Faleceu frei Antonio Moser.

moser

Informações aqui.

Requiem aeternam dona ei, Domine, et lux perpetua luceat ei. Requiescat in pace.

Anúncios
Tags:

17 Comentários to “Faleceu frei Antonio Moser.”

  1. Sem querer ser o advogado do diabo, mas é de se pensar que se o falecido estive guiando um carro mais modesto que um Honda Civic, como convém a pobreza dita franciscana, talvez não tivesse sido alvo da cobiça criminosa de terceiros. Os bandidos não sabiam que se tratava de um pobre franciscano, representante de uma igreja em saída (de cena).

    Que os Santos de sua Ordem, que não fizeram da pobreza uma peça de retórica e meio de fazer a vida, o tenham amparado no instante final e o conduzido ao Paraíso.

  2. Defensor e propagador da TL mais pura e de uma ” nova moral”. Mas sempre com um bom carro. Pior é a Nota de falecimento emitida pela ” franciscana” Editora Vozez: pede uniæo e força. Orações que é bom em sufrágio do defunto, nada…

  3. E voces, vivem uma vida simples? Abriram mao de seus confortos e privilegios? Interessante como e facil julgar e apontar o dedo Rezar pela alma dele e o que ajuda. Caridade, generosidade de coracao.

  4. “pede união e força. Orações que é bom em sufrágio do defunto, nada…”

    E desde quando a maioria dos padres, especialmente, franciscanos e companhia limitada, adeptos da tl pedem orações por alma de ninguém…

    Esses dias em Trindade, no santuário do Divino Pai eterno, um padre redentorista, não o pe. Robson, assim anunciava as intenções da Missa;
    “PELOS 3 MESES QUE FULANO…ESTÁ NO CÉU…
    “PELO SÉTIMO DIA QUE FULANA ESTÁ NO CÉU…
    “PELOS 10 ANOS QUE FULANO CONTEMPLA A DEUS…

    Faça-me o favor…MISERICÓRDIA…Esses senhores padres perderam o senso do ridículo e da lógica, se tem-se a certeza que o fulano está no céu, pra que oferecer Missa? Que escatologia miserável essa da tl….MEU DEUS…Depois querem achar algo de bom nessa lepra chamada tl..

    Por favor…ao menos sejamos honestos…

    Mudando de assunto…

    Bergóglio está em Retiro com seus cardeais…CRUZ CREDO… A cena é deprimente, os cardeais quase todos de clarygman, e Bergóglio no meio deles, como ele realmente quer, como um simples Bispo, sem nenhum sinal de Papa… Ele vai sair do Papado, vivo ou morto, sem tomar consciência de sua missão…

    Um verdadeiro retorno ao pavoroso e asqueroso pós concílio…

  5. Juan Carlos, para todos os defensores e propagadores da TL e “nova moral”, só resta mesmo convidar para a união e força, aqui, na terrinha, porque orações e vida eterna já não adianta. Isto é para aqueles que não desvirtuam a doutrina de Cristo, colocando suas esperanças na luta de classes, na busca de um pseudo “mundo melhor”. Todos eles andam de carrões, tomam os melhores vinhos, usam as melhores roupas, relógios, andam de avião,
    moram em sítios luxuosos, apartamentos ou casas “de cinema”, mas dizem que estão a defender os excluídos. E sempre há uma massa de manobra que segue os maus pastores, infelizmente …

  6. Foi-se o tempo em que até bandido respeitava autoridades eclesiásticas, mesmo porque também foi-se o tempo em que essas autoridades se vestiam e se comportavam de acordo com o cargo e os deveres do ofício.
    Conta-se que o sanguinário cangaceiro Lampião, por ser devoto de Padre Cícero, evitava atacar o Ceará e ao receber o convite do padre apressou-se a atendê-lo, chegando a Juazeiro com cerca de 50 homens, no inicio de março de 1926.
    Naquela cidade, num único e marcante encontro, Lampião, após ser aconselhado por Padre Cícero a deixar a vida de bandidagem, comprometeu-se a combater a Coluna Prestes, recebendo armas, fardamentos e uma patente de capitão do Exército. Foi então que ele passou a se chamar Capitão Virgulino Ferreira.
    Padre Cícero pediu para que Lampião se regenerasse ou se retirasse de Juazeiro. Entre os devotos de Padre Cícero corre a crença de que padre Cícero recebia bandidos, mas para regenerá-los. ”O bandido tinha de trocar a arma pelo rosário”, era essa a proposta do padre.
    O que Lampião via em Padre Cícero Romão Batista? Um homem de Deus, um consagrado, um líder religioso, uma autoridade moral.
    Infelizmente em nossos dias, religiosos como Padre Cícero são uma raridade. Fazem questão de viver como seculares e quando a gente vai saber que se tratava de um religioso é porque foi assassinado ou flagrado em inferninhos de pederastia!
    Eu mesma jamais saberia que esse senhor Antônio Moser era um religioso e muito menos frei franciscano! O Seráfico jamais teria permitido um homem desses em sua Regra! Presidente da Editora e do Editorial Vozes? Nunca vi uma editora tão nociva à fé do povo brasileiro! Vozes sempre foi a voz da TL no Brasil!
    Se no dia do Juízo o ser humano terá que prestar contas por cada palavra vã saída de sua boca, imagine então alguém que tem que prestar contas por 27 livros, obras e muitos artigos científicos em revistas nacionais e internacionais onde não fazia outra coisa senão adulterar o Catolicismo!!
    Que Deus tenha misericórdia de sua alma, que não o trate segundo os seus pecados, e nem o retribua segundo as suas iniqüidades.

    • Parece que ele já está sendo julgado aqui!!!! Espero que conheçam o teor das obras dele, vociferar é muito fácil!!!

  7. Foi assassinado, esse é o termo correto. Que Deus o tenha, porque na Terra…….foi ruim….

  8. Um verdadeiro executivo da fé.

    Que Deus o tenha.

  9. Alexandre, julgado ele já foi no juízo particular que compete a cada um de nós imediatamente após a morte. Estaríamos usurpando uma prerrogativa divina se estivéssemos dizendo onde ele se encontra nesse momento. Só Deus o sabe!
    O que estamos comentando são seus feitos enquanto viveu nesse mundo e contra fatos não existe argumento e nem sentimentalismo.

  10. Sem entrar no mérito do voto de pobreza do frei assassinado, que, na regra escrita pelo Pai Serafim, também incluía, além do uso da túnica em formato de cruz, o jejum às sextas-feiras e a proibição de comer carne três vezes por semana ( exceto se o irmão estivesse doente ), afirmo que não é necessário ter um Honda Civic para chamar a atenção de bandidos na Rodovia Washington Luiz. Eu tenho um simples Corsa Classic e quase já fui assaltado nessa rodovia, que atravessa o município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, um dos lugares mais violentos do estado do Rio de Janeiro.
    O leitor que se escondeu sob o pseudônimo PW disse não querer bancar o advogado do diabo, mas foi exatamente o que ele fez.
    Quanto à TL propagada pela Editora Vozes, até o irmão de Leonardo Boff, Clodovis Boff, já se levantou contra ela ( http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/03/1244071-essencia-da-teologia-da-libertacao-foi-defendida-pelo-papa-diz-irmao-de-leonardo-boff.shtml ).
    O liberalismo propagado por líderes da Nova Direita brasileira que se declaram católicos é tanto ou mais nocivo quanto a TL, mas raramente vejo leitores do FRATRES defendendo a Doutrina Social da Igreja contra o Liberalismo. Só atacam a TL.

    • UÉ, Francisco sem sobrenome, vc tá ensinuando q em paridade de condições de lugar os bandidos iriam preferir o seu corsinha a um Honda Civic? Pelo jeito, de tanto INVERTER o seu bom senso, vc acabou assim sem ele e, quiçá, sem outras coisas mais.

    • Francisco sem sobrenome,

      vc não refutou nada. Vc sequer notou o “talvez” q está no meu post. Deixe tapar a lua com peneira, e ceda ao óbvio: Ostentação de valores em lugar pobre chama-se imprudência. E não salte da torre do convento achando q Deus vai abolir a lei da gravidade. Isso se chama “tentar a Deus”. E “corsinha” não é depreciativo, é um jeito comum de designar esse automóvel. Ou devo chamar fusca de volkswagen?

  11. O pior de tudo, o mais patético, é a contradição grosseira das viúvas da T.L. Dizem, essas doidivanas ociosas e frequentadoras da prostituição masculina, que, no passado, a Igreja católica era dinheirista, que não cuidava dos pobres e outras mentiras mais. Veio o pobretismo da TL e o resultado está aí: o patrimônio da Igreja (editoras, colégios, universidades, hospitais etc etc etc) usurpado por uma máfia que usa de tais bens em proveito próprio. Nesse ambiente é que vicejam essas caricaturas de religiosos (-as) com seus belos ternos de alfaiate, seu cabelo pintado, suas caras e bocas em fotos de estúdio, seus vaidosos e bufões títulos “doutor”, seus carrões, seus luxos e sabe lá Deus – e o bom senso – o que mais … No entanto, para essa súcia, é a Igreja “vétero-testamentária”, pré-vaticano dois, a igreja “dinheirista”, segundo eles, aliada aos pUderosos e embuçada na sacristia , essa igreja é que não presta.

    Bom mesmo é agora, no caos da disciplina, com ninguém tomando conta das contas. “- Vamos gastaaarrrrrr!” Nem podia ser diferente. Quem nunca comeu melado… Que extrato social que entra para o clero? Os mortos da fome e os retirantes em geral. Aí, já viu…
    No entanto, qualquer lunático ou venusiano, é capaz de concluir que a igreja pobretista da TL, no quesito moralidade, pessoal e financeira, perde feio para o clero fanfarrão do Renascimento e da Pseudo-Reforma protestante (que possivelmente nunca teria vingado sem a safadeza e o mundanismo do clero). E o que se tem hoje? A mesma coisa: o povo indo embora, exatamente como no século XVI. Pois o povo não aguenta o clero; o povo prefere a bispa Sônia e o apóstata Clodomiro Vendiabo.

    Pra finalizar, quero lembrar de dois exemplos. Um prelado que conheci, homem santo e temente a Deus, perdeu, por roubo, um carro (nacional!), recém comprado, enquanto ia celebrar a Missa em certo lugar. Contando o sucedido, ele me disse que estava mesmo com escrúpulo de consciência, pois achava luxuoso o tal carro (que nem era grande coisa). Disse ele “- Foi castigo Deus”.

    Mas, para a gaiolada clerical, dizer que “Deus castiga” é voltar ao paganismo, é fazer uma imagem arcaica e opressora da divindade e outras cretinices mais. Sendo difícil conciliar a sauna com o temor de Deus, preferiram a sauna: “- Aimmmm, Boff, deixa de ser radical! ”

    Outro padre que conheci, também falecido, quando ganhava alguma espórtula para encomendar defunto ou outros atos de religião, costumava receber o dinheiro (em si legítimo), abri as mão e discretamente o deixava cair, sem q ninguém percebesse. Morreu pobre. Morreu santo. Morreu como seguidor de Cristo.

    • Eis o que você escreveu PW:

      “Sem querer ser o advogado do diabo, mas é de se pensar que se o falecido estive guiando um carro mais modesto que um Honda Civic, como convém a pobreza dita franciscana, talvez não tivesse sido alvo da cobiça criminosa de terceiros. ”

      Eu refutei o que você escreveu citando o que ocorreu comigo. O que você fez foi culpar a vítima pelo próprio assalto, que resultou num homicídio. Quem perdeu o bom senso foi você.
      O meu “corsinha” foi comprado com o suor do meu trabalho e não me ofende a sua depreciação. O pouco com Deus é muito.

  12. O homem morre e aparecem vários deuses pra julga-lo como os fariseus do tempo de Cristo. Frei Moser foi um homem fenomenal no campo da bioética, tendo seu trabalho coroado ao ser convidado a participar do sínodo das famílias, coisa que alguns fariseus jamais serão. Antes de qualquer coisa, ainda que ele não fosse ninguém, há quem respalde o assassinato pelo carro que o frade usava, como se o carro fosse dele, o que demonstra o mínimo de ignorância quanto ao real sentido do voto de pobreza. Claro que ele tinha suas limitações e fraquezas, suas imperfeições e equívocos, coisa que qualquer padre, religioso ou leigo está sujeito, mas isso é só ele e Deus. Claro que vai ter alguém pra fazer mimimi e me chamar de tl, herege e blá blá blá, coisa que a mim não atinge de modo algum, mas que é de se esperar, afinal os que criticaram a falta de orações em sufrágio da alma de frei Moser por parte de sua editora, também foram os primeiros a julgar a vida do frei, ao invés de dobrar os joelhos e acender uma vela clamando a Deus a misericórdia da alma de Frei Moser. Isso não é cristianismo, é farisaismo puro, e tal como o evangelho desse domingo que passou apresentam a pecadora não para que faça um encontro pessoal com Cristo, mas para condená-la e satisfazer seu senso de lei. Se acham que ele é tão pecador a ponto de correr o risco de ir pro inferno o mais Cristão seria orar por ele incessantemente, e não vir escarnecer do homem após ele ter morrido e acusando-o tal como os fariseus e escribas. Não atoa disse Jesus: Ai de vós fariseus! porque as prostitutas e os publicanos vos precederão no reino dos Ceús. Ao frei Moser que o Senhor conceda o eterno descanso, e que a luz perpetua brilhe para ele, que os anjos o acolham, e os mártires o conduzam na eterna morada. Aos que aqui ficam, que antes de julgar fulano ou ciclano que aprendam que a melhor prática de conversão que se pode fazer por alguém é dobrar os joelhos e orar pelos que erram. In Christus Iesus et Mariae, Pax.