That’s Amoris.

Tradução literal (não poética) do leitor Fernando, a quem agradecemos:

No Vaticano
Onde Francisco Reina
Quando as pessoas se encontram
Eis o que dizem:

Quando a Igreja acerta a Rocha
e a Rocha divide o rebanho
É o amor! [É a Amoris]

Quando o documento do papa
É carimbado em Sant Gallen
É o amor! [É a Amoris]

Diferentes interpretações
De uma Exortação
‘Onde está Muller?’

Não há aqui perigo a fé
Então em poucos dias, Malta quebra
‘O Scicluna!’

Quando quatro cardeais escrevem
Mas não recebem resposta
É o amor! [É a Amoris]

Quando petições são assinadas
Dizendo, ‘Por favor repense!’
São ignoradas

Quando as homilias do papa
Insultam a todos
‘E a Curia’

Todos são acusados
De ler notícia falsa
‘Coprofagia’

Quando Austen Ivereigh
Diz: ‘Por favor me escute…’
É o amor! [É a Amoris]

‘Eu tenho um PHD, veja
Em Ambiguidade
E Nuances’

Contudo ele ainda oferece um recuo ligeiro
Se você ousar desafiar seu tweet
Como Spadaro

Tanto para um diálogo
Enquanto descobrimos que estamos bloqueados
‘Porque ele está encurralado’

Quando seremos todos libertados
desta cruel tirania
…É o amor? [É a Amoris?]

A teologia do Kasper
Serene apostasia
Oh, Por quanto tempo!

Acaso as Dubia enviadas
Cairam em uma saída de ar?
É o amor! [É a Amoris]

É o clima de medo
Engendrado por quatro anos
É o amor! [É a Amoris]

O Cara Rainha Celeste
invertenha, por favor?
Rogai por nós!

No Vaticano
Onde Francisco Reina
Quando as pessoas se encontram…

Anúncios
Tags:

2 Comentários to “That’s Amoris.”

  1. Tradução literal (não poética)

    No Vaticano
    Onde Francisco Reina
    Quando as pessoas se encontram
    Eis o que dizem:

    Quando a Igreja acerta a Rocha
    e a Rocha divide o rebanho
    É o amor! [É a Amoris]

    Quando o documento do papa
    É carimbado em Sant Gallen
    É o amor! [É a Amoris]

    Diferentes interpretações
    De uma Exortação
    ‘Onde está Muller?’

    Não há aqui perigo a fé
    Então em poucos dias, Malta quebra
    ‘O Scicluna!’

    Quando quatro cardeais escrevem
    Mas não recebem resposta
    É o amor! [É a Amoris]

    Quando petições são assinadas
    Dizendo, ‘Por favor repense!’
    São ignoradas

    Quando as homilias do papa
    Insultam a todos
    ‘E a Curia’

    Todos são acusados
    De ler notícia falsa
    ‘Coprofagia’

    Quando Austen Ivereigh
    Diz: ‘Por favor me escute…’
    É o amor! [É a Amoris]

    ‘Eu tenho um PHD, veja
    Em Ambiguidade
    E Nuances’

    Contudo ele ainda oferece um recuo ligeiro
    Se você ousar desafiar seu tweet
    Como Spadaro

    Tanto para um diálogo
    Enquanto descobrimos que estamos bloqueados
    ‘Porque ele está encurralado’

    Quando seremos todos libertados
    desta cruel tirania
    …É o amor? [É a Amoris?]

    A teologia do Kasper
    Serene apostasia
    Oh, Por quanto tempo!

    Acaso as Dubia enviadas
    Cairam em uma saída de ar?
    É o amor! [É a Amoris]

    É o clima de medo
    Engendrado por quatro anos
    É o amor! [É a Amoris]

    O Cara Rainha Celeste
    invertenha, por favor?
    Rogai por nós!

    No Vaticano
    Onde Francisco Reina
    Quando as pessoas se encontram…

  2. Se acaso não for um cântico sarcástico de uma Exortação Apostólica A laetitia dupla face, poderia ser uma declamação que dela de equívoco poderia advir!
    Dessa forma, a A laetitia mais seria tendente à confusão e a ambiguidades gerais que exercendo a sua função instrutiva por, ao mesmo tempo, atribuir-lhe qualidades e supostos enigmas, portanto polêmica e não confiável, o que pareceria!