Bergoglio, o papa do fim do mundo.

Por Pe. Romano | FratresInUnum.com

Todos se recordam que, ao se dirigir à multidão reunida na Praça de São Pedro no dia 13 de março de 2013, o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, imediatamente após a sua eleição como Papa, apresentava-se como um bispo que vinha do fim do mundo, aludindo, obviamente, à distância geográfica entre a Argentina e Roma. Não demorou muito para percebermos que a distância que separava o ex-arcebispo de Buenos Aires da Cidade Eterna não era apenas geográfica, e que a locução “fim do mundo” parecia ter uma conotação não apenas de localização, mas quase apocalíptica. Palavras e atos o demonstram desde o princípio, desde aquela inesperada aparição no balcão da Basílica Vaticana.

Infelizmente, a cada dia que passa, o abismo entre os atos de Bergoglio e a Sé de Pedro se aprofunda sempre mais. É impossível, a quem tem um mínimo de bom senso católico, não perceber a realidade dos fatos. Quem não tem esse senso católico vibra alucinadamente, pois se dá conta, claramente, que a intenção do Papa é de mudar a Igreja. Mas, que mudança almeja Francisco? Para muitos – inclusive pessoas bem intencionadas – trata-se de uma mudança boa, legítima, porque se está reportando a Igreja à sua origem evangélica, libertando-a de todos os resquícios de mundanidade, acumulados durante os séculos, e de doutrinas ultrapassadas. Seria bom recordar que há quase 500 anos, na Alemanha, um padre agostiniano, chamado Martinho Lutero, tinha o mesmo ideal de “mudança” e, a seu modo, levou-o adiante, “reformando” a Igreja.

A “reforma” de Bergoglio é mais sutil, e já foi testada — e condenada por um seu predecessor, São Pio X — porque procura manter as aparências destruindo a essência. Daí, gestos, discursos e frases, que podem ser aceitos por qualquer católico, serem misturados com outros tantos gestos, discursos e frases que, no passado seriam condenados. O resultado é uma grande confusão na já tão confusa mente dos fiéis e Pastores.

Estou persuadido de que a gota d’água desta revolução bergogliana foi o último vídeo do Vaticano no qual o próprio Papa diz o que pensa a respeito de diálogo ecumênico e inter-religioso. Trata-se de algo escandaloso. De fato, a Religião Católica e, sobretudo, Nosso Senhor Jesus Cristo, são colocados no mesmo patamar das demais religiões – falsas – e dos outros deuses – demônios. Trata-se de uma nova crença, na qual o “deus amor” – qual? Buda, Alá, Cristo e, por que não, Satã? – é proclamado o Pai de todos, sem distinção, sem qualquer ligação com a fé verdadeira e o batismo. E não se pode sequer apelar para as sempre famigeradas improvisações de Francisco, pois o texto está escrito.

Doeu-me na alma ver a imagem do Deus Menino colocada ao lado de um buda; feriu-me o coração de cristão e sacerdote ver um padre equiparado a infiéis. O que pensar de tudo isso? Como permanecer sereno quando aquele que detém na terra o poder das chaves, o poder de ligar e desligar, parece usar estas chaves para abrir as portas do Inferno? Como não recordar a Bula “Exsurge, Domine”, com a qual o Papa… excomungava o herético e cismático Lutero, suplicando a Deus, com as palavras do Salmista, que se erguesse e derrotasse seus inimigos?

Tenho repetido muitas vezes, nestes dias, o ato de fé, pedindo a Deus a graça de viver e morrer como padre católico:

“Creio firmemente que há um só Deus, em três Pessoas realmente distintas, Pai, Filho e Espírito Santo, que dá o céu aos bons e o inferno aos maus para sempre. Creio que o Filho de Deus se fez Homem, padeceu e morreu na Cruz para nos salvar, e que ao terceiro dia ressuscitou. Creio tudo o mais o que crê e ensina a Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana, porque Deus, Verdade infalível, o revelou. Nesta crença quero viver e morrer. Assim seja.”

Anúncios
Tags:

21 Comentários to “Bergoglio, o papa do fim do mundo.”

  1. Agora mais do que nunca temos que crer e professar a nossa fé.

    “Creio firmemente que há um só Deus, em três Pessoas realmente distintas, Pai, Filho e Espírito Santo, que dá o céu aos bons e o inferno aos maus para sempre. Creio que o Filho de Deus se fez Homem, padeceu e morreu na Cruz para nos salvar, e que ao terceiro dia ressuscitou. Creio tudo o mais o que crê e ensina a Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana, porque Deus, Verdade infalível, o revelou. Nesta crença quero viver e morrer. Assim seja.”

  2. Pra adicionar insulto à injúria, a própria mensagem visual é contra-producente. Se na disposição dos ídolos ainda tivessem colocado o “rosário” muçulmano na frente da imagem do menino Jesus, talvez o Católico simples, que não sabe o que vem a ser uma “menorah” não teria ficado tão escandalizado.
    Mas já vi gente perguntando o que significa aquele “espeto” ou “garfo” apontado para o menino Jesus.
    Como jornalista especializada em publicidade e marketing posso dizer que esses vídeos são coisa de gente bem amadora e ignorante em matéria de fé, pois eles não ofendem apenas os Católicos conscientes mas também os seguidores daqueles outros cultos.
    Por exemplo, quer ofensa maior para um muçulmano do que dizer que “Allah” tem filhos? O próprio Jesus é considerado pelos muçulmanos como um simples profeta, mas jamais como Filho de Deus”….quem dirá os simples mortais!
    Aí vai Bergoglio tentando agradar gregos e troianos e diz que só tem uma certeza: “todos somos filhos de Deus”! Ofende os muçulmanos que consideram blasfêmia dizer que Deus tem filhos e ofende os Cristãos que estão carecas de saber que a fim de recebermos a adoção de filhos, Deus nos enviou através do Batismo o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai. ( Galatas 4)
    No Budismo também não existe esse conceito de filiação divina, portanto a “certeza” de Bergoglio é algo totalmente alheio à crença dos budistas.
    Assim temos profissionais de comunicação social totalmente ignorantes do ponto de vista religioso e outros incompententes no Vaticano que aprovam tais campanhas e vídeos, no afã de promoverem os dogmas do Vaticano II: ecumenismo, colegialidade e liberdade religiosa.
    A esse ponto tudo o que nos resta é denunciá-los por sua insensatez e ridicularizá-los por sua ignorância e incompetência.

  3. Amém padre! Que Deus o guarde(e aos outros com o sr.) na Verdade e blinde teu cérebro e teu coração contra essas aberrações!

  4. “MALDITOS os cristãos que suportam sem indignação que seu adorável SALVADOR seja posto lado a lado com Buda e Maomé em não sei que panteão de falsos deuses” – Pe. Emmanuel.

  5. “Também perversa é a teoria chocante que não faz diferença entre qualquer religião a que se pertença, uma teoria que é bastante em desacordo mesmo com a razão. Por meio dessa teoria, esses homens astutos removem toda distinção entre virtude e vicio, a verdade e o erro, a ação honrosa e vil. Eles fingem que os homens podem alcançar a vida eterna pela prática de qualquer religião como se alguma vez pudesse haver qualquer partilha entre a justiça e a iniquidade, qualquer colaboração entre a luz e a escuridão, ou qualquer acordo entre Cristo e Baal” – Pio IX.
    Tem sido bastante contestada com razão a colocação de Jesus Cristo, Senhor Deus, em paridade ao lado de representantes doutras religiões: do pagão Buda, da idem deusa da lua Alah e do substituído judaísmo pelo cristianismo, assim como certas atitudes provenientes do Vaticano alegrando os inimigos da Igreja, os quais não mais se indispõem contra ela, como antes, aliás, satisfeitos – mau sinal!
    Assim, viver olhando no budista, no muçulmano, no herege, no cismático como bons homens, boas pessoas, justos no que vivem e fazem e serem filhos de Deus, seria relativizar a fé católica, levá-la aos mesmos patamares de credibilidade!
    Nesse caso, poderia estar sendo praticado um bonismo: não importa que alguém propale heresias, confirme ou não a doutrina católica, desde que não guerreem entre si, que seja um “bom” homem, todos vivendo no pacifismo, mais se parecendo coisa dos antigos hippies, no presente sob a indumentaria do século XXI!
    Realmente, tem sido disseminada pela Igreja uma constante algo estranha: “não se toca na doutrina da Igreja, porém a pastoral deveria ser acordo com certos criterios”, mesmo que não coincidam com a letra, como se pudessem dissociar sem se contraporem 2 realidades opostas e permitir a introdução do consenso nesse entremeio – por sinal, muito difícil, senão impossível!
    Seria o caso de a pastoral de certos países pudesse ser determinada à revelia da Doutrina da Igreja e de Roma pelas conferencia episcopais para atenderem casuísmos; imagine a esquerdista desde as origens CNBB com essa incumbencia – levaria ou permitiria que os social-comunistas ensinassem ideologias marxistas desde as escolas infantis – já que nunca se indispõe contra seus 2 protegidos ideológicos: antes, o socialista PSDB e agora o entronizado trotsky-stalinista PT com seu puxadinho, a TL!
    *… Infelizmente, em nossos dias, está ficando cada vez mais evidente que o Vaticano, por meio da Secretaria de Estado, tomou a estrada do politicamente correto. Alguns Núncios tornaram-se propagadores do liberalismo e do modernismo. Eles se tornaram especialistas no princípio “Sub secreto Pontifício”, através do qual manipulam e calam as bocas dos bispos”…
    A “Reforma” de Lutero recordada acima já gerou mais de 30 000 seitas relativistas e dissensas entre si, fora as de fundo de quintal – que Reforma, hem?
    Ter-se-ia a impressão que o papa Francisco estaria favorável, já que não se indispõe contra as atitudes acima!

  6. Faltante:
    *Carta aberta de um arcebispo sobre a crise na Igreja”, de D Jan Pawel Lenga.

  7. Caros, li hoje na Veja uma notícia que me deixou aturdido: suspeita-se que o Zika vírus (uma peste perigosíssima, não há dúvida) chegou ao Brasil na visita que o Papa Francisco fez ao nosso país em 2013: a comissão vinda da Polinésia trouxe pessoas que, naquela região, estavam há muito expostas ao Zika vírus!

    • Na sua terra nata, já tem muitos que consideram o papa atual “mufa”: uma pessoa azarenta que atrae maus acontecimentos. A lista é longa, e pode ser que o vírus zika seja um mais para ser adicionado.

  8. Agora mais do que nunca temos que crer e professar a nossa fé.

    “Creio firmemente que há um só Deus, em três Pessoas realmente distintas, Pai, Filho e Espírito Santo, que dá o céu aos bons e o inferno aos maus para sempre. Creio que o Filho de Deus se fez Homem, padeceu e morreu na Cruz para nos salvar, e que ao terceiro dia ressuscitou. Creio tudo o mais o que crê e ensina a Santa Igreja Católica, Apostólica, Romana, porque Deus, Verdade infalível, o revelou. Nesta crença quero viver e morrer. Assim seja.” (2)

  9. Não adianta: esses senhores, Francisco à frente, sem mostrar um pingo de fé na Encarnação do Verbo, acham que o que vale numa “religião” é o “sentimento” e não a doutrina, opondo grosseiramente uma coisa à outra.

    O ecumenismo é a panaceia que usam pra tentar vencer a acídia e o complexo de inutilidade que os atormenta dia e noite. Mal conseguem dormir. Sentem-se ridículos. Perderam o rumo. No fundo, acham que perderam a vida ao entrar para vida consagrada. Apostam, então, desesperadamente, na sua Igreja-ONG humanista e prafrentex, Montini, guitarra, Arns, Boff, CEB. Com sorriso de mendigo, estão aí há 50 anos à cata de ibope. E nada…

    Enquanto isso, a Igreja recita o Ofício da Quarta-Feira Santa, dito das “Trevas”, e vai apagando as velas.

  10. Amigos, venho lendo nos últimos dias uma das muitas biografias existentes de Santo Ignácio de Loyola, o grande santo fundador dos Jesuítas. Eis que na presente data, coincidentemente (após a publicação de tão escandaloso vídeo) leio o seguinte trecho de uma carta de Santo Ignácio de Loyola ao também Santo Pedro Canisio escrita em 13 de agosto de 1554:

    “Aquele que qualificar os hereges de “evangélicos” deve receber uma multa. Deste modo o demônio não poderá alegrar-se de ver os inimigos do Evangelho e da Cruz do Cristo usurpar um nome que os fatos desmentem. Os heréticos, em nossa opinião, devem ser chamados por seu nome próprio, a fim de que o povo sinta horror simplesmente em mencionar tais indivíduos, e para que não se cubra com uma etiqueta religiosa um veneno mortal”

    Percebe-se o quão distante é a “opinião” e a fé do jesuíta Jorge Mário Bergóglio daquela professada por seu pai espiritual, ninguém menos que o Fundador da ordem a qual pertence.

    Triste constatação…

  11. “Aquele que qualificar os hereges de “evangélicos” deve receber uma multa. Deste modo o demônio não poderá alegrar-se de ver os inimigos do Evangelho e da Cruz do Cristo usurpar um nome que os fatos desmentem. Os heréticos, em nossa opinião, devem ser chamados por seu nome próprio, a fim de que o povo sinta horror simplesmente em mencionar tais indivíduos, e para que não se cubra com uma etiqueta religiosa um veneno mortal”

    página 929 das obras completas do pe. Inácio, edições da BAC.

    Podem guardar a citação direitinho que é confiável. Leiam a carta completa que vale a pena

  12. Infelizmente, estamos avançando para uma Religião Única prevista para os fins dos tempos.

  13. O que sempre peço em minhas orações que eu tenha a força e coragem para enfrentar tudo o que vem pela frente. Que possamos, os que sabem o que está acontecendo, ficar firmes nos ensinamentos que recebemos de nossos pais. Agradeço muito ter nascido católica e ainda estar acreditando firmemente
    no que temos em nossa igreja. apesar da hora do calvário. Muito obrigada aos nosso queridos sacerdotes fiéis aos ensinamentos de Jesus, Deus e Salvador.

  14. E vocês,consideram-se obedientes ao representante de Jesus aqui na terra? Já que se dizem tao fieis por que não obedecem a Igreja Mãe e respeitam as suas decisões? Pois quem o elegeu para estar la? Foram vocês??? Nobres blogueiros e detentores das mais sábias doutrinas salvíficas da humanidade? Então vocês são a parcela restante que detém o conhecimento e o conclave é um bando de marionete que se não escolhe conforme o desejo de alguns, só serve para desfilar a sola vermelha do sapato.
    Por favor,sejam humildes e não xiitas.

    • Tatiani:

      Se vc dirigisse sua energia para o estudo da história da Igreja, e de sua doutrina, não estaria irada com os católicos, mas preocupada; vc também não faria perguntas tolas e impertinentes, nem ficaria devaneando sobre solas vermelhas de sapato (que será isso?). Um pouco de maracujina, Tatiani, e bons livros católicos tornarão sua vida mais feliz. Aproveite para meditar na virtude da humildade! E fique atenta ao movimento dos xiitas.

  15. “A esse ponto tudo o que nos resta é denunciá-los por sua insensatez e ridicularizá-los por sua ignorância e incompetência.”

    Bergóglio e sua “cúria” são altamente incompetentes…

    No afã de querer agradar a gregos e troianos, a Deus e ao diabo, Bergoglio cai cada vez mais no ridículo; nem usar os “super-dogmas” do concílio por ele idolatrado, consegue…

    Fico imaginando o Papa Bento assistindo um descalabro desses… M I S E R I C Ó R D I A !!!!!

  16. Meus Deus se isto que estou vendo é realmente oque Papa Francisco cre nos estamos perdidos ,já estamos mal de governo ,a quem iremos !!!!! Meu Deus já é tão poucos Sacerdote que tem o pensamento de Cristo ,que respeitam a Eucaristia ,que são fiéis Sò a misericórdia de Deus poderá nos socorrer mais disse Eu ESTAREI COM VOSCO ATÈ O FIM DO MUNDO, EU CRÊIO

  17. Caros fraternos, paz e bem!

    “As portas do inferno não prevalecerão”

    Para entender os Sinais dos Tempos, é preciso ter consciência de que:

    – O papa é o pai espiritual de todos, e não apenas dos católicos;
    – Francisco é o papa da MISERICORDIA, última tábua de salvação para a humanidade decaída. Depois, virá o tempo da Justiça Divina.
    – O reinado do papa Francisco será breve (4 ou 5 anos) e 2017 está às portas;
    – O papa Francisco, a exemplo de São Francisco e de Jesus, está colocando à prova todos os paradigmas católicos. O “status quo” católico está sendo posto em xeque. Explico: o que adianta o Brasil ser o maior país católico do mundo e elege (com o livre arbítrio) autoridades ateias, corruptas e de esquerda. Alguma coisa está errado!
    – Vejo Francisco como o papa dos Não-cristãos, que são criaturas feitas à imagem e semelhança de Deus e destinadas a alcançar um dia a Salvação Aliás, a quem muito foi dado (Católicos),muito será cobrado e a quem pouco foi dado, pouco será pedido (não cristãos, indios, ciganos…);
    – O papa Francisco afirmou que já estamos vivendo a Terceira Guerra Mundial, mas fragmentada.
    – O terceiro Segredo de Fátima fala do assassinato do “bispo vestido de branco” (Bento XVI ou Francisco);
    – Segundo inúmeras profecias (São Malaquias…), Francisco é o último papa.

    Vamos confiar na providência divina, pois Deus escreve certo, por linhas tortas.

    No fim, Meu Imaculado Coração triunfará (Fátima).

    Feliz a nação cujo Deus é o Senhor!

  18. Se Papa Francisco disse que Deus é o “Pai de todos”, se pôs a quilômetros de distância da fé católica. “Pai de todos” é uma das expressões atribuídas a Odin, deus da mitologia nórdica. O mesmo personagem foi designado pela mesma expressão nos filmes do Thor (filho de Odin) feitos pela Marvel Studios. O Papa do fim do mundo (seja o fim apocalíptico ou a Argentina) deveria parar de colocar mitologia e doutrinas alheias ao cristianismo em seus discursos e pregar a doutrina católica da qual ele deve ser, por dever de ofício, o primeiro guardião.