Campinas, SP: Rosário em reparação aos ultrajes ocorridos na Basílica do Carmo.

44eed2d1-0be4-4a7b-8c83-c3ff043c20d1

Informações sobre o ultraje aqui.

Anúncios
Tags:

2 Comentários to “Campinas, SP: Rosário em reparação aos ultrajes ocorridos na Basílica do Carmo.”

  1. Quero pedir perdão aos Gays que picharam a Basílica do Carmo. Perdão por termos construídos uma Basílica no meio do caminho da Parada Gay. A restauração da Basílica custou 600 mil reais e peço perdão por não termos dado esse dinheiro para suas orgias!

  2. As profanações são sempre dolorosas. Mas tenho percebido um fato, elas acontecem em maior intensidade e com maior frequência sempre que há alguma realidade de escândalo dentro da própria Igreja (o que na realidade se torna mais doloroso ainda). As afirmações bombásticas de Bergoglio não são pouca coisa. Imagine afirmar que a maioria dos matrimônios são nulos enquanto que reconhece as uniões irregulares como verdadeiros matrimônio. Quantos “ajuntamentos” permanecerão tranquilos confiando que vivem os sacramentos, e o pior irão receber a Eucaristia de boa. E quantos casais em crise acreditarão que o sacramento é nulo e aproveitarão para procurar outro cônjuge? Já estou ouvi isto aqui em minha Paróquia.
    Ninguém atentou para o fato de que quando Bergoglio utiliza o termo “pedras mortas” está se referindo aos mandamentos. Acaso a lei de Deus é pedra morta? Se o próprio Cristo disse que veio para levar a lei a pleno cumprimento?
    Como pode um suposto sucessor de Pedro pisoteia nos sacramentos e nos mandamentos?
    A desculpa é que Bergoglio fala de improviso. Ora, Amoris Laetitia e Laudato Si não foram de improviso. Además, será que o Espírito Santo só orienta o Pontífice quando lê um pronunciamento? Estará dormindo quando ele responde a um questionamento sem ler? Então qualquer leigo pode ser Pontífice, basta pedir que algum entendido em doutrina escreva o que deve ser dito. Então um sacerdote pode orientar os fiéis segundo a igreja, mas quando está fora da missa pode falar qualquer besteira já que não está em persona Chirsti.
    Mas há também a cumplicidade dos meios católicos que só veiculam as homilias e mensagens “certinhas” do Papa e omitem estas falas de improviso. Quem acompanha tem a impressão de se tratar de dois Papas distintos, e assim vai dissuadindo o povo católico.
    Mas voltando às profanações, muitas vezes me parece que é o próprio Jesus que está se manifestando para chamar nossa atenção para enxergar como estamos tratando as realidades sagradas..
    Mãe de Jesus e nossa, rogai por nós.