Superior da FSSPX visita túmulo de Dom Antonio de Castro Mayer.

 

Anúncios

9 Comentários to “Superior da FSSPX visita túmulo de Dom Antonio de Castro Mayer.”

  1. Gostaria de saber qual recepção foi providenciada por Dom Fernando Rifan, tão zeloso em defender seus irmãos bispos da CNBB, a este “exemplar e verdadeiro bispo católico” que é Dom Fellay (nas palavras de Dom Athanasius Schneider – http://rorate-caeli.blogspot.com/2016/02/exclusive-bishop-athanasius-schneider.html)

  2. Ah como eu amo essa “fé ideologizada”! Mas a culpa é toda do meu falecido pai que desde a mais tenra infância incutiu em mim o respeito pelas pessoas constituídas em autoridade e que me ensinou desde pequena a dizer: “bença pai, bença mãe, bença dindinha, bença vó”.
    Padre então? A gente beijava a mão! Até que vieram os padres comunas e estragaram tudo.
    Quiseram “desideologizar meu pai” e ele acabou escapando pela tangente, passou a vida vagando como indigente, sacudido ao vento das falsas doutrinas. Eu então, nem se fala! Fui “desideologizada” por um certo tempo, mas a semente da fé genuína estava escondidinha em algum cantinho de minha alma e na hora certa, quando veio a temporada apropriada, Deus fez com que germinasse por pura misericórdia. Até hoje não sei o mistério, será que foi porque nasci no ano de abertura do Vaticano II e Deus quis preservar naquele ano, algumas almas, da catástrofe que iria se abater sobre a Igreja? Será que foi porque nasci no dia de São Pedro, 29 de junho e Nosso Senhor também orou por mim naquele dia, para que minha fé não desfalecesse? Só Deus o sabe! Eu só sei que foi essa “fé ideologizada” que na hora da morte do meu pai o livrou da morte eterna!
    O fato é que serei eternamente grata a Dom Lefebvre, cujo túmulo tive a graça de poder visistar recentemente, a Dom Antônio de Castro Mayer por ter preservado o tesouro da fé “ideologizada” em terras brasileiras e aos Bispos consagrados por eles, que deram prosseguimento à sua obra. E falem o que quiserem dessa “restauracionista pelagiana” aqui, mas nunca irei cuspir no prato em que comi e nem morder as mãos que me alimentaram na fé durante todo esse tempo… Jesus só chorou por causa da ingratidão.

  3. Os ideologistas, infiltrados na Igreja, querendo se passar por sendo os novos arautos da fé, por muito tempo confinaram às catacumbas exponentes defensores da doutrina tradicional católica, até então inideologizada, a de sempre!
    No entanto, consegue-se enganar por um certo tempo, não para sempre, e caíram nas armadilhas que montaram contra seus opositores; hoje, estão devidamente desmascarados, merecidamente tidos como uns maloqueiros da fé!
    A pior desses falsos profetas, como os associados à famigerada TL, foi de darem asas às ideologias e juntarem-se aos associados às hienas comunistas, pregando o relativismo de forma sutil, como se fora doutrina da Igreja, comprovando sem dúvidas que são o braço “religioso” de propagação da peste que é a doutrina marxista!
    Dessa forma, cada vez mais os prelados tradicionais estão em alta, atenciosamente recordados, enquanto os ideologistas prelados caçados e cassados por méritos, sem dó e misericórdia alguns!
    Comparemos D Lefebvre, por ex, com D Thomaz Balduíno, com D Claudio Hummes amigo pessoal da bacteria Lulla Infernale, com D Casaldáliga, com D W Calheiros…

  4. Antes de falarmos de Dom Rifan, saibamos o porque de estarmos aqui, como comentou a Gercione.
    Se não fosse algo que, independente de nossas misérias tão miseráveis, apegos e pecados, Deus nos deu uma alegria e graça, que nos custou/custa muito caro, e que muitas vezes perdemos com nossas faltas graves, nos livrou de ficarmos para todos os dias de nossa vida, aos ventos de mudanças, novidades e efemeridades, numa idéia de igreja que não é nada parecida com aquela que viveram os santos homens e mulheres que queremos imitar, que humildemente tiveram o Cristo vivendo em si.
    Ver este túmulo e pensar nas dores e disabores que viveu este prelado, na esperança de ter feito o que Deus quis na sua vida, penso que um dia também terei que tomar grandes decisões sobre a pertinência da minha fé. “Deus dá o frio, conforme o cobertor” como diz o sábio ditado popular. Roguemos pela Virgem do Carmo, maravilhosa neste vídeo, para que nos acuda nas decisões que humildementes somos obrigados a tomar.

    Pensemos no amanhã onde a luz de Cristo (Lumén Christi) romperá a escuridão sem qualquer barreira humana e/ou diabólica que seja. Rezemos por estas almas que alí repousam, para que possam interceder por nós e façamos a nossa parte.

    Salve Maria puríssima e viva São José!

  5. Rogo a D, Mayer que da glória do Céu, onde deve estar com muitos méritos, ajude D. Fellay a ficar firme na defesa da tradição e da integridade do trabalho apostólico da Fraternidade São Pio X. Que não se deixe encantar por nenhum canto de Sereia como um infeliz administrador.
    A Roma modernista de Francisco I considera a tradição um problema, como o problema do meretrício era visto pelas autoridades públicas antigamente. Para que a cidade não seja inundada, crie-se uma zona de tolerânica ou um canal Assim Roma faz hoje: para que a Igreja não seja inundada pela Tradição, criem-se prelazias, administrações etc. Quero dizer, criem-se quarteirões ou zonas de tradicionalismo.
    Não, Dom Fellay. Não se deixe seduzir pela Sereia. Sirva a Deus com liberdade, isto é, com justiça e verdade. O resto virá depois como prêmio da sua fidelidade.

  6. Eu só posso dizer como sou feliz em ter nascido no seio da nossa querida e amada Igreja de
    JESUS CRISTO e ter permanecido nela quando tantos debandaram.Peço ao nosso DEUS forças
    para não fraquejar. Misericórdia

  7. O Sr. Leão Cordeiro disse tudo. Realmente, qualquer um vê que a Roma de hoje encara a “tradição” como um problema. De certo, o melhor são as missas em ritmo de Rolling Stones, padrecos efeminados, etc.

    Um abraço,

  8. Que do céu, D. Mayer e D. Licínio, ambos tive a graça de beijar-lhes o anel, peçam a Deus pela Igreja Católica, Igreja pela qual deram a vida.

    O silêncio de D. Rifan quanto àquele que lhe ordenou e também é o responsável pela existência hoje da AASJM é terrível…

    Há tempos que ele fala que trará os restos mortais dos dois, como também do grande pe. José Possidente para a Igreja Principal da Administração…Quando se dará???? M I S T É R I O …..

    Não sou da FSSPX, mas dizer que esses 3, TRÊS BISPOS, não estão em plena comunhão com Roma, é um disparate da Igreja de nossa época, que tem, INFELIZMENTE, um máquina pavorosa e nada católica chamada CNBB, com todos os seus tentáculos, crb, pastoral afro, pastoral indigenista, pastoral infernista, etc….

    Quando D. Antônio de Castro Mayer, de feliz e santa memória, saiu, humilhado de uma reunião torpe dessa máquina, ele não perdeu nada, só mostrou sua força e coragem em não se dobrar e compartilhar com idéias de bispinhos formados em institutos torpes e chafurdados na lama bofista e nojenta e diabólica, que da verdadeira DOUTRINA da Igreja de Deus, nada sabem…

    A história já começou a fazer justiça…
    Quem pensa que Bergóglio está tendo vitórias em avacalhar o Papado e a Doutrina como ele tem feito, dê uma espiadinha nas estatísticas de seus bajuladores e conclua…