Pérez Esquivel levou a Dilma o apoio do Papa, segundo jornal argentino.

IHU – “O Papa Francisco está muito preocupado com o que está acontecendo no Brasil, tudo isto irá trazer consequências negativas para toda a região, teremos um grave retrocesso democrático”. O Prêmio Nobel da Paz, Adolfo Pérez Esquivel (na foto, à esquerda de Dilma), conversou com este jornal, após sua audiência com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto.

A entrevista é de Darío Pignotti, publicada por Página/12, 29-04-2016. A tradução é do Cepat.

Eis a entrevista.

js0rxtConversaram sobre o Papa?

Falamos com a Presidente sobre vários assuntos, também falamos sobre o Papa. Ela sabe que ele está a par, de sua preocupação, que estamos em contato com ele.

Que impressão se leva da presidente?

A presidente Dilma está muito consciente do que está acontecendo, não estive muito tempo com ela, ainda que seja possível ver que é uma pessoa forte, que irá lutar pela democracia. Está muito decidida a lutar porque sabe que é injusto o que estão fazendo com ela. Não há nenhuma denúncia contra a presidente e os que a acusam, em muitos casos, são denunciados e processados.

Tem previsão de viajar ao Vaticano?

Após terminar esta viagem, vou escrever uma carta ao Papa para lhe contar o que ocorre no Brasil, e possivelmente viajarei ao Vaticano, mais ou menos em fins de maio, quando já se saberá o que aconteceu com todo este processo que chamam de impeachment, para não dizer que é um golpe branco. Isto é muito sério. Para ter um panorama mais amplo, irei também até a Ordem dos Advogados do Brasil, passarei por Curitiba (Estado do Paraná) e Porto Alegre (Rio Grande do Sul), estarei nos atos do dia primeiro de maio.

A posição do Papa se reflete na Igreja brasileira?

Estive na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, conversei com o secretário geral, dom Leonardo (Ulrich Steiner), eles se mostraram muito preocupados também. Na realidade, concretamente, o que acontece no Brasil é que partem para um golpe branco, como o que já houve em Honduras contra o presidente (Manuel) Zelaya, em 2009, e noParaguai contra (Fernando) Lugo, em 2012.

Agora, não querem os chamar de golpes, mas está claro que são golpes. Utilizam métodos distintos, não necessitam das forças armadas, porque possuem os grandes meios de comunicação, uma parte dos juízes, os políticos conservadores, os grupos da oligarquia. É preciso convocar o Mercosul para que trate do que acontece no Brasil, a partir da cláusula democrática. Tivemos uma declaração da Unasul contra este processo destituinte, que é um processo da direita brasileira apoiado por grupos estrangeiros que são contra a integração regional.

14 Comentários to “Pérez Esquivel levou a Dilma o apoio do Papa, segundo jornal argentino.”

  1. Nunca pensei que diria isso, mas… QUE ESSE PAPA CUIDE DE SEU ESTADO-VATICANO, e deixe nosso país em paz!

  2. Golpe mesmo foi o que fizeram com Bento XVI.

  3. Só o que faltava.. mais essa!

  4. … “O Papa Francisco está muito preocupado com o que está acontecendo no Brasil, tudo isto irá trazer consequências negativas para toda a região, teremos um grave retrocesso democrático”.
    Será isso mesmo? Ou será que estaria mais preocupado por os esquerdistas perderem cada vez mais poder político na A Latina, cairam em desgraça, detestados pelos cidadãos ao perceberem tratar-se de patifes e subversivos, a começar do bispo das esquerdas Lugo?
    Os procedimentos desse esquerdista não direcionariam de pertencer à maçonaria eclesiástica infiltrado na Igreja, aprontando diabruras, posteriormente desmascarado e posto para fora pelos congressistas sem contemplações?
    Ou será que o papa Francisco ressente por a Argentina de C Kirchner perder o poder, doravante o presidente Macri, anti esquerdista, que foi recebido no Vaticano pelo papa Francisco, cuja conversa entre ambos não teria passado de 30 minutos?
    Será que é democrático no sentido real do termo ou “democrático”, como vomitam a todos os momentos os comunistas e asseclas, “seu” Esquivel, sendo que, à realidade, esse termo quer dizer mesmo é DITADURA COMUNISTA?!
    Não é a mesma democracia que pode ser encontrada em Cuba, na Coreia do Norte, Na China etc., velada sob o “eu mando, v obedece” – se não, já sabe…
    Convocar o Mercosul para que trate do que acontece no Brasil, a partir da cláusula democrática?
    “Seu” Esquivel: na A Latina cairam os tais quais “democratas” demagogos e populistas Lugo, Kirchner, aqui praticamente Dilma; o fantoche de F Castro, Maduro, está em apuros, sem saída; Evo Morales foi recentemente derrotado; resta o Correa, silente, ou seja, os golpistas e seus jagunços comunistas estão cada vez mais encurralados!
    O povo descobriu que os comunistas seus idolatrados e de quem mais for são hordas selvagens, tá?

  5. E não foi este mesmo papa que disse que ele não se envolvia em politica quando da polemica no parlamento italiano da aprovação do aborto e matrimonio contra natural? Que passou? Mexeu com sua turma ele sai pra defender…

  6. Esquivel foi o mesmo que defendeu Francisco sobre a controvérsia envolvendo Francisco Jalics e Orlando Yorio.

  7. “Há algo de podre no Reino de Francisco”, como diria meu conterrâneo William Shakespeare,

  8. Que Deus nos proteja desse papa.

  9. Golpe mesmo foi o que fizeram com Bento XVI. (2)

  10. Todo mundo aqui está criticando o Papa Francisco, que merece ser criticado por uma série de declarações, mas alto lá! Vamos confiar que um comunista é porta voz do Papa? Logo os comunistas que são os príncipes da mentira no mundo? Ele poderia ter dito sem corar o rosto que até que Dom Lefebvre estava apoiando Dilma. Devemos suspeitar, mas temos o mesmo dever de investigar a verdade antes de levantar tão severo juízo, pois por pior que seja, Francisco é o Papa e, na Igreja, quem quiser julgar um Papa deixou de ser católico, pois é doutrina da Igreja que só outro Papa pode julgá-lo.

    “ninguém está nesta única Igreja de Cristo e ninguém nela permanece a não ser que, obedecendo, reconheça e acate o poder de Pedro e de seus sucessores legítimos” Pio XI

    Se temos motivos justos para desobedecer isso e aquilo, como os Santos nos mostram, não o temos para desacatar o poder e autoridade do ofício divino a ele outorgado por Deus. É necessário discernir entre a pessoa e o ofício e respeitar o ofício antes da pessoa, pois nossa esperança é na Igreja imaculada, não nos homens maculados nela congregados.

    • Comunistas, ateus, liberais de todos os níveis e inimigos da igreja em geral têm sido os porta-vozes oficiais do papa, escolhidos por ele mesmo, desde o início do seu pontificado. Não seria nenhuma novidade.

  11. 2017 está chegando, Santidade!
    Está chegando…
    Chegando…
    Chegando…

  12. “É preciso convocar o Mercosul para que trate do que acontece no Brasil, a partir da cláusula democrática”. Palhaçada… Depois dos desmandos na Venezuela e de terem os chavistas-comunistas reduzido aquele país a frangalhos, lançam a espada da assim chamada cláusula democrática contra países que, segundo o próprio ordenamento jurídico e constitucional, se defendem de desmandos congêneres. Acho bom mesmo que usem da tal cláusula democrática e “expulsem” o Brasil dessa massa corrompida e cancerosa em que veio a se transformar o Mercosul.
    Duas consequências imediatas e muito bem-vindas para tal ato: 1) Liberdade para o Brasil; 2) o fim do Mercosul (uma vez que a organização descansa sobre a economia brasileira).
    O que presenciamos não é senão o triste resultado de uma sociedade majoritariamente católica, como a latino-americana, que deu as costas à sua genuína identidade, deixando-se escravizar por ideologias sem Deus.

  13. Caríssimo Sr. José Mendes, de minha parte fiz muitas investigações sobre a vida de Mario Jorge Bergoglio e, infelizmente não há como concluir outra coisa, portanto repito: Que Deus nos proteja desse Papa.