Frades Franciscanos da Imaculada. A clausura para Padre Manelli se tornou ainda mais severa. Um decreto do Papa.

Por Marco Tosatti, 2 de fevereiro de 2017 | Tradução: FratresInUnum.com: Há alguns dias, nós escrevemos sobre o novo decreto de comissariamento para o ramo feminino dos Franciscanos da Imaculada. Um decreto emitido com uma assinatura não apelável do Pontífice, justamente para evitar que um recurso junto ao Supremo Tribunal da Assinatura Apostólica pudesse ter, como parece possível e provável, um desfecho feliz.
41f14-manelli2

Pe. Stefano Manelli. 

A Congregação para os Religiosos, presidida pelo cardeal brasileiro Braz de Aviz e pelo secretário franciscano Carballo, quer encerrar o capítulo do comissariamento dentro de um ano, convocando um capítulo logo após o verão. Mas há dificuldades.

Há forte resistência por parte de muitos religiosos contra o comissariamento que tem sido visto como uma forma de violência. Até hoje, da parte da Congregação não foram reveladas as razões e motivos para que a Ordem – uma das mais fecundas em termos de vocações – tenha sido decapitada e seu fundador, o padre Stefano Manelli, de 83 anos, obrigado a viver em uma espécie de clausura imposta.
Assim, quase quatro anos após o início dessa saga verdadeiramente extraordinária (não houve tal severidade nem contra os Legionários de Cristo, cujo fundador tinha aprontado de tudo e mais um pouco) e em antecipação a um possível capítulo, os fautores do novo curso temem que os fiéis de Padre Manelli possam acabar elegendo um governo da sua mesma linha.
Assim, há alguns dias, Padre Manelli recebeu um documento acordado numa audiência dos chefes da Congregação para os Religiosos com o Papa, e que, com o seu consentimento, estabelece:

“O Padre Stefano Manelli está obrigado a emitir um comunicado no qual declara aceitar e cumprir todas as disposições da Santa Sé e exortar os frades Franciscanos e as irmãs Franciscanas da Imaculada a manterem o mesmo comportamento.

Padre Manelli não poderá fazer nenhuma outra declaração aos meios de comunicação e nem aparecer em público.

Ele não poderá participar em qualquer iniciativa ou encontro, pessoalmente ou através dos meios de comunicação social.

O Padre Manelli está obrigado a enviar dentro do limite de 15 dias do presente decreto, todo o patrimônio econômico administrado pelas associações civis e qualquer outra quantia à sua disposição em plena disponibilidade de cada um de seus institutos.

Fica proibido ao Padre Manelli e Padre G. Pellettieri ter quaisquer relações com os Frades Franciscanos da Imaculada, exceto com aquelas comunidades onde habitarão com a permissão deste Dicastério. Evitar também qualquer contato com as Irmãs Franciscanas da Imaculada”.

Só ficou faltando o instrumento de tortura e a máscara de ferro, para o catálogo ficar completo. Em pleno 2017, na Igreja da Misericórdia. Certamente, Manelli e aqueles leais a ele serão acusados de crimes horrendos, mas então por que não dizê-lo e não submetê-los a julgamento canônico? A falta de clareza nas acusações, se é que existem, dão a impressão de uma perseguição alimentada por outros tipos de interesses. Ideológica, ou talvez ainda mais. E em um país onde os assassinos rondam impunes, a gravidade das restrições desperta uma sensação de irrealidade.

O ponto particularmente interessante é o do dinheiro. E que é muito: alguns falam num patrimônio de trinta milhões de euros. Mas que não estão nas mãos de Padre Manelli, mas sim de várias associações de leigos: Associação “Missão da Imaculada”,  Associação “Missão do Imaculado Coração” e “Associação Casa Editora Mariana”. De fato, em julho de 2015, o Tribunal de Revisão de Avellino cancelou o sequestro dos bens de propriedade das associações de leigos com um valor de cerca de 30 milhões. Os bens haviam sido sequestrados pela Procuradoria de Avellino, que levantara suspeitas de crimes de fraude e falsidade ideológica nas batalhas legais que se seguiram ao Comissariamento.

Então, como julgar as exigências feitas a Padre Manelli, uma vez que a Congregação tem conhecimento da situação jurídica sancionada pela lei italiana? Eu não consigo pensar em qualquer outra coisa, senão que essa é uma forma de violência psicológica e moral contra o frade ancião.

É interessante notar que este passo, tão severo, segue outro movimento sem precedentes acontecido há pouco dias, e certamente único, ou seja, a pressão exercida sobre o Grão-Mestre da Ordem de Malta, Matthew Festing, para renunciar, feita pessoalmente pelo Pontífice. A Ordem de Malta não é pobre, muito pelo contrário. Evidentemente, o frio exalta os ânimos autoritários, para bem além dos muros.

* * *

Leia também: Rejeitadas as acusações contra o fundador dos Franciscanos da Imaculada.

Anúncios

22 Comentários to “Frades Franciscanos da Imaculada. A clausura para Padre Manelli se tornou ainda mais severa. Um decreto do Papa.”

  1. Cada dia que passa só me assusta a tal ”igreja” e o ”papa” da misericórdia.
    Oh meu Deus! Ate quando?

  2. Essa “misericórdia” é a mesma dá revolução francesa: para os “tolerantes”( hereges, pagãos, apóstatas, infiéis) o diálogo, os pedidos de desculpas por “ofensas passadas”(praticamente tudo que Igreja fez durante 19 séculos talvez até mesmo desculpas por ela existir !) e para os “intolerante” ( nem precisa ser tradicionalista basta demonstrar o menor sinal de zelo pela Doutrina) a guilhotina.

  3. Proibir de ir á mídia e em público, clérigos como Fábio de Melo E tantos outros que publicamente são dúbios em suas relações civis com o dinheiro, a castidade e a própria imagem nao somente dando escândalos, Mas fomentando mau exemplo. Roma nem pensa em fazer isso, ou seja e é uma troca de valores.

  4. Tudo indica que a Santa Sé está passando por dificuldades financeiras de financiamento. Quem sabe para enviar dinheiro para refugiados islâmicos… Porque se intromete na Ordem de Malta com finalidade financeira e agora se intromete com os Franciscanos da Imaculada com finalidade financeira. Algo não corre azul nas contas do Vaticano.

  5. E é neste balaio de gatos e demônios
    que a FSSPX quer se meter ???

    • Que maneira delicada de o senhor referir-se à Igreja!

      Esse Faustão, sempre dando gafes, dentro e fora da telinha…

  6. Não sou sedevacante por convicção mesmo. Abstenho-me deste juízo. Acredito que o Papa atual é legítimo, até prova em contrário.

    Mas, entre nós, acredito que podemos falar certos assuntos. Precisamos de um grupo mais restrito para dizer certas coisas, compartilhar algumas aflições. Inclusive porque aqui temos pessoas altamente gabaritadas e que entendem muito desses temas.

    Nenhuma possibilidade de o Papa atual ser o Anticristo? Ou é apenas um precursor? Esse nome “Francisco” é muito estranho. Tem tudo a ver com “fraternidade universal”, na interpretação que eles dão à figura do Santo. Uma interpretação absurda, mas que caiu no agrado popular. Leonardo Boff o saudou na eleição “ele é dos nossos”. Não que a palavra do Boff tenha credibilidade… Mas, na prática, muita coisa estranha tem ocorrido.

    Segundo Nossa Senhora revelou ao Padre Steffano Gobbi (vamos partir da premissa que seja verdade, eu acredito), a maior obra do Anticristo será abolir o sacrifício perpétuo, como predito pelo profeta Daniel. Quem possui autoridade para fazer isso? Um Padre? Um Bispo? Nossa Senhora não diz expressamente que se trata de um Papa. Mas leiam o trecho que está contido no livro.

    E sabemos que o Papa pretende ir nos “500 anos de Lutero”.

    No mais, segundo Orlando Fedeli, o Papa Bento XVI teria dito uma vez, quando indagado sobre o assunto, que, em meados do ano 2017, “talvez já tenhamos visto já o triunfo do Coração Imaculado de Maria”. O vídeo onde ele fala isso pode ser acessado aqui:

    Trecho do livro do Padre Gobbi:

    [- O quarto sinal é o horrível sacrilégio cometido por aquele que se opõe a Cristo, isto é, pelo anticristo. Entrará no templo santo de Deus e sentar-se-á no seu trono, fazendo-se adorar ele mesmo como Deus.

    “Levantar-se-á contra tudo aquilo que os homens adoram e chamam de Deus. O homem ímpio virá com o poder de satanás, com toda a força dos falsos milagres e falsos prodígios. Usará todo gênero de engano maligno para fazer o mal” (2Ts 2, 4-9).

    “Um dia vereis no lugar santo aquele que comete o horrível sacrilégio. O profeta Daniel falou sobre isto. Quem lê procure compreender” (Mt 24, 15).

    Filhos prediletos, para compreender em que consiste este horrível sacrilégio lede o que foi predito pelo profeta Daniel.

    “Vai, Daniel, pois estas palavras estão escondidas e seladas até o tempo do fim. Muitos serão purificados, alvejados e tornados íntegros, mas os ímpios continuarão a agir impiamente e todos os ímpios ficarão sem compreender, mas os sábios compreenderão.

    A contar do momento em que tiver sido abolido o sacrifício cotidiano e for instalada a abominação da desolação, haverá mil duzentos e noventa dias. Bem-aventurado aquele que esperar com paciência, chegando aos mil trezentos e trinta e cinco dias.” (Dn 12, 9-12)

    A Santa Missa é o sacrifício cotidiano a oblação pura que é oferecida ao Senhor em toda parte, do nascer ao pôr-do-sol.

    O sacrifício da Missa renova o sacrifício consumado por Jesus sobre o Calvário.

    Acolhendo a doutrina protestante se dirá que a Missa não é um sacrifício, mas somente a santa ceia, ou seja, a recordação do Jesus fez na sua última ceia. E assim será suprimida a celebração da Santa Missa. Nessa abolição do sacrifício cotidiano consiste o horrível sacrilégio cometido pelo anticristo, cuja duração será aproximadamente três anos e meio, isto é, mil duzentos e noventa dias.]

    • Didacus, eu acreditava que Francisco era um papa legítimo até começarem as falas controversas, aí comecei a pesquisar mais sobre toda esta questão. Somando-se a do post abaixo, há uma saudação do grande oriente democrático a Francisco que afirmou: ” irmãos contribuíram indiretamente dentro do conclave para eleger alguém capaz de regenerar a sociedade planetária”; somando a anticanônica máfia de St. Galen e outras informações que já conhecemos, inclusive sobre a renúncia do Papa Bento, de que há algo muito incomum em tudo isto. As atitudes de Francisco não negam. Ele mesmo se recusa ser chamado de Papa e não segue os protocolos pontifícios.
      Francisco é anticlerical, já disse se que o povo sabe qual a direção, não necessita de pastoreio, refere aos mandamentos como pedras mortas e não têm reverência aos sacramentos. Amoris L. detona com 4 sacramentos e alguns mandamentos. O que seria muito anormal para um palestrante ou um tipo Fabio de Melo, é inadmissível vindo de um Pontífice.
      Sobre a questão do anticristo, vários santos e bem aventurados falam sobre ele. Citarei alguns:
      Santa Hildegarde disse que será alguém da Igreja. Soloviev, filósofo falecido em 1900 descreve o contexto em que surgirá o Antic. e suas características principais: pacifista, ecologista e ecumenista (coincidência!). Dom Bosco se refere a Lutero como precursor do anticristo. Ora, o Cardeal Newmann disse que assim como Cristo teve um precursor que preparou o caminho e um povo disposto, também o anticristo terá um precursor. Se é Lutero, veja que hoje ele está deixando de ser herege para ser quase santo. O Arcebispo Fulton Sheen, em vias de beatificação deu algumas pistas sobre o anticristo muito interessantes. Dentre alguns que me chamaram a atenção é que assim como Jesus oferece um reino que não é deste mundo o anticristo oferecerá um reino temporal como um fim em si mesmo (veja se isto não é das pregações de Francisco) , a fraternidade universal sem um Pai; vai criar uma igreja que é em tudo “macaqueia” a Igreja de Cristo; disse que ele será religioso mas um segredo que ele não revela é que não crê em Deus. Ora, Francisco não se ajoelha para a Eucaristia, não crê em um Deus católico, não sabe o porque do sofrimento na humanidade, que Deus foi injusto crucificando o próprio Filho, que Maria, ao ver Jesus no madeiro teve desejos de chamar a Deus de mentiroso????Com tantos disparates, dizer que o Espírito Santo está lhe dando assistência é uma blasfêmia. Ora, se ele não goza da infalibilidade, que é Dogma… Nem citei o Pe. Gobbi.
      Enquanto não nos censurarem digo o que penso: que Bento XVI permanece Papa e Francisco o javali da mata virgem (Sl 79).Por tudo isto, eu particularmente considero esta possibilidade.

    • Bergoglio, certamente não é o Anti-Cristo, mas facilita o acesso dele até o Lugar Santo, com as sua atitudes heréticas e o desvirtuamento relativista nas suas dúbias exortações, ele tem agido como um Falso Profeta (que conduz ao erro) ou a Besta (que estraçalha e destrói).

      ”…que se veste como um cordeiro (símbolo de Cristo), mas fala como um dragão (simbolo do Diabo)”
      (Ap. 13:11)

      Não existem mais escândalos sexuais nem financeiros envolvendo a Igreja na mídia controlada pela maçonaria, ela endeusou Francisco, fez dele um líder inovador da NOM. Governantes anti-Cristãos além de promotores do aborto e o homossexualismo têm vindo beijar o seu anel e reverenciar a “sua santidade”.

      É notória a mudança brusca da mídia em relação ao pontificado anterior; para a ascensão de Francisco, primeiro foi preciso “ferir o pastor” (Zacarias 13,7), ou seja, remover (sabe-se lá por que meios) Sua Santidade Bento XVI, para dispersar as ovelhas (criar grande confusão e divisão dentro da igreja). O aviso foi dado no Evangelho e pelos Santos, Um processo cada vez mais doloroso para o verdadeiro Cristão vai acontecer daqui para frente, pois, Cristo voltará em breve para instalar em definitivo o seu reino e o Diabo sabe que o seu tempo esta acabando.

    • “Tem tudo a ver com “fraternidade universal”, na interpretação que eles dão à figura do Santo”. No L’Osservatore hoje: Charles de Foucauld e l’islam (O trecho do artigo, para mim, canta as glórias do Islamismo.)
      Fratello universale
      L’Islan ha prodotto in me uno sconvolgimento profondo… la vista di quella fede, di quelle anime che
      vivono nella continua presenza di Dio, mi ha fatto scorgere qualcosa di più grande…
      Fratel Charles è stato affascinato dall’islam al punto che, per un momento, forse ha pensato di convertirsi a quella religione.
      http://www.news.va/vaticanresources/pdf/QUO_2017_028_0402.pdf

  7. Os Templários foram roubados com falsas acusações.

  8. Leão XIII também perseguia os seus oponentes obrigando a assinar declarações.

    Mons Henri Delassus , autor da Conjuração Anti-Cristã foi um dos que foram perseguidos por Leão XIII.

    Resistir certamente é licito!!!!!

    • Desde que respaldado por um profundo testemunho de espiritualidade, coisa que falta DEMAIS a muitos tradicionalistas.

  9. Lembram da cruz blasfema que Ivo Morales entregou ao Papa? Alguns católicos pela internet, que se comportam como avestruzes, dizem que o Papa não teria simpatizado com o presente. Ora, ele nem deveria ter recebido esse símbolo blasfemo, para começo de conversa.

    Ocorre que ele não somente o recebeu, como todos sabem, mas o guarda consigo. E o considera uma “arte de protesto”. E mais, disse que vai deixar essa blasfêmia feita a Nosso Senhor Jesus Cristo aos pés da Santíssima Virgem Maria!

    Cito um trecho da entrevista:

    [Aura Vistas Miguel – Santidade, o que sentiu quando viu aquela foice e martelo com Cristo em cima, oferecido pelo presidente Morales? E onde acabou esse objeto?

    É curioso, eu não conhecia isso e nem sabia que o padre Espinal era escultor e poeta até. Soube disso nestes dias. Quando o vi, para mim, foi uma surpresa. Segundo, pode-se qualificar como o gênero da ARTE DE PROTESTO.

    Por exemplo, em Buenos Aires, há alguns anos, foi exibida uma mostra de um escultor bom, criativo, argentino, que agora está morto. Era arte de protesto, e eu recordo um Cristo crucificado em um bombardeiro que caía. Era uma crítica ao cristianismo aliado com o imperialismo, que bombardeia. (…)

    No mesmo ano, o geral da Companhia de Jesus [Pe. Pedro Arrupe] mandou uma carta para toda a Companhia sobre a análise marxista da realidade na teologia. Um pouco freando isso e dizendo: isso não está bem, são coisas diferentes, não é justo, não está certo. E, quatro anos depois, em 1984, a Congregação para a Doutrina da Fé publicou o primeiro documento, pequeninho, uma primeira declaração sobre a teologia da libertação que critica isso. Depois, veio o segundo, que abriu as perspectivas mais cristãs (estou simplificando, hein). Ou seja, façamos a hermenêutica naquela época.

    Espinal era um entusiasta dessa análise da realidade marxista e também da teologia usando o marxismo. Daí veio essa obra. As poesias de Espinal também era desse gênero de protesto, mas era a sua vida, era o seu pensamento, era um homem especial, com tanta genialidade humana e que lutava. Ele tinha boa fé. Fazendo uma hermenêutica desse tipo, eu entendo essa obra. Para mim, não foi uma ofensa, mas eu tive que fazer essa hermenêutica, e digo isso a vocês para que não haja opiniões equivocadas.

    Onde ficou a cruz?

    EU A TRAGO COMIGO. O presidente Morales quis me dar duas condecorações, a mais importante da Bolívia e a outra é a ordem do padre Espinal, uma nova ordem. Jamais aceitei uma honorificência, não sei, não me sinto bem. Mas ele fez isso com tanto vontade, com boa vontade e com o prazer de me dar um prazer, e eu pensei que isso vem do povo da Bolívia e rezei para saber o que fazer com isso.

    Se eu as levo ao Vaticano, vão parar no Museu, vão acabar aí, e ninguém jamais vai vê-las. Então, pensei em deixá-las à Nossa Senhora de Copacabana, a mãe da Bolívia, que vão para o santuário, ficarão no santuário.]

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/07/papa-francisco-fala-sobre-crucifixo-comunista-que-recebeu-de-evo-morales.html

    Aqui, há um vídeo do Papa falando sobre o ocorrido. Dizendo que o crucifixo comunista NÃO É ofensivo.

    http://www.revistaforum.com.br/2015/07/14/papa-francisco-desmente-a-midia-tradicional-crucifixo-comunista-nao-e-ofensivo/

  10. A questão patrimonial é o pano de fundo de muito do que acontece nos ambientes eclesiásticos. Numa instituição cujo quadro dirigente é composto gente simplória e inepta, como no caso do Brasil, é de se esperar que grupos de pressão (financeiros e outros) tenham comissariados especialmente constituídos para apressar o oba-oba do saque e do botim. Há também livre-atiradores, não sendo outro o motivo de tantos entrarem para o “clero”, exceto o de abocanhar os bens das congregações enquanto levam vida mundana e imunda.

    Onde há dinheiro, ou cheiro de dinheiro, pode se esperar que haja bandidos à espreita.

    Certo convento, não faz muito tempo, foi alvo de clamorosa alienação patrimonial levada a cabo por um falastrão nomeado por um superior honesto, mas francamente incapaz.

    No que concerne às ordens terceiras, irmandades, confrarias etc, as quais, em geral, possuem figura jurídica autônoma no âmbito civil, seria preciso que os senhores bispos demandassem, na medida do possível e do impossível, investigações acerca da lisura da gestão patrimonial dessas agremiações. Não raro, rouba-se muito.

    Em boa parte dos casos, o expurgo dos filiados às seitas que maquinam contra a Igreja seria o suficiente para a faxina. Mas o mal do ecumenismo se alastrou tanto que um tal recurso é quimérico. Faz-se ecumenismo até como capeta.

    Em suma: uma vez que “Francisco” não está nem aí para a tradilândia, cuja “plataforma” considera mero modismo, resta a tresloucada a cupiditas clericorum, avareza padresca, como o único movente do desmonte, soterramento e incineração dos franciscanos da Imaculada, dos Cavaleiros de Malta e outros que ainda aguardam a misericordiosa visita dos delegados de “Francisco”,outro “papa” “bom”.

  11. Esse decreto contra o padre Manelli é simplesmente ilegal e digno de um Estado de exceção. Antes de ser religioso ele é um cidadão italiano no pleno gozo dos seus direitos. O que estão fazendo com ele é simplesmente cárcere privado contra um idoso! A vida em clausura é certamente agradável a Deus, mas desde que abraçada livremente, e não com coação ou como punição, como é o caso.
    Acabo de ler no MiL que ontem foi aceita a suposta renúncia de um bispo filipino que parece nunca ter pedido renúncia alguma. Este bispo já havia dado proteção aos Franciscanos da Imaculada: http://blog.messainlatino.it/2017/02/breaking-news-fuori-un-altro.html
    E parece ser um bispo conservador: https://secretummeummihi.blogspot.com.br/2017/02/aceptada-renuncia-del-arzobispo-de-lipa.html
    O que está acontecendo com nossa Igreja??

  12. Isso nos faz recordar o que se poderia chamar de “tolerancia na diversidade de uma nota só”, ou seja, se coincidirem seus pontos de vistas comigo, serei bastante amistoso e complacente, mas se discordar, aguarde o revide!
    O caso Pe Manelli e o relativo aos FIs parecem se avolumarem a tantos mais conservadores que teriam sido vitimados nesse esquema: se forem fieis à doutrina tradicional da Igreja, aguardem: vem misericordia politicamente correta em cima, como sucedido a D Aldo Pagotto, D Rogelio Livieres e mais, inclusive aos 4 das “dubia” sempre atacados e sob pressão – cada qual de uma forma!
    Ser intolerante com quem pensa ou age diversamente do que se estipula ser o certo ou o errado é característico das esquerdas, servindo ao intolerante propósito de elas inadmitirem concorrentes! .

  13. Bom dia, pra quem está achando pouco tem mais este:

  14. Condenar sem uma acusação clara e formal é uma das formas mais totalitárias de se ‘fazer justiça’. Assim, não se possibilita sequer formular uma defesa.
    E aproveitando a bola levantada aí acima: eu tinha dúvidas a respeito da legitimidade desse papa, mas afastava isso como tentação. O processo de eleição dele aparentemente foi correto.
    Mas depois de ler a entrevista do papa emérito Bento XVI publicada aqui há algum tempo, dou-me o direito de pensar que a simples dúvida acerca da legitimidade de Francisco não é pecado, e muito menos sedevacantismo.
    De fato, a sede de Pedro não está vacante.
    Porém, resta saber se ‘Pedro’ continua a ser Bento XVI (que não abdicou do título de papa), ou se passou a ser Francisco, mesmo com um ‘PAPA emérito’ vivo em Roma (o que contrariaria a ordem do Mestre de que houvesse ‘um só pastor’).
    No caso de ‘Pedro’ continuar a ser Bento, então tudo que Bergoglio faz é nulo perante Deus e a Igreja.
    No caso de ‘Pedro’ ser Francisco, então só me resta concordar que é um papa despótico, e um déspota em nome de uma lei que não está nos Evangelhos.

  15. Neste mundão de Deus só posso afirmar categoricamente que muitos interesses excusos acabam sobrepondo à verdade dos fatos. Especialmente quando alguma soma de dinheiro existe. DEUS tenha misericórdia!!!!!!!!!??????????

  16. Estamos chegando no tempo católico.
    Este é o tempo de conversão, ou para o mundo ou para Deus.
    A conversão para o mundo, muito facilitada.
    A conversão para Deus Não será conveniente para ninguém, e assim tem que ser.