Foto da semana.

p-zasanpietro-semivuota-giornatavita2017

Praça de São Pedro, Vaticano, 5 de fevereiro de 2017: No domingo dedicado à Jornada pela Vida, a imagem mostra o público acompanhando o Angelus com o Papa Francisco. Aqui é possível ver a imagem do mesmo dia, em 2007.

Créditos: Chiesa e Post Concilio

24 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Seria interessante conseguir outra foto da mesma data em 2007 sob o mesmo ângulo da de 2017, pois poder-se-ia recortar a foto mais atual, aproximando o foco da pequena multidão e dando a ilusão de que a praça está cheia.

  2. E vai diminuir mais ainda…Por que será?

  3. No mesmo dia em 2007 devia estar um sol de rachar, não?

  4. Staba Mater Dolorosa

  5. Do Exorcismo de Leão XIII:

    “As hostes astuciosíssimas encheram de amargura a IGREJA, Esposa Imaculada do Cordeiro, e inebriaram-na de absinto; puseram-se em obra para realizar todos os seus ímpios desígnios. Ali, onde está constituída a Sede do Beatíssimo Pedro, e a Cátedra da Verdade para iluminar os povos. Ai, colocaram o trono de abominação de sua impiedade, e assim, ferido o Pastor, dispersaram as ovelhas”.

    Ferido o Pastor: Bento XVI.

  6. Foram mostradas certas estatísticas que tem havido decréscimo de pessoas comparecendo às aparições do papa Francisco quando aparece em público dentro do Vaticano, e as comparações mostradas o comprovariam, que os católicos mais tradicionais têm se afastado dele por causa de certas ideias e posicionamentos.

  7. Os católicos verdadeiramente praticantes estão mais confusos e desanimados, pois do nada a fé que receberam e que professam, está sendo relativizada por quem tinha o dever de guardá-la. O Papado deixou de ser algo espiritual e divino… hoje uma freira pode ir rede nacional e negar a Virgindade de Maria e não recebe nenhum tipo de sanção… são coisas que realmente desanimam.

    • Exatamente, Carlos. Fica o “clero” alisando a cabeça de gente que não está nem aí pra Igreja enquanto faz de idiotas os que labutaram de corpo e alma pelas questões pró-vida e pró-família etc

      Alguns amigos (leigos) que tenho, muito ativos na pastoral, gente de “missa nova” como se costuma dizer na tradilândia, são, atualmente, os meus melhores informantes e divulgadores (zap, email etc) dos absurdos do clero, especialmente os do prelado argentino e sua trupe de demolidoras.

      Uma coisa boa, entretanto, apareceu no meio dessa desgraça toda: há mais pessoas, leigos de diversos “movimentos” da Igreja, acordando para a extensão, profundidade e gravidade do problema que nos afeta. Foi preciso que essa podridão toda subisse dos ralos, e muitos começassem a sentir o cheiro nauseante, para se acabar com a ilusão de normalidade que as conservadoras insistem em promover. As conservadoras são o maior obstáculo para a restauração da Igreja. Pois, debaixo do cosmético da “normalidade conservadora”, esconde-se a chaga purulenta do liberalismo teológico. É só casca, por dentro está tudo comido de cupim.

    • “O Papado deixou de ser algo espiritual e divino…”

      Prezado Carlos,

      O papado é e sempre será espiritual e divino. Isso está em sua natureza. É o excesso de maquiagem do papa Francisco que sufoca o esplendor do papado.

      As audiências da quarta-feira também perderam em número consideravelmente. A verdade é que quem vai até a Cátedra de Pedro quer e almeja ouvir a sabedoria e ver a Luz, e não as acrobacias da pastoralidade mundana e frívola de um papa que nunca teve vocação para papa.

  8. E vai ficar mais vazia ainda ! Pois amanhã o Cardeal Francesco Coccopalmerio, presidente do conselho para interpretação de textos legais, convocará uma entrevista para o lançamento de um livro sobre AL, escrito a pedido do Papa Francisco, diz-se que é a resposta oficial dele a dúbia

    Um trecho do livro:

    “Os casais divorciados e recasados, que vivem juntos, certamente não são modelos que estão em sintonia com a Doutrina Católica, mas a Igreja não pode deixar de olhar para o outro lado, portanto os sacramentos da Reconciliação e da Comunhão devem ser dados às Chamadas famílias feridas e para todos aqueles que, apesar de viverem em situações que não estão de acordo com os cânones matrimoniais tradicionais, expressam o sincero desejo de abordar os sacramentos após um adequado período de discernimento … Portanto,sim, a admissão aos sacramentos para aqueles Que, apesar de viverem em situações irregulares, pedem sinceramente a sua admissão na plenitude da vida eclesial, é um gesto de abertura e de profunda misericórdia da parte da Madre Igreja, que não deixa para trás nenhum dos seus filhos, consciente de que a perfeição absoluta é Um dom precioso, mas que não pode ser alcançado por todos ”

    É… Não só os Adúlteros vão poder receber a Santa eucaristia mas todos aqueles que vivem em situações que “não estão de acordo com os cânones matrimoniais tradicionais”. Ou seja, os fornicadores, os sodomitas e porque não os polígamos ?

    • Ki resposta será, hem? Confirmando o que os 4 cardeais questionavam como errado, vem a resposta para eles que será a contingencia do queriam explicação se for verdade – o que vai dar que falar por causa disso não será pouco e muitos desinformados e oportunistas poderão aproveitar da situação para fazerem o que quiserem!!!

    • Cardeais que dirigem diversos concelhos prometem fidelidade ao Papa Francisco:

      (https://www.lifesitenews.com/news/breaking-council-of-cardinals-pledge-allegiance-to-pope-francis)

    • Eu estava conferindo no Rorate conf apontado pelo LAM, mas fico com dó dos que quiserem aproveitar dessa brecha – uma cilada – e se aproveitarem dela para se esbaldarem, irão é levar junto com eles mais gente com eles todos cairem no precipicio, na condenação.

    • Quer dizer: Bergoglio mandou chamar de “famílias feridas” àquilo que a Igreja – isto é, os Papas da Igreja, os Bispos da Igreja, os Doutores da Igreja, os santos da Igreja e os fieis da Igreja – sempre deram outro nome, bem diferente, aparentemente duro, embora mais conforme ao Evangelho: adultério.

      Doravante, os “bispos” da “Igreja católica”, COM A MAIOR CARA DE PAU DO MUNDO, vão desandar a corromper o povo com sua habitual fala mansa e melosa, dizendo que houve uma “evolução da doutrina”, deixando-nos tirar livremente a conclusão de que, até 2015, a Igreja foi cruel, maligna e sem misericórdia com as “famílias feridas”, mas que, chegada agora a plenitude dos tempos (de lúcifer), ela percebeu que pecava por farisaísmo e por sua radical incompreensão do Evangelho, dos sacramentos e de si mesma.

      Ora: mas essa não é a principal tese de Lutero – dizer que a Igreja não entendeu o Evangelho e até mesmo o corrompeu com os seus “cânones tradicionais”?

      E não é isso desautorizar-se e dar um tiro nos pés? Que ser racional vai ainda dar atenção a quem se desdiz e se contradiz de maneira tão aberrante e em tão pouco tempo? Pois João Paulo II nem se ajeitou direito no caixão com a sua Familiaris consortio e já estão oficiando esse sabá em cima do túmulo dele? E ele não foi canonizado? Que palhaçada é essa?

      E, visto que que Bergoglio e sua máfia de caluniadores amam tanto a mentira – pois é isso o que está nas entrelinhas dessa circo infame, a saber, que a IGREJA NÃO ERA MISERICORDIOSA até que ele, o argentino, desembarcasse em Roma com seu avental, suas medalhinhas do rotary-club e seu kipá – não será surpresa alguma se, mais dia menos dia, o pai da mentira vier buscá-los a todos com grande gala e bastante enxofre, levando de quebra o resto dos promotores de mafuá aviltante e grotesco.

      Enquanto isso, as conservadoras roem as unhas e dão uma olhada na conta bancária.

      Raça de víboras. Deus me livre dessa gente.

    • Atualização: o cardeal não vai mais comparecer a apresentação de seu livro e a conferência responsável confirma que o livro não é uma resposta oficial a dúbia.

      “O cardeal Coccopalmerio decidiu não vir à apresentação oficial. Sua própria justificativa, relatada por Edward Pentin, foi encaminhada na conferência de imprensa: “Coccopalmerio não pode fazer a apresentação de seu livro Amoris devido ao conflito diário, diz que vai dar entrevistas nos próximos dias. Foi acrescentado pelos conferencistas que “o livro de Coccopalmerio sobre Amoris Laetitia não é uma resposta à dubia, apenas suas próprias reflexões pastorais”

      (http://rorate-caeli.blogspot.com.br/2017/02/important-francis-surrogate-to-answer.html?m=1)

  9. Um livro para responder “Sim ou Não”: mau sinal!!!… Aguardemos… Mas a amostra que o Lam nos transcreve é nada promissora! A verdade é tão simples! E só ela nos libertará.

  10. Entendam o que vou dizer: mas se um terreiro de umbanda ou candomblé quiser fazer uma homenagem a Nossa Senhora, será mais respeitoso pois neles locais existe uma distinção entre sagrado e profano, entre culto e hábitos comuns ( dentro da perspectiva deles)

  11. A Jornada pela Vida de 2007 foi realizada no período natalino? Porque vemos pinheiro gigante no obelisco, ao lado da fonte central.

    • Segundo a verdadeira tradição católica o tempo do Natal vai de 25/12 a 02/02, durante o qual se canta a antífona ALMA REDEMPTORIS MATER e se louva a virgindade perpétua da Santíssima Virgem Maria. É provável que o pinheiro ainda não tivesse sido removido aos 05/02.

  12. No mundo fantástico e maravilhoso da mídia maçônica e esquerdista, Bergoglio é o mais popular e querido de todos os Papas. O Papa da misericórdia, frugal, defensor dos pobres etc.
    Afinal trata-se da mesma mídia que anunciava a vitória avassaladora e total de Hillary Clinton sobre o patético Donald Trump! Deu no que deu…
    No mundo real, os católicos ou já não aguentam mais Bergoglio ou se mantém alienados do que acontece em Roma.
    Aparecem apenas uns poucos gatos pingados para ver o “popular” Bergoglio, vai vir o dia em que não vai aparecer ninguém.
    Imagino o desespero daqueles que dependem do turismo em Roma.
    As doações ao Vaticano devem estar caindo vertiginosamente, não admira que Bergoglio e seus asseclas estejam se atirando desesperadamente atrás do dinheiro das comunidades religiosas.
    Ao que parece não é só a rede SWIFT que pode vetar o uso do dinheiro ao Vaticano, o povo também pode!
    Que lhes neguem cada vez mais! Modernistas adoram o dinheiro! É o seu verdadeiro deus!

  13. Esse papa não enche nem praça nem igreja.

  14. O discurso preparado e pensado no formato midiático de Bergoglio já não abastece nem a alma de beata de Igreja. Fico desolado em ver no meu meio social a quantidade de Católicos que estão esfriando na sua fé. Eram pessoas que nunca tiveram um fundamento forte na fé, mas malemá iam na Igreja (uma tia inclusive era “Ministra da Eucaristia” – infinitas aspas). Conheço ao menos 3 rapazes que possuíam tendência homossexual e que se mantinham castos e que agora mantêm relacionamentos. Todo mundo adora dar “share” no melado produzido por Bergoglio, mas a verdade é que nada se aproveita. É superficial, vazio. É como se o padre de sua Paróquia fosse o Papa… é triste demais ver a situação atual. É melancólico.

  15. Eu estive lá há 2 anos atrás e foi a primeira coisa que me chamou atenção foi a Praça de São Pedro vazia em pleno final de semana! Mas me parece que de lá pra cá, na medida em que os insultos e ataques de Bergoglio contra o clero e os fiéis foram aumentando, mais vazia foi ficando.