Nota de esclarecimento da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Reação da Arquidiocese do Rio de Janeiro ao manifesto de “católicos” com Freixo.

A Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, diante da manifestação pública de alguns membros do clero e do laicato, esclarece que não autorizou ninguém a falar em seu nome, nem dos padres, tampouco em nome de movimentos, pastorais, associações e paróquias acerca do atual processo político carioca. As pessoas podem se manifestar pessoalmente e arcar com as consequências, mas não podem falar por quem não foram autorizadas. Tampouco têm autorização da autoridade diocesana para indicar qualquer candidato aos cargos públicos, como aconteceu nessa recente manifestação, na qual indicam um candidato para o segundo turno das eleições municipais da cidade do Rio de Janeiro.

A Arquidiocese reafirma sua posição de organismo apartidário, que defende os princípios da Igreja Católica de acordo com as orientações que assumidas pelo Regional Leste 1 da CNBB e das quais foi dada ampla divulgação. Não é possível compactuar com posições que entram em confronto com princípios contrários aos valores cristãos, tais como o respeito à vida e a clara oposição ao aborto e à eutanásia; a tutela e a promoção da família, fundada no matrimônio monogâmico entre pessoas de sexo oposto e protegida em sua unidade e estabilidade, frente às leis sobre o divórcio; o tema da paz, que é obra da justiça e da caridade, e que exige a recusa radical e absoluta da violência, anarquismo e terrorismo. Devem ser reafirmados o acolhimento e a tutela com relação ao ensino religioso nas escolas além dos outros temas explicitados nas orientações referidas.

Portanto, o voto do católico só poderá assim ser considerado se os programas dos candidatos merecedores desse voto também estiverem em comunhão com os princípios humano-cristãos.

Diante da perplexidade gerada por tal manifestação já divulgada pelas mídias sociais, ocasionando o escândalo da desunião, a Arquidiocese de São Sebastião Rio de Janeiro pede a união de todos no Senhor Jesus e a contínua disponibilidade para a missão evangelizadora numa Igreja em saída, que caminha junto com seus pastores.

Da Cúria Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro, aos 25 de outubro de 2016.

Orani João, Cardeal Tempesta, O.Cist.

Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Antônio Augusto Dias Duarte Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ

+ Roque Costa Souza Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ.

+ Luiz Henrique da Silva Brito Bispo Auxiliar da Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ.

+ Assis Lopes Bispo Auxiliar Emérito da Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ.

+ Karl Josef Romer Bispo Auxiliar Emérito da Arquidiocese do Rio de Janeiro, RJ.

Padre Cláudio dos Santos

Vigário Episcopal Norte

Padre Felipe Lima Pires

Vigário Episcopal Oeste

Padre Henrique Jorge Diegues

Vigário Episcopal Sul

Padre Jorge Pereira Bispo

Vigário Episcopal Santa Cruz

Padre Nivaldo Alves dos Junior

Vigário Episcopal Suburbano

Padre Robert Josef Chrszcs

Vigário Episcopal Jacarepaguá

Padre Wagner Toledo Moreira

Vigário Episcopal Urbano

Padre Alberto Gonzaga de Almeida

Vigário Episcopal Leopoldina

D. Roberto Lopes

Vigário Episcopal para os Institutos Vida Consagrada

Monsenhor Joel Portella Amado

Coordenador Arquidiocesano de Pastoral

Cônego Marcos William Bernardo

Vigário Episcopal para a Comunicação Social e Cultura

Cônego Manuel de Oliveira Manangão

Vigário Episcopal para a Caridade Social

Anúncios

22 Comentários to “Nota de esclarecimento da Arquidiocese do Rio de Janeiro.”

  1. Parabéns à Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro pela reação. Já que não deixaram claro a seus fiéis que um católico jamais pode votar em um candidato alinhado com ideias socialistas / comunistas conforme a doutrina dos Santos Padres, pelo menos estão reagindo diante dessa infâmia em nome do povo de Deus.

    • Excelente texto! Parabéns a Dom Orani. Rejeita a indicação de candidato mas aponta referências muito para balizar o voto. Quem souber ler que leia.

  2. Prezado D. Orani,
    Os digníssimos assinantes da carta de apoio ao sr. Freixo (Serjão, Gegê, Betão, Licinho e etc) se manifestaram pessoalmente, formando um grupo. Não falaram em nome da Arquidiocese! Contudo, são padres da Arquidiocese. O sr. tem autoridade sobre eles. Que faça valer!
    1) Ora, os princípios da Igreja Católica são conhecidos desde sempre, toda eleição são sempre os mesmos.
    2) Tal candidato é do PSOL, que não segue este, aquele e aquele outro princípio.
    Logo,
    3) Católicos não podem (sob pena de excomunhão? o sr. que o diga!) votar em tal candidato.
    Kamarada, é tão difícil fazer isto? Se isto é o que TODO católico TEM QUE fazer, porque as benditas arquidioceses, as regionais e a CNBB simplesmente não o dizem?
    Exigem sem exigir, falam sem falar.
    “Não, não podemos, somos apartidários”.
    Então engula o PSOL, o próximo PT.
    E que o sangue dos inocentes recaia sobre vossas cabeças.

  3. E votar em herege anticatólico, pode?

    • Caro Pedro Piza,

      Neste caso só há duas alternativas, neste caso este herege é um mal menor comparado com o comunista.

  4. Parabéns, Dom Orani e demais bispos da arquidiocese do Rio de Janeiro!

    Ainda há pastores que, incessantemente vigiam e oram, não medem esforços para que o lobo não consiga penetrar no campo para sequestrar e dispersar o rebanho (Jo 10,12).

    A Cultura da morte (aborto, ideologia de gênero, ditadura do homossexualismo, hedonismo, socialismo…) avançam no mundo para levá-lo a destruição.

    Cabe aos fiéis de boa vontade lutar pela Cultura da Vida (Jo 10,10), nessa batalha sem derramamento de sangue.

    O joio (lobo) está misturado com o trigo (pastor) e até podem escapar da justiça dos homens, mas não escaparão do julgamento divino.

    Os maus pastores (lobos vestidos de ovelha) continuam espalhando os germes de ódio e ainda gritam:
    “Não queremos que Jesus reine sobre nós” Lucas 19,15 (“nolumus hunc regnare super nos”).

    Meus irmãos em Cristo,

    Um novo cisma ameaça a Igreja com um “Novo Rasgão na túnica unica de branco”. Veja a nota dos religiosos cariocas que apoiam a cultura da morte (Freixo):

    “Católicos/as com Freixo

    Papa Francisco: “Os cristãos não podem fazer como Pilatos e lavar as mãos”!
    “Nós, padres da Arquidiocese do Rio de Janeiro, no horizonte do Evangelho da Libertação, da efetivação de uma “Igreja em saída” (como compreende o Papa Francisco) e da antecipação do Reino de Justiça e paz inaugurado por Jesus Cristo, entendemos que a candidatura de Marcelo Freixo à prefeitura do Rio de Janeiro é a que mais sintoniza com a construção de uma cidade mais justa, fraterna e igualitária.

    Desse modo, entendendo como o Papa Francisco que a política é uma forma sublime de CARIDADE em face da qual não podemos “lavar as mãos”, como Pilatos o fez.

    Na companhia de um grande número de católicos e católicas, leigos e leigas comprometidos com a Democracia, com a Vida e a Dignidade humanas na história concreta de nossa Cidade marcada pela violência, injustiça e exclusão social, nos unimos, à luz da Fé, na luta pela VIDA e pela PROMOÇÃO DA PESSOA HUMANA na força evangélica da “opção preferencial pelos pobres”.

    Afirma o Papa Francisco: “Envolver-se na Política é uma obrigação para um cristão. Os cristãos não podem fazer como Pilatos e lavar as mãos”!

    Caminhamos por Cristo, com Cristo e em Cristo!”

    Assinaturas:
    Pe. Geraldo Marques Raimundo
    Paróquia Santa Edwiges e São Pedro / Sepetiba

    Pe. Geraldo José Natalino (Gegê)
    Paróquia Santa Bernadete / Higienópolis

    Pe. Sérgio Augusto dos Reis (Serjão)
    Paróquia Santa Teresa de Jesus / Coelho Neto

    Pe. Sérgio Marcos Sá Ferreira,
    Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima / Bonsucesso

    Pe. Carlos Alberto Pinto (Betão)
    Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro / Jesuítas

    Pe. Rosinaldo Paulino de Brito.
    Paróquia Santo Antônio Maria Zaccaria / Tanque

    Pe. Ludendorff Cohen Couto (Licinho)
    Paróquia Apóstolo São Pedro / Cavalcante

    Pe. José Lino Oliveira
    Paróquia São Sebastião / Olaria

    Frei José Alamiro Andrade Silva, OFM
    Convento Santo Antônio / Centro

    Pe. Gilberto dos Santos
    Paróquia São José e N. S. das Dores / Andaraí

    Pe. Reginaldo Fragoso Marinho, SDB
    Diretor do colégio Salesiano – paróquia Santa Bárbara / Rocha Miranda

    Irmã Juliana Ferreira de Jesus
    Religiosa Franciscana – paróquia Nossa Sra. Aparecida / Méier”

    SINAL DOS TEMPOS!

  5. Ao menos as recomendações básicas.

  6. Lista dos religiosos assumidamente PSOL/Freixo para a ciência dos católicos do RJ.

    Pe. Geraldo Marques Raimundo
    Paróquia Santa Edwiges e São Pedro / Sepetiba

    Pe. Geraldo José Natalino (Gegê)
    Paróquia Santa Bernadete / Higienópolis

    Pe. Sérgio Augusto dos Reis (Serjão)
    Paróquia Santa Teresa de Jesus / Coelho Neto

    Pe. Sérgio Marcos Sá Ferreira,
    Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima / Bonsucesso

    Pe. Carlos Alberto Pinto (Betão)
    Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro / Jesuítas

    Pe. Rosinaldo Paulino de Brito.
    Paróquia Santo Antônio Maria Zaccaria / Tanque

    Pe. Ludendorff Cohen Couto (Licinho)
    Paróquia Apóstolo São Pedro / Cavalcante

    Pe. José Lino Oliveira
    Paróquia São Sebastião / Olaria

    Frei José Alamiro Andrade Silva, OFM
    Convento Santo Antônio / Centro

    Pe. Gilberto dos Santos
    Paróquia São José e N. S. das Dores / Andaraí

    Pe. Reginaldo Fragoso Marinho, SDB
    Diretor do colégio Salesiano – paróquia Santa Bárbara / Rocha Miranda

    Irmã Juliana Ferreira de Jesus
    Religiosa Franciscana – paróquia Nossa Sra. Aparecida / Méier

  7. O trabalho de esclarecimento dos fiéis bastante tempo antes de incio das eleições deveria ser mais explicito como em:
    … “Não é possível compactuar com posições que entram em confronto com princípios contrários aos valores cristãos, tais como o respeito à vida e a clara oposição ao aborto e à eutanásia; a tutela e a promoção da família, fundada no matrimônio monogâmico entre pessoas de sexo oposto e protegida em sua unidade e estabilidade, frente às leis sobre o divórcio; o tema da paz, que é obra da justiça e da caridade, e que exige a recusa radical e absoluta da violência, anarquismo e terrorismo. Devem ser reafirmados o acolhimento e a tutela com relação ao ensino religioso nas escolas além dos outros temas explicitados nas orientações referidas”.
    Cont.: … Nesse caso, prevenimos os católicos de partidos que se inserem no acima, de imediato marxistas e tendo o aborto como programa oficial de governo, como o PT, PC do B, PCO, PSOL, PSTU, PSB, PCO, PV, REDE DE SUSTENTABILIDADE(dos comunistas no poder) da Marina Silva, PP, etc., e mais partidos que se aliaram ao PT, inclusive o PRB da IURD.
    Os que decidirem por conta propria sabendo das advertencia poderão inclusive incorrerem em penas de excomunhão por se tornarem abortistas e defensores do diabolista comunismo!
    À luz da fé, os que professam em verdade ou apenas por tradição, tomem as resoluções sob o acima à hora de depositarem o voto!
    Na situação atual, entre 2 porcarias, um inveterado satanista, o Freixo, e outro herege e apoiador de comunistas que nenhum deles deveria estar no 2º turno, o Crivella poderia ser mal menor!
    A situação atual mostraria a que nível está o catolicismo no Rio!

  8. E a excomunhão aos padres apoiando candidatos socialistas e comunistas chega quando???

    • Só de padres votarem, apoiarem, fazerem propagandas e o quer for para os comunas, incorrem em excomunhão automática e nem precisa de nada mais, tá? Mesmo os leigos sabendo disso, dá no mesmos para eles. Votou, apoiou >>> levou!

    • Já chegou. Aqueles que votam conscientemente nos comunistas, a excomunhão é automática. Vale dizer, a excomunhão, está acima da hierarquia eclesiástica terrena.

  9. Os Católicos do Rio de Janeiro estão em situação complicada.
    Caro Isaias, permita usar sua fala:
    ” Na situação atual, entre 2 porcarias, um inveterado satanista, o Freixo, e outro herege e apoiador de comunistas que nenhum deles deveria estar no 2º turno, o Crivella poderia ser mal menor! ”

    Ai e escolher o menos ruim. Meu Deus Misericórdia!

  10. Infelizmente, alguns além de serem traidores da Santa Igreja, pois estão orientando os fiéis a votarem em um candidato comunista, também são covardes, pois constavam nesta lista alguns outros nomes que, na calada da noite, foram excluídos, conheço um deles…………

  11. “Nosso encargo apostólico nos impõe o dever de vigiar sobre a pureza da fé e a integridade da disciplina católica, de preservar os fiéis dos perigos do erro e do mal, sobretudo quando o erro e o mal lhes são apresentados numa linguagem atraente, que, encobrindo o vago das idéias e o equívoco das expressões sob o ardor do sentimento e a sonoridade das palavras, pode inflamar os corações por causas sedutoras mas funestas”.

    NOTRE CHARGE APOSTOLIQUE
    Carta Apostólica do Papa S. Pio X
    promulgada em 25 de Agosto de 1910

  12. Preocupam-me aquelas quase 800 assinaturas de leigos. Não pela expressividade do número, já que numa realidade como a da Arquidiocese carioca, é inexpressivo: contando o número de padres signatários, presumo que cada um arrebanhou cerca de 100 fiéis – algo que facilmente se faz em três ou quatro missas de um final-de-semana.

    Meu questionamento vai além: o que, nos tradicionais “avisos paroquiais”, os reverendos padres, ao pedirem a assinatura dos fiéis, alegaram a favor da causa? Que Freixo era alternativa só porque o opositor é “crente”? Não consigo imaginar nenhuma outra razão que convença as pessoas a votar em partidos extremistas…

  13. O mínimo que eu espero é uma censura eclesiástica a recair sobre os clérigos que assinaram esse infame manifesto, traindo a própria Igreja e usurpando o direito de falar em seu nome algo que vai contra ela própria e a sua doutrina.

  14. Moro na cidade do Rio de Janeiro e trabalho numa universidade pública carioca. Posso testemunhar que tudo quanto há de pior nos movimentos ditos ‘sociais’ – grupos feministas, grupos gays e grupos-afro – apoia fervorosamente Marcelo Freixo, e esse apoio não é de hoje: desde que me mudei para o Rio e comecei a trabalhar na universidade tenho constantemente ouvido o nome do Freixo pra lá e pra cá, nos ambientes universitários. Marcelo Freixo é mais que um candidato para esses grupos – é um ícone, um ídolo deles, alguém visto por eles como uma espécie de baluarte e porto seguro. Ora, diga-me quem te admira e te direi quem és…

  15. Esta nota sem punição aos que promoveram este circo não quer dizer nada.

  16. O tal do “padre” Gegê ( Geraldo José Natalino ) até canta para Iemanjá; pasmem! http://extra.globo.com/noticias/religiao-e-fe/iemanja-festejada-em-copacabana-806163.html

    Quinto colunistas malditos!

    “Iemanjá festejada em Copacabana
    Marcelo Dias

    As areias de Copacabana abrigaram hoje à tarde duas cerimônias religiosas para adeptos da umbanda, com mais de 1.500 pessoas, entre fiéis e curiosos que pararam para assistir às homenagens a Iemanjá. Num dos eventos, organizado pela Congregação Espírita Umbandista do Brasil (Ceub), a festa foi precedida por uma procissão com a imagem da entidade, do Estácio ao Posto 3. No início da noite, um barco de quatro metros foi lançado às águas com oferendas à Rainha do Mar.

    O evento contou também com seguidores de outros credos. Dentre os participantes, estava o padre Geraldo José Natalino, da Igreja de Santa Bernadete, em Higienópolis, que cantou em louvor a Iemanjá e, em seguida, rezou uma Ave Maria:

    – Sou sacerdote católico e o Brasil é tão rico religiosamente que temos de dar um basta a qualquer forma de ódio religioso.

    – Nem parece um padre. Parece um umbandista! – brincou a presidente da Ceub, a mãe de santo Fátima Damas. – Vi muita gente dizendo cruz-credo nas ruas, durante a procissão, e não vamos nos livrar disso (do preconceito).

    Na areia, uma enorme concha estilizada foi montada para receber os presentes para Iemanjá. Havia cestos de frutas, garrafas de cidra, doces e produtos de beleza. Perto dali, na festa organizada pelos comerciantes do Mercadão de Madureira, as irmãs Deílma e Denise Fernandes levaram um barco enfeitado de conchas, com oferendas para Iemanjá em agradecimento a graças obtidas neste ano.

    – Participamos destas festas todo ano. Trouxemos um barco com palmas de ramos, ovos para a limpeza de espírito, canjica para a saúde, fitas coloridas para os ciganos e uma rosa amarela para Iansã, que irá reger 2011 – conta Denise.

    – Vim agradecer pelo que consegui – disse a dona de casa Rita Costa, que levou palmas para a divindade.”

  17. Esses padres, que não sofrem de ignorância invencíivel, não vão se arrepender pelo apoio dado a Freixo, pró-aborto, pró-black-blocs? Se não vão se arrepender, vão ter alguma punição doCardeal. Se não tiverem, esse palavreado do Cardeal não vale nada, serve só pra mostrar o quão ridícula a Igreja no Brasil se tornou.

  18. Deve ser bem difícil escolher entre satanás e belzebu. Há diferença?