Secretário de Estado do Vaticano lembra mensagem de Fátima na missa dos representantes pontifícios.

Santuário de Fátima – O Secretário de Estado do Vaticano expressou esta quinta feira o desejo de ver o Papa Francisco nas celebrações do Centenário das Aparições em Fátima no próximo ano, sublinhando a importância e atualidade da Mensagem deixada por Nossa Senhora aos pastorinhos no contexto do mundo e da igreja atuais.

Na homilia que proferiu na Missa da Solenidade de Nossa Senhora das Dores, celebrada na Capela do Coro, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, diante dos representantes diplomáticos do Papa nos cinco continentes, que se encontram em Roma para a celebração do seu jubileu, e publicada na edição impressa do jornal L´Osservatore Romano desta sexta feira, em que lembrou a importância da Cruz como ponto de partida para qualquer cristão,  D. Pietro Parolin destacou as “dores que o mundo atravessa” e que o transformaram “numa grande colina de Cruzes”, elogiando a importância da mensagem deixada por Nossa Senhora aos Pastorinhos para superar as dificuldades.

É um  “vínculo especial entre esta memória Mariana e o Papa, porque a devoção às dores de Maria, que é amplamente difundida entre o povo cristão, foi introduzida na Liturgia pelo Papa Pio VII” lembrou o responsável pela diplomacia do Vaticano.

“Mesmo nas aparições da Virgem Maria aos três pastorinhos em Fátima, cujo centenário será celebrado em 2017 – no qual esperamos vivamente que possamos contar com a presença do Papa  Francisco- há este vínculo estreito entre Maria, o Papa e o sofrimento. “

Dirigindo-se aos presentes, o cardeal disse: “certamente recordareis a imagem do bispo vestido de “branco”, que sobe a montanha rezando por todos os que sofrem, e que encontra”.

Essa imagem, explicou, “condensa e resume a disponibilidade para o martírio, que deve caracterizar a Igreja de todos os tempos, ontem, hoje e amanhã, começando a partir do primeiro martírio cristão do bispo de Roma”.

A oração, o sacrificio em reparação dos pecados e a conversão são aspetos centrais da Mensagem de Fátima, que o chefe da diplomacia da Santa Sé recordou estabelecendo um paralelo com os desafios que o mundo cristão enfrenta.

O secretário de Estado do Vaticano será o presidente da Peregrinação Internacional de outubro no Santuário de Fátima, que se realiza nos próximos dias 12 e 13 de outubro. Será a primeira vez que o cardeal virá à Cova da Iria.

Anúncios
Tags:

4 Comentários to “Secretário de Estado do Vaticano lembra mensagem de Fátima na missa dos representantes pontifícios.”

  1. No nordeste nós costumamos dizer que o cabra vai ficando besta quando cada arremedo de amor se transforma em motivo de choro. Tenho vontade de chorar quando vejo um membro da hierarquia falando desta maneira sobre Nossa Senhora de Fátima. No fundo, eu sei que o que sua Eminência disse é quase nada, mas… É que A Virgem faz tanto, merece tanto e sofre tanto pensando na hierarquia que um mínimo aceno desse tipo já deixa feliz aquele Coração Imaculado. No fim, o Coração Imaculado triunfará. Isso é certo.

  2. O papa Francisco compareceu ao Congresso Eucarístico de Gênova de 15 a 18 de setembro?
    Consta-nos, no entanto, que ele irá às comemorações nada memoraveis em outubro dos 500 anos do heresiarca Lutero, não é fato?
    Tem-se comentado por aí, parecendo ter fundamentação, que o dogma de Nossa Senhora Corredentora ainda não teria sido proclamado para não obstruir o pessimamente entendido e praticado “ecumenismo” com os filhos de Lutero que a desprezam!
    A presença do papa Francisco no centenario das aparições de N Senhora de Fátima desgostaria os protestantes, por certo que sim!
    Esse tipo de obstáculo de parte dos que evitam sua presença e objetam a conceder-Lhe os devidos e merecidos louvores, bem que poderia ser compreendido como “as forças do mal se afastando de sua presença por se sentirem incompatibilizadas com sua presença luminosa” assim como seus adversarios nada sentirem bem em A prestigiar – de como podem amar a Jesus se não amam sua SS Mãe?!
    Entende-se, pois desde o Livro do Gênesis há a ideia que alguém esmagará a cabeça da serpente -Satanás: “Porei ódio entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça, e tu ferirás o calcanhar.” Gn 3,15.
    Sendo a sequencia do acima, com a graça de Jesus e da imprescindível assistencia de Sua Mãe Maria devemos ser hoje os que pisam na cabeça de Satanás, o qual hoje sutilmente representa as faces de todas as multis modernistas ideologias anti Cristo, como as socialistas travestidas de emancipação e redenção do homem, propondo uma vida nesse mundo de um paraíso igualitarista, dotado de pleno conforto e prazer totais ilimitados, patrocinado e dirigido por um deus-Estado, embora tudo oferecido não passa de uma infernal cilada!

  3. A oração, o sacrificio em reparação dos pecados e a conversão são aspetos centrais da Mensagem de Fátima, que o chefe da diplomacia da Santa Sé deveria recordar à Bergoglio, exatamente ele que nesse dia está lá em Assis reunido com sacrílegos e répobros do mundo inteiro naquele famigerado encontro de oração que é um insulto ao Príncipe da Paz.