Papa: “dor e horror por ataque à igreja na França.

A Rádio Vaticano, fonte da matéria abaixo, diz que “não se conhecem os motivos do ataque”. O demissionário pe. Lombardi, porta-voz da Sala de Imprensa da Santa Sé, está tentando “entender o que aconteceu”. 

Rouen (RV) – Mais um episódio de violência imprevista e desconcertante esta manhã, na França: dois homens armados com facas entraram na igreja de Saint-Etienne de Rouvray, perto de Rouen, e tomaram como reféns o pároco, duas religiosas e dois fiéis durante a missa, por volta das 10h.

Um dos fiéis, segundo relatos, teria fugido e alertado a polícia, que circundou e fechou imediatamente a área. As informações são ainda fragmentárias, mas foi confirmado que um dos reféns, o pároco, foi degolado, e outro estaria entre a vida e a morte. Os dois criminosos foram mortos pela polícia.

Ambulâncias e outros meios de socorro ainda estão no local.

O presidente francês, François Hollande, e o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, estão a caminho da cidade.

O arcebispo de Rouen, Dom Dominique Lebrun, encontra-se na Polônia, com padres e grupos de jovens participantes da JMJ de Cracóvia. Segundo fontes locais, ele foi informado e deve retornar com urgência à sua diocese.

Por enquanto não se conhecem os motivos do ataque. O inquérito ao caso foi já entregue à procuradoria antiterrorismo, SDAT, e à direção geral de segurança interior (DGSI).

“É uma notícia terrível, que se soma a uma série de violências que nestes dias já abalaram todos nós, gerando imensa dor e preocupação. Acompanhamos a situação e aguardamos novas informações para tentarmos entender o que aconteceu”: é a declaração do porta-voz da Santa Sé, Padre Federico Lombardi.

“O Papa está informado e participa da dor e do horror por esta violência absurda, condenando radicalmente toda forma de ódio”, afirmou Pe. Lombardi aos jornalistas agora há pouco.

Segundo a Santa Sé, “o episódio abala ainda mais por ter ocorrido em uma igreja, local sagrado em que se anuncia o amor de Deus, onde foi barbaramente morto um sacerdote e envolvidos alguns fiéis”.

Ainda na declaração, Padre Lombardi manifesta a proximidade da Santa Sé à Igreja na França, à Arquidiocese de Rouen, à comunidade atingida e ao povo francês.

Tags:

18 Comentários to “Papa: “dor e horror por ataque à igreja na França.”

  1. Santo Tomás de Aquino e o Islã:

  2. “não se conhecem os motivos do ataque”:

    Dois homens invadiram sorrateirmente uma igreja, fizeram reféns e mataram um sacerdote cortando sua garganta antes de gritarem “Allahu Akbar”.
    http://news.sky.com/story/priest-killed-in-french-hostage-knife-attack-10512914

    A jornalista francesa Anne-Elisabeth Moutet disse à Sky News que os assaltantes supostamente gritavam “Allahu Akbar” nos degraus do edifício.
    http://news.sky.com/story/priest-killed-in-french-hostage-knife-attack-10512914

    O jornal francês também informou que a igreja alvo de ataque de terça-feira é um dos vários locais católicos na lista de possíveis ataques de um estudante argelino de 24 anos de idade.
    Sid Ahled Ghlam foi preso no ano passado pela tentativa de assassinar uma mãe durante uma tentativa fracassada de ataque a uma igreja em Villejuif.
    Ele foi enviado pelo belga Abaaoud Abdelhamid, que dirigiu uma célula responsável pelos atentados 13 de novembro em Paris durante o qual 130 pessoas foram mortas e o ataque em Março, em Bruxelas, que matou 32 pessoas.
    http://news.sky.com/story/priest-killed-in-french-hostage-knife-attack-10512914

    Não obstante tudo isso, “não se conhecem os motivos do ataque”! Eram só dois homens armados, dois assaltantes, dois criminosos. Quem sabe o motivo do ataque era porque queriam roubar o cofre das coletas pra comer? Sabe como é, imigrantes, refugiados com fome. No final a culpa pode ser dos próprios paroquianos que não acolheram esses pobres coitados!
    Só pode ser por isso que Padre Federico Lombardi declarou: “ Acompanhamos a situação e aguardamos novas informações para tentarmos entender o que aconteceu”.
    O coitado ainda tá tentando entender o que aconteceu! Depois de terem aberto igrejas Católicas para muçulmanos celebrarem o ramadan, depois de terem convidado imans pra rezar nos jardins do Vaticano, depois de tantos beijos no Alcorão, depois de Papas retirarem os sapatos pra visitarem mesquitas, depois de colocarem Maomé no mesmo patamar de Jesus Cristo nesses sacrílegos encontros ecumênicos, fica difícil mesmo entender porque dois terroristas muçulmanos atacariam igrejas católicas e degolariam sacerdotes e fiéis!
    “O Papa está informado e participa da dor e do horror por esta violência absurda, condenando radicalmente toda forma de ódio”, afirmou Pe. Lombardi aos jornalistas agora há pouco.
    Segundo a Santa Sé, “o episódio abala ainda mais por ter ocorrido em uma igreja, local sagrado em que se anuncia o amor de Deus, onde foi barbaramente morto um sacerdote e envolvidos alguns fiéis”.
    A dor de Bergoglio o leva a condenar toda “forma de ódio” que aí abre um leque pra qualquer coisa que ele considere como “ódio”.
    Vejam que em momento algum ele cita verbalmente os imigos da Igreja e de Nosso Senhor Jesus Cristo, o que o abala é o fato da “violência” ( jamais o sacrilégio!) ter sido cometido num “local sagrado em que se anuncia o amor de Deus”.
    Não se anuncia nenhum ato de desagravo público contra a profanação do templo, não se convoca a Cristandade para um ato de desagravo contra esse crime de sacrilégio contra um local santo e um consagrado de Deus. E olhe que o povo inteiro participaria, como fez o Cardeal Canizares em Valencia quando a Virgem foi ultrajada!
    Quando não se tem coragem sequer de dar nome ao inimigo, significa que essa guerra já está perdida.

    • Gercione, copiei e colei seu comentário em meu Facebook. Precisamos divulgar palavras como as suas, essa lucidez de quem, alma católica corajosa, procura conhecer e enfrentar as trevas que penetraram altos postos da hierarquia católica que trai o mandato de Cristo de apascentar suas ovelhas..

  3. Esses hipócritas que dizem não entender o que aconteceu são um insulto à memória deste mártir normando.
    O estabelecimento e a purificação da Igreja sempre se deu a preço de sangue. Quem sabe não seja esta a via escolhida por Deus Nosso Senhor para restaurar tudo em Cristo e renovar a todas as coisas?

  4. “O Papa está informado e participa da dor e do horror por esta violência absurda, condenando radicalmente toda forma de ódio”
    Inclusive o santo ódio ao pecado, a heresia, ao radicalismo islâmico.

  5. foi um padre idoso de 84 anos! covardia e violência gratuitas! a Europa está em estado de sítio!

  6. testemunho da irmã que chamou a polícia

    La religieuse présente ce matin dans l’église de Saint-Etienne-du-Rouvray, à l’heure de la messe matinale, et qui a réussi à s’échapper pour donner l’alerte a raconté au Figaro le début de l’attaque :
    «Ils sont entrés brusquement. Ils ont pris l’espace. Ils parlaient en arabe. J’ai vu un couteau. Je suis partie au moment où ils commençaient à agresser le père Jacques. Je ne sais même pas s’ils ont réalisé que je partais».

    Encore sous le coup de l’émotion, cette soeur de la communauté de religieuses voisine de l’église a souhaité garder l’anonymat. Elle indique avoir été prise en charge par une cellule d’aide psychologique et se dit avant tout «en attente de nouvelles de [ses] soeurs» également présentes à la messe.

  7. “O Estado Islâmico reivindicou a autoria do ataque. Em comunicado, os jihadistas disseram que o atentado foi realizado por “dois soldados” do grupo.”

    “… Acompanhamos a situação e aguardamos novas informações para tentarmos entender o que aconteceu”…

    Misericórdia, Senhor…Ainda bem que esse padre está saindo da Sala de Imprensa da S. Sé, porque, é muita simulação, é muita enrolação, é muita embromação, é muita covardia para fazer pronunciamentos desse tipo, ou para tentar desdizer os absurdos que Bergóglio solta a torto e a direita pelo mundo a fora…

    “Tentar entender”…Tentar entender padre…O senhor entenderá quando a religião da “paz” cometer um atentado aí no Vaticano bem nas suas barbas e nas do Bispo de Roma, o “misericordioso”…

    • Marcelo

      Espere só para ver a saboneteira, a dissimulação e a arte da restrição mental aliada à mais polida cara de pau Qdo o tal Opus Day assumir o minarete de Dom Bergoglio Ternura.

  8. Falta de aviso não foi.

  9. O que ocorre é que os europeus criaram corvos que agora lhes comem os olhos. Desarmaram a população, incutiram a falsa idéia da culpa e do politicamente correto, convidaram os maometanos a invadir, trataram outras culturas e religiões como iguais ou superiores, diminuiram a importância da cultura clássica e chegaram ao ponto de combater ativamente o cristianismo. Só há dois caminhos agora: lutar ou desaparecer. Olhando para o europeu atual, com sua calça de couro coladinha no corpo, seu iphone, seu ateísmo, sua música eletrônica e suas drogas sintéticas, eu não enxergo um povo com ímpeto para lutar. E neste mundo, infelizmente, o fraco é subjugado por aquele que conserva o instinto de sobrevivência. A única esperança está novamente em Cristo, como sempre esteve e sempre estará, porque se depender dos europeus, a Europa fatalmente não sobreviverá como a conhecemos hoje. Nossa Senhora disse que o dogma da fé se manterá em Portugal. Isto significa que se perderá nos demais países?

  10. Uai, esses imigrantes não são os “irmãos” do papa Francisco?
    Ah, nós é quem somos muito fechados e malvados!
    Afinal, eles estão cumprindo uma parte de uma Oração da Igreja Católica:
    “Mandar as almas para o céu!”
    Agora, só precisamos que Deus venga socorrer-nos, pois, segundo esta mesma Oração (ensinada pelo Anjo em Fátima), somos as almas que mais precisam neste momento…

  11. A abertura temeraria das portas da Europa para os muçulmanos que odeiam radicalmente tudo que provenha do tronco-judaico cristão, mais ainda a Igreja católica, é o resultado de dar preferencia a esses nossos radicais desafetos e ainda os colocar dentro de casa para nos trucidar!
    Nesse ínterim, os cristãos no O Medio todos estão servindo de pasto às hienas muçulmanas, sem os priorizarem para retirada, enquanto aqui, diversos de nossos desertores eclesiásticos ainda se vincularam aos comunistas, os quais se aliaram aos muçulmanos nesse plano de destruir a toda a Civilização Ocidental – dupla deslealdade!
    De como estamos rodeados de traidores da fé, do povo, de si e fantoches de ideologias, de nem ao menos “desconfiarem” quem são os mesmos de sempre promotores dos atentados contra os cristãos!
    Será que imaginariam que estariam coadjuvando nesse processo por os facilitarem adentrar na Europa, justamente aqueles que desde a mais tenra idade são fortemente doutrinados no livro do odio aos não muçulmanos?
    Eis alguns trechos da “biblia” de paz muçulmana!
    “Sabei que aqueles que contrariam Alá e seu mensageiro(Maomé) serão exterminados, como o foram os seus antepassados; por isso nós lhes enviamos lúcidos versículos e, aqueles que os negarem, sofrerão um afrontoso castigo. Alcorão, Surata 58,5.
    “E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Alá. Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidades, senão contra os iníquos.” Alcorão, Surata 2,193.
    “O castigo, para aqueles que lutam contra Alá e contra o seu mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento nesse mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo. “Alcorão, Surata 5,33

  12. Será que esse padre de 84 anos, que morreu mártir hoje degolado por islâmicos, vai ser canonizado por Bergoglio?
    Nunquinha!

  13. O figaro diz que obrigaram o padre a ajoelhar se para o degolar. E fimaram toda a cena! Puro sadismo!

  14. Enquanto isso:

    Archbishop Dominique Lebrun of Rouen, who was in Krakow, Poland, with World Youth Day pilgrims when the attacked occurred, said he would return to his archdiocese.

    “The Catholic Church can take up no weapons other than those of prayer and brotherhood among people of good will,” the archbishop said in a statement from Krakow. He said that while he would leave Poland, hundreds of young people from his diocese would remain. “I ask them not to give in to violence,” but instead “become apostles of the civilization of love.”
    http://thecatholicspirit.com/news/nation-and-world/pope-expresses-shock-violence-french-church/

    Traduzindo: O Arcebispo Dominique Lebrun da Arquidiocese de Rouen, que se encontrava em Kracóvia na Polônia com os peregrinos do Dia Mundial da Juventude, quando ocorreu o ataque, disse que ele retornaria a sua Arquidiocese.
    “A Igreja Católica não pode pegar em armas senão aquelas da oração e da fraternidade entre os povos de boa vontade”. Disse o arcebispo em uma declaração em Kracóvia. Ele disse que enquanto ele retornaria da Polônia, centenas de outros jóvens de sua diocese permaneceriam. “Eu pedi a eles que não cedam à violência, mas se tornem ao invés apóstolos da civilização do amor”.

    Pensem bem, um sacerdote de sua diocese foi cruelmente assassinado no altar. O fato abalou toda a França e o mundo Católico inteiro. O Arcebispo diz que retornará até porque pegaria super mal se não o fizesse. Em contrapartida pede que o resto dos jovens franceses fique lá saracoteando, dançando naquele festival hippie da civilização do amor, aquele woodstock católico ao invés de convocar geral pra reparação e luto.
    Com uma impostura religiosa dessa natureza não é de se espantar que essas tragédias aconteçam.

  15. Acredito que seja oportuno meditarmos sobre a oitava estação da Via Sacra, em especial escrita pelo Leão de Campos, D. Antonio de Castro Mayer:

    “Jesus consola as filhas de Jerusalém

    Ao ver os tormentos a que os sicários do Sinédrio submetiam Jesus no caminho do Calvário, umas piedosas mulheres de Jerusalém não contiveram as lágrimas e expandiram em altos prantos suas consternação. Jesus, agradecido, exortou-as a que tornassem profícuos seus prantos, chorando mais por elas e seus filhos, do que por Ele.

    O que Jesus deseja é a nossa salvação. Por isso ferem-Lhe mais nossos pecados do que O afligem as chagas de seu corpo ou Lhe pesa a coroa de espinhos. “Chorai por vós e por vossos filhos” – nos repete o Senhor, quando nos vê mais preocupados com nossas moléstias e os bens terrenos do que com os nossos pecados. Abra-nos os olhos a virgem Santíssima para purificar nosso catolicismo.”

    Diante das mazelas que enchem o mundo sem Deus, sigamos o conselho de Nosso Senhor e peçamos pelos nossos pecados, pelas nossas misérias espirituais, pois esses sim podem clamam aos céus pedindo vingança. As perseguições, as guerras, os atentados são reflexos do desgosto que causamos ao Bom Deus, cabe a nós escolhermos, se o nosso sofrimento será para nossa redenção, ou para começar a nossa condenação.