Católicos pedem a Bispo afastamento de Padre da Diocese de São Miguel Paulista.

Íntegra da carta entregue pessoalmente a Dom Manuel Parrado Carral, bispo diocesano de São Miguel Paulista, SP.

São Paulo, 16 de novembro de 2016

Reverendíssimo Sr.
Dom Manuel Parrado Carral
DD. Bispo da Diocese de São Miguel Paulista

Nós, fiéis católicos, estamos perplexos com as atividades, pronunciamentos e posicionamentos escandalosos que ocorreram na Diocese de São Miguel Paulista, mais precisamente, nas paróquias de Santa Ana que, ao final da Santa Missa (Itaquera), permitiu-se que um Drag Queen subisse ao altar em nome da “comemoração ao dia internacional da Drag Queen”; em Nossa Senhora do Carmo. Tal ato foi promovido e incentivado pelo próprio pároco, o padre Paulo Sérgio Bezerra, no Santuário Nossa Senhora da Paz, e também pelo padre Dimas Martins Carvalho.

carrado

Fiéis se reúnem com bispo de São Miguel Paulista, SP.

A seguir, destacaremos alguns dos fatos promovidos pelos sacerdotes que violam o Magistério da Santa Igreja e a Santa Fé Católica:

1) Ritual pagão-umbandista durante a Santa Missa, promovido pelos padres Paulo Sérgio Bezerra e Dimas Martins Carvalho [1].

2) Promoção do gayzismo e incentivo à militância LGBT aos fiéis da paróquia Nossa Senhora do Carmo. O padre Paulo Sérgio Bezerra permitira que os jovens levassem cartazes “anti-homofóbicos” para a Santa Missa; permitira ainda que um Drag Queen assumido distribua o Corpo de Cristo, e que realize a homilia, tudo ao som de Paula e Bebeto. Chama os defensores da família e os congressistas conservadores de “homofóbicos, retrógrados, velhacos e reacionários”; utiliza os jovens como massa de manobra para a promoção de sua agenda gay; modificou um folheto da Santa Missa com mensagens pró-gayzismo e com ataques diretos aos defensores da Santa Igreja e da Sã Doutrina – apar entemente, o panfleto fora desenvolvido por outro sacerdote da mesma diocese, o jesuíta Luís Lima –, portanto, utilizou a Santa Missa para promover diversas ideologias anti-cristãs, como o comunismo, a ideologia de gênero e a militância gay [2].

3) O referido pároco é adepto da Teologia da Libertação, do comunismo e do PT. Convocara o deputado Chico Alencar (PSOL), Guilherme Boulos (líder do MTST) e a filósofa assumidamente atéia, abortista e petista, Marilena Chauí, para palestrarem durante a Santa Missa, discursou em meio à uma multidão no movimento “Fora Temer” e “Contra o Golpe” em São Paulo [3].

4) Além da própria promoção do “dia internacional da Drag Queen”, os administradores da página oficial da Paróquia Sant’Ana de Itaquera, postaram a seguinte mensagem: “Em comemoração ao Dia Internacional da Drag Queen, nossa Paróquia recebeu nossa grande paroquiana Dindry Buck em celebração do novenário de nossa Padroeira. Foi um momento de muita alegria para nossos paroquianos que amam e respeitam o trabalho que Dindry Buck faz em nossa Paróquia. Dindry falou sobre a importância de lembrar esse dia e a sua missão de levar a alegria para o mundo” [4].

5) O padre Paulo Sérgio Bezerra permitiu que, Marilena Chauí, inimiga assumida da Igreja, da família e da Fé, comungasse com as próprias mãos e recebesse uma homenagem ideológica em plena Missa [5].

6) O padre Paulo Sérgio Bezerra tem conhecimento de suas atitudes, das induções ao erro e da violação à Tradição da Santa Igreja Católica, porém, não teme ser punido pelas autoridades eclesiásticas e nem mesmo, pelo próprio Papa: “Sempre fui assim, mas, com esse papa, sinto mais tranquilidade de que não serei punido” [6].

Não restam dúvidas de que este padre está a serviço da corrosão da Sã Doutrina Católica, da Santa Igreja. Além de induzir seus fiéis ao erro, propagar falsas doutrinas que contradizem a Sã Doutrina Católica e não temer represálias da hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana.

Nós, fiéis católicos, pedimos encarecidamente que Vossa Revendíssima autoridade episcopal, Bispo da Diocese de São Miguel Paulista, Dom Manuel Parrado Carral, que afaste os párocos e lideranças envolvidas nestas profanações da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Gratos pela fidelidade à sua missão como pastor da Igreja, no zelo da sã doutrina católica.

Daniel Guerreiro Cavalcante 

Prof. Hermes Rodrigues Nery

Coordenador do Movimento Legislação e Vida

Adriano Neiva

Fontes:

23 Comentários to “Católicos pedem a Bispo afastamento de Padre da Diocese de São Miguel Paulista.”

  1. Até quando este Padre continuará promovendo este sacrilégio?

  2. A que situação chegamos! Os fiéis leigos sendo obrigados a exigir do bispo que este cumpra a mais elementar de suas obrigações! Sendo públicas as transgressões desse tal padre, é impossível que o bispo local não as conheça, e conhecendo-as já devia por si mesmo ter tomado a iniciativa de afastá-lo e puni-lo.
    Se se considera, porém, o estado moral dos bispos atuais, era de se esperar essa moleza e cumplicidade por omissão que o bispo de São Miguel Paulista demonstrou não agindo até agora.

    Alguns anos atrás, em certa diocese deste país, também eu fui à cúria para apresentar algumas reclamações ao bispo, e, enquanto eu aguardava para ser atendido, vi com meus olhos o vigário geral da diocese andando de mãos dadas com outro homem (visivelmente efeminado) e – horror! – beijando-lhe na boca! Isso dentro da cúria, sob as barbas do bispo! Em minha conversa com o bispo referi-lhe isso que acabara de presenciar e sua resposta foi só: “Ah, eu já falei pro padre X que a cúria não é lugar de ficar namorando, mas ele não me ouve…” (!!!) Depois eu soube que o tal vigário geral de fato vivia “amasiado” com outro homem, sendo o caso mais do que sabido por todo o clero e mesmo por muitos fiéis da diocese, sem protestos de ninguém.

    Como esperar qualquer coisa boa de bispos assim omissos e cúmplices do mal? São sucessores de Judas Iscariotes na traição a Nosso Senhor, e eficazes auxiliares do diabo na perdição das almas. Tivéssemos um bom papa e teríamos a quem recorrer contra eles…

  3. Que os leigos precisem pedir uma intervenção, somente isso, já é escandaloso. É como esperar o filho chorar pra poder se dirigir ao mercado e fazer a feira. O Senhor disse que nós, que somos maus, sabemos dar boas coisas aos nossos filhos. O Pároco, já percebemos, está abaixo do grau de mau, vamos aguardar a atitude do Sr. Bispo. Esperamos que ele seja misericordioso – COM O POVO – e escorrace o admirador de drags.

  4. “Sempre fui assim, mas, com esse papa, sinto mais tranquilidade de que não serei punido” 6.
    Ledo engano – comporta-se esse como um idiota e o outro que o avaliza, pois desde o inicio, ao promoverem essas aberrações, estão há muito punidos promotor e comparsa, bem provavelmente auto excomungados por profanação à SS Eucarista e cometendo um escãndlo dessa envergadura, cabível apenas a explícitos apóstatas!
    Não é se fundamento a frase que “o diabo prefere perder um só sacerdote a 100 leigos bons”, pois o escãndalo de conspiradores contra a fé de dentro do clero, não só desmerecem o sacerdocio, depreciam os tantos irmãos corretos do clero e facilitam relativizar ainda mais grandes multidões de pessoas desinformadas ou de uma fé superficial!
    “Quando se quer destruir a religião” dizia o patrono dos sacerdotes, o santo Cura d’Ars a ações principiam “por atacar o padre”. Com efeito, a primeira tentação demoníaca contra os sacerdotes é a de afastá-los da comunhão eclesial – as tentações em cima deles são bem mais fortes que nos leigos – incentivando-os à dissidência, aplaudindo hereges e ridicularizando aqueles que se submetem de bom grado à autoridade do Santo Padre.
    A maçonaria compreendeu bem essa estrategia e desde a década de 20 infiltra a Igreja e suas instituições, e dois dos resultados, ei-los!
    Trata-se do primeiro non serviam demoníaco: o não à Igreja, embora no caso atual tenhamos de verificar a tomada de certas posições do Vaticano pelo papa Francisco que colaborariam nesses casos de dissidencia com a fé tradicional e favoreceriam o relativismo, assim como colaboraria por certas atitudes dando vez e voz a cadáveres ambulantes como acima!

  5. Os gays vivem pedindo respeito aos direitos humanos, mas sejamos sensatos, um grande problema está em exigir que os heterossexuais na sua heterossexualidade assimilem internamente a prática e a ostentação da homossexualidade dos homossexuais principalmente na Igreja e por quê? Por que filhos naturais não vêm da relação natural entre homem e mulher? Então, se heterossexuais querem ter e criar seus próprios filhos na Igreja, como manterão ambiente heterossexual para o próprio casal na sua atração e na sua intimidade heterossexuais e para os seus filhos na castidade necessária a todos, casados ou não? Afinal, por que os gays necessitam de ostentação? Orgulho ferido? Ou acreditam que assim defendem seus direitos? Mas os direitos que eles defendem não são da mais livre opção sem nenhuma visível coação ou pressão? Para citar o exemplo dado no artigo: algum casal cristão heterossexual vai até a Cúria dar um beijo na boca? Será que gays acreditam que podem fazer outros gays mostrando seus atos gays? Será que a questão necessária para todos seria apenas ceder por ver? Não é permitido a um heterossexual não querer ver um ato gay? Como, então, a lei exige de heterossexuais que não ostentem atos obscenos e nem ofendam o pudor dos outros? Não parece haver um grande equívoco dos gays de que há heterossexuais apenas por não cederam a uma tentação? Será que somos todos tentados a ser gays ou gostamos de ser heterossexuais? Ou não temos direito de gostar de ser heterossexuais? Todos estes direitos os gays não reclamam para si mesmos em lugares públicos e também na sua intimidade? Então, por que isso que ocorreu na Cúria? Querem afirmar-se para si mesmos e em si mesmos ou querem ser afirmados pelos heterossexuais que gostam de seu ambiente e de seus valores heterossexuais? Vão precisar de que todos virem gays para, então, sentirem-se como a evolução do ser humano? São questões que devem ser colocadas para um respeito mútuo entre todos…

    • Então, por que isso que ocorreu na Cúria?
      Porque é na Cúria que o Diabo quer fincar a sua bandeira e demonstrar o seu efêmero triunfo.
      Na saga Star Wars o jovem Anakim cedeu ao mal pelo ódio, a vida as vezes pode imitar a arte, ao tripudiar dos castos o maligno quer levá-los a ira e ao ódio. Não tenho dúvida, esses profanadores são possessos a serviço do maligno para tragar todos os que puderem; uns pelo pecado da luxuria pelo mal exemplo e outros ao pecado da ira pela abjeção e repúdio que causam.
      Cabe nos exigir a purificação dos lugares santos e respeitáveis com a justa indignação, mas sem sucumbir ao pecado, confiar na Santa Providência e rezar muito; rezar para resistirmos ao mal e por nossa proteção, rezar para que a autoridade seja tocada e cumpra a sua missão, e rezar para o livramento desses infelizes… Para Deus nada é impossível….

  6. Espero que eles tenham mandado uma cópia para a Nunciatura Apostólica, porque infelizmente é só sob pressão da nunciatura que a maioria dos bispos toma alguma atitude. Outros, nem assim. Basicamente, o que falta ao nosso episcopado são duas coisas: uma fé verdadeira, capaz de se opor à podridão do mundo, e colhões para agirem com firmeza e justiça.

  7. Sábado 26 de novembro ocorreu no Centro Social Marista Itaquera um evento promovido pela citada Diocese :”Eclesiologia em propulsão – Papa Francisco:Semeador da Esperança”, não pude comparecer, mas sei que os convidados palestrantes são um tanto quanto suspeitos pois um foi assessor da CNBB, outro, Bispo Emérito de Blumenau Dom Angélico Bernardino(acredito que alguns o conheça) e o próprio Bispo da Diocese de São Miguel Paulista. Acredito que seja bom averiguar o que foi essa palestra

  8. Coitadinho desse padre; quem sabe o diabo já reservou um lugarzinho especial para ele? Rezemos por ele!
    *{Haverá no mundo algum estado de vida mais favorável à inocência, no qual a salvação pareça mais fácil e do qual as pessoas tenham uma ideia mais elevada, do que o dos sacerdotes, os lugar-tenentes de Deus? À primeira vista, quem não pensaria que a maior parte deles é, não apenas boa, senão mesmo perfeita? Mas eu fico horrorizado quando ouço S. Jerónimo declarar que, embora o mundo esteja cheio de padres, dificilmente um em cem vive de um modo que esteja em conformidade com o seu estado (vocação); quando ouço um servo de Deus testemunhando que soube, por uma revelação, que o número de padres que, em cada dia, cai no inferno é tão grande que se lhe afigura impossível que tenham ficado alguns na terra; quando ouço S. João Crisóstomo exclamar de lágrimas nos olhos: “Eu não acredito que muitos sacerdotes se salvem; pelo contrário, acredito que o número daqueles que se condenam é maior.” Olhai ainda mais para cima, e vede os prelados da Santa Igreja, pastores que têm as almas a seu cargo. Entre estes, será acaso o número dos que se salvam maior do que o número dos que se condenam? Ouvi então Cantimpré; ele contar-vos-á um certo acontecimento, e vós podeis tirar as conclusões. Havia um sínodo que se realizava em Paris, e a ele assistia um grande número de prelados e pastores de almas; o Rei e os príncipes vieram também, acrescentando lustro àquela assembleia com a sua presença. Um pregador famoso fora convidado para pregar. E, enquanto ele estava a preparar o seu sermão, um demónio horrível apareceu-lhe e disse: “Põe de parte os teus livros. Se queres fazer um sermão que seja útil a estes príncipes e prelados, contenta-te em dizer-lhes, da nossa parte: ‘Nós, os príncipes das trevas, vos agradecemos a vós, príncipes, prelados, e pastores de almas, porque, devido à vossa negligência, o maior número dos fiéis se condenará; temos também guardada uma recompense para vós, por este favor, quando estiverdes connosco no Inferno}.
    S Leonardo Porto Mauricio.

  9. Ao ler alguns comentários surpresos de que são leigos pedindo a intervenção do bispo, eu respondo:

    Ainda bem que temos leigos católicos que tem amor a Santa Igreja!

    Que venham mais leigos como esses.

  10. Melhor uma Igreja fechada do que permanecer com esses Sacerdotes. Oremos por essas Paróquias e que esse Bispo tome providências.

  11. Fico me perguntando o que é das crianças que assistem a esse tipo de performance tido em tais lugares e circunstâncias.
    Será que o “clero” não consegue mais se segurar e reservar para sua privacidade os seus gostos e as suas práticas? Precisam levar para o presbitério? Porque, nem tudo se trata com diante das crianças, as quais não têm maturidade psicológica para serem expostas a certos tipos de situação.

    Então, é nessa a direção que os bispos pretendem levar os fiéis de Jesus Cristo?
    E niguém pode negar que tais coisas começaram a pipocar depois de que Bergoglio ocupou a Santa Sé.
    Nos tempos de Ratzinger, podíamos ao menos ter a esperança de encaminhar algo ao Núncio.
    De minha parte, continuo a achar que o grande estorvo para a Igreja não são os tipos como o bispo Carral, que certamente faria um imenso bem se voltasse a seu país de origem, em vez de continuar corrompendo a sofrida igreja brasileira, mas são justamente os conservadores que, com uma fúria de fazer inveja aos fariseus, se voltam contra os católicos que denunciamos a impostura religiosa imposta pelos bispos aos fiéis simples e desavisados.

    Mas tudo, enfim, depende dos desígnios da Providência divina, a Qual nega a alguns certas graças que concede a outros. Ninguém pode sondar porque Deus permitiu que o coração do faraó se empedrasse. E quem julga estar de pé, cuide para não cair.

  12. Melhor uma Igreja fechada do que permanecer com esses Sacerdotes (2). Já ajuda quem não atrapalha.

  13. Fui diocesano de São Miguel e conhecendo dom Manuel posso afirmar com quase 100% de certeza que não vai dar em nada, infelizmente…

    • Que lástima! Cada vez tenho mais impressão de que o errado virou certo, e o certou virou (muito!) errado. Infelizmente esta realidade não é exclusiva desta Diocese. Rezemos pela nossa Santa Igreja!!

  14. Infelizmente, esse bispo é omisso. Faço parte desta diocese e não é de hoje que ouvimos falar das atrocidades desses padres. O bispo não visita às paróquias, nem mesmo em momentos especiais. Algumas vezes mandou representantes para celebrar a missa do crisma. Sem interação alguma. A impressão é que esse lado da cidade não tem bispo. É triste.

  15. Endereço para mandar emails ou cartas reclamado e exigindo providências ao Bispo Diocesano e outras autoridades concernentes:
    Dom Manuel Parrado Carral
    Rua José Dias Miranda, 100 – São Miguel Paulista
    08011-020 – São Paulo – SP
    Tel.: (11) 2297.8611
    Fax: (11) 2297.0539
    e-mail: smigueld@terra.com.br

    Bispo Emérito
    Dom Fernando Legal, SDB
    Rua Doutor Alarico de Toledo Piza, 635 – Vila Silva Telles
    08110-180 – São Paulo – SP
    Tel.: (11) 2156.9447
    e-mail: fernando.legal31@hotmail.com

    Cúria Diocesana
    Travessa Guilherme de Aguiar, 40 – São Miguel Paulista
    08011-030 – São Paulo – SP
    Tel./fax: (11) 2297.8611
    Fax: (11) 2297.3953
    e-mail: diocesesaomiguel@terra.com.br
    site: http://www.diocesesaomiguel.org.br

    Secretariado de Pastoral
    Travessa Guilherme de Aguiar, 40 – São Miguel Paulista
    08011-030 – São Paulo – SP
    Tel./fax: (11) 2297.6682

    e-mail: diocesesdp.pastoral@hotmail.com

    • Não creio que o citado episcopete vá responder. A “eclesiologia da comunhão” do vaticano dóis gerou esse tipo de deformação e de não-responsabilidade por parte do clero. Antigamente, na Igreja “legalista e tridentina” havia o Código de Direito Canônico funcionando. Qualquer aberração era submetida à moderação dos “sagrados cânones”, como se designam as leis da Igreja desde a mais remota antiguidade.

      O que esses hereges e cismáticos fizeram? Com seus tacapes e jargões – “legalismo” e outros -, desvalorizaram AO MÁXIMO as leis da Igreja. Por isso, o “clero” não responde mais a ninguém. Em nome do não-legalismo e da “eclesiologia da comunhão”, eles jogaram a Igreja nesse caos infernal.

      Nunca houve tanto desmando. Ninguém presta conta de nada. Os bens da Igreja tornaram-se butim na mão de “congregações religiosas” que, em bom número, não passam de máfias (sodomitas). Entende-se também por que Bergoglio não irá responder aos cardeais. Ele não está nem aí. Eles pensam que são deuses. E não podendo agir como tais, posto que são de carne e osso, tratam de nos oferecer uma imitação simiesca da onipotência divina. Mal sabem onde tudo isso lhes vai levar quando, diante da morte, não conseguirem mais se entorpecer e se comprazer consigo mesmos e com a volúpia de mandar, a “libido dominandi” de que fala Santo Agostinho. Aí será tarde demais.

      Os sacramentos são da Igreja. Não é para esse tipo de chicana que alguém é feito bispo na Igreja de Deus.

  16. Já não era sem tempo. Tenhamos coragem. Absurdo isso estar ocorrendo há tanto tempo.

  17. Quando a comunidade se une ,ela muda a sua história. Parabéns!

  18. Como eu disse na reunião, isso não é nenhuma novidade pra mim. Sou aqui da ZL e vejo isso ocorrer desde o Tatuapé, na PJ que fiz parte e vi crescer. Quando eu era PJ ninguém sabia o que era pastoral, mas já era possível notar a influência do comunismo. E, bem como, disse também na reunião que o MAL MAIOR, que POUQUÍSSIMOS Católicos combatem, por medo, ignorância, oportunismo ou interesse oculto, é a MAÇONARIA. Esta sinagoga de satanás precisa de combatentes corajosos e eu não conto nos meus dedos, quem o faça.

    É muito fácil combater comunistas, tão fácil quanto evangelizar eles. Esta deveria ser nossa meta, A CONVERSÃO. Agora um maçom já vendeu sua alma pro capiroto e muita gente fica louco pra fazer uma gulosa nas três bolas . ‘ .

  19. Contra fatos não existe argumentos, apoio os senhores Daniel Guerreiro Cavalcante e Prof. Hermes Rodrigues Nery, sou Alagoano e achei um grande absurdo o que de fato este Padre está fazendo com a nossa igreja, me sinto envergonhado com tais atitudes e ao despreso a nossa doutrina, basta apenas conferir as fontes reais que comprovamos o desrespeito.