Manifeste-se contra a Ideologia de Gênero na consulta pública sobre proposta da base curricular do MEC.

Escreve o leitor André, cuja gentileza agradecemos:

Salve Maria!

O MEC lançou desde 16 de Setembro de 2015, para “consulta pública” até 15 de Março de 2016 a proposta de uma “base curricular comum nacional”: um currículo nacional unificado para o ensino primário/secundário.

Eu, como estudante de História analisei a área referente a minha disciplina nessa proposta, resumida em 200 objetivos.

Em dois desses objetivos a ideologia de gênero é claramente incluída, embora o termo “gênero” não seja citado. São eles ainda o 1º Ano do Ensino Fundamental (quando a criança ainda tem 6 anos, portanto), no CHHI1FOA003 (“Compreender que as normas de convivência existentes nas relações familiares são construídas e reconstruídas temporal e espacialmente.”) e o CHHI1FOA009 (“identificar as várias formas de organização familiar, aprendendo a respeitar e a acolher as diversas configurações que as famílias podem ter.”).

Espero que o Fratres veja a gravidade da situação, pois se esses objetivos curriculares forem aprovados em Março desse ano, então todas as vitórias contra o “gênero” que tivemos nos municípios e unidades federativas serão inúteis e essa ideologia será ensinada em TODO o país.

Uma vez que ainda está em consulta pública é possível se cadastrar no site do MEC (http://basenacionalcomum.mec.gov.br/#/site/contribua-inicio) e ali propor a exclusão desses objetivos. Acredito que se isso for feito em massa, existe uma possibilidade de sua exclusão definitiva do documento na versão final.

Além do gênero, a proposta do MEC também excluí a história da Antiguidade, Idade Média e mesmo Idade Moderna do currículo (nada de aprender sobre Grécia, Roma, cristianismo, etc.).

Fico grato se o Fratres puder alertar seus leitores e amigos do perigo iminente da instituição dessa ideologia, além da destruição do ensino de História a serviço do comunismo.

Obrigado.

Att.

Tags:

7 Comentários to “Manifeste-se contra a Ideologia de Gênero na consulta pública sobre proposta da base curricular do MEC.”

  1. Fiz minha inscrição no site, mas preciso maiores informações de como proceder,. porque o site é muito complexo!

  2. Eu também não consegui.

  3. Também fiz meu cadastro mas só vi opção de adesão.

  4. Conte conosco!
    Se bem que não sei se acho ruim não falarem na idade média… Só fazem deturpar mesmo.

  5. Meus caros, a opção “adesão” não significa que você concorda com o conteúdo do documento!!! Significa na verdade que você permitirá que suas sugestões sejam publicadas no site. Só isso. Vocês devem proceder dessa forma: primeiro se cadastre no site, coloque CPF, se tem curso superior etc. Quando aparecer a opção, coloque que deseja APENAS ajudar na área de História (assinale somente “História”), em seguida vá em “Adesão”, concorde que você quer que seja publicado, em seguida vai aparecer “Clique aqui para começar seu trabalho.”, então você será direcionado para o texto da disciplina de História. Clique na palavra “Hum” do lado esquerdo (que significa “Humanas”). Então aparecerá o texto, logo no começo ache os objetivos CHHI1FOA003 e CHHI1FOA009, aperte neles, e quando a opção aparecer, escolha “Discordo fortemente”, depois “Discordo fortemente”, em seguida “Excluir o objetivo”, por fim na última janela escolha a última opção (“Outro”, ou seja, você deseja a exclusão do objetivo por “outra” razão) e cole esse texto “Objetivo de cunho moral e em contradição com o que já foi decidido pelo poder legislativo, que excluiu a ideologia de gênero do ensino escolar. Objetivo absurdo e que deve ser excluído.” Qualquer dúvida estou a disposição pra ajudar!

  6. Na verdade, todo o conteúdo de História Geral e do Brasil, que estudamos na escola (Idade Antiga, Idade Média, Idade Moderna e Idade Contemporânea, Brasil Pré-Colonial, Brasil Colônia, Brasil Reino, Brasil Império e Brasil República) está inserido em 4 dos 16 objetivos do 6º ano (para crianças entre 11 e 12 anos). Como isso será possível, eu não sei…

    CHHI6FOA071
    Conhecer e problematizar as diferentes formas de periodização dos processos históricos tais como o modelo quadripartite francês (Idade Antiga, Idade Média, Idade Moderna e Idade Contemporânea), identificando como o Brasil se insere nesta periodização.

    CHHI6FOA072
    Identificar e discutir características, pessoas, instituições, ideias e acontecimentos relativos a cada um desses períodos históricos: Idade Antiga, Idade Média, Idade Moderna e Idade Contemporânea.

    CHHI6FOA073
    Identificar e problematizar as diferentes formas de representação da divisão da história brasileira (Brasil Pré-Colonial, Brasil Colônia, Brasil Reino, Brasil Império e Brasil República), estudando trajetórias de sujeitos, instituições e ideias, além de acontecimentos relativos às experiências política, econômica, social e cultural brasileiras.

    CHHI6FOA074
    Conhecer e problematizar as diferentes formas de organização política do Brasil, desde o período da colonização portuguesa até a contemporaneidade (Colônia, Estados do Brasil e do Grão-Pará e do Maranhão, Reino Unido a Portugal e Algarves, Império do Brasil e República Federativa).

  7. Não concordo banir das escolas História antiga, medieval etc. Precisamos conhecer o passado p/ entendermos mais do nosso presente e, o que desejamos p/ o futuro. Conhecer sobre nossa cultura e, respeitar nossa Constituição e a Palavra Sagrada q. . Deus criou macho e fêmea de todos os animais, principalmente o ser humano.. Nossa constituição diz q. casamento é homem e mulher. Pai e mãe são elementos fundamentais da família.