A sós.

Por FratresInUnum.com: Em uma decisão incomum, Francisco cancelou o encontro que costuma ocorrer entre o Pontífice e todos os cardeais presentes em Roma antes dos consistórios. Hoje, Francisco criará 17 novos cardeais para a Igreja Romana.

O encontro prévio aos consistórios é uma tradicional oportunidade para que o bispo de Roma ouça os anseios e consulte a opinião de seus Cardeais, que, dentre as principais funções, estão a de aconselhar o Papa e eleger o seu sucessor.

francisco

Nos dois consistórios anteriores realizados por Francisco, a reunião ocorreu ao longo de dois dias inteiros. Na primeira delas, Bergoglio, então recém eleito bispo de Roma, designou ao Cardeal Walter Kasper a função de apresentar as idéias que moldariam sua controversa Exortação Apostólica Amoris Laetitia.

De acordo com o experiente vaticanista Marco Tosatti, a apresentação de cinco dubia por parte de quatro eminentes Cardeais teria sido fundamental para a decisão tomada pelo Papa.

Tosatti afirma que o questionamento seria reapresentado pelos Cardeais durante a reunião pré-consistorial, e “não só pelos signatários do pedido de esclarecimento, mas também, talvez, por outros cardeais, ávidos por uma palavra final do Papa”.

O Vaticano não deu nenhuma razão oficial para o cancelamento.

Tags:

One Comment to “A sós.”

  1. Tudo indicaria que o papa Francisco não estaria a fim de ser interpelado pelos cardeais oficialmente discordantes dele e, quem sabe, doutros que comungariam com seus propósitos de pedido de esclarecimentos sobre dúvidas e ambiguidades na Amoris laetitia, compartilhando de suas apreensões; afinal, esse encontro propiciaria tal oportunidade, preferindo ele adotar o modelo de se manter a sós para se evitarem controversias.
    Têm razões de sobra os questionadores: são pastores e não poderiam repassar uma doutrina evangélico-católica até mesmo condicionada, sujeita a relativismos e/ou a interpretações e/ou circunstancias que favorecessem o subjetivismo!
    Pode um pai quando inquirido sobre determinado comportamento, recusar de responder o filho?
    No entanto, os quatro cardeais interpeladores, num caso mais extremo, se a situação chegar a esse ponto, além de varios bispos signatarios que os apoiariam, o episcopado africano e asiático certamente lhes seria coadjuvante em peso – caso D Sarah, D A Schneider, D Tomasz Peta, D Pawel Lenga etc.!
    O modelo do esquerdismo de discriminar os outros para se impor pareceria estar sendo usado para rotular os que se indispõem contra o que o papa Francisco diz e escreve: tacharia-nos de rigoristas, legalistas, duros, rígidos e mais parecidos.
    Todavia, não comprovaria que está correto nas suas afirmações, esquivar-se-ia a responder a questionamentos que se justificariam; assim, ficaria difícil de aceitar passivamente; estamos com os quatro cardeais e quem se ajuntar a eles.