Foto da semana.

16425876_1233148180139390_1912285555552680472_n

Vox populi – no fim desta semana, um cartaz foi afixado em ruas de Roma com um recado ao Papa Francisco: “você comissariou Congregações, removeu sacerdotes, decapitou a Ordem de Malta e os Franciscanos da Imaculada, ignorou Cardeais… mas cadê a tua misericórdia?”

Tags:

30 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Diante das devastações do “pontífice” reinante, inúmeros católicos que estão a par dos acontecimentos iniciados em 2013 se veem perplexos e escandalizados, no mundo todo. Bergoglio não quer muito saber de respeitar conteúdos fundamentais da lei divina e dos Evangelhos, não se importa em atacar doutrinas que fazem parte do Magistério infalível precedente, não se incomoda em ofender irresponsavelmente chefes de Estado sérios que não lhe agradam (especificamente Donald Trump, a quem comparou, ainda que obliquamente, a Adolf Hitler), promove comissariamentos e demissões sem levar em conta questões jurídicas e exigências das leis canônicas, etc., etc. A “vox populi” agora se manifesta com o que relembra os casos de Pasquino, famosa “estátua falante” de Roma (em alguns séculos passados, foi costume afixar versos satíricos à estátua, à noite, anonimamente, de modo a endereçar críticas a pessoas importantes da vida pública local). Fica a grave indagação a Francisco: Ubi est, Beatissime Pater, misericordia tua?

  2. Eis aí a pergunta que não quer calar. Porém é provável que fiquemos mais uma vez sem respostas…Dizia Santo Antônio que a palavra é viva quando são as obras que falam. Cada um conclua por si o que as obras de Francisco dizem pois para mim já falaram o suficiente.

  3. O mundo mudou-se, segue nesse rumo de adaptações constantes a novos modelos, e as pessoas hoje em dia, há muitas décadas, doutrinadas no revolucionario e desequilibrado – para não intitulá-lo de psicopata – MARXISMO CULTURAL o assimilaram despercebidamente, do qual um dos ingredientes principais é ser intolerante!
    Dessa forma, tornaram-se mais agressivas sob todos os aspectos e ninguém está a salvo, bastando-se ver tantos comentarios que fazem ao papa Francisco de forma inadequada, de forma indigníssima, como se fosse um do meu time, não lhe respeitando o cargo.
    Evidente que não compartilhamos de certas ideias e/ou determinados pontos de vista dele – não os colocamos em prática, nem os recomendamos – mas com moderação, o caso dessa manifestação que foi equilibrada, pertinente!
    Que ele perceba que o mundo “católico” liberal-relativista está à vontade, enquanto os conservadores estão apreensivos – ao invés de congregar, dividiria o rebanho? – começando a demonstrarem publicamente descontento; afinal, estaria no mais importante cargo do mundo a quê?!

  4. “Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.”
    Mt 5, 13

    • Quer dizer que “Francisco” se sente invejado? Os megalomaníacos e sociopatas partilham dessa mesmíssima impressão, porque se pensam o centro de tudo e a medida do universo.
      O engraçado foi que os aduladores de “Francisco” correram, como gazelas em fuga, e colaram sobre alguns cartazes uma folha onde se lê “ABUSIVO”, deixando, porém, descoberta, a terna carranca do prelado argentino. Ficou pior a emenda que o soneto. Porque “ABUSIVO” é certamente um dos 667 maiores defeitos de “Francisco”, outro “papa” “bom”.

      Colhamos, irmãos, mais frutos da primavera conciliar: as edições Paulinas da Itália lançaram um livro de ideologia gênero para as criancinhas da catequese e o site da Conferência “episcopal” Alemã diz que a coabitação sodomita tem valor sacramental.

      Lambamos todos, humildes e contritos, as sagradas pantufas de venerando “clero”…

      http://www.lanuovabq.it/it/articoli-libri-gender-perbimbi-paolinerompono-il-tabu-18841.htm

  5. ” ….aprendam de mim…” (São Mateus 1;29)

    “Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores.”
    “Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos?”
    “Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não pregamos nós em vosso nome…E, no entanto, eu lhes direi: Nunca vos conheci. Retirai-vos de mim, operários maus!”
    (São Mateus 7)

  6. O renomado vaticanista Marco Politi escreveu um livro interessante intitulado «Francesco tra i lupi. Il segreto di una rivoluzione» onde na conclusão ele desvenda o segredo da revolução. Nesse livro ele diz:

    “O ano de 2013 colocou em movimento uma reviravolta imprevisível no Catolicismo. Muda o perfil do Papado e Francisco está mudando o modelo da Igreja. Seu sucessor provavelmente poderá voltar a viver no apartamento papal, mas não poderá mostrar-se com todo o aparato do passado. Sobretudo não será mais capaz de exercer um poder e autoridade sem limites. O absolutismo imperial dos pontífices declinou de forma irreversível”.

    Ora, o que Marco Politi escreveu já se encontrava claramente delineado no livro do heresiarca Leonardo Boff: Igreja Carima e Poder:

    “No século XI, com Gregorio VII, deu-se urna virada decisiva dentro da própria estrutura do poder. Em seu Dictatus Papae (1075) o Papa se ergueu contra a prepotência do poder secular, que degenerara em simonía, nicolaísmo e toda sorte de sacrilégios, e inaugurou a ideologia do poder absoluto do Papado. O suporte não é a figura de Jesus Cristo pobre, humilde e fraco, mas Deus, Senhor onipotente do cosmos e fonte única do Poder. O Papa se entende, misticamente, como o único reflexo do poder divino na ordem da criação. Ele é seu vigário e lugar-tenente. Por ai se entendem as seguintes proposições do Dictatus Papae: “Apenas o Pontífice romano merece ser chamado universal” (2); “Seu legado, em um Concilio, comanda a todos os bispos, mesmo se é de posição inferior; e apenas ele pode pronunciar a sentença de deposição” (4); “O Papa é o único homem ao qual todos os príncipes beijam os pés” (9); “Sua sentença não deve ser reformada por ninguém e apenas ele pode reformar a de todos” (18); “Ele não deve ser julgado por ninguém” (19); “A Igreja Romana nunca errou e, conforme atestam as Escrituras, não poderá jamais errar” (2): “O Pontífice romano, se foi ordenado canonicamente, torna-se indubitavelmente santo pelos méritos de Sao Pedro” (23).
    O Papa é Deus sobre a terra. Jesus colocou o Papa acima dos profetas acima do Precursor… acima dos anjos… Jesus colocou o
    Romano e o instituíu como poder absoluto, casando em sua pessoa o sacerdotium e o regnum. Era a ditadura do Papa. A partir daí se elaborou a ideologia da assim chamada “cefalização”, a cabeça como plenitude de sentido e de poder. A expressão Caput (cabeca), no NT reservada somente a Cristo, é aqui aplicada ao Papa, como o portador de todos os valores e poderes de Deus, de Cristo, da Igreja, do povo, do Império, do Colegio episcopal. Comenta Laurentin: “O Papa foi identificado com o Cristo. Cada vez menos, ele era designado como sucessor de Pedro; cada vez mais como sucessor e vigário de Jesus Cristo, que Hervé Nedellec (t 1323) considera como primeiro Papa (Y. Congar, Ministéres, Cerf, 1971, 13). Ele se tornou o doce Cristo na terra’, segundo a expressão de Santa Catarina de Sena”13. A partir desta compreensão do absoluto poder, podia em 1955 o salesiano D. Bertetto escrever num livro de meditações sobre Dom Bosco: “De fato, o
    Papa no mesmo nível de Deus . O que aqui se diz é simplesmente urna heresia, além de ser um pecado manifesto contra o segundo mandamento, o de usar o santo nome de Deus em vão, aplicado a quem não é Deus nem o Deus encarnado, Jesus Cristo. Curioso é observar que tais excessos verbais não acarretam as punições facilmente infligidas aqueles que, por qualquer razão teológica ou histórica, fazem algum reparo ao poder do Papa. A ideologia do culto a personalidade desculpa benevolamente tais abusos e encentra sempre interpretações benignas para semelhantes afirmações exacerbadas.
    Esta ideologia do poder inaugurou o lastro eclesiológico que perdurou nos meios teológicos até o século XIX e, na mentalidade da Hierarquia oficial mais alta, praticamente até os dias de hoje. Esse poder absoluto do Papa determinou o curso posterior da historia eclesiástica e civil: a historia ou será historia deste poder absoluto, de seus sucessos, de sua confirmação e sedimentação, ou será a historia que deverá, para ser autónoma e poder prosseguir, contestar esse poder”.

    E é nesse contexto que entra a figura do antipapa Bergoglio. Alimentado por essa mesma ideologia boffiana latino-americana, ele sempre viu o Papado como uma estrutura de poder que deve ser revolucionada em favor da fé viva da Igreja-Povo-de-Deus. Desde que subiu ao Sólio Pontifício ele não tem feito outra coisa senão destruir o Papado enquanto usa das prerrogativas de Governo pra perseguir desafetos.
    Daí os expurgos e as perseguições que visam unicamente os remanescentes, pois desde o Vaticano II a debandada foi geral. Ficaram apenas os que ainda crêem na Igreja Una Santa Católica e Apostólica. São esses os alvos da nomenclatura bergogliana, os que ainda crêem na autoridade do Pontífice e que acabam se tornando vítimas de uma crença que nem o próprio Pontífice tem. Ele usa a obediência como bastão pra cacetar aqueles que ainda crêem nela.
    Chega a ser irônico ver Católicos defendendo “o Papa” contra os ataques protestantes, enquanto esse mesmo “Papa” se une aos protestantes pra criticar os Católicos. Chega a ser trágico ver Católicos defendendo o Dogma “Fora da Igreja não existe salvação”, enquanto o próprio pontífice brada aos quatro ventos que Deus não é Católico.
    O povo de Roma amanheceu com esses cartazes criticando Bergoglio, mas não creio que entendem muito as queixas escritas nos cartazes. Esses abusos de Governo foram sentidos pelos Católicos tradicionais e discutidos à exaustão em blogs de internet. Mas uma coisa é certa, o povo de Roma não morre de amores por Bergoglio por outros motivos: seu apoio incondicional à imigração descontrolada, seu desprezo pela população italiana que tem que pagar por essas políticas, sua baixa popularidade que não favorece mais o turismo na cidade eterna, seus eventos vazios e seu constante uso da Palavra de Deus pra mandar recado aos desafetos.

  7. Esse artigo foi compartilhado no twitter de Antonio Spadaro:

    http://www.unita.tv/focus/il-cardinal-burke-e-salvini-lincerto-asse-trumpiano-tra-le-due-sponde-del-tevere/

    Vai Começar a caçada daqueles sacerdotes que não compartilham do “pensamento Bergogliano”.

  8. Em represália aos manifestantes anônimos e a favor de Bergoglio, puseram sobre os cartazes, nas últimas horas, a palavra “abusivo”, dando a entender que a afixação dos protestos foi excessiva, imoderada, desonrosa. Ocorre que o remendo acabou parecendo pior, permitindo uma outra leitura, uma cômica interpretação, que tudo tem a ver com a manifesta realidade: Francisco é ABUSIVO. E contra fatos os argumentos se dissolvem ou quase nada valem… Talvez agora o “pontífice” queira comissariar os anônimos ou removê-los da Igreja, sob a acusação de serem católicos e ávidos de ver coerência e justiça por parte dos pastores, ou sob a alegação de crime de lesa-majestade. Prestes a completar quatro anos de bergoglianismo, poderíamos, como nas Catilinárias, questionar: Quousque tandem abutere, Bergoglie, patientia nostra?

  9. Mais um ato da misericórdia bergogliana: Mons. Becciu foi nomeado, estes dias, delegado especial da Santa Sé junto á Ordem de Malta, encargo que assumirá até á eleição do próximo Grão-Mestre, prevista para os próximos meses. Becciu “[…] será o meu EXCLUSIVO porta-voz em tudo quanto diz respeito às relações entre esta Sede Apostólica e a Ordem […]”, escreveu o “papa” em carta ao novo delegado, o qual terá “[…] TODOS os poderes necessários para decidir as eventuais questões que deverão surgir em ordem à atuação do mandato confiado […]” (os destaques das maiúsculas são meus). O papel do cardeal R. L. Burke como patrono da Ordem e porta-voz do Vaticano junto à soberana instituição fica agora, na prática, nulo. Bergoglio, nos próximos meses, certamente procurará formas mais incisivas de atacar o bom cardeal Burke. Rezemos por Burke e por todos os outros pastores igualmente fiéis a Cristo e à Igreja. Por falar nesse sereno, valoroso e firme príncipe da Igreja, vale recordar que ele foi homenageado e reconhecido, mês passado, pelos movimentos pró-vida americanos, em razão de sua luta pela defesa da vida, da família e dos valores cristãos, apesar “das perseguições e humilhações públicas por ele sofridas”, e por atuar com serenidade e alegria, não pondo diante de si quaisquer interesses próprios. Em trechos dessa homenagem, por sinal muito merecida, vê-se uma alusão indireta à perseguição bergogliana.

  10. De uns tempos prá cá parece que podia ser o papa Francisco ou mais dos auxiliares ao redor dele tentando esvaziar o poder do papa e fazer como nas igrejas do “cristão-comunista” Putin e de Cirilo I, que era um agente de alto nível da FSB. Nesses cismas todo mundo manda e ninguém manda, igual nas igrejas de crentes, fazendo da nossa Igreja como nas conferencias de bispos, algumas delas querendo ter poder em paralelo com ele. A Alemanha parece que podia ser uma delas.
    Assim, não sei se engano, mas me passaria uma impressão que teria gente poderosa atrás do papa Francisco escrevendo e mandando falar as coisas. Eu não acredito no Leonardo Boff, mas esse cara elogiar alguém tem que considerar. Se ele referir ainda mais na questão de “fé”.
    Mas quando disse que ele era um dos nossos, aí acreditei nele, pois que todos os vermelhos nenhum deles xinga o papa Francisco, nem a midia mundial. Parece que eles estão gostando e quando veio ao Brasil, não censurou a ex ditadora Dilma.

  11. “mas cadê a tua misericórdia?”

    É só olhar para os inimigos da Igreja para ver onde está a misericórdia, para não dizer conivência.

  12. Resolvi dar uma checada no La Nación, mas está DETONANTE, ARREBENTANDO o papa Francisco, quase 2.300 comentarios e rola um atrás do outro sem parar, além das caricaturas dele – alguns falam a favor sem grandes entusiamos, mais citando o que disse, sem opinar!
    A – Va a ser mejor que suspenda la conferencia del ultraabortista Paul Ehrlich programada para el 27 en el Vaticano si quiere que alguien le crea su mensaje por la vida.
    B – El afiche es muy elevado,extraordinario pues lo pinta a bergoglio en cuerpo y alma. todo lo que dice es real,es VERDAD. bergoglio hizo esas malas acciones y muchas mas,solo que en argentina solo se sabe de el por la política. en cuanto a su expresión en el rostro es la de un tipo resentido,lleno de odio a la cultura cristiana occidental que junto a la elite de la izquierda globalista dirigida por George soros quieren destruir. respecto de lo que el dice a favor de la vida , es de una perversión inusitada,muy maligna,pues hace poco dio via libre a los sacerdotes a “perdonar el pecado mortal del aborto,y no conforme con eso recibe en el vaticano y hace participar en foros a criminales abortistas de todo el mundo. un doble discurso atroz el de este real hereje.
    C – HABLANDO DE ALEJARSE…..PANCHO PORQUÉ NO TE ALEJAS DE LOS LADRONES QUE ASOLARON A NUESTRO PAÍS Y LOS SEGUIS RECIBIENDO CON AMPLIAS SONRISAS????
    PORQUÉ TE LEJAS DE LOS ARGENTINOS HONRADOS Y TRABAJADORES Y LOS DESPRECIAS RECIBIENDO A ESA CATERVA DE LADRONES ASESINOS SIN EMITIR SIQUIERA UN JUICIO ADVERSO A ESE COMPORTAMIENTO Y EXIGIENDOLES ARREPENTIMIENTO PÚBLICO DE SUS TROPELIAS???
    PORQUÉ NO TE ALEJAS, POR ÚLTIMO, DE TUS IDEALES PERONISTAS Y UNIVERSALIZAS TU PREDICA EMPEZANDO POR VOS ???
    D – Realidades mayores que la defensa de la vida desde la concepción?
    Al aborto … Bergoglio lo rebautizó como “interrupción del embarazo”!!! (frase insólita para un supuesto Papa)
    Adicionalmente, Bergoglio, dijo que Emma Bonino estaba “entre los grandes de Italia de hoy”.
    Emma Bonino admitió públicamente haber realizado más de 10.000 abortos sólo en un año)
    No es creíble !!!!
    Bergoglio es un falso mentiroso!!!
    E – hagan lio(façam desordem).
    F – sí, no lo denuncio a Bergoglio porque no me gusta su cara, sino porque es un mentiroso, y enseña todo lo contrario a la fe.

  13. Isso é totalmente desrespeitoso contra o Santo Padre. Coisa estúpida.

  14. Há algo de podre no reino de Francisco, como diria William Shakespeare.

  15. Estava eu a olhar as estatísticas da Igreja na Europa e quando vi as da Bélgica e dos países baixos entendi realmente o que foi o Vaticano II… Engraçado…O Cardeal Daneels disse não estar preocupado com o número de leigos da Igreja belga ( 200.000 praticantes) diz-se preocupado apenas com o número de sacerdotes…Como se estes crescencem em árvores. Lembrou-me a CNBB quando fora questionada sobre a queda no número de católicos e disse que não se importava com números, apenas com a “justiça”(da foice e do martelo).

    Respondendo a pergunta:

    “mas cadê a tua misericórdia?”

    No mesmo lugar que a de Robespierre

  16. Devemos rezar muito pelo Papa Francisco e todo o clero para que o Espirito Santo os conduza na direção certa. Os fieis, embora preocupados com estas confusões, devem respeitar, amar e ter muito cuidado como se fala em relação ao clero e sobretudo ao Santo padre, pois Deus Pai a santa Catarina de sena diz claramente que exige muito respeito pelos seus ministros, não por eles mesmos mas por o que são; os que ministram o Sangue de Jesus. Deus está ao comando. pax

    • Rezo todo dia pelo Santo Padre Bento XVI e pelo bem da Igreja…
      Deus está no comando e por isso mesmo o próprio Cristo nos alertou sobre esses dias.

      “Quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação que foi predita pelo profeta Daniel (9,27) – o leitor entenda bem –

      Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos. E, ante o progresso crescente da iniqüidade, a caridade de muitos esfriará. Entretanto, aquele que perseverar até o fim será salvo. (São Mateus 24)

    • Diante desse seu comentário, Sr. Manuel, resta apenas um único conselho: “O pior cego é aquele que não quer ver!” Como não enxergar o que o papa Bergóglio está a fazer?
      Concluo com a pergunta feita por Nosso Senhor: “Quando voltar o Filho do Homem, acaso encontrará a fé sobre a terra?” (Lc 18, 8)

  17. Diz-se que Alexandre VI foi um papa de vida moral péssima. No entanto, ele não fez nem 10% do mal que Bergoglio está fazendo. Um foi ruim na vida pessoal, o outro conspurcou a doutrina e desencaminhou todo o rebanho

    • Mas mesmo com todas as coisas erradas que cometeu, nenhum erro contra a fé se encontra em seus escritos, segundo o que li. O que nos diz que mesmo no meio da tempestade Jesus vai na barca e não a deixa afundar.

  18. O rebanho de Cristo também tem direito a liberdade de expressão e o respeito às diferenças. É bom que Francisco (tão egocêntrico) perceba que a indignação com suas atitudes não passam despercebidas. Não que ele melhore, a tendência dos ditadores é de serem mais agressivos quando contrariados.
    Seu modo nada misericordioso de agir com quem lhe contraria evidencia cada vez as circunstâncias da renúncia do Papa Bento XVI. Também rezo por ele, que sofre enclausurado vendo os ratos, cobras e lagartos passearem soltas pelo Vaticano.

  19. E noticias como estas também nos assustam.

    Dom Raymundo Damasceno sendo investigado com suspeito de ser comunista. Novidade?!

    Relatórios mostram preocupação da ditadura com “padres comunistas” do DF

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/02/06/interna_cidadesdf,571066/relatorios-mostram-preocupacao-da-ditadura-com-padres-comunistas-do-df.shtml

    E também.

    “Dom da Paz”, Hélder Câmara está na fila para se tornar santo

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/brasil/2017/02/06/internas_polbraeco,571080/dom-da-paz-helder-camara-esta-na-fila-para-se-tornar-santo.shtml

    Fonte: Correio Braziliense de 06 de fevereiro de 2017

    • Muito obrigado José Airton por ter postado o primeiro link. Importante. Eu sempre penso como seria o nosso hoje se não tivessem feito este “trabalho” todo. Uma tristeza isso tudo…..
      Um relatório ressalta que, assim como ocorrido na América Central, “nenhuma organização ostensiva ou clandestina no Brasil realizou trabalho de massa tão grande e tão eficiente, como a Igreja Católica vem fazendo”.

  20. Entre as destruições provocadas por Francisco em comunidades religiosas, eu gostaria de chamar a atenção para o caso (pouco comentado, mas gravíssimo) da União Sacerdotal LUMEN DEI, que foi, até Francisco “comissariá-la”, uma comunidade sacerdotal que tentava com grande fervor reviver (com algumas adaptações) a Regra primitiva da Companhia de Jesus. Sua sede era na Espanha, mas eu os conheci em Brasília, onde tinham uma casa de missão em meio a uma favela e nela realizavam prodígios de apostolado jesuítico tradicional. Eram uma espécie de reforma da Companhia de Jesus, rigorosamente fiéis à espiritualidade inaciana clássica. Não à toa tiveram a honra de ser a primeira comunidade religiosa perseguida por Francisco – talvez por este ser jesuíta e querer começar sua ‘obra’ pelos mais de casa… Francisco depôs todos os superiores de todas as casas da comunidade, exigiu revisão minuciosa de suas constituições (para ‘modernizá-las’), e, é claro, nomeou um comissário para fazer valer suas ordens no instituto (que contava então com cerca de quinhentos membros, entre padres, irmãos, seminaristas, irmãs do ramo feminino). Mas algo talvez inesperado por Francisco aconteceu: o fundador da União Lumen Dei, o jesuíta Padre Rodrigo Molina, antes de morrer, deixou instruções claras aos membros do instituto para antes preferirem a extinção deste do que a sua permanência relaxada; logo, diante do “furacão Francisco”, a maioria esmagadora dos membros de Lumen Dei julgou que era melhor pedirem demissão do instituto do que aceitarem as exigências de Francisco, e assim se deu: mais de 90 por cento dos membros de Lumen Dei saíram da comunidade e hoje vivem sua consagração a Deus ou sozinhos no mundo, ou como eremitas, ou em grupos extra-oficiais de ex-membros do antigo instituto, etc. A tragédia dessa tentativa de reforma jesuítica certamente brada aos céus contra Francisco, que a perseguiu sem qualquer acusação séria, apenas por serem “tradicionais” demais para o gosto bergogliano…

    • A estória parece ser mais complexa e envolve, pra variar, escândalos financeiros e sexuais. Já Bento XVI tinha mandado investigar a Lumen Dei. O ramo dissidente, ou parte deste, montou uma espécie ONG, a ABCProdein, em cujo logotipo consta uma curiosa engrenagem tipo rotary-club e, ao fundo da página da internet, como se fosse uma marca d´água, figuram objetos infantis, e também, curiosamente, um esquadro e também três dados, isto é, três CUBOS, dispostos em forma de triângulo.
      Enfim, também os institutos ditos tradicionais devem ser monitorados e expurgados sempre que a justiça o exigir. Não creio, é claro, que “Francisco” tenha procedido por algum súbito e passageiro amor à ortodoxia.

  21. Ó Santíssima Deípara, salva-nos! (2x)
    Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. Agora e sempre e pelos séculos dos séculos. Amem.
    Livra-nos, os teus servos, de todos os perigos, pois és Tu a quem, depois de Deus, recorremos buscando abrigo e segurança, ó Muralha inabalável e nossa proteção!
    Volta-te para nós com o teu bom favor, ó Deípara.
    Olha para as minhas graves enfermidades que dolorosamente afligem minha carne, e cura a causa da dor e do sofrimento de minha alma.
    Pois não temos outro auxílio, nem outra esperança, somente a Ti, nossa Protetora. Ajuda-nos, tem compaixão de nós, pois em ti depositamos nossa esperança e te glorificamos, pois que somos teus servos e não nos envergonhamos de Ti.

    Lembrei-me dessa cena de Guerra e Paz, mas demorei-me a encontrá-la. Eis nossa situação: um poderoso e ímpio inimigo em nosso território e usurpando o poder, nossas forças com muitas baixas, mas, de joelhos e confiantes, recorremos à Santíssima Mãe de Deus com nossas vozes devotas e suplicantes por socorro.

    Santíssima Mãe de Deus, salva-nos! Pois não temos outro auxílio. Ajuda-nos e tem compaixão de nós!

  22. Bhartolomeu, nunca tinha ouvido falar da Lumen Dei. Vi aqui as palavras da Santa Sé no site deles.
    Caberia, quiçá, uma postagem aqui no Fratres com mais algumas informações deste comissariamento.
    Só lembrei dos Franciscanos da Imaculada. Aqui se fala de problemas morais, de formação e econômicos… Seriam clichês acusatórios?
    http://lumendei.org/blog/comunicados/nota-prensa-pronunciamiento-oficial-la-santa-sede-lumen-dei/