Ecumenismo: Papa Francisco participará de celebração de 500 anos da Reforma na Suécia.

Papa Francisco visita a Suécia no mês de outubro

Rádio Vaticano – Está confirmado: o Papa Francisco visitará a Suécia no próximo mês de outubro. A informação foi confirmada nesta segunda-feira dia 25 de janeiro pelo Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, o padre Federico Lombardi.

radiovaticano

Francisco e uma “bispa”: Sugestiva foto escolhida pela Rádio Vaticano para ilustrar a matéria.

No centro desta visita, agendada para a cidade de Lund no dia 31 de outubro, estará uma celebração conjunta entre a Igreja Católica e a Federação Luterana Mundial no âmbito dos 500 anos da Reforma.

A Federação Luterana explica numa nota que o Papa Francisco, o Bispo Munib A. Younan e o Reverendo Martin Junge, Presidente e Secretário Geral da Federação, respetivamente, vão presidir juntos à celebração ecuménica. Uma celebração que dará destaque aos “progressos ecuménicos entre católicos e luteranos”.

Recordemos que foi recentemente publicado um guia litúrgico católico-luterano com o nome “Oração em Comum”.

O Papa Francisco seguirá o exemplo de S. João Paulo II que no Verão de 1989 visitou a Suécia e também a Noruega, a Islândia, a Finlândia e a Dinamarca.

* * *

Benção conjunta – Papa, ortodoxo e anglicano

Ontem, 25 de janeiro de 2016, por ocasião da Festa da Conversão de São Paulo, o Santo Padre celebrou vésperas na Basílica de S. Paulo fora de Muros juntamente com representantes ortodoxos, anglicanos e de outras confissões cristãs que passaram a Porta Santa Jubilar com o Papa Francisco. Ao fim, o bispo de Roma convidou os representantes ortodoxo e anglicano para dar junto com ele a benção (ver aos 2:45 do vídeo):

Convém recordar que, após diligente estudo e reflexão, o Papa Leão XIII, em sua Encíclica Apostolicae Curae, declarou, infalivelmente, serem inválidas as ordenações anglicanas:

“Por isto, e aderindo estritamente, neste caso, aos decretos dos pontífices, nossos predecessores, e confirmando-os mais completamente, e, como o foi, renovando-os por nossa autoridade, de nossa própria iniciativa e de conhecimento próprio, pronunciamos e declaramos que as ordenações conduzidas de acordo com o rito Anglicano foram, e são, absolutamente nulas e totalmente inválidas.” (Papa Leão XIII, encíclica Apostolicae Cureae, 36)

Anúncios

30 Comentários to “Ecumenismo: Papa Francisco participará de celebração de 500 anos da Reforma na Suécia.”

  1. O ortodoxo e o anglicano ficaram todos desconcertados na hora de dar a tal benção ecumênica.
    kkkkkk…

  2. Esse papa é um desastre…

  3. Que o Senhor tenha misericórdia de Sua Igreja, pois Francisco não a tem!

  4. Na moral, tá ficando insuportável a postura desse “papa” frente à nossa amada Igreja, num tá dando mais p/ aguentar isso não!! Só marca gol contra, só age p/ demolir, destruir, humilhar a Igreja Católica! E enquanto isso grande parte dos outros membros do alto clero agem como zumbis, não ouvem, não falam, não pensam, não veem, só cuidam de seus próprios interesses. Definitivamente Deus tá castigando a Igreja e o mundo severamente através destes lobos, como fez antigamente com Israel.

  5. De fato, Leonnardo. O ortodoxo e o anglicano pareciam saber mais do que o Papa acerca da inconveniência desta “bênçao ecumênica” (se é que podemos chamar assim).

    Da mesma forma, conforme os relatos daquela malfadada comunhão de luteranos na Basílica de São Pedro, os hereges seguidores de Lutero pareciam saber que estavam proibidos de comungar mais do que os ministros católicos.

    A situação da Igreja sob Francisco é calamitosa.

  6. Estranhamento a encíclica de Leão XIII não aparece em nenhuma língua no site do Vaticano, mas existe abundante informação na internet desde há vários anos. Também não aparece como carta apostólica, tê-la-ão eliminado por conveniência? Já nada me surpreende.
    Obrigado!

  7. E quando Sua Santidade visitará a FSSPX?

  8. Suécia, Noruega, a Islândia, Finlândia e a Dinamarca…a gélida e atéia Escandinávia onde o Cristianismo só existe em fachadas de igrejas luteranas e anglicanas que ninguém frequenta, a não ser suas velhas sacerdotizas e sodomitas vestidos de padres!
    A palhaçada é pior do que pegar o Barcelona ou o Milan pra jogar num campeonato de times da terceira divisão no interior de Pernambuco!
    Nessas horas de humilhação só nos resta elevar nossa voz ao céu de onde virá o nosso socorro e entoar a Ladainha de Todos os Santos:

    Pecadores que somos, nós Vos rogamos, ouvi-nos.
    Para que nos perdoeis,
    Para que nos favoreçais,
    Para que Vos digneis conduzir-nos a uma verdadeira penitência,
    Para que Vos digneis governar e conservar a vossa Santa Igreja,
    Para que Vos digneis conservar na Santa religião o Sumo Pontífice e todas as ordens da hierarquia eclesiástica,
    Para que Vos digneis humilhar os inimigos da Santa Igreja,
    Para que Vos digneis atrair à unidade da fé todos os que estão no erro, e conduzir todos os infiéis à luz do Evangelho,
    Para que Vos digneis confortar-nos e conservar-nos no vosso santo serviço,
    Para que Vos digneis elevar as nossas almas a desejar as coisas do Céu,
    Para que Vos digneis retribuir a todos os nossos benfeitores, dando-lhes a eterna felicidade,
    Para que livreis da condenação eterna as nossas almas, as dos nossos irmãos, parentes e benfeitores,
    Para que Vos digneis dar e conservar os frutos da Terra,
    Para que Vos digneis dar a todos os fiéis defuntos o descanso eterno,
    Para que Vos digneis atender-nos,

  9. LEIA-se: “celebração conjunta entre a falsa Igreja conciliar que nega a autoridade do Concílio de Trento e a Federação Luterana Mundial no âmbito dos 500 anos da Reforma”.

  10. São amostras cotidianas da nova religião do Vat.II.
    Dessa falsa religião, livrai-nos Senhor!

  11. Isso é tão CNBB,tão Igreja latino-americana…rsrsrsrs

    Esse papa quer transformar a Igreja Universal numa imensa CNBB.

  12. Faz quase 30 anos que os poucos, mas certamente fiéis, católicos dos países nórdicos não recebem a visita de um Papa. Serão os luteranos mais merecedores que os próprios católicos?

  13. Gestos como esse do Papa atual só servem para gerar mais relativismo e confusão entre os católicos. Aliás, não é surpresa, pois já estava anunciado.
    Mas, Francisco não é o primeiro a vir com gestos ecumenicamente escandalosos. Lembremos que Paulo VI também agiu de forma semelhante, presenteando seu anel de Bispo ao chefe da igreja anglicana, reconhecendo-o implicitamente como verdadeiro bispo, e opondo-se a Leão XIII, que declarou inválidas as ordenações anglicanas.
    Lembramos também que João Paulo II e Bento XVI visitaram templos protestantes e elogiaram Lutero. Portanto, a coisa toda não é nova. Francisco é mais ousado, sem dúvida, mas está apenas dando continuidade à linha ecumênica adotada por seus predecessores desde João XXIII.
    Somos, hoje mais do que nunca, como ovelhas sem pastor. E bem predisse Nossa Senhora em Fátima, que a grande apostasia na Igreja começaria no topo (onde estão o Papa e os Bispos).

  14. Desde o primeiro dia. Escândalo atrás de escândalo. :'(

  15. Os diversos cardeais e bispos não poucos que têm se manifestado de forma patente contra certos procedimentos heterodoxos provenientes do Vaticano têm razão, pois … “antes, temos que obedecer a Deus que ao homens” At 5,29; dessa forma, ninguém está acima das S Escrituras, e atitudes confrontantes à fé sempre existiram na Igreja, como no caso de adesão ao relativista e rebelde protestantismo, inimigo formal da Igreja.
    Aliás, se Lutero soubesse que sua seita original se subdividiria em dezenas de milhares e ainda dissensas entre si, talvez tivesse tomado medidas para que não se convertessem em gôndolas de supermercado, com mercadorias(seitas) à escolha do cliente, preferindo a mais conveniente a seu padrão de vida; crêem “apenas” na biblia, mas esquecem que ela é o resumo da tradição por escrito e da Igreja católica – que contrasenso!
    A Europa, ao que parece, já começa a ser castigada pela apostasia ao Senhor Deus, à Sua Igreja e adoção em massa do protestantismo: o dominio das nações mais importantes pelos muçulmanos é ostensiva, os recorrentes ataques aos anfitriões estão na redes, multiplicando-se cada vez mais em intensidade e violencia e com ajuda dos proprios governantes, caso mais especialmente dos países nórdicos, França, Inglaterra e Alemanha – ou seja, os maiores inimigos são os de casa!
    Sem dúvidas que prestigiar o protestantismo sob todas as hipóteses como religião válida seria promover o pecado, relativizar a fé; mais se pareceria a Igreja penitenciando-se diante deles ao os procurar sem exigencias de conversão!
    Ao contrario: “Eles saíram de entre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco. 1Jo 2,19.

  16. O MAIS TERRÍVEL FLAGELO PARA A IGREJA

    O sacerdócio na Antiga Lei era apenas figura do sacerdócio deixado por Nosso Senhor Jesus na Sua Igreja. O que a Sagrada Escritura diz dos sacerdotes no Antigo Testamento muitas vezes se aplica também aos do Novo Testamento e, às vezes, até com mais propriedade. É o caso de que tratamos no presente artigo: o castigo da existência de pastores maus, escandalosos e omissos.

    Consideremos algumas passagens das Sagradas Escrituras: “Ouvi isto, ó sacerdotes, e tu, ó casa de Israel, ouve com atenção; escuta, ó casa real, porque sobre vós se vai exercer o juízo, pois, devendo ser sentinela, lhe tendes armado laços e sido para ele como uma rede estendida sobre o monte Tabor” (Oséias V, 1). Oh! Sacerdote de Jesus Cristo, oh! Pastor de almas, que terrível juízo sofrereis um dia! Oh! Eclesiásticos que escandalizais! Então vós, que sois os protetores natos da inocência, armais-lhe laços? Estendeis as vossas abomináveis redes sobre o mesmo Tabor, sobre esse monte santificado por tantos e tão veneráveis mistérios.

    “O meu povo tornou-se um rebanho perdido; os seus pastores enganaram-nos e fizeram-nos andar desgarrados pelos montes; dos montes passaram aos outeiros e esqueceram-se do lugar do seu repouso” (Jeremias L, 6).

    Assim, o mais terrível flagelo que Deus podia empregar para punir uma paróquia, uma diocese, uma província, um país e até todo orbe, seria permitir que lhes fossem enviados pastores escandalosos. Eis o que Deus mesmo diz por um profeta: Como castigarei os pecadores obstinados? Que novo golpe lhes infligirá a minha justiça indignada? Eis o castigo: “Os seus pastores enganaram-nos…” (Jeremias citado acima).

    Observemos que os Pastores na Igreja podem escandalizar também por omissão. Eis o que diz a Bíblia sobre eles: “As suas sentinelas estão todas cegas, todas se mostraram ignorantes; são cães mudos, que não podem ladrar, que vêem coisas vãs, que dormem, e que amam os sonhos. E estes cães tão sem-vergonha não podem saciar-se; os mesmos pastores não têm nenhuma inteligência; todos declinaram para o seu caminho, cada um para sua avareza, desde o mais alto até o mais baixo” (Isaías LVI, 10 e 11). E logo em seguida o profeta acrescenta: “O justo perece, e não há quem lhe dê atenção…” (Isaías LVII, 1).

    Caríssimos, temos que rezar muito e fazer penitências pelos eclesiásticos desde “o mais alto até o mais baixo”.

    Fala-se hoje em um “Deus das surpresas”. O próprio Deus, pela boca de São Paulo disse que “Jesus é sempre o mesmo, ontem, hoje e sempre”. Portanto, caríssimos, devemos rezar e fazer penitência para conseguirmos a graça da perseverança: seja nosso falar “Sim, sim; Não não”; e rejeitemos toda doutrina nova e estranha. Até as revelações particulares só são aprovadas pela Igreja se estiverem em consonância com a Revelação Pública que terminou com a morte do último Apóstolo. Não pode haver “surpresa” de novidades na doutrina. Como dizia São Vicente de Lérins: “Nove, non nova”, Não podem haver doutrinas novas na Igreja, embora possam ser apresentadas de maneira nova.

    Todos sabemos que em 2017 celebraremos os 100 anos das Aparições de Nossa Senhora em Fátima, e os 300 anos da aparição milagrosa da Imagem do Imaculada Conceição nas redes dos pescadores aqui no Brasil.

  17. O que importa para Francisco tudo o que foi dito ou ensinado pelos Papas que o antecederam? absolutamente nada!!! Para ele e os seus admiradores, ele é o único certo, detentor da verdade suprema e inquestionável..se não o detiverem antes que seja tarde, vai acabar destruindo tudo o que amamos e acreditamos e dizendo que são mentiras as verdades que a Santa Igreja vem ensinando há 2.000 anos.

    • …Ou teremos que viver nas catacumbas modernas praticando a fé íntegra e sem mancha. Podem crer, seremos perseguidos pelos “católicos” ecumênicos.
      Só relembrando a última entrevista da Irmã Lúcia em 26 de Dezembro de 1957: alguns trechos.

      O pior castigo
      Então, de que castigo é que fala a Irmã Lúcia? Ela faz uma alusão mais adiante, mas é
      preciso usar os olhos da fé para a ver. Não quero aqui falar da fé na Mensagem de Nossa
      Senhora, mas antes na compreensão da Sua Mensagem a partir da perspectiva da Fé Católica.
      Esta perspectiva é-nos dada por S. João Eudes, citando as Sagradas Escrituras. Jeremias
      diz-nos, falando em nome de Deus: “Voltai atrás, filhos revoltados, diz o Senhor … E eu dar-vos-ei
      pastores segundo a Minha vontade, e eles alimentar-vos-ão com conhecimento e
      doutrina.” (Jeremias 3:14-15)
      S. João Eudes deduz desta passagem que, se não voltarmos para Deus, então Deus
      enviará pastores que são apenas pastores no nome — pastores que são, na realidade, lobos em
      pele de cordeiro. E continua, dizendo que, quando Deus está particularmente irado com o Seu
      povo, envia-lhes maus pastores. É o pior castigo que Ele pode dar.

      Isto, creio eu, é o castigo a que a Irmã Lúcia se refere. Fala disto na parte seguinte das
      suas declarações. “A Irmã Lúcia também me disse,” contou o Padre Fuentes, “Senhor Padre,
      o demônio está travando uma batalha decisiva contra a Virgem Maria. E como sabe que é o
      que mais ofende a Deus e o que, em menos tempo, lhe fará ganhar um maior número de
      almas, trata de ganhar para si as almas consagradas a Deus, pois que desta maneira deixa
      também o campo das almas desamparado e mais facilmente se apodera delas.”

      Não podemos esperar
      A Irmã Lúcia tem uma resposta para isso nesta entrevista. Também disse ao Padre
      Fuentes, (que o escreveu), “Senhor Padre, não devemos esperar que venha de Roma, da parte
      do Santo Padre, um apelo para fazer penitência. Nem devemos esperar que o apelo à
      penitência venha nos nossos Bispos nas nossas dioceses, nem das congregações religiosas.
      Não! Nosso Senhor já usou muitas vezes estes meios e o mundo não Lhe deu atenção.
      “É por isso que agora é necessário que cada um de nós comece a reformar-se
      espiritualmente. Cada pessoa deve não só salvar a sua alma, como também ajudar todas as
      almas que Deus colocou no seu caminho. O demônio faz tudo o que pode para nos distrair e
      tirar-nos o amor à oração. Seremos salvos todos juntos, ou seremos condenados todos
      juntos.”

  18. Teologia ecumênica do Pontífice Francico I em forma ambiente e utensílios: um quarto pequeno e abafado numa tarde de verão. O mofo emoldura um pôster de Che Guevara e outro de Padre Agrupe S.J. Sobre a escrivaninha desgastada de riscos e pequenos buracos de cupins, uma antologia (um tanto amassada) de Teilhard de Chardin sobre o Ponto Ômega da evolução total, um paliteiro Gina e uma botilla de La Sangre de Boi com rótulo comemorativo das bodas de diamante de um antigo líder sindical peronista que frequentava a santeria de Madre Joana. Ao chão jazem sobre o capacho escabelado um chinelao Rider, os exercícios de Santo Inácio e os decretos do Concílio de Trento.

  19. Que bom! A Igreja na Suécia, embora pequena, está em estado crescente, seja por via de conversões do luteranismo, seja por via da imigração ocidental e oriental.

    A visita do Santo Padre, que não se restringirá aos protestantes, trará ânimo e renovação aos fiéis católicos do país nórdico.

    • Fortíssimo cheiro de carreirismo de origem. Mas nasceste para isso, é tua têmpera, o papel que te cabe on the stage. Faze-me pensar em alguém que estava nas Origens. Cabe-te escolher.

  20. Não se preocupem! É só mais uma “ambiguidade” na ação pastoral do Papa, não é? Certamente os neoconservadores vão “explicar” tudo direitinho.

  21. “Que eles sejam um, como Tu estás em Mim e Eu em Ti, para que o mundo possa crer que Tu Me enviaste,” (São João 17, 21).

    Caros fraternos, paz e bem!

    O Ecumenismo é uma urgência na missão dos cristãos. Esta súplica de Cristo ao Pai para que sejamos tão unidos, ligados numa unidade espiritual e não por um tratado assinado.

    Por acaso… Cristo não reconciliou os Gentios e os Judeus e os colocou juntos para adorar um só Cristo? Cristo não rasgou o véu em duas partes e que separava Deus dos homens, reconciliando a criatura e o Criador?

    Cristo não destruiu as portas do inferno e libertou os espíritos? Portanto, o que Cristo poderia ter feito a mais que ainda não fez? Por quê, então, até hoje as igrejas ditas cristãs se trancam e levantam muralhas para manterem viva esta divisão? Se elas pelo menos deixassem de lado os seus temores, a sua rigidez e as suas suspeitas, poderia ser que hoje não estivéssemos falando sobre unificação porque já estaríamos celebrando a Santa Eucaristia em torno do mesmo altar (Latinos, Ortodoxos, Batistas, Luteranos;.;;).

    Mas, tal unidade espiritual que envolverá a criação inteira não pode ser feita sem que o Espírito de Deus conceda o Seu Poder à humanidade. O Espírito Santo está suscitando novos apóstolos para irem evangelizar o mundo e converter para Cristo a fé do mundo inteiro.

    Deus nos pede uma mudança vinda do nosso interior. Haverá alguns que dirão: “Mas, nós sempre guardamos a lei da Igreja e a obedecemos…” Não basta guardar a lei da Igreja e a obedecer. A nossa dureza está nos condenando. Por muito tempo falamos da lei, mas não a trazemos no nosso coração. O coração da lei é o amor; mas, tantas vezes vivemos a letra da lei, no entanto, deixamos de viver o coração da lei. Estamos freqüentemente negligenciando as partes mais importantes da lei que são: o amor, a misericórdia e a boa fé.

    Não quero dizer com isso que devemos violar a doutrina, pois a doutrina é a verdadeira existência da Igreja. Mas, se permitirmos que o Espírito Santo nos conduza, ao invés de tentarmos conduzir o Espírito Santo, então o Espírito estimulará a cultura e a lei e nos mostrará a verdadeira doutrina, a de que Jesus Cristo é único princípio ativo em nós, apesar das nossas diferenças na terminologia doutrinal.

    “Por isto todos os homens saberão que sois Meus discípulos, se vos amardes mutuamente.”

    A nossa divisão revela nosso pecado, pois se nos dividimos e permanecemos divididos, é por causa da nossa intolerância uns para com os outros e do nosso espírito de orgulho. Temos buscado o sinal distintivo da fé, que é o amor divino, como Cristo disse sobre a virtude do amor, “Por isto todos os homens saberão que sois Meus discípulos, se vos amardes mutuamente.” Agora, o amor de Cristo o impele a lamentar a ilimitada misericórdia sobre a nossa divisão, esta divisão que trouxe sobre nós esta aridez e dureza de coração devastando a Igreja e trazendo uma apostasia generalizada ao mundo Cristão. O mundo de hoje recusa dar glória a Deus e estamos vivendo num tempo em que todo bem é transformado em mal. Os Cristãos estão incessantemente sendo descristianizados por causa da nossa divisão, da mesma forma, ou estão constantemente caindo no erro. Olhe à sua volta e veja: uma parte da Igreja foi cegada pela sua mente racionalista. Enquanto apelarem para o seu próprio espírito, eles continuarão a caminhar nas trevas. Continuarão a proclamar suas leis, ao invés da Lei de Deus. Tentarão transformar a Tradição da Igreja em ornamentos e analogias humanas, sem a Verdade que é o Cristo. Devemos rezar por aqueles Cristãos que facilmente reduzem a divindade de Cristo, ao roubar da Igreja, não somente os seus ícones, estátuas e valores, como também da Presença real de Cristo na Eucaristia

    Com certeza, a súplica de Cristo ao Pai será atendida em breve, ou seja, “que eles sejam um, como Tu estás em Mim e Eu em Ti, para que o mundo possa crer que Tu Me enviaste.”

    Amém!

  22. “Levanto o olhar e vejo a querida Mãe do Céu: «Não temas, Deus quis provar a tua obediência, Fé e humildade, está em paz e escreve o que te mandam, não porém o que te é dado entender do seu significado» (…) O envelope que só pode ser aberto em 1960.

    Então senti o espírito inundado por um mistério de luz que é Deus e N’Ele vi e ouvi, — A ponta da lança como chama que se desprende, toca o eixo da terra, — Ela estremece: montanhas, cidades, vilas e aldeias com os seus moradores são sepultados. O mar, os rios e as nuvens saem dos seus limites, transbordam, inundam e arrastam consigo num redemoinho, moradias e gente sem número que não se pode contar, é a purificação do mundo pelo pecado em que se mergulha. — O ódio, a ambição provocam a guerra destruidora!

    Depois senti no palpitar acelerado do coração e no meu espírito o eco de uma voz suave que dizia: — «No tempo, UMA SÓ FÉ, um só Baptismo, UMA SÓ IGREJA: Santa, Católica, Apostólica. Na Eternidade, o Céu!»

    Esta palavra Céu encheu a minha alma de paz e felicidade, de tal forma que quase sem me dar conta, fiquei repetindo por muito tempo: — O Céu! o Céu!

    Apenas passou a maior força do sobrenatural, fui escrever [o Terceiro Segredo] e fi-lo sem dificuldade, no dia 3 de Janeiro de 1944, de joelhos apoiada sobre a cama que me serviu de mesa.
    Avé Maria!”

    Irmã Lúcia, livro ‘Um caminho sob o olhar de Maria’, Edições do Carmelo de Coimbra, onde viveu, p. 267).

  23. Que absurdo…

    É um Bispo de Roma tipicamente latino americano no estilo da cnbb, do celam, e de todas as pataquadas advindas das décadas pós conciliares aqui na Igreja da América Latina…

    Francisco realmente está pregando, sobretudo, com ações e gestos patéticos e heréticos um deus de surpresas, não o DEUS revelado pelo seu Filho divino…

    Que Deus tenha pena de nós, que a Mãe de Fátima apresse o triunfo do seu Imaculado Coração, que esse Pontificado trágico, cômico e patético de Bergóglio passe rápido…

    • Que Deus tenha misericórdia de nós !!!!!
      Estamos já vivendo os fins dos tempos….

      O Sagrado Coração de Maria triunfará no final !!!!

      Deo Gratias !

  24. A fidelidade ao Papa decorre da fidelidade a Cristo, e não o contrário. Se algum padre, bispo ou papa ensina algo diferente da verdade de Cristo, não valerá, em nosso juízo, a escusa de que éramos fiéis a este ou aquele eclesiástico. O nosso tempo.nao é de normalidade. Não precisa muito pra perceber isso. O que podemos fazer de melhor? Penitência e oração.