Foto da Semana

No ultimo dia 19 de Fevereiro, o Cardeal Nichols, juntamente com membros da igreja galesa e inglesa, renovaram a consagração da Inglaterra e do País de Gales, à Nossa Senhora de Fátima. O ato acontece anualmente desde 1948 quando o Cardeal Griffin, realizou pela primeira vez a consagração dos dois países à Nossa Senhora. Rezemos pela Inglaterra, e para que o Brasil siga esse exemplo de amor, ao invés das injúrias cometidas nesse carnaval.

Mais informações no Religion en Libertad (em espanhol), a quem também creditamos as imagens.

34828_miles_de_personas__encabezadas_por_el_cardenal_oconnor_acudieron_a_la_consagracion_de_inglaterra_al_corazon_de_maria

consagracion-inglaterra2

3 Comentários to “Foto da Semana”

  1. Enquanto isso, por aqui, dos mesmos niveis hierárquicos, colaboram para que ultrajem, desonrem vergonhosa e escandalosamente a N Senhora Aparecida, lançando-a em meio a um ambiente farrista, prostituído, compostos de pagãos à cata de prestigio e arrecadação financeira, tripudiando seus mesquinhos e pérfidos interesses por sobre a SS Mãe do Senhor Deus e nossa!
    Eis aí mais uma motivação adicional a mais para detestarmos as bacanais dos filhotes de Satã e associados a eles!
    Ainda mais: pelo escãndalo, facilitam que outros católicos mal formados ou desinformados não percebam nessa orgia tantos maleficios: afinal, se até os nossos superiores condescendem com esse tipo de “homenagem”, não poderemos nos opor – continuando cada um dos de cima fazendo o que bem entenderem e subvertendo os inferiores!
    “Todavia, eles alegarão: ‘Não adianta! Eis que seguiremos nossos próprios planos; cada um de nós continuará obedecendo e praticando as rebeldias determinadas pelo seu próprio coração maligno!” Jer 18,12.

  2. Bonitas fotos! Expressam devoção e piedade marianas. Às vezes, eu tenho a impressão de que os britânicos e demais povos de língua inglesa superaram os povos latinos na devoção à Nossa Senhora de Fátima.

  3. Quem dera os Bispos do Brasil e de todos os países do mundo seguissem esse belo exemplo. Mas, a nossa CNBB – oh, Deus! – está longe disso. Muito longe…