Começou o Ano da Misericórdia (dos fariseus).

As múmias da Teologia da Libertação estão perdendo completamente as estribeiras. Atingiram o bezerro de ouro petista e, para esse crime, não há misericórdia — antes, o bispo esquerdista recém aposentado Demétrio Valentini rasga as vestes com uma violência sem precedente recente por um membro do episcopado.

Fragilização das instituições

Dom Luiz Demétrio Valentini
Bispo de Jales (SP)

A crise nacional está chegando ao seu limite. Estamos à beira de um precipício, onde podem despencar nossas instituições, levando a rupturas mais desastradas que o rompimento da barragem em Mariana.

Diante da gravidade da situação, seria o momento dos Três Poderes, demonstrarem lucidez, equilíbrio e determinação.

Infelizmente, não é isto que está ocorrendo. Ao contrário, os poderes estabelecidos estão se fragilizando, num processo de rápido desgaste, que transmite insegurança diante dos desdobramentos que fatalmente se desenham pela frente.

Diante da urgência de enfrentar a crise econômica com rapidez e determinação, o Executivo se vê questionado diariamente, e intimidado com ameaças de boicote legislativo.

Por sua vez o Legislativo vai rapidamente perdendo sua credibilidade com a constatação do envolvimento de diversos parlamentares em escândalos financeiros. Este desgaste se acelera com a desfaçatez em usar a imunidade parlamentar para proteger os ilícitos praticados com desenvoltura e atrevimento.

Para segurar a barra da constitucionalidade, o Judiciário tenta demonstrar eficácia e autoridade nas decisões relativas aos casos que lhe são apresentados. Mas há outros casos que também deveriam ser submetidos ao crivo do Judiciário. E os membros do Supremo precisam sempre deixar muito claro que suas decisões não se amparam em preferências políticas, que por vezes são solenemente encobertas de aparente neutralidade, mas na verdade têm destinação partidária.

Agora, com a decisão de abrir o processo de impeachment da Presidente Dilma, por parte do Presidente da Câmara dos Deputados, chegamos ao cúmulo da desfaçatez política, e do cinismo parlamentar.

Pois além de usar e abusar da imunidade parlamentar para encobrir suas trapaças financeiras, o Presidente da Câmara, conspurcado com o lodo de suas ladroeiras, pretende usar suas prerrogativas constitucionais para arrastar a Presidente para a mesma lama em que se vê envolvido. Vendo que se afoga, tenta puxar para dentro da fossa quem a ele está ligado por laços de ofício constitucional, como se a Constituição fosse um refúgio para quem faz da política um arsenal de expedientes ilícitos.

A gravidade da crise exige reação pronta e eficaz. Não se pode permitir que a atividade política fique agora toda ela comprometida com os debates em torno da proposta de impeachment.

Antes de mais nada, é preciso identificar com clareza quais são os motivos que levaram o Presidente da Câmara a tomar esta decisão.

Com a mesma rapidez com que o Supremo decidiu pela prisão de um Senador, deveria analisar agora as acusações feitas contra o Presidente da Câmara.

Para que, o quanto antes, se deixem de lado as intrigas inúteis, e todos se voltem, autoridades e cidadania, para o enfrentamento da crise, enquanto ainda é tempo de evitar os desastres que ela pode trazer para o país.

A hora é de seriedade e apreensão. “Quem sabe, faz a hora!” A crise poderá se transformar em nova oportunidade para o Brasil.

Chega de intrigas. Vamos cuidar da crise!

Fonte: CNBB

19 Comentários to “Começou o Ano da Misericórdia (dos fariseus).”

  1. O que é isso, Dom Demétrio? Quanta raiva !
    Calma porque agora a prioridade da Igreja é refletir sobre a “questão do saneamento da básico”…
    Acalme-se e vamos ensaiar juntos o canto da Campanha da Fraternidade 2016…

  2. Impagável mesmo está o título! Perfeito. Parabéns.

  3. Até os protestas já estão vendo muitas contradições no meio católico:

    http://juliosevero.blogspot.com.br/2015/12/cnbb-sai-em-defesa-de-dilma-e-ataca.html

  4. A gravidade da crise exige reação pronta e eficaz.

    O que será que ele quis dizer com isso?…

  5. Ai de vós, bispos que só falam de crise política enquanto a Igreja vive a maior Crise de sua história…

  6. Essas palavras caem bem se fosse pregado em favor da CNBB, seriedade, apreensão, transformação, oportunidade…

    O Senhor critica o Presidente da Câmara dos Deputados chamando de cínico,trapaceiro, ladrão, e esquece que a presidente da Republica (DILMA) também é uma trapaceira, mentirosa, oportunista, como é hoje a própria CNBB.

    O senhor deveria se voltar para o seu rebanho que a muito tempo esta perdido a espera de uma pastor digno de Nosso Pai… ou então renunciar a essa tão nobre causa que é servir a Jesus Cristo, o que o senhor já não o faz a muito tempo…

    Não julgue o tamanho do rabo dos outros sem antes olhar para o seu próprio, que acredito ser tão comprometido quanto aos que estão ai destruindo o Brasil…

    Queremos um Brasil mais justo, sem tanta roubalheira, sem guerrilheira comandando este país, sem semianalfabeto dizendo que não sabe de nada, sem deputados e senadores que só pensam em engordar seus vencimentos, sem STF vendido e sem CNBB descrente, herética e hipócrita comandando na Santa Igreja de Cristo…

    Senhor bispo, faz uma favor para todos nós… Pede pra sair…Pede pra sair…

  7. Dom Decrépito Valentini calado é um poeta!

  8. Nosso querido Brasil. País de ordem, harmonia, sempre venceu as crise através mais das forças sobrenaturais que pelas armas. Agora, depois de tantas infidelidades de nós brasileiros. Onde nós fomos salvo das garras do protestantismo, logo apos o seu descobrimento. Mais tarde em 64 saiu ileso sem derrama praticamente muito pouco sangue dos nosso militares. Foi salvo, misteriosamente pelas Mãos invisíveis da Mãe de Deus, das garras do comunismo. Depois de tantas graças, de tantos benefícios do céu, de tantas benção de Deus. O povo brasileiro parece que esqueceu dos milagres que aqui aconteceram. Através da cilada dos seus representantes, o Brasil foi toldado com a mancha do divórcio, com a volta do comunismo, disfarçado em socialismo. Colocando como nosso representante, uma pessoa de ideias avessa a doutrina cristã. Aí começou a crise de tudo: Moral, financeira, econômica, desvio de verbas por todos os lados.A nossa pobre nação, está a beira do precipício, qualquer “empurrão”, cai no abismo. Como chegou a tanto? Esta é a pergunta básica. É preciso sempre lembrar que foi a covardia; ou melhor. A malícia dos bispos do Brasil, que a esquerda chegou ao poder. Se nós tivéssemos bispos, padres, que orientassem o povo; sobre o perigo do comunismo ou socialismo, como estava avançado no Brasil. Unido ao Rosário constante das orações fervorosas do nosso povo. Jamais eles iriam chegar a tanto. E agora? Adianta chorar pelo “leite derramado”? É claro que sim! Vamos nos unir como outrora os nosso antepassados fizeram. Combater primeiro com o Rosário na mão. Lutando cada um com as suas posses. Os bispo não comprometidos com o erro. Tem que sair da “moita” grita com todas as forças pela mídia, que o erro não tem direito a existência. O padres bons, tem que ir à público denunciar a enxurrada de erros que chegamos, os políticos (que são poucos) tem desempenhar a sua missão árdua e fatigante de defender o povo. Que eles tantas vezes juraram em trabalhar para isto. Chega de padres sertanejos! É preciso, que os sacerdotes voltem a celebrar a verdadeira missa. Precisamos de bons sacerdotes nos confessionários, nos bons sermões sobre os santos Evangelhos, e a vida dos santos, a vida pautada pelos Mandamentos da Lei de Deus e da Santa Igreja. É isto que esperamos das autoridade da Santa Igreja.
    Joelson Ribeiro Ramos.

  9. Pá! Como eu gostaria de ver um brado desse, saído de um bispo ou cardeal, aflito, ansioso, apressado, preocupado, mas dirigido aos pecadores, conclamando contra os pecados humanos cada vez maiores. Alertando para o castigo divino, chorando e rasgando as vestes em desagravo as ofensas feitas a Deus, implorando a conversão de todos e rogando a Deus pelo perdão… Ah, sem chance… eles só se inflamam de amor pelo PT.

  10. Eu sonho que um dia algum bispo que não concorde com as cachorradas desses fariseus de vestes episcopais, ou da CNB do B como um todo, venha a público criticar a situação deplorável dessa entidade e dela peça desfiliação.
    Claro que isso é muito difícil de acontecer, pois certamente esse bispo receberia uma fraterna “visitação apostólica” por não estar na “perfeita comunhão”, mas um dia verei isso, tenho fé.

  11. “Quem sabe, faz a hora!” Isso é um sinal para ativar alguma célula-guerrilheira-terrorista no Brasil?

    Como se a presidente do Brasil já não esteja na lama. E quem arrastou quem? Mas não é isso que está em julgamento no referido processo.

    O processo aberto vai julgar os atos dela – a presidente do Brasil – e não o caráter de Cunha(isso é outro departamento – outra Comissão para este fim).

    “…trapaças financeiras, o Presidente da Câmara, conspurcado com o lodo de suas ladroeiras, pretende usar suas prerrogativas constitucionais para arrastar a Presidente para a mesma lama em que se vê envolvido…”

    Como se diz: “Jacaré se defende com o rabo”. Acusar os outros pelo próprio erro é coisa de jacaré mesmo.

  12. Era de se esperar que a CNBBolivariana e seus membros mais exaltados como o sr. D Demetrio Valentini, dos sucessores de D Hélder não ficassem nada satisfeitos com o impeachment de Dilma, afinal, mexeu com os de casa, aliados, e isso requer não só interpelação, quiçá até retaliação!
    A grande vantagem é que tanto a escoria PT quanto a direção esquerdista da CNBB não têm reputação alguma entre os católicos bem informados, e ambos são nivelados comportamentais.
    Porque a sr bispo, hoje recém emérito, nunca se insurgiu contra esse partido comunista anteriormente e permitiu sem reação para que caos dessa gigantesca proporção se instalasse, mais se parecendo simpático a ele?
    Sabia que Dilma pertence pertence a tal qual partido que alugou os vendilhões do “Partido Malfeitor Do Brasil”-PMDB para se associarem nas 1001 trapaças e chantagens, e em caso se ele ser cassado, idem Dilma, locadora desse partido?
    Que saiam os 2; o Brasil agradece, mas só o Cunha, jamais!
    Quando D Bergonzini interpelou o PT, o sr o questionou por ele ser contra o aborto e avesso às mazelas que um partido comunista aporta!
    Ainda bem que D Bergonzini não deixou por menos com essa investida injustificada de quem devia se honrar como prelado católico, e deu a merecida resposta a um bispo defensor de marxistas – nada merecedor de respeito!
    D Valentini, D Casaldáliga, D Balduino+ etc., farinhas do mesmo saco!

  13. “1 Eu te conjuro em presença de Deus e de Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, por sua aparição e por seu Reino:
    2 prega a palavra, insiste oportuna e importunamente, repreende, ameaça, exorta com toda paciência e empenho de instruir.
    3 Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si.
    4 Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas.
    5 Tu, porém, sê prudente em tudo, paciente nos sofrimentos, cumpre a missão de pregador do Evangelho, consagra-te ao teu ministério.” (2 Timóteo)

    Se os BISPOS, se preocupassem com aquilo para que foram instituídos, não estaríamos nesse mar de soberba e luxúria. Essas duas molas, sustentam o mundo atual: a soberba que incha o homem, fazendo achar-se maior que Deus, a ponto de levar a degradação o gênero humano na sua essência criada para servir ao Criador; do outro lado a luxúria, onde os sentidos mais baixos, mais irracionais arrastam o homem a condição pior que o próprio demônio. É constrangedor ouvir os que se dizem autoridade da Santa Igreja Católica, chancelarem abertamente contra o próprio Deus. Quando lançaram a liberdade, a igualdade e fraternidade, rechaçando a Deus, começou a auto demolição do gênero humano. Quando se instalou ideal dentro da Santa Igreja, pregando o antropocentrismo, a liberdade religiosa, que a felicidade deveria ser nesse mundo, nos infernos tiveram que abrir novas galerias, pois aumentaria consideravelmente o números de condenados.

    Partidos Políticos a parte, pois o que está em jogo é o Reinado Espiritual e Temporal de Nosso Senhor Jesus Cristo, O qual foi claro e direto ao dizer que o Seu Reino não era desse mundo, portanto, senhores bispos, não enganem as almas que vos foram confiadas, isto também serve para os padres, pois a eles é dada a responsabilidade por cada alma que se salva ou que se perde.

    O silêncio covarde não exime a responsabilidade dos que foram ordenados para pregar a Verdade, Cristo. É chegado, ou melhor, está passando o tempo de saber a quem realmente devemos servir: o Deus Verdadeiro, ou a pai da mentira.

    O Brasil que é, pelo menos nos números, o maior país Católico, não poder eleger se quer meia dúzia de cristãos verdadeiros, tementes a Deus. Vemos pessoas que se dizem católicas e até padres, que fazem propaganda para partidos com ideias totalmente contra a Deus ( aborto, relações degradantes dos gêneros, liberdade religiosa, etc); infelizmente essas ideias já ultrapassaram os presbitérios, são até proclamadas nos púlpitos descaradamente.

    Bispos, voltem para a Verdade incriada, para Aquele que pode verdadeiramente nos trazer a paz. Não sejam Judas, Ananias, Pilatos; sejam Nossa Senhora, que mesmo com o coração de mãe dilacerado, não se afastou de seu Divino Filho na Cruz, como Simão de Cirene que colocou-se a levar a Cruz com Jesus, como Verônica, que não teve respeito humano em limpar a face do Divino Salvador.

    Roguemos a Deus pelos maus pastores, para que voltem a Verdade, e por nós para que não nos afastemos.

  14. Que vergonha! este bispo é um fariseu mesmo! Ele não está vendo a situação deplorável que se encontra o País e quem o administra??? Bispo fariseu! É certo o título deste post: ano da misericórdia dos FARISEUS!

  15. O amigo dos vermelhos D Valentini colocou no site da CNBB amiga da TL e do PT um comentario atacando Eduardo Cunha por aceitar de impeachment contra presidente Dilma Rousseff, que foi oportunismo e cobrir suas vigarices.
    Esse partido PT nem deveria ter entrado no poder e se subiu foi com ajuda de gente como o sr bispo, certo, além de o sr estar também tomando parte de todas as desgraças que o PT tem feito, como colaborador e amigo pessoal de Dilma, tá?
    Já ouvi varios dizerem que o sr seria infiltrado comunista, e nessa hora, o sr sorri diz: que absurdo, gente pensar uma coisa dessas…
    Quem com porco mexe, farelo come, D Demetrio!…
    Vejam a coragem dele, cara de pau mesmo:
    “No texto intitulado “Fragilização das instituições”, o bispo usou palavras duras para se referir ao parlamentar. Em determinado trecho, Valentini diz que “o presidente da Câmara, conspurcado com o lodo de suas ladroeiras, pretende usar suas prerrogativas constitucionais para arrastar a presidente para a mesma lama em que se vê envolvido”.
    “Segundo ele, o parlamentar “tenta puxar para dentro da fossa quem a ele está ligado por laços de ofício constitucional, como se a Constituição fosse um refúgio para quem faz da política um arsenal de expedientes ilícitos”.
    O bispo encerra o texto fazendo um apelo para que “as intrigas” cessem e que a atividade política não fique “comprometida em torno da proposta de impeachment”.

  16. Desfaçatez, cinismo etc. Esses adjetivos cabem muito bem em certos Bispos comunistas como o é o D. Demétrio, que nada diz da mentira estelionatária da Dilma, o aborto que o partido dela quer implantar no País, o casamento de homossexual frontalmente contrário à doutrina católica que faz parte do plano do PT etc. Isso tudo é bobagem, não é D.Valentim. Sobre isso, silencio absoluto e quer arrastar os incautos com esse discurso político rasteiro para o mesmo esgoto moral em que se encontra certos prelados comunistas. O que é importante é que uma comunista seja apeada do poder por vontade popular. Igualzinho aos fariseus do tempo de N.S. Jesus Cristo.

  17. Apesar do deputado Cunha ter utilizado a abertura do processo de impeachment por oportunismo, as razões ñ foram dadas por ele, e sim, pelos juristas q o apresentaram. A partir de agora o rito independe dele. Ñ há nenhuma discrepância dele ser investigado e o seu papel de presidente. Cada coisa em seu tpo.
    Há q se ressaltar q o deputado q conduziu o impeachment do presidente Collor foi cassado anos depois. Portanto, o sofisma petista e seus simpatizantes de q Cunha ñ tem legitimidade é fraquíssimo.

  18. Com todo respeito devido a Vossa Excelência Reverendíssima, D. Demétrio, devo dizer-lhe, minha consciência de católico obriga-me a tal, que seu discurso não parece ser o de um Bispo católico. Infelizmente o digo, pois temo inclusive pela salvação de sua alma, uma vez que se aproxima o momento de V. Ex.ª rendê-la ao Criador. É Advento, é tempo de conversão, sugiro-lhe um exame de consciência e a graça de celebrar o Natal com o coração purificado, abandonando definitivamente, mediante uma contrição firme, eficaz e universal, o nefando pecado de comunismo.
    V. Ex.ª tem razão, contudo, quando diz que a crise poderá transformar-se em nova oportunidade para o Brasil, a crise, diga-se de passagem, construída pelo grupo instalado há doze anos no poder e vergonhosamente apoiado por grande parte do episcopado deste país. Deus é misericordioso, porém, e enquanto há vida, há possibilidade de arrependimento e de emenda. Sem dúvida, a crise a que os políticos defendidos por V. Ex.ª nos conduziram pode sim, por misericórdia de Deus e não por outro motivo, transformar-se em nova oportunidade. Oportunidade de quê? De o Brasil livrar-se de vez dessa escória chamada comunismo, desse lixo que nos foi empurrado goela abaixo nos últimos cinquenta anos com a cumplicidade covarde de maus pastores, de mercenários da CNBB. Oportunidade de o Brasil conhecer uma profunda renovação moral e espiritual, que o arranque do mar de lodo em que as doutrinas de esquerda, sem Deus e, consequentemente sem amor pelo homem, nos submergiram. Oportunidade de o país reafirmar a sua vocação de povo cristão e católico, nascido à sombra da cruz e ao pé do altar, naquele longínquo 26 de abril, numa praia, durante a celebração da Santa Missa.
    Diferentemente de V. Ex.ª, não cito canções comunistas, mas prefiro citar a palavra de Deus, em consonância com o tempo litúrgico em que nos encontramos: Hora est iam vos de somno surgere… Abiciamus ergo opera tenebrarum et induamur arma lucis. É hora de despertar, Dom Demétrio, é hora de abandonar ideologias estéreis que nada de bom podem trazer, é hora de rebaixar as colinas do nosso orgulho e abrir caminho para o único que nos pode trazer a Salvação.
    Sinto muito que um Bispo emérito, que deveria cultivar a paz interior, ainda esteja tão inflamado – e não de zelo pelas almas, que seria de louvar – mas para defender adversários de Deus nosso Senhor e de sua Santa Igreja.