O verdadeiro significado da inscrição CMB no dia da Epifania.

Por Don Alfredo Morselli*, Messa In Latino | Tradução: Padre Romano – FratresInUnum.com:  Em muitos países estrangeiros, especialmente do Leste da Europa, costuma-se escrever sobre as portas as iniciais C M B, que são intercaladas entre os algarismos do ano corrente; portanto, neste ano, seria:

20+C+M+B+17.

blogger-image-105815424

Pensa-se que sejam as iniciais dos Magos, em latim, ou seja, Caspar, Melchior, Balthasar, mas poderiam também significar: “Christus Mansionem Benedicat”, isto é, Cristo abençoe esta casa.

Pessoalmente, estou propenso a uma outra interpretação:

20+Caffarra+Meisner+Brandmuller/Burke+17

Os “dubia” dos Cardeais são as minhas “certezas”; possam a estrela de sua coragem e a luz de sua fidelidade à doutrina católica dissipar as ambiguidades de “Amoris laetitia”.

* sacerdote da arquidiocese de Bolonha

Anúncios

4 Comentários to “O verdadeiro significado da inscrição CMB no dia da Epifania.”

  1. Na situação por que estamos passando, a representação é válida!
    De 4 cardeais inciais, já seriam os 20, conforme o acima, não devendo permanecer apenas nesse número, pois certamente novas adesões seriam em breve confirmadas, à exceção dos cordatos com o Cardeal Kasper & Cia.
    O que se poderia deduzir é que, quanto mais retardar o papa Francisco em responder às dubia, tanto pior seria; retificar-se, por outro lado, certamente iria lhe causar mais pressões: dessa vez, seriam dos primeiros ajuntados às dos atuais aliados!

  2. Francisco será encurralado pelos quatro cardeais, que, em verdade, vocalizam a “maioria silenciosa” do episcopado, que, com todos os seus defeitos e inconsistências, ainda se atêm aos eixos básicos da fé, qual, à luz do caso em questão, a natureza sacramental do casamento, o pressuposto de sua indissolubilidade. Ou Francisco se demove dos maus argumentos que influenciaram a edição da Amoris Laetitia ou afirmará, ante o Céu e a Terra, do alto do trono de Pedro, uma franca e incontornável heresia contra a fé católica. E nem gosto de imaginar quais consequências se abateriam sobre a Igreja se a teimosia o fizer persistir pela segunda opção.

    • Fernando, você resumiu muito bem o drama da Igreja atual.
      O que aconteceu nos EUA (com o fiasco da Hilary Clinton) está acontecendo de novo, desta vez dentro da Igreja.
      E eu desconfio que Bergoglio esteja bem consciente disto.

  3. Além dos quatro Cardeais autores das Dubia, é possível a algum dos leitores citar o nome de mais algum que, mais recentemente, se tenha declaradamente , se associado a eles nas mesmas questões?