Pé-frio. A derrota carnavalesca de Dom Odilo.

dsc_9895_foto-luciney-martins

Há semanas o laicato católico está em polvorosa: Nossa Senhora Aparecida foi usada no carnaval 2017, e com total apoio de Dom Odilo e da CNBB. O Cardeal de São Paulo chegou a escrever um artigo para defender a alegada homenagem, contando com o apoio entusiasta de decadentes “celebridades” da música católica, como os diminutivos Padres Zezinho e Joãozinho, além de rebolados de padres cantores e assanhados comerciais na TV Aparecida. E a massa aplaude: Dom Odilo é do balacobaco!

Contudo, nada detém o azar de Dom Odilo. É inacreditável! Tudo que este senhor toca seca imediatamente! Ele se consagrou como uma espécie de Mick Jagger brasileiro.

Os fatos não negam! Ele tem um histórico nada invejável. Confiram:

Tentou conseguir a presidência da CNBB. PERDEU!

Tentou ganhar o Conclave de 2013, e tinha até escolhido seu nome de papa, segundo a sua própria família. PERDEU!

Estava no Conselho de Finanças do Vaticano. Foi demitidoPERDEU!

Capitaneou a reforma política da CNBB na Arquidiocese de São Paulo. Ficou bravo com fiéis que protestaram contra ela na Assembléia da CNBB em AparecidaPERDEU!

Foi aventurar-se no samba e nem o Carnaval consegue ganhar! A Unidos da Vila Maria amargou um pífio 7º lugar na classificação geral das escolas da samba. Tivesse vencido, seria um alvoroço só nas redes sociais e nos sites chapa-branca. Como perdeu, silêncio…

Fizeram os católicos passar um papelão em dois níveis: profanando a Sagrada Imagem de Nossa Senhora; e fazendo-o de graça, para perderem de lavada!

De fato, se Dom Odilo ganha em algo, é no quesito de maior pé-frio do Brasil!

E, como segundo alguns pseudo-téologos diminutos, é preferível “errar com a Igreja”, bem…, se for com Dom Odilo, será necessário também perder com ela!

Agora, já sabem. Se Dom Odilo passar em seu lado da calçada, se benza! Ele chegou no Titanic com um século de atraso.

29 Comentários to “Pé-frio. A derrota carnavalesca de Dom Odilo.”

  1. Bravo! Lavou minha alma!

  2. Lembram quando muitos neo-conservadores teceram elogios a atuação firme de D. Odilo contra os “livres pensadores” na PUC, que se debulharam em lágrimas viris sobre a atuação contra os progressistas dentro da Reitoria e mais uma série de atitudes pontuais que denotavam ainda um resquício de coragem?
    Pois é: nunca me enganaram esses espasmos de combatividade faxinal, pois era somente uma atitude pontual quando sua autoridade e ego eram feridos publicamente…
    Agora vemos a verdadeira face do pastor: populista, demagogo e, por que não, traidor de sua outorga…
    Será que ainda é católico dando-se ao escândalo público e com seu histórico de subserviência ideológica?…
    Deus não permita.
    Deus nos proteja.

  3. Está parecendo um motorista de ônibus.

  4. Me lembro do Conclave quando rezamos para não ter o Paulo VII (diziam que dom Odilo teria esse nome). Deus me perdoe o que direi, mas o senso de humor dos céus não foi lá aquelas coisas, não deram Paulo VII, nos deram um Francisco.

  5. Neste carnaval, D. Odilo perdeu muito mais que um concurso de escolas de samba.

  6. Quão lamentável ver um prelado se juntar a carnavalescas e a seus associados – rebaixando-se ao nível deles – algo que deveria ser duramente combatido nos púlpitos, no entanto se juntando a eles, facilitando ainda mais os católicos descatequizados se alienarem à fé e se agregarem às seitas, às outras religiões ou ao indiferentismo!
    O visual externo acima delas mais se recorda de umbandistas!

  7. Pelo menos eles são ecológicamente correto, vejam na foto do lado esquerdo.

  8. Não estou aqui para defender Dom Odilo, até porque não concordei com Nossa Senhora no carnaval. Mas é legal esclarecer para os irmãos que não são de SP, que, ao contrário do que eles poderiam pensar, Dom Odilo não vem sendo um inimigo dos tradicionalistas, e posso apontar alguns fatos que justificam isso:
    – A missa das 18hs no Mosteiro de São Bento começou por um pedido do próprio Dom Odilo, que tomou essa iniciativa após ser procurado por alguns fiéis;
    – Deu autorização ao funcionamento do IBP e sempre autoriza as ordenações do Instituto em SP;
    – Renovou o contrato com a Administração Apostólica e colocou o padre Jonas como capelão da Santa Luzia;
    – Deu uso de ordens ao Pe. Edvaldo e deixou que ele fosse para onde queria (Colégio São Mauro);
    – Participou do Congresso da Monfort…
    Em vista de outros bispos, totalmente hostis à missa tridentina, Dom Odilo não está sendo tão mau…

    • MUITO BEM LEMBRADO CARLOS. Não sei porque tanta raiva e tanta torcida contra Dom Odilo se ele tem mais nos ajudado que atrapalhado. Há ainda muitos outros fatos que mostram sua boa vontade com nós tradicionalistas. Não cutuquem o bixo quando ele está quieto. Ele pode acordar.

    • Muito bem, concordo. Participar deste carnaval foi um grande erro. Mas entre erros e acertos, Dom Odilo é um exemplo a ser seguido.

    • Vocês, Carlos e Jurema, perderam tanto a altivez que consideram que direitos são benesses. Hoje, vcs acendem vela para São Orlando, amanhã será para Santa Madre Enrolanda Nec Nec, e, depois de amanhã, para São Bergoglio.

      Deus me livre dessa trinca.

    • PW, meu comentário foi para apresentar uma constatação, foi respeitoso, e não ofendi ninguém direta ou indiretamente. Então exijo que as respostas direcionadas a mim sejam no mesmo nível. Onde no meu comentário está escrito que essas coisas são benesses? Você não me conhece para julgar meu interior e minha realidade.

    • Caro Carlos,

      Mas deixe só o purpurado colocar a mão em algum destes privilégios, que estas “ovelhas” tradicionais lhe morderão imediatamente a mão outrora benevolamente lhes oferecida.

      Depois chamam-no de traidor.

    • Carlos,

      O tom de benesse que vc atribui à sua enumeração de fatos, depreende-se facilmente de sua última frase: “Em vista de outros bispos, totalmente hostis à missa tridentina, Dom Odilo não está sendo tão mau…”. Isto é, não sendo tão mau ele (Bispo Odilo), ele até concede, num dúplice arroubo de magnificência e comiseração que os católicos tenham a Missa católica em lugar de culto católico construído por católicos para um fim católico .

      Sobretudo, reserve aos prelados o seu afã de exigências. São eles que respondem por direitos seus muito mais importantes que réplicas de ocasião num bom fórum católico.

    • Carlos, pelos frutos se conhece a árvore. Sinceramente um Bispo que aprova uma blasfêmia dessas contra Nossa Senhora isso tudo que tu citaste é insignificante. Existe algo mais importante que a honra da Santíssima Virgem? Sua imagem sagrada desfilou no sambódromo…. Certamente há Bispos piores, mais MAUS que ele. Mas desculpa, há certos crimes contra a Fé que são graves demais. Nesse sentido, não ser simpático com a Missa tridentina é menos grave que aprovar moralmente esse sacrilégio. Abraços.

    • Prezado Didacus Hff, obrigado pelo retorno. Concordo com você, por isso que disse logo no início do meu comentário que não concordei, de forma alguma, com o modo como ele guiou essa história. Do mesmo modo que achei um absurdo a nomeação de Haddad para o conselho da PUC. Fiz comentários a respeito dos dois casos nos respectivos posts, é só conferir lá.
      O que quis com meu comentário é prevenir que, irmãos que não são de SP ou não conhecem muito da realidade daqui, pensem que por essas atitudes recentes de Dom Odilo, ele seja um bispo hostil à missa tridentina e aos seus fiéis, o que não é. Só por isso fiz o comentário.

  9. Pessoal,

    Rezemos por nossos pastores, pois aqui em Belo Horizonte-MG a situação está muito pior.
    Veja o artigo do meu gde amigo de BH:

    http://paulmedeiroskrause.blogspot.com.br/2017/02/escandalo-internacional-arquidiocese-de.html

    • Mais patética foi a resposta da Arquidiocese… dizendo que “foram mal compreendidos”. Que foi “descontextualizado”. Ora, qual católico cai ainda na linguagem da SERPENTE? O texto está ali, claro. Ideologia do gênero, transmitida de forma sutil, por isso, mais perigosa ainda.

  10. A derrota de D. Odilo no conclave não foi azar, foi sorte nossa. Anticristo brasileiro… ninguém merece!

  11. Então, D Odilo estaria de dupla face: recentemente nomeou o comunistão e distintýcimo Fernando Haddad do PT para representar a sociedade civil junto a PUC de S Paulo.
    A mim não representa!
    Arquidiocese da Mãe Joana – do fratres

  12. Paz e bem!

    Pesquisando na Wikipedia https://pt.wikipedia.org/wiki/Unidos_de_Vila_Maria sobre a Unidos de Vila Maria (UVM) além de sabermos que elanão é uma das grandes escolas de SP descobrimos até que é de média pra fraca (em 2014 depois de rebaixada foi campeã do grupo de Acesso).

    Isto posto ficar em 7o lugar entre 14 concorrentes não é exatamente um mau resultado.

    Se quisessem comemorar o fracasso do desfile da UVA ela teria de ter sido rebaixada, ou pelo menos ter ficado entre as três últimas.

    • Então Nossa Senhora foi “homenageada” por uma escola de samba de ultima categoria. Agora é de média. Quanto desrespeito mesmo.

      O fato é que Ela foi colocada em um antro de porcarias para ser insultada. Isso não basta?!!!

  13. “E, como segundo alguns pseudo-téologos diminutos, é preferível “errar com a Igreja”, bem…, se for com Dom Odilo, será necessário também perder com ela!”

    KKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!!!

    Fechou com chave de ouro, Ferretti!!!!!!!!!

    KKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!!!!!

  14. Compartilhado nas redes sociais. Excelente texto. Verdadeiro e espirituoso hehe

  15. Que tempos vivemos! É triste quando um bispo da Igreja Católica, pelos poderes concedidos a Deus para guiar o rebanho, se alia com o que deveria repudiar, é sinal claro de que precisamos rezar, pelo menos, um Pai-Nosso, uma Ave-Maria e um Glória por sua conversão e proteção. Todo santo dia. O mundo está investindo pesado, como nunca antes, sobre nosso clero e, infelizmente, os mais notórios de seus elementos não possuem o preparo intelectual e nem o fervor da fé para saber o que está acontecendo, tomar providências. É a profecia da Virgem de Fátima se mostrando a todos. A apostasia se instalou no clero e pode prejudicar a nós, os fiéis.

    Eu já escrevi para assessorias de imprensa de dioceses e arquidioceses, na esperança de que algumas admoestações fossem levadas até bispos e arcebispos, de modo a ajudar na correção do estado de coisas na Santa Igreja; entretanto, pelo que vem acontecendo, é como falar com as paredes. Há uma notória semelhança de mentalidade e formação entre o Papa Francisco, seus apoiadores em Roma, e bispos como D. Odilo, D. Raymundo Damasceno, D. Joaquim Mol, D. João Bosco Barbosa de Souza e quejandos. O alinhamento é claro. Eles estão uns com os outros mesmo que não se falem sempre.

    Chego a pensar no Cardeal Robert Sarah, que propôs a mudança de direção na Santa Missa, passando do povo para Deus, a partir do último dia 08/12. O Papa Francisco veio a público e o acertou com luva de pelica. E fiquei sabendo que o Cardeal Sarah é olhado pelo clero e teólogos alemães e franceses, por exemplo, com desdém, diante de sua crença na presença real de Jesus na Eucaristia, nos mistérios divinos, na infalibilidade da Igreja, na salvação das almas, na sacralidade da Liturgia, na eficácia dos Sacramentos, como resquício de sua origem em país subdesenvolvido.

    Os fautores da Nova Teologia atribuem essa “falha” a prelados como Cardeal Sarah à falta de uma estrutura metropolitana e cosmopolita em suas terras natais, sem saneamento básico, sem programas ambientais para cuidar da flora e da fauna, sem uma grande e intensa circulação de bens de consumo e ideias acadêmicas… daí viria a tendência do clero fiel ao “pensamento mágico”, a acreditar no sobrenatural divino, e em tudo o que a Igreja ensinou, enquanto que eles, os teólogos alemães e franceses de hoje, estão atentos às discussões acadêmicas e às últimas tendências, e por isso deixam os dogmas do Magistério de Sempre e a tradição apostólica trancados no baú, e recolhem as miudezas da cultura fragmentada e explosiva de hoje em suas pregações e obras, afins que são com a modernidade.

    Daí volto para o Brasil. Os prelados e teólogos daqui não são ouvidos na Europa (qualquer que seja o motivo, não é o foco do que estou dizendo). E somos de um país subdesenvolvido. Segundo a visão dos europeus que mencionei, nosso clero deveria ser o mais fiel e tradicional possível, tanto quanto seus irmãos da África, como o Cardeal Sarah. Só que isso não acontece. Os notórios do clero apresentam vários traços de multiculturalismo e apostasia, porque tentam se ajustar a um ideal que é traidor da Igreja, e perdem aquilo que poderiam ter com larga vantagem, a saber, a fé, a Tradição Apostólica e o Magistério de Sempre, se víssemos a questão como os fautores da Nova Teologia a veem. O clero a la CNBB e apegada ao ideal da “Igreja Latino-americana” não se destaca nem por um lado, nem pelo outro. Está em uma posição que é difícil de precisar, carece de termos melhores do que tibieza e má formação.

    A situação em que D. Odilo se pôs é constrangedora para um católico, porém, é o que aí está. Não há como fechar os olhos. Só que, diante do currículo do arcebispo de São Paulo, fica impossível não perceber que o Senhor lhe tem enviado sinais, com os fracassos, de que as coisas não são como ele as queria… D. Odilo tem material de sobra em sua biografia para viver uma ótima Quaresma neste ano…

    Que Deus me abençoe (a todos nós, melhor dizendo) a ter essa mesma acuidade no parecer sobre D. Odilo, para com minha própria vida nesta Quaresma.

    Por isso, voltemos a Fátima e ao petitório pelo clero em nossas orações.

  16. Quando Dom Odilo entra em campo, quem perde de verdade é a Igreja Católica Apostólica Romana.

  17. O curioso que ele e a mulher de calça comprida sãos os únicos que estão sem vestimento próprio à sua condição. O dele é claro é mais grave pois é um Arcebispo. Não parece nada com Arcebispo de algum lugar, mas o aspecto é de um ancião decadente posando em uma situação ridícula em um meio que fica mal para qualquer idoso: Escola de Samba….. Mas ele não está ligando para nada. Está preocupado em permitir tudo, mesmo coisas que ofendam a Fé.

  18. Ele ganhou algo grande e terrível: a culpa por ter permitido tamanha blasfêmia ao Imaculado Coração de Maria. Como dizem alguns amigos meus, “eu não gostaria de estar na pele dele”. E, ficará na história também, como o Cardeal da blasfêmia a Nossa Senhora Aparecida.