê-lo. Mas a evidência dos fatos aponta, neste sentido, o Concílio Vaticano II como uma das maiores calamidades, se não a maior, da História da Igreja 75. A partir dele penetrou na Igreja, em proporções impensáveis, a “fumaça de Satanás”, que se vai dilatando dia a dia mais, com a terrível força de expansão dos gases. Para escândalo de incontáveis almas, o Corpo Místico de Cristo entrou no sinistro processo da como que autodemolição.”

  13. Francisco de Mello e Silva,
    Você está caluniando o Padre Rodrigo Maria e espalhando maledicências. Duas opões: Ou está repetindo calúnias, por ignorância dos fatos, ou está cometendo calúnia de forma consciente. Irei dar-lhe um aviso: O Padre não está suspenso, pois o erro cometido pelo saudoso Dom Livieres foi desfeito por ele e pelo Bispo que o substituiu. Eu sou testemunha destes fatos. Aconselho a se ratificar publicamente, por que estou disposta a mover processo criminal de DANO MORAL contra todos que caluniarem ao Padre Rodrigo Maria. Todos, sem excessão. Lembro aos assessores da CNBB que conheço profundamente a rede de organizações revolucionárias/ abortistas e possuo seleto material de estudo investigativo.

    Espero ter sido clara.

    Assinado: Adriana Araujo
    Diretora de Comunicação
    Aliança da Santa Cruz/ Brasil.

  14. Amigos, peço para aqueles que apoiam o Padre Rodrigo Maria entrar em contato com: Info@aliancadasantacruz.org
    Objetivo: Realizarmos um cadastro de apoios.
    Muitíssimo obrigada,

    Adriana Araujo
    Diretora de Comunicação
    Aliança da Santa Cruz/ Brasil.

  15. Apenas os tolos, ou os hipócritas, creem que a atual administração da CNBB não é esquerdista!
    Apenas os de má fé não exergam a influência da esquerda sobre nossa Igreja no mundo, e notadamente no Brasil.
    A malfadada Teologia da Libertação, execrada por São João Paulo II, mostra novamente suas garras maléfluas!

  16. Francisco de Mello e Silva,
    vamos esclarecer este ponto, o Padre Rodrigo Maria não está suspenso de ordem!
    Com a palavra a resposta do próprio Padre a outro comentário equivocado semelhante ao seu, no próprio fratres, para evitar que opiniões desinformadas venham causar novos equívocos.

    Segue abaixo as perguntas da leitora e as respostas do Padre:

    ”Porque foi suspenso? Qual foi o engano?”

    R- Como bem disse um bispo amigo: “O nome disso é perseguição”… fui acusado de desobediência e sofri um ”processo” administrativo por conta dessa acusação. O processo foi feito por um Vigário Geral, que aproveitou-se da ocasião de confusão em Ciudad del Este e quis, como se diz: ”jogar para a galera”, lançando-me na fogueira em um momento em que muitos queriam (e querem) minha cabeça (infelizmente, a Igreja está cheia desse tipo de gente sórdida que se presta a esse tipo de serviço sujo com os olhos em alguma vantagem pessoal ou promoção)… o tal ”processo” durou duas horas. O afã em querer prejudicar e de dar satisfação aos perseguidores foi tão grande que fez com que o promotor do “processo”, ancorado no poder que possuía naquele momento, perdesse todo senso de justiça e também do ridículo, de modo que o ”processo” foi todo viciado e completamente fora das normas do Direto Canônico. A saber:

    A- Fui avisado do “processo” apenas um dia antes de comparecer em juízo;

    B- O mesmo Vigário Geral que foi o acusador no “processo” foi também o fiscal e o juiz do mesmo “processo”;

    C- O “processo” durou exatamente duas horas;

    D- Não foram apresentadas provas conclusivas de NADA;

    E- Não me foi dado o direito de constituir defesa;

    F- Não me foi dada a oportunidade de falar com o bispo (como manda o Direito Canônico), com quem tive sempre ótimo relacionamento, para esclarecer o que se estava chamando de desobediência, pois todas as coisas das quais fui acusado de fazer em “desobediência” na verdade eu possuía a autorização do bispo para fazê-las…mas… não tinha passado pelo Vigário Geral…;

    G- A sentença fulminante que foi dada expressa toda a fúria persecutória daquele que moveu o “processo”: mesmo sendo um “processo” ADMINISTRATIVO, aplicou-se indevidamente, uma das mais duras penas de um processo PENAL: a proibição de celebrar pública ou privadamente, na diocese ou fora dela qualquer sacramento ou sacramental…;

    O então Vigário Geral, que fez esse ”processo” infame, me acusou de desobediência por eu ter ido três vezes ao Brasil (sendo duas para completar um tratamento dentário e uma para visitar meu pai que estava gravemente enfermo), por estar fazendo os Hangouts na internet (pois segundo ele, era apostolado fora da diocese, uma vez que pessoas de fora da diocese o assistiam!…), por dar assistência ou falar com ex-membros da Arca de Maria, entres outras coisas do mesmo porte…o que é necessário se saber é que: TODAS essas minhas ações foram permitidas pelo meu bispo, o que torna falsa e caluniosa a acusação de desobediência… é evidente que esclareci tudo isso durante as duas horas que durou o processo, mas não foram aceitas minhas alegações…prevalecendo o desejo de destruição a minha pessoa por parte do detrator, o que levou a aplicação da pena sem que se fossem apresentadas provas e sem que houvesse o direito a defesa, passando-se assim por cima de todas as prerrogativas do Direito.

    O tal Vigário Geral chegou a tal grau de sordidez que acusou-me de ter inventado uma doença para meu pai a fim de “dar voltas por aí”… foi necessário que eu trouxesse os documentos do hospital e do médico que assistiu meu pai durante o período que ele esteve na U.T.I…

    Aconteceu que no próprio decreto de punição me era dado o prazo de 10 dias para recorrer, o que assistido por excelente advogado canônico, foi feito em tempo hábil. Embora houvesse tentado muito, não consegui ter acesso direto ao bispo. Quem conseguiu protocolar minha defesa e entregar cópia da mesma ao bispo que estava saindo de viagem para Roma foi o anterior Vigário Geral, muito próximo do bispo e superior de comunidade daquele que era então o Vigário Geral. Quando o bispo (Dom Rogelio Livieres) se inteirou do que realmente estava acontecendo, procurou corrigir o erro e restabelecer a justiça. Ocorreu, porém, que, em Roma, o bispo foi deposto e quando voltou não tinha mais autoridade para fazê-lo, embora tenha realmente tentado. Entretanto, Dom Livieres, mesmo deposto, escreveu ao bispo que o sucedeu no governo da diocese pedindo ao mesmo que aceitasse o meu recurso e corrigisse aquela situação. De fato, um mês depois, o decreto de suspensão foi revogado por outro decreto que me restituía parcialmente o uso de ordens, sendo que o restante foi sendo dado aos poucos, até que pude ministrar todos os sacramentos, mas permanecendo a restrição de, fora da diocese de Ciudad del Este, fazê-lo apenas privadamente. Aconteceu que, em janeiro de 2015, apresentei o pedido formal para deixar a diocese de Ciudad del Este, o que me foi concedido de forma escrita em abril desde ano. Tendo sido acordado que o bispo que me acolhesse me daria uso pleno de ordens, o que de fato aconteceu, sendo essa minha situação atual. Talvez seja útil dizer que possuo a documentação escrita do que acima está afirmado.