“Como pode uma celebração da revolta trazer unidade?”.

Enquanto o Papa se unia a Protestantes em Lund, na Suécia, para recordar os 500 anos da revolução protestante, Católicos faziam uma procissão pelas ruas da cidade. Em seus cartazes, frases como: “Como pode uma celebração da revolta trazer unidade?”, “A verdadeira paz vem do céu, ouça Nossa Senhora de Fátima” e “Não esconda a verdade Católica”. No sábado, 30 de outubro, o grupo entregou o panfleto “Deveriam os Católicos celebrar Martinho Lutero?” na porta da única paróquia Católica da cidade.

Anúncios
Tags:

17 Comentários to ““Como pode uma celebração da revolta trazer unidade?”.”

  1. Bendito seja Deus por ainda haver ao menos um pequeno rebanho que guarda a Fé! Por quanto tempo, porém, ainda perseverarão essas ovelhas praticamente sem pastor? Se a atual Paixão da Igreja é uma espécie de reprodução da Paixão do Senhor, deve-se temer, então, que novamente a profecia se cumpra: “Então Jesus lhes revelou: “Ainda nesta noite, todos vós me abandonareis. Pois assim está escrito: ‘Ferirei o pastor, e as ovelhas se dispersarão’ (Mt 26, 31)…

  2. O Papa nem queria celebrar a missa para os católicos suecos, o deixou claro que o foco dele era a “celebração” da “reforma”. Só decidiu celebrar após insistências: http://www.laciviltacattolica.it/articoli_download/extra/Intervista_Francesco_in_Svezia.pdf

  3. È contrastante de fato celebrar a revolta protestante para dela emergir unidade, em particular por os revoltosos não se disporem em retornar à Igreja-mãe, aceitando-lhe a doutrina; ao contrario, esforçam-se é por nos cooptarem!
    O protestantismo está imerso no mais absoluto relativismo – é-o em potencial – levando-se em conta que jamais em época alguma entenderam-se nem entre si – muito ao inverso, mantêm-se em infindas disputas entre si e estranhamente manter boas relações com a maçonaria!
    Pela experiencia em contatos, conclui-se que os que compartilham do alienante protestantismo o apreciam por ser uma religião que deixa cada um seguir a deusa da razão e suas veleidades, atualmente muito entronizada e incensada, embora saibamos que os que seus adeptos se iludem-se numa crença sem fundamentos teológicos, como aquela de que já estão antecipadamente salvos – no entanto, fiam num potencial ex frade apóstata, desequilibrado, genocida, nesse se comparando a varios marxistas carniceiros da humanidade!
    Se analisarmos a questão sob o acima, porque não compararmos Lutero a outro conquistador como Maomé, querendo se impor à força?
    Tirar proveito do insensato e sumamante condenável doutrinario protestante se pareceria com a doutrina marxista que do “caos se poderia tirar um bem”!
    Os varios santos que duramente reprovaram Lutero do lado de lá contemplam a que ponto deixam-se tantos cristãos se subverterem e crerem no satanismo protestante travestido de bons propósitos!
    Com respeito, não daria para compartilhar com as posições pessoais em favor do revolucionario protestantismo do papa Francisco!

  4. Põe pequeno nisso!

    Mas haverá fé sobre a terra quando ele voltar?

  5. Caríssimos irmãos católicos, estamos enfrentando uma época de grande provação, mas olhando a história da Igreja, verificamos que já enfrentamos provações semelhantes e talvez até piores que esta.
    Qual foi a decepção dos que viveram na época de Santo Atanásio de Alexandria(+373dC), que viu o mundo inteiro virar Ariano. Só restou Atanásio no oriente e alguns poucos bispos no ocidente fieis a fé Trinitária. Mesmo o Santo, que lutou contra o arianismo e foi exilado varias vezes, não viu a vitória da Igreja na sua vida aqui neste mundo.
    E os católicos daquela época, como se sentiram vendo a heresia ariana tomar praticamente toda a Igreja ?
    E aqueles nossos irmãos católicos que viveram sob o pontificado de Sergio III, João XII e Alexandre VI ? Este último até teve um filho durante o pontificado.
    Como deve ter sido dura a provação destes nossos irmãos que nos precederam, talvez também achavam que seria o fim da Igreja.
    Mas não foi !
    O Papa Francisco é o vigário de Cristo na terra e recebeu o poder que lhe foi dado do alto, mas este poder tem limite. Este limite é ensinado na catequese católica de todos os tempos.
    Assim como um pai de família que revestido da autoridade que vem de Deus não pode obrigar o seu filho pecar, também o Papa revestido da autoridade do alto não pode nos obrigar a pecar.
    Somente neste caso a desobediência é lícita. Pois vale mais obedecer a Deus que aos homens.
    Quantos filhos convertidos a fé católica (alguns Santos cultuados no altar ) tiveram que desobedecer aos seus pais pagãos ou hereges em questões de fé e moral ?
    Mas nem por isso deixaram de amar seus pais. Ao invés disso rezaram e fizeram penitência por sua conversão.
    Façamos o mesmo pelo Papa Francisco, rezemos por ele e continuemos ama-lo e a respeita-lo mas conscientes que nem mesmo ele o Papa pode nos obrigar a ofender a Deus ou separar do Seu amor.
    Guardemos a fé e não abandonemos jamais Igreja, apesar desta dura provação. Rezemos o Santo Terço todos os dias !

    • Muito boa sua colocação, sr. João Bosco de Castro. Realmente, quando se está dentro do problema, quando ele está muito próximo a gente o vê maior do que é. A distância (do tempo ou do espaço) permite uma visão mais clara e real da situação e do contexto.
      Só discordo quando fala que a Igreja já passou por situações piores que esta.
      Seja como for, fé e confiança em Deus são sempre necessárias, principalmente quando as aparências parecem gritar que tá tudo perdido.

    • Sai do bosque João! Deixe de ser sofista, homem!

      A peculiaridade da situação que se abate sobre a Igreja desde a morte de Pio XII é que a podridão doutrinal sai TAMBÉM de Roma, coisa absolutamente inaudita. Além disso, a partir João XXIII, passou-se a ter uma viciosa condescendência com todo o tipo de erro. Quando alguma condenação mimimi vem, já vem MUUUUUITO tarde. Além disso, não basta condenar os erros, ainda que timidamente: é preciso afastar os implicados, impedir que eles ensinem nas universidade e nos seminários, corrompendo a mente dos formandos com suas monstruosidades.

      Quanto à sua sôfrega enumeração de contra exemplos, atente-se que Papas mundanos e imorais do Renascimento NUNCA atentaram contra a fé, embora alguns deles vivessem pior que os gentios. Leão X, por exemplo, de quem se sabe coisas imundas (mas que fariam as delícias dos transviados de da clerazia), fulminou a excomunhão no gosmento e escorpiônico Lutero, sem perder a ocasião, inclusive, de chamá-lo de “javali da floresta”.

      Então, João, seja mais atento às circunstâncias ou menos ideológico em suas avaliações. Posturas como a sua, de avestruz e de tapador-de-sol com a peneira, não prestam nenhum serviço ao bem comum da Igreja. Antes, difundem confusão.

    • Paulo W, Então para você a Igreja acabou com o fim do pontificado de Pio XII, é isso ?
      Ou ainda, tu achas que estamos como a sede vacante desde o fim deste pontificado ?
      Caríssimo, eu sou um zé ninguém e também não tenho nenhuma ideologia e tão pouco minha opinião ou postura vão influenciar algo na Igreja. Pare de encher a minha bola ! A confusão já esta estabelecida e aquilo que o Papa e os Cardeais em Roma fazem ou deixam de fazer pouco ou nada influenciam o meu caminho de santificação, este sim, é minha maior preocupação.

  6. Lutero colou as 95 teses, e hoje, os Católicos colam as 5 teses;

    Sinais dos tempos.

  7. Salve Maria. Essa foi uma iniciativa do time sueco do Fátima Center (www.fatima.org). Deve-se dar-lhes o crédito. Naquele site está até mesmo o panfleto “Should a Catholic celebrate Martin Luther?” e diversos outros vídeos dos eventos.

  8. Importante assistir, NA ÍNTEGRA, o encontro ecumênico de Francisco na Suécia, especialmente a temática dos quatro testemunhos:
    1. a defesa do aquecimento global;
    2. a defesa do acordo de paz na Colômbia com as FARC;
    3. o discurso do amor (paz e amor) contra o ódio (à violência)
    4. a defesa dos refugiados;
    endossados depois pelas autoridades eclesiásticas presentes. O Presidente da Federação Luterana Mundial chegou inclusive a citar solenemente o nome de Gustavo Gutierrez, em sua fala.
    Para quem leu PODER GLOBAL E RELIGIÃO UNIVERSAL, de Juan Cláudio Sanahuja, está já acontecendo o que ele previra no livro: as igrejas seriam instrumentalizadas para os fins do globalismo (agenda 2030), etc. Cabe lembrar que a Federação Luterana Mundial (também a Cáritas – citada por uma das testemunhas) são financiadas pela Fundação Ford, e no site da Federação Luterana Mundial, se defende a “política de justiça de gênero”: ( http://www.luteranos.com.br/textos/federacao-luterana-mundial-flm-1/politica-de-justica-de-genero-federacao-luterana-mundial).
    evidente que o encontro ecumênico foi mais político, do que religioso, comprovando o que Sanahuja previra em seu livro, fato este bastante preocupante. Segue a íntegra do evento: https://www.youtube.com/watch?v=aycxMOvpdTs

  9. E se essa frase: “Obey Our Lady of Fatima: Consecrate Russia!” se transformasse num moto dos fiéis da Tradição? Penso que poderia ser feito algo nesse sentido.

  10. Esse tipo de ação deve ser incentivado. Embora de pequeno alcance, às vezes chama a atenção de alguém para o problema. Eu mesmo só me dei conta da situação da igreja depois de ler um artigo do Si Si No No, falando sobre a questão teológica dos encontros de Assis levados a termo por João Paulo II, de triste e funesta memória.
    Mas quanto a tais ações surtirem efeito junto ao falso clero burocrático e necrosado, não o creio. Quando esses hereges e cismáticos resolvem opinar sobre essas iniciativas – legítimas reações dos católicos contra a corrupção doutrinal que se propaga – é apenas para taxa-las de “fundamentalismo” e “farisaismo”. Isto é: xingamentos em vez de seriedade intelectual.
    No entanto, esses lobos não são capazes sequer de dizer quantos são os sacramentos, pois, na verdade, acham que estes são “produtos históricos” da “reflexão teológica” da comunidade cristã…
    Em suma: não há diálogo com essa gente. Resta apenas que eles desocupem as igrejas e o patrimônio eclesiástico, e os devolvam aos católicos que saberão fazer digno uso desses bens.
    Nada de palhaçada como a que o abominável padre Odilo pretende dar espaço numa Universidade que leva o glorioso nome de católica.

  11. A verdadeira análise dos fatos deve recordar que João Paulo II festejou há 33 anos o V centenário do nascimento do heresiarca Martinho Lutero.
    Hoje, Francisco I, continuando a obra de falso ecumenismo de seu antecessor, celebra o V centenário da revolução luterana.
    A nova religião que nasce diante dos nossos olhos será um puro humanismo mesclado de vaga espiritualidade panteísta.
    A melhor fonte de informações sobre os dias apocalípticos que vivemos é “A conjuração anticristã”, de mons. Henri Delassus (Editorial Castela), obra escrita há mais de 100 anos.

  12. Santo Inácio de Loyola, rogai por nós!

  13. Esse filme chega a ser comovente. A Igreja verdadeira reduzida às catacumbas em pleno século XXI. Numa situação ainda pior que a dos primeiros cristãos, pois estes eram apoiados pelo Vigário de Cristo.

  14. São Paulo adverte:”Quem não tiver essa doutrina não o recebais em vossa casa,nem sequer o saudeis.Se o saudeis tomarás parte em suas obras más”.Tudo relativo à Fé não pode ter meios termos.Não se pode querer agradar uns ou outros em detrimento das verdades da Fé.A Igreja Católica fundada por Jesus Cristo tem o Depósito da Fé ininterrupto,transmitido de Papa para Papa e com um juramento papal solene imprimindo o seu não cumprimento sob penalidade.O início do juramento:Eu prometo não mudar nada do que hei recebido…Como Francisco pode se sentir à vontade se atrevendo a contestar O Cabeça desse Corpo Místico que é a Igreja e que nós o chamamos de Nosso Senhor?Como e quando,um súdito fiel e verdadeiro age assim?”O que se exige dos administradores é que sejam fiéis”(I Coríntios 4,2) “Se alguém pregar outra doutrina diferente da que recebestes…Se um anjo descido do céu vos anunciasse um Evangelho diferente…(Gálatas 1,6-10)Nosso Senhor alertou isso numa única situação:Que sentaria no trono de Deus alguém que seria contra tudo o que é Divino e Sagrado se passando por Deus.Cuidemo-nos porque estaremos nós no tempo do poder das trevas?