Cardeal Rodríguez Maradiaga: existe um lobby gay no Vaticano.

TEGUCIGALPA, 14 Jan. 16 / 11:00 am (ACI).- O Cardeal Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga, Arcebispo de Tegucigalpa (Honduras) e um dos colaboradores do C-9, grupo de cardeais que ajuda o Papa Francisco no processo da reforma da Cúria Romana, reconheceu que existe um lobby gay no Vaticano.

Em entrevista concedida ao Jornal “El Heraldo de Honduras” acerca da reforma do Vaticano que o Santo Padre começo há algum tempo, fizeram a seguinte pergunta ao Cardeal: “Em algum momento houve uma tentativa ou obtiveram uma infiltração da comunidade gay no Vaticano?”.

Ao questionamento, o Cardeal respondeu: “Não só isso, mas também o Santo Padre disse, chegou até a existir um lobby neste sentido. Pouco a pouco, o Pontífice tenta ir purificando isso, são coisas… compreendemos e existe uma legislação para atendê-los pastoralmente, mas aquilo que está errado não pode ser uma verdade”.

A respeito da reforma do direito canônico, a qual acompanha as mudanças que estão sendo feitas na Santa Sé, o Arcebispo disse que não haverá “maiores coisas, não esperemos na doutrina daIgreja, não existem reformas, a reforma é a organização da cúria”.

“Quando o Papa expressou algo em relação aos grupos gays e lésbicos, estes chegaram a considerar que o Santo Padre estaria vendo a possibilidade de que a Igreja aprovasse o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo. Devemos compreender que existem algumas coisas que podem ser reformadas e outras não. A lei natural não pode ser reformada”.

Em seguida, o Cardeal hondurenho explicou: “Nós vemos como Deus desenhou o corpo humano, o corpo do homem e o corpo da mulher para que se complementem e transmitam a vida, o outro não faz parte do plano da criação, existem coisas que não podem ser mudadas”.

O que disse o Papa

No voo de volta do Rio do Janeiro para Roma em 2013, o Papa Francisco abordou o tema do “lobby gay” no Vaticano e disse o seguinte: “Escreve-se muito sobre o lobby gay. Até agora não encontrei ninguém no Vaticano com uma carteira de identidade que diga ‘gay’. Alguns dizem que há. Quando alguém se encontra com uma pessoa assim, deve distinguir entre o fato de ser gay e o fato de fazer lobby gay, porque nenhum lobby é bom. Se uma pessoa é gay, procura Jesus e tem boa vontade, quem sou eu para julgá-la? Ocatecismo diz que não se deve marginalizar essas pessoas por isso. Elas devem ser integradas à sociedade. O problema não é ter esta tendência”.

“Devemos ser irmãos. O problema é fazer lobby, de pessoas gananciosas, lobby de políticos, de maçons, tantos lobbies. Esse é o pior problema. Agradeço por fazerem esta pergunta. Obrigado a todos”.

12 Comentários to “Cardeal Rodríguez Maradiaga: existe um lobby gay no Vaticano.”

  1. “Os piores inimigos da Igreja estão dentro dela” (Bento XVI).

    Alguém em sã consciência duvida dessa frase profética?!?

    A “gaiola das loucas” (leia-se: lobby gay do Vaticano) derrubou um santo homem do comando da Igreja: o papa Bento XVI.

    O escândalo Vatileaks revelou uma grande rede de corrupção levada a cabo por homossexuais.

    E no Brasil, você conhece algum RELIGIOSO católico sendo processado pelo movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis)??? Só conheço LEIGOS católicos:

    Deputado Federal católico Jair Bolsonaro, professores universitários…

    Todavia, poderia citar inúmeros irmãos PROTESTANTES que estão sendo processados pelo Movimento GAY, tais como:

    – Pastor Marco Feliciano (PSC-SP): MOTIVO: a atriz e modelo transexual Viviany Beleboni entrou com um processo de indenização por dano moral contra o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP). Viviany foi criticada por Feliciano na Câmara dos Deputados após encenar a própria crucificação durante a 19ª Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) de São Paulo, no dia 7 de junho. Há inúmeros processos contra ele.

    – Pastor Silas Malafaia: MOTIVO: no programa de televisão “Vitória em Cristo”, a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo (PRDC) considerou como homofóbicas as citações feitas por Silas e um inquérito foi aberto no Ministério Público.A denúncia ao PRDC foi feita pela Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABLGBT) em carta assinada pelo líder e ativista gay, Toni Reis.
    Pior. O Movimento Gay é financiado pelo Governo (CEF, BB, PETROBRÁS…) e até órgão do MINISTÉRIO PÚBLICO (promotores, procuradores da República….), que deveria proteger a Sociedade dos ataques contra a família (kit gay, corrupção de menores…) , abrem ações judiciais para intimidar os cristãos que denunciam a Cultura da Morte (homossexualismo, aborto, kit gay nas escolas…).

    O mundo está sendo governado pela Ditadura da Minoria (gays, eugenistas, psicopatas, pedófilos, ateus, adoradores do diabo…).

    Mas, 2017 está chegando…

    “No fim, o Meu Imaculado Coração triunfará” (Fátima).

    • Renato, Bento XVI santo homem!!!??? Vc. se lembra daquelas declarações dele quando voltava da África sobre o uso de preservativos? Vamos parar por aqui; foi só para refrescar a sua memória.
      Ele foi o iniciador disso tudo.

  2. “Nós vemos como Deus desenhou o corpo humano, o corpo do homem e o corpo da mulher para que se complementem e transmitam a vida, o outro não faz parte do plano da criação, existem coisas que não podem ser mudadas”.
    Concorda-se plenamente com o Cardeal Maradiaga, até aí está ótimo; no entanto, o problema está em se defender essa posição correta e nunca se atacar a prática da sodomia, ou seja, acolhemos o homossexual sem nada lhe exigir, como converter-se, abandonar sua vida perversa!
    Dessa forma, acolher o homossexual sem mais nem menos, inseri-lo na comunidade apesar de sua ostensiva devassidão é inconveniente – ele é um péssimo exemplo comportamental – tudo em nome de uma certa e indeterminada misericordia – só se for para com o erro – adotar uma teoria e uma outra práxis como indica, pode?
    Por a ambiguidade hoje em dia ser infelizmente a tônica adotada por diversos no Vaticano, alguns pronunciamentos acabam por facilitarem interpretações atendentes a certos grupos que hostilizam a doutrina tradicional da Igreja, dando margem a facilitarem seus pérfidos comportamentos!.
    Aguardemos para ver se o entre parênteses acima passará a reger as próximas notas do Vaticano e escapará da “pastoral” que deverá ser misericordiosa no quesito tolerante para com os erros recorrentes dos homossexuais, como em práticas e uniões sodômicas!
    Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor.
    1 Tm 5,20.

  3. Uma coisa é não querer o pecado; outra, é dizer que devemos aceitar o pecado por fazer parte da vida do ser humano. Todos nós devemos imitar o Divino Mestre. Como foi que Nosso Senhor procedeu em relação as pessoas que viviam em pecado? “Vai e não peques mais”. Assim é o procedimento que a Santa Igreja sempre procedeu nos seus vinte séculos de cristianismo. Agora, estes novos descobridores da “lei da gravidade”. Estão tentando, modificar uma lei que vem desde a criação do mundo. Como se Deus fosse algo “descartável”. Ontem disse isto; hoje Ele afirma o contrário. Como se Deus pudesse enganar-nos nas Suas afirmações. A Santa Igreja. Tem seus dogmas definidos. Eles são infalíveis. O Que Ela afirmou nos seus primórdios, continua verdejantes nos dias atuais. A Santa Igreja é o eco de Deus na terra. Por isso precisamos estar bem atentos, para ouvir a voz da Mãe. Nesta enxurrada de erros que os ímpios jogam todos os dias na mídia. Podemos ficar perplexo para conhecer a verdadeira voz da Santa Igreja. Vamos imitar os velhos barqueiros. Quando o mar estar em tormenta. Vamos aguardar nas praias para lançar as nossa pequenas naus. Ou seja: Vamos aguardar a definição de um papa comprometido com a doutrina infalível da Igreja. Lembrando sempre, que jamais uma doutrina infalível da Igreja. Pode entrar em contradição. Em época de crise. Vamos seguir aquilo que foi sempre ensinado e por todos cridos. Que é a Tradição.
    Joelson Ribeiro Ramos.

  4. O interessante é que o próprio Papa faz e/ou colabora para que se faça lobby de tudo o que ele cita: pessoas gananciosas, lobby de políticos, de maçons. Ele também faz e/ou colabora para que se faça lobby com comunistas/socialistas, ambientalistas, arboristas, todos os globalistas, todos que fazem parte da nova ordem mundial, todos os tipos de forma de controlar a sociedade ele está presente apoiando, infelizmente tudo o que existe de pior o no mundo o nome dele está inserido (mesmo que ele não queira apoiar tudo isso diretamente, indiretamente ele apoia).
    O próprio escândalo das imagens de bichos na Basílica do Vaticano, que foi patrocinada pelo Grupo do Banco Mundial que pouca gente comentou porem também é um grande escândalo. O Banco Mundial não deve em hipótese alguma patrocinar nada na Igreja e nem a Igreja deve aceitar nada de um banco considerado público, um banco que deveria ajudar os países mais pobres, além do que a igreja fica presa financeiramente, ideologicamente, moralmente a um banco não muito limpo. A Igreja não precisa de patrocínio de nenhum banco mundano que não é controlado por católicos, que além tudo é de obscura.

  5. Pistas para a pastoral da Igreja com relação aos homossexuais:

    “CASTIDADE E HOMOSSEXUALIDADE

    2357 A homossexualidade designa as relações entre homens ou mulheres, que experimentam uma atração sexual exclusiva ou predominante para pessoas do mesmo sexo. Tem-se revestido de formas muito variadas, através dos séculos e das culturas. A sua gênese psíquica continua em grande parte por explicar. Apoiando-se na Sagrada Escritura, que os apresenta como depravações graves (103) a Tradição sempre declarou que «os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados» (104). São contrários à lei natural, fecham o ato sexual ao dom da vida, não procedem duma verdadeira complementaridade afetiva sexual, não podem, em caso algum, ser aprovados.

    2358. Um número considerável de homens e de mulheres apresenta tendências homossexuais profundamente radicadas. Esta propensão, objetivamente desordenada, constitui, para a maior parte deles, uma provação. Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta. Estas pessoas são chamadas a realizar na sua vida a vontade de Deus e, se forem cristãs, a unir ao sacrifício da cruz do Senhor as dificuldades que podem encontrar devido à sua condição.

    2359. As pessoas homossexuais são chamadas à castidade. Pelas virtudes do autodomínio, educadoras da liberdade interior, e, às vezes, pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã”.

    Fonte: Catecismo da Igreja católica – CIC (parágrafos 2357 a 2359)

  6. O simples fato de terem enxertado no Catecismo da Igreja Católica esses famigerados parágrafos 2357 e 2358 para tratar do pecado que não se ousava sequer dizer o nome, já é prova contundente da ação desse lobby de sodomitas em postos altos do Vaticano.
    Afinal o que fazia um tal “Monsenhor Krzysztof Charamsa” em um cargo importante na Congregação para a Doutrina da Fé?
    Nunca, nenhum documento da Igreja pré-Vaticano II tratou desse assunto com tamanha leniência.
    A contradição é tão grande que enquanto o parágrafo 2357 diz que a Sagrada Escritura os apresenta como DEPRAVAÇÕES GRAVES, o parágrafo 2358 já diz que os depravados devem ser acolhidos “com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta”.
    O parágrafo 2359 ainda vai mais além e cria uma terceira categoria de pessoas: “AS PESSOAS HOMOSSEXUAIS”! Pasmem! Onde foi parar aquela famosa passagem do Gênesis?

    ” E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; varão e mulher os criou”.

    Já procurei nas Escrituras e nos escritos de Patrística e não encontrei nada que corroborasse essa idéia de que Deus criou “Pessoas Homossexuais”, mas sim que tantos os varões quanto as mulheres criadas por Deus:

    “extraviaram-se em seus vãos pensamentos, e se lhes obscureceu o coração insensato.Pretendendo-se sábios, tornaram-se estultos. Mudaram a majestade de Deus incorruptível em representações e figuras de homem corruptível […] Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações, à imundície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos”. ( Romanos 1)

    Quando a hierarquia da Igreja se limitava a ensinar apenas aquilo que Cristo ensinou e que os Apóstolos como São Paulo transmitiram, ao invés de suas próprias opiniões e cientifismo barato, o mal era detido já na sua fonte, mas agora não é se de estranhar que haja uma casta de sodomitas ditando regras dentro da Igreja e até promovendo o expurgo daqueles que não aprovam sua vida dupla e imoral.
    São Paulo já dizia: “Tirai o perverso do vosso meio. Pois que tenho eu de julgar os que estão fora? Não são os de dentro que deveis julgar? Os de fora é Deus que os julgará”.
    Quanto à “tolerância” pela imoralidade, São Paulo também dizia aos Coríntios: ” Não é nada belo o motivo da vossa jactância”!
    Jactância é o mesmo que vanglória e presunção. Os Coríntios ( habitantes da cidade de Corinto na Grécia) se orgulhavam da sua tolerância pra com toda a sorte de depravação, resquício de sua crença politeísta em ídolos, e hoje estamos indo pelo mesmo caminho!
    Mesmo sabendo que o que homossexuais praticam uns com os outros se tratam de depravações graves, tanto em meio ao clero como leigos, “apesar de conhecerem o justo decreto de Deus que considera dignos de morte eterna aqueles que fazem tais coisas”, não somente as praticam, como também aplaudem os que as cometem”.( Romanos1,32)

  7. Dá pra ficar mais aliviado com essas declarações principalmente nos seguintes pontos declarados pelo Cardeal.

    “…chegou até a existir um lobby neste sentido. Pouco a pouco, o Pontífice tenta ir purificando isso … mas aquilo que está errado não pode ser uma verdade” ;
    “não esperemos na doutrina da Igreja, não existem reformas, a reforma é a organização da cúria”.

    Mas o que me chamou a atenção é que o Cardeal conseguiu responder de maneira bem clara. O Papa Francisco deveria ser mais claro e objetivo nas suas declarações, principalmente nas declarações feitas à imprensa.

  8. Está acontecendo desde ontem na Canção Nova o acampamento Revolução Jesus, com a presença do Pe. Paulo Ricardo e outros. Tê-se falado muito sobre a sexualidade de modo bem tradicional e correto, quem puder conferir, assista.

    A “cura gay” é igual a cura heterossexual: a Santidade. É amando que se cura. É para o amor que nascemos.

  9. “Cura heterosexual”? Ser heterosexual nao eh doenca ao que sei, pois o sexo foi feito e abencoado por Deus. Melhor dizer cura da fornicacao e ao abuso do corpo.

  10. Aubrey.. nem ser gay é uma doença, é uma desordem.. coisa bem diferente.

  11. Pois eh Ricardo, mas existe uma distancia infinita entre heterosexual e homossexual.