Misericordiosamente proscrito.

Indicamos ao Dalai Lama que participe, junto com outros marginalizados, do próximo Grito dos Excluídos. Que a CNBB realize, no próximo “Grito”, um ato de reparação pela falta de misericórdia para com essas periferias existenciais. 

Dalai Lama não é convidado para Assis: “Uma pena, eu teria ido de bom grado”

IHU – O espírito de Assis é sempre inclusivo, mas, desta vez, excluiu o Tibete. A 30 anos exatos da intuição profética de Wojtyla, que reuniu por primeiro na cidadezinha daÚmbria os maiores líderes religiosos do mundo, incluindo o Dalai Lama, foi celebrada, na manhã dessa terça-feira, uma iniciativa semelhante pela paz. Desta vez, porém, o homem que encarna o líder espiritual do budismo tibetano não esteve lá.

A reportagem é de Franca Giansoldati, publicada no jornal Il Messaggero, 20-09-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Ele não foi convidado. O Dalai Lama, nestes dias envolvido em um ciclo de conferências entre Paris e Estrasburgo, anunciou que “teria ido de bom grado”, mas que ninguém, nem da Comunidade de Santo Egídio, promotora da iniciativa, nem doVaticano, fez qualquer convite. Desatenção? O monge budista Tseten Chhoekyapa, estreito colaborador do Dalai Lama para a Europa, desfez a questão com poucas palavras e muita amargura. “As razões? Peçam as explicações ao Vaticano ou à Santo Egídio.”

Sim, porque a presença do Dalai Lama teria sido bastante complicada, enquanto a diplomacia do papa está envolvida em uma negociação muito delicada com o governo dePequim para a normalização das relações com a Igreja Católica clandestina.

O processo

Um dossiê emaranhado aberto desde que Mao tomou o poder e rompeu as relações com a Santa Sé, provocando, progressivamente, um enrijecimento das posições, até verdadeiras perseguições contra os católicos. Com o tempo, a situação melhorou, e agora, com o Papa Francisco, entreveem-se frestas concretas de distensão e de diálogo com o governo chinês.

O convite ao Dalai Lama provavelmente teria explodido o banco das negociações. Arealpolitik só podia prevalecer, e assim, na tarde dessa terça-feira, em Assis, o papa, diante do túmulo de São Francisco, assinou uma declaração de paz com islâmicos, xintoístas, ortodoxos, anglicanos, budistas (japoneses), mas não com os tibetanos.

Não importa se as relações da Anistia Internacional não deixam dúvidas sobre o assédio que sofre esse povo por parte da ocupação chinesa em diante. Números de dar calafrios. Desde 2009, 200 monges puseram fogo em si mesmos em protesto. A Anistia Internacional fala de “genocídio tibetano”, também por causa do um milhão de pessoas desaparecidas em décadas de ocupação.

O Dalai Lama, nestes dias, lançou um apelo às instituições europeias, implorando uma maior proteção (provocando imediatamente a reação de Pequim, que ameaçou retaliações à União Europeia) e pedindo apoio para um Tibete com um alto grau de autonomia dentro da China.

Mas, em Assis, a Comunidade de Santo Egídio convidou apenas o venerávelMorikawa Koei, líder dos budistas japoneses, recentemente recebido também em audiência pelo Papa Francisco.

No entanto, “eu sempre acolhi de bom grado os convites do papa, começando em 1973”, comentou o Dalai Lama. Paulo VI foi o primeiro a recebê-lo no Vaticano. Em 2014, em Roma, foi organizado um encontro de todos os prêmios Nobel da Paz, mas, também naquela ocasião, não chegou nenhum convite ao Dalai Lama.

O Papa Francisco, no entanto, algum tempo depois, disse que o admirava muito, mas que não era habitual para o protocolo receber os chefes de Estado ou os líderes daquele nível quando participam de uma reunião internacional em Roma.

“De qualquer forma – acrescentou Francisco, respondendo aos jornalistas – não é verdade que eu não recebi o Dalai Lama porque tenho medo da China. Nós estamos abertos e queremos a paz com todos. O governo chinês é educado, nós somos educados. Fazemos as coisas passo a passo. Eles sabem que estou disposto a recebê-los ou a ir lá, na China. Eles sabem disso.”

Pequim vale uma missa, sim.

10 Comentários to “Misericordiosamente proscrito.”

  1. Devia ficar por lá.

  2. Logo, Bergoglio receberá em Pequim outro foicefixo do “educado” governo Chinês.

  3. Que da próxima vez a CNBB, para dar maior brilho ao GRITO DOS EXCLUÍDOS, convoque o bispo-propagandista, experiente no métier de promoção dos comunistas, o esquerdista D Joaquim Mol!
    Que lhe dê bastante cobertura midiática nesse evento, de preferencia numa caminhão da CUT, além de convidar a participar o Dalai-Lama, agora componente das periferias existenciais por estar relegado ao desprezo – o qual dessa vez não foi convidado para comparecer a Assis!
    Idem, não esqueça de lhe oferecer um báculo do martelo e foice para melhor caracterização!
    Aliás, a CNBB, por sinal tem estado bastante reticente depois do impeachment da Dilmandrake, pois a amargura que está curtindo desde a fragorosa derrota de seus pupilos do PT não é prá menos, alfinetou-lhe o âmago da alma!
    No entanto, que os acenos do Vaticano com o governo comunista da China teriam impedido a presença do periférico Dalai Lama, parece inexistirem dúvidas!

  4. Surpresas parte III – Voltando para Roma…

    Berg – Senhor não chame Eli, ainda não é chegada a hora!
    Jesus – Francisco, você não tem visto as inúmeras cartas e abaixo assinados que chegam dos fiéis pedindo esclarecimentos ?
    B – Ah, esses católicos…gostam muito de fofocas e de inveja…já falei tanto sobre isto! Nem leio mais. dou de ombros e jogo-as no lixo.
    J – Você não tem ensinado a cumprir os meus mandamentos?
    B – Esta especialidade era do Emérito. Ele chegava até a ser obsessivo com isto.
    J – E você?
    B – Pra mim só há uma lei: a lei do amor. Amemos. O resto e conversa.
    J – E a tal lei da gradualidade?
    B- Gradualidade da lei. Acho que é isso. Schonborn é quem sabe explicar melhor. É uma inovação em meu pontificado, porque acho que cada caso é um caso e é preciso discernir…mas sempre com misericórdia!
    J – O que vocês tanto conversam em Sta. Marta?
    B – Sobre muitas coisas : o pacto das catacumbas, a agenda global, sobre as desventuras da pátria grande, viu o que aconteceu no Brasil? Que pena…roguei tanto a Sua Mãe que intercedesse…sobre os pobres. Assuntos não faltam…
    J – Mas não foi isso que Eu pedi. Quero que façam meus seguidores todos os povos.
    B – Senhor já abriu conta no twitter? Eu tenho seguidores aos milhares. Os tempos mudaram! Não estamos mais no tempo de Herodes. tem que acompanhar a evolução da humanidade! Abra uma conta agora mesmo. Posso indicar-lhe os meus seguidores!
    J – Aliás o Senhor não respondeu sobre como prefere que seja sua morte em Roma
    B – Se Eu não fosse o próprio Deus já teria enfartado!

  5. O comité central do Partido Comunista Chinês agradece!

  6. O governo chino é tão educado que quando encontra um bom católico,logo manda para um “centro de reeducação”.
    Pensa num governo educado !

  7. Foi exatamente para isso que o Filho de Deus derramou seu Sangue: para que sejamos educados, polidos, diplomáticos e amigos de conveniência. Aqueles 20 que tiveram suas cabeças cortadas na beira da praia e o Padre francês agradecem tanta generosidade. Muito obrigado! Deus lhes pague!

  8. Surpresas – Parte IV
    Tem nada não O Senhor é forte e ainda não é chegada a hora! Deixemos estes assuntos de pra mais tarde. Não me respondeu sobre o tipo de morte que eu havia proposto: veja bem a morte humanizada é mais discreta e menos sofrida. O irmão Martini fez este processo, tranqüiiilo. Suave na nave.
    Francisco, o que me mais me faz sofrer é a humanidade que se perde afundada no pecado. Eu te chamei a ser pescador de homens!
    Bem lembrado! Falando em pesca, estou pra gravar um vídeo patrocinado pelo Green Peace para protestar contra a pesca predatória das baleias. Um verdadeiro absurdo o que a humanidade está fazendo com a natureza!
    Francisco, se todos me amassem em primeiro lugar todo o resto seria diferente. A humanidade reconciliada com Deus viveria em harmonia com o restante da criação. Você está dificultando as coisas!
    – Se não amam nem as inofensivas árvores que nos dá o ar puro e a terra de onde tiramos alimento, se não amam nem a mim que sou um papa misericordioso, vão amar o Senhor que exige boas obras e que cumpram com fidelidade mandamentos tão difíceis?
    Mas é isto que vocês pastores deveriam ensinar a humanidade a cumprir os mandamentos
    – Mandamentos são iguais a leis de trânsito. Primeiro as pessoas reclamam que não têm, mas depois que têm não querem cumprir. Só falam da boca pra fora. São gente de duas caras. Depois me acusam de ser ambíguo.
    J – Como entrarão no céu?
    B – Com a gradualidade da lei, oras. Lembre-se, cada caso é um caso. O céu é como coração de mãe, tem lugar pra todos, com jeitinho acomodaremos cada um. Vai por mim.
    J – Francisco você fala que ama os pobres mas vive cercado pelos poderosos deste mundo.
    B – Senhor, eles ajudam na missão. Sem dinheiro hoje em dia não se dá um passo. Temos as reformas aqui no Vaticano. Os gastos são muitos. Temos que dar as mãos: muçulmanos, budistas, Grande Loja, etc. Tutti Fratelli!
    B – Mas falemos de sua morte: As pessoas gostam de ação. Tem que ser causar impacto. Falarão disto durante semanas…Parece até que eu estava adivinhando. Trouxe uns muçulmanos no avião. Caso queira ser degolado por eles é só dizer que o Senhor é o verdadeiro Deus.
    J – Mas esta é a verdade: Eu Sou
    B – Mas se quiser permanecer vivo diga Alá Akbar! E tudo bem. Ou beije o Alcorão, tenho um exemplar em minha biblioteca.
    J – Só o verdadeiro Deus tem que ser adorado, Francisco.
    B – Alá é o nome que eles dão para Deus, entende? É uma questão de cultura. Para uns é Buda, para outros Alá e assim vai. Mas no fundo é tudo o mesmo!
    J – Francisco, mas é para Mim que todo joelho deve se dobrar.
    B – Mas e o nosso pescoço? Porque acha que lavei e beijei os pés deles na quinta feira da Paixão?
    J – Francisco…
    B – Senhor, estamos desviando do assunto principal. Sua morte…Estou pensando aqui. Algumas semanas antes pedimos para a imprensa anunciar que o Senhor está chegando em Roma. Assim vai favorecer o turismo, que tem caído bastante ultimamente. Aí teremos tempo para escolher e preparar melhor o local para o fato. Vamos instalar telões em pontos estratégicos. Tenho certeza que G. Soros contribuirá. Que tal?

  9. Surpresas – Final
    J – Francisco, já vi que minha morte não te causa espanto.
    B – Senhor, seja feita Tua vontade! Quer que eu fale com meus irmãos em Alá?
    J – Já disse que serei crucificado!
    B – Se assim prefere…
    J – Minha cruz te escandaliza, Francisco?
    B – Não…não é isto! É que acho pouco ecológico a utilização da madeira, e como o Senhor é muito influente se a moda pega já viu…além de que cairei em descrédito pois tenho militado tanto em favor da natureza…e acontecer isto justo na minha própria casa…
    J – Francisco, realmente você saiu pior que encomenda. Estou perplexo!
    Se há algo que me consola e anima em tudo isto é que por fim o Imaculado Coração de Minha Mãe triunfará!

  10. Essa palhaçada sincretista não leva em conta nada da Revelação divina. E não se venha dizer que “o coração só Deus vê”: isso é óbvio. Ninguém está julgando as disposições interiores dos não-cristãos; só Deus as conhece e julga.

    Julgam-se, sim, e se condenam as doutrinas malditas e perniciosas que essas pobres almas professam.

    Mas para a igreja sincretista conciliar, ser cristão é artigo de luxo e perfumaria, quase um erro.

    Para igreja sincretista do erudito CARDEAL von Balthasar, o inferno está vazio.

    Para que serve a igreja sincretista? Para nada. Não é à toa que está fechando as portas.

    A Santa Igreja Romana, no entanto, resiste nas catacumbas, esperando firme o fim de seu cativeiro segundo as promessas da Virgem de Fátima.

    Avante, pois a vitória é certa, e as baratas bêbadas hão de perecer – horrivelmente como viveram.