Custos, quid de nocte.

“Sentinela, o que acontece durante a noite?” (Isaias, 21,11).

Por Dom Antonio Augusto Dias Duarte, bispo auxiliar do Rio de Janeiro

O sentinela é um vigilante atento, que percebe os movimentos mais perigosos e avisa imediatamente àquelas pessoas que devem intervir na defesa das demais, especialmente das pessoas mais frágeis.

A vigilância é uma atitude tão recomendada nas páginas bíblicas, como demonstração direta do amor de Deus por tudo que Ele criou e salvou, que causa perplexidade e indignação o avanço perigoso e veloz das mais variadas expressões do mal no mundo de hoje.

dom-antonio-augusto2b01

Dom Antonio Augusto Dias Duarte

Onde estão, diante do avanço dessa onda de maldades, os corajosos e atentos, sentinelas do bem?

A Igreja Católica, nos tempos atuais da história da humanidade, deve assumir cada vez mais a atitude do sentinela do bem e ficar mais atenta aos perigos que ameaçam o nosso país. Ao fundar a sua Igreja sobre a pedra de Pedro, Jesus insistiu inúmeras vezes, que um dos seus papéis no mundo do século XXI, seria vigiar: “Vigiai, pois não sabeis em que dia virá o vosso Senhor”

Não se identifica com a Igreja Católica, quem não se identificar com essa missão de vigilância atenciosa e corajosa!

Atualmente, existe no Brasil uma estratégia bem pensada por alguns e bem regida por outros, para que iniciativas culturais, legislativas, judiciárias, em favor da descriminalização do aborto e da manipulação ideológica das mentes infantis e jovens, tenham um raio de ação mais amplo na nossa sociedade.

Assim as correntes de pensamento e os âmbitos de decisão do nosso país, sem perceberem ou percebendo nitidamente, vão influenciando a população brasileira, para que o povo pense e decida de acordo com as ideologias destruidoras da vida e da família, da sexualidade humana, dos valores que unem as pessoas entre si. O marxismo político-partidário, a ideologia do gênero, o relativismo moral e sua destruição dos costumes, o consumismo materialista-capitalista, e tantas outras ondas de mentiras, maldades, violências, drogas, etc., atuam na noite escura da morte de Deus e da perda do sentido da vida, determinando as linhas diretrizes de ação de políticos, professores, jornalistas, novelistas, artistas, etc..

A vigilância é uma das mais expressivas provas da caridade cristã, especialmente com as pessoas mais frágeis e vulneráveis na sociedade. Não preveni-las, não protegê-las, não esclarecê-las dessas estratégias perversas, passa a ser uma das mais graves omissões presentes no seio da Igreja Católica nesses tempos últimos.

O amor à verdade e o amor ao próximo não devem estar distantes entre si. Vigiar e chamar a atenção para a presença de um ‘tsumani’ invadindo, com suas ondas enormes, viscosas e sujas a televisão brasileira, os plenários do judiciário, os espaços legislativos, as escolas e universidades, as famílias, tornaram-se para os discípulos-missionários do século XXI graves deveres de caridade cristã.

A Rede Globo de Televisão tornou-se um depósito poluído dessa sujeira moral, pois ao estar presente nos lares do povo brasileiro, derrama nele, gota a gota, por exemplo, a Ideologia do Gênero. O programa “Fantástico” nos últimos domingos e a próxima novela intitulada “A força do querer” têm como pauta essa arrasadora e malévola ideologia, que de feminismo não tem nada de autêntico.

A Ideologia do Gênero é um falso feminismo de matriz marxista, que destrói a dignidade das mulheres, tirando-lhes toda a beleza do gênio feminino, já que enquanto mulheres, esposas, mães, educadoras dos filhos, profissionais atuantes e não adversárias dos homens, elas são as verdadeiras construtoras de um mundo mais humanizado.

Com relação à novela citada, o economista Rodrigo Constantino, de forma corajosa, critica a falta de critério e de prudência cautelar dessa rede televisiva, que vendendo “a sua alma” aos ideólogos do gênero, acaba sendo a “picareta” de destruição da família, da integridade moral das crianças e jovens e, finalmente, da natural identidade sexual do ser humano.

Com muita clareza científica, esse economista, num recente artigo do seu blog, escreveu: “fazer da biologia uma tábula rasa é algo absurdo, irresponsável. Tem muito a ver, contudo, com os tempos modernos, a era das ideologias, do narcisismo sem limites, da perda de qualquer autoridade, até mesmo a da biologia”.

Dirigindo o olhar vigilante para outro lado, na penumbra de um tribunal superior, encontra-se em andamento a descriminalização do aborto até o terceiro mês, devido a uma iniciativa cruel do PSOL, um partido infectado de marxismo, que utilizando-se do anarquismo social e das ideias de Gramsci, assumiu, no vácuo da descrença popular do PT, a missão de trabalhar para o “bem da democracia brasileira”, atribuição de supina altivez e irreal.

Depois de promover em 2013 o anarquismo urbano, destruindo o patrimônio público e privado, o PSOL agora promove o anarquismo jurídico, solicitando, por meio de uma Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), o assassinato de uma pessoa em gestação, que seria “constitucional” se realizado até a décima segunda semana da gravidez.

Segundo esse partido “missionário do mal” em matéria de aborto, a criminalização desse ato “afeta desproporcionalmente mulheres negras e indígenas pobres, de baixa escolaridade e que vivem distantes de centros urbanos, onde os métodos para a realização do aborto são mais inseguros do que aqueles utilizados por mulheres com maior acesso à informação e poder econômico, resultando em uma grave afronta ao princípio da não discriminação”.

Será a ministra do STF Rosa Weber, mulher branca e de alto poder aquisitivo, residente numa grande cidade e com acesso total à informação, a relatora da ação protocolada em favor do aborto no último dia 8 de março pelo PSOL e o Instituto Anis.

Em outros julgamentos, essa mulher branca, rica, bem informada e bem escolarizada já deu sinais de ser a favor da descriminalização do aborto, sendo, portanto, contrária à maioria do povo brasileiro, constituído por brancos, negros, pardos, ricos e pobres, indígenas e mamelucos, imigrantes e estrangeiros com cidadania adquirida há anos e, sobretudo, por mulheres e homens que sonham com um Brasil mais justo e mais protetor dos mais frágeis, como são as crianças em gestação no seio materno.

O povo brasileiro é contra o aborto, não importa se querem discriminalizá-lo via STF ou aprová-lo via Congresso Nacional.

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) deveria vigiar melhor os hospitais da rede pública, para verificar se o PSOL está entrando em seus corredores e enfermarias, salas de cirurgia e ambulatórios, para se conscientizarem dos maus procedimentos médicos e sanitários, que tornam as mulheres vítimas do desrespeito de uma medicina, que não é exercida com o mínimo dos recursos necessários.

Aqui reside a verdadeira questão de saúde pública, e não a descriminalização do aborto. Caso haja uma sentença favorável do STF, só vai agravar o deficiente atendimento a nível nacional das mulheres, que continuarão sendo desrespeitadas pelos responsáveis da política de saúde do Brasil.

Finalmente o olhar vigilante dos católicos cariocas deve dirigir-se ao plenário da Câmara de Vereadores, onde os legisladores aí sediados, eleitos pelo povo carioca, devem defender os verdadeiros e necessários direitos humanos. Porém, uma mulher bem escolarizada e com um bom salário, Marielle Franco, entrou com um projeto de lei número PL 16/2017 para instituir nos hospitais municipais o “Programa de Atenção Humanizada ao Aborto Legal e Juridicamente Autorizado no Âmbito do Município do Rio de Janeiro”.

Quem não é sentinela vigilante do bem e da verdade vai acabar “filtrando mosquitos e engolindo camelos”, e entender que havendo uma lei municipal que legitima o aborto, as mulheres deverão ter essa atenção humanizada nos hospitais da rede municipal.

Nada mais contrário à realidade. Não há aborto legal, e esse programa proposto por essa vereadora é tão irreal e manipulador da inteligência do povo, pois não se deve falar de atenção humanizada para uma ação tão desumana, como é o homicídio de uma pessoa inocente e indefesa presente no útero materno.

A Exma. Sra. Marielle Franco deveria ser mais verdadeira, e dizer ao povo carioca a quem ela está servindo. Quem é que está por trás dela, de que organismo internacional ela é servente e quais são os seus compromissos ideológicos?

O primeiro ato de vigilância que deve ser realizado pelos católicos e pelas pessoas de boa vontade que queiram ser os sentinelas do bem e da verdade seria levantar a voz para gritar bem alto: “basta, chega de argumentos falsos, de iniciativas legislativas e de ações judiciárias viciadas com ideologias destruidoras e violentadoras da dignidade dos cidadãos brasileiros, sobretudo dos ainda em gestação!”.

É chegada a hora do povo brasileiro não só de ir às ruas, demonstrando civilidade e defesa do patrimônio público e privado, e protestando contra a corrupção, contra medidas políticas que prejudicarão as famílias e o emprego. Chegou a hora de sair da frente da televisão ou até desligá-la, quando ela faz proselitismo da ideologia marxista-gramscista do gênero; chegou a hora de denunciar partidos, políticos, ministros e instituições que só se interessam pela cultura da morte e não pela construção de um futuro melhor para as crianças e doentes.

“Quem sabe faz a hora, não espera acontecer”, cantava o povo brasileiro de forma unânime, levantando a bandeira da autêntica democracia. Os sentinelas do amanhã melhor devem sair na hora certa da passividade, para que aconteça hoje e agora um ‘tsunami’ de e-mails para o STF, para a TV Globo e para a Câmara Municipal de Vereadores carioca, protestando diante de tantas arbitrariedades contra a vida humana nascente, contra a dignidade das crianças e jovens, contra a violação da Constituição Federal, fazendo novelistas, políticos e ministros descerem dos seus pedestais, onde se sentem donos da verdade e do bem e do mal, para pisarem na realidade do povo, e enxergarem, assim, as verdadeiras necessidades humanas.

Quem vigia, protege!

Quem protege de modo vigilante, exorta as outras pessoas a serem mais conscientes de seus deveres e direitos fundamentais!

Quem está conscientizado, promove, com coragem e de forma positiva, a construção de uma sociedade mais humanizada e justa!

Quem é construtor de um mundo melhor estimula mais sentinelas, mais pessoas conscientizadas e mais defensores da vida e da família!

27 Comentários to “Custos, quid de nocte.”

  1. Seria interessante postar os endereços e telefones para que pudéssemos nos manifestar.

  2. Parabéns a Dom Duarte por seu belo texto. É uma alegria ver que ainda há bispos com boas ideias (e com coragem para expô-las) mesmo no meio da CNBB…

  3. O aborto favorece apenas o extermínio em massa da população mais pobre, especialmente os negros. No fundo, é uma estratégia descaradamente eugenista.

    As mulheres que têm “poder aquisitivo” continuarão a fazer aborto em “clínicas particulares”. Então, a tal “legalização” só facilitaria o acesso das mulheres pobres trazendo como consequência o extermínio da pobreza”.

    O marxismo insuflou ódio entre as classes sociais, entre pais e filhos, entre escolarizados e não escolarizados, entre professores e alunos, entre patrões e empregados etc. Agora, não tendo mais nenhuma categoria acidental para opor, o marxismo instilou seu ódio contra a própria natureza, dizendo que a distinção entre sexos é também um “produto cultural”, uma construção.

    Na questão do aborto, é preciso notar que não adianta lhes dizer que o nascituro (já) é uma Pessoa, pois todas as “antropologias” que derivam do marxismo não admitem a existência de Pessoa (como a entendeu a tradição filosófica e jurídica). De fato, os estudos sociais, antes de Marx, partiam do indivíduo a fim entender o tecido das relações sociais. O marxismo, porém, questiona a própria noção de sujeito enquanto entidade ontológica fundamental. Por outras palavras, por ser lógica e cronologicamente anterior ao indivíduo, a força social (a “superestrutura”) o plasmaria inteiramente. Por isso os marxistas falam tanto em “desconstruir”. Para eles, os comportamentos sociais são vistos como mera manifestação da “coerção coletiva”, por isso eles falam tanto em “emancipar”. Ora, toda reflexão que se lastreia na doutrina de um universo sociológico *formador da subjetividade*, como a teoria do gênero, reproduz, em alguma medida, os postulados e os métodos de Marx.

    Cito um autor contemporâneo para ilustrar que essa gente não postula a existência de “Pessoa”:

    “O indivíduo, o foro interior, ou a subjetividade como lugar da nossa última liberdade é um dos nossos grandes mitos contemporâneos (…) abandonar qualquer ilusão de ‘subjetividade’, de ‘interioridade’ ou de ‘singularidade’ não-determinadas, de livre-arbítrio ou de existência ‘pessoal’ (…) é um progresso precioso no conhecimento.

    (Bernard Lahire, PATRIMÔNIOS INDIVIDUAIS DE DISPOSIÇÕES: Para uma sociologia à escala individual, artigo)

  4. Quanta lucidez e coragem!

  5. Surge em meio a espessas trevas da omissão e conivencia com o mal o Revmo bispo D Duarte como autêntico pastor e as denunciando, não apenas seus efeitos deleterios à sociedade cristã, no entanto os meios de que se valem para se disseminarem na sociedade; as causas desses desvarios associados ao mais difícil ele apontou: quem são os promotores, nomeando-os!
    Aliás, presentemente, são raríssimos que ousam proceder dentro do clero mostrando as causas e seus próceres: são experts e insistentes em apenas denunciarem os efeitos: ouço sempre: muita violencia, anarquias, furtos, assassinatos, brigas de torcedores, agressões em familias… e daí?
    O Brasil esteve por varios anos sobre os caóticos comunistas mitigados, todavia é outro método de chegar ao comunismo total – o socialista PSDB – e a CNBB, anteriormente, era anti “Ditadura Militar, mas apoiava como até hoje, a infernal DITADURA COMUNISTA, e aquele partido traidor do Brasil abria as portas e protegeu seu comparsa violento: o tal qual satânico trotsky-stalinista PT, que durante quase 14 anos continuou a empreitada anterior de forma ultra radicalizada, a ponto de a sociedade brasileira presente estar a níveis ético-morais um descalabro total – mesmo no quesito financeiro muito empobrecido por ações dessas aves-de-rapina!
    Comprova-se atualmente devido ao acima, vertiginoso crescimento de seitas, como seria o termômetro da omissão de quem devia alertar o povo, porém se comportaram como CANES NON VALENTES LATRARE, uns cordeiros junto a lobos furiosos componentes da patifaria comunista, aportando todos os males relatados por D Duarte.
    Aliás, as novelas, BBBs e programas da Globo e doutras redes afins similares são a transposição de cenas de quarto de motel para dentro do lar; tantos pais irresponsaveis assistindo a elas e a outros programas depravados, pervertendo-se a mais gravemente a seus filhos menores, candidatando-se esses a serem os futuros funkeiros e zumbis!
    Nesse ínterim, quase sem pastores, o povo ficou refém do ensino ostensivo das ideologias via ParTido das Trevas desde a infancia, como no apoio a drogas, a todos tipos de bandidagens, como aos narcotraficantes das FARC, às morte pelas disputas por bocas-de-fumo do PCC, CV, ao aprendizado de fraudes, trapaças, traições, espiritismo, e todo tipo de cafagestagem de seres cujas mentes são recheadas de esterco marxista, destruindo a fé cristã!
    Dessa forma, um povo relativizado, fica fácil ser dominado e escravizado pelos vermelhos, sendo deles o objetivo final, mais um país comunista, como Cuba, Coreia do Norte e atualmente a misérrima Venezufavela após adoção da ditadura dos abutres do regime martelo e foice!

  6. Texto corajoso, precisamos de mais bispos assim… Em vez de combater essas coisas erradas, vemos a CNBB apoiando-as, é um absurdo!
    Espero que Dom Antonio Augusto Dias Duarte não seja premiado com a “foice da misericórdia” após esse texto.

  7. Viva Dom Duarte!
    Moro no Rio e vou divulgar este artigo nas igrejas de nossa Arquidiocese.

  8. Rezemos por este bispo!
    Vai precisar de nossas Orações em sua nova missão…
    Qual seria a diocese vaga, no interior do Brasil?
    Ou então, uma fria Secretaria no Vaticano…
    Ele se coloca contra a opinião da maioria de seus “irmãos no episcopado” e em desacordo com a “Misericórdia Papal”…
    Pobre bispo.

  9. Um país com a quantidade de Bispos Católicos como o Brasil tem, ter que chegar no estado de degradação e imbecilidade em que chegou… O que falta é conversão ao Catolicismo autêntico, colocar a “Autoridade” deles em prol de suas ovelhas. ou será que a CNB do B não tem voz e força para isso?
    Ficam aí ajoelhados perante o estado, renunciando a autoridade divina confiada à cada um de seus Pastores, deixando as suas ovelhas serem devoradas pelos lobos. Quanto mal para a sociedade brasileira feito pelo Comunismo, marxismo? (…) E com a benção dos “Pastores da Igreja”.
    Em vez de lutar para defender a Doutrina Igreja e suas ovelhas eles preferem se ajoelhar e “servir’ o ” Sr. Estado”.
    Oremos para que a Santíssima Virgem Mãe e Padroeira de nosso país intervenha e que os inimigos da Igreja sejam humilhados!
    Por fim! Meu Imaculado Coração Triunfará.

  10. Parabéns ! Uma visão clara do que está acontecendo. A luta teria que ser contra a ONU, contra a agenda 2030, de onde vem todas estas exigências aos países membros, mas isto só vai acontecer conforme se dê a queda da esquerda, que é ainda dominante nos governos da maioria dos países. Estamos nas mãos sujas da esquerda. Até o Vaticano apoia a ONU e sua agenda satânica. Mais do que apoia, já estão “mandando” em algumas reuniões. É um absurdo ! Falando em luta, vocês viram como se dão hoje as marchas do dia da mulher na maioria das cidades grandes Argentinas ? O ataque contra a Igreja. Os vídeos no youtube são horríveis.

  11. Somos as ovelhas, quem são nossos pastores que têm o dever de vigiar? Só temos um bispo na Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo?

  12. E por falar em relativismo, o Vaticano não para de inovar e mudou seu protocolo. No dia 24 de março em encontro com chefes de Estado da União Europeia, o primeiro ministro de Luxemburgo e seu “marido” foram recebidos pelo arcebispo Gaenswein e tiveram o mesmo tratamento como casal que outros chefes de estado e esposas tiveram.

  13. Enquanto houverem esteios na Igreja como Dom Antonio, as portas do inferno não prevalecerão…

    • marcomartim, acho que independente dele e de quem for, as portas dos inferno nada poderão com a Igreja em si, o diabo sabe disso, o alvo dele são seus membros, e com o Vaticano dando aquela chance para ele, deita e rola, como o caso dos 2 pombinhos bem recebidos por politicamente corretos do Vaticano, acima citado pelo Carlos BH!

  14. Carlos BH. Por que? Algum deles teve que usar o véu, conforme exige o protocolo?

    • Óbvio que não. Dois homens de terno que são oficialmente casados no civil no país deles e equiparados, agora também no Vaticano, a um casal qualquer. Pesquise na internet que vc encontrará fotos.

  15. Muito me alegro em ver que ainda há bispos que são, de verdade, sentinelas atentas e corajosas! Meus parabéns a D. Antônio Augusto Dias Duarte!
    Bispo é uma palavra que vem do grego e significa “aquele que está em lugar mais elevado (torre) justamente para de cima poder melhor vigiar para proteger”. Oxalá, pelos menos os bispos que receberam formação tradicional, não perdessem tempo com assuntos de somenos importância, fazendo vistas grossas às devastações dos lobos modernistas e comunistas que estão devorando as ovelhas. Verdadeiros “canes multi, non valentes latrare” (Isaías, LVI, 10). Aliás ladram sim, e bem alto, em se tratando de defender às suas pessoas. Quando alguma criada pergunta-lhes: mas V. não é da Tradição? – Nem sei o que estás dizendo, respondem, não conheço tal coisa!

  16. Finalmente algum bispo levanta a voz e age como um homem, não fica se defendendo ou dialogando mas parte para o ataque para desmascarar canalhas. Que Deus nos proteja e guarde.

  17. “Não preveni-las, não protegê-las, não esclarecê-las dessas estratégias perversas, passa a ser uma das mais graves omissões presentes no seio da Igreja Católica nesses tempos últimos.”…
    Sr. Bispo… A omissão da CNBB em questões gravíssimas de fé e de moral é uma VERGONHA NACIONAL… Parabéns pela sua coragem e galhardia, parabéns, Deus o conserve. Enquanto isso a maior parte de vossos irmãos de Episcopados estão preocupados em investirem na velha e malfadada CF que há muito tempo não passa de uma arma do diabo para apagar o objetivo maior da QUARESMA que é a luta contra o pecado e o vício, contra a vida na graça e a vida na desgraça…

    Sr. Bispo, depois que o atual Bispo de Roma começou seu “pastoreio” no fatídico e terrível 2013, as coisas pioraram visivelmente, ele teria que ser o primeiro ATALAIA, mas, ao contrário, porta-se como quando era Arcebispo de Buenos Aires, relativista e amoral…

    Quem sou eu para dizer isso ao senhor, mas, prepare-se, porque a próxima reunião em Aparecida promete com os Valentinis e os Kräutler da vida agindo, sorrateiramente, sentindo-se apoiados pelo Bispo de Roma, para detonar, mais uma das trocentas vezes que já fizeram com a DOUTRINA DA IGREJA…
    De mais de 350 bispos, somente uma dezena, se chegar a isso, têm coragem de lançar uma Nota Pastoral, de denunciar sem meios termos a avalanche perversa e imoral de uma sociedade neo pagã, que quer nivelar tudo por baixo… O sr. não se lembra do carnaval passado há pouco onde cardeais impulsionaram o desfile da imagem sagrada da SANTÍSSIMA VIRGEM onde acontece as maiores torpezas e baixarias possíveis????

    A maioria absoluta de vossos irmãos de Episcopados, preferem o silêeeeencioooo, o silêncio miserável da omissão, do querer agradar a Deus e ao encardido…

    Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!!!!

  18. As palavras de um verdadeiro bispo. Pastores dabo vobis!

  19. A Sagrada Escritura fala contra os pecados dos chefes e do povo: “Animais todos do campo, feras do bosque, vinde para devorar. As suas sentinelas estão todas cegas, todas se mostraram ignorantes; são cães mudos, que não podem ladrar, que veem coisas vãs, que dormem, e que amam os sonhos. E estes cães tão sem vergonha não podem saciar-se; os mesmo pastores não têm nenhuma inteligência; todos declinaram para o seu caminho, cada um para sua avareza, desde o mais alto até o mais baixo. Vinde (dizem eles), bebamos vinho, enchamo-nos até a embriaguez; e, como hoje, assim faremos também amanhã, e ainda muito mais. O justo perece, e não há quem compreenda que é para ser livre dos males que o justo foi arrebatado. Venha a paz, descanse no seu leito aquele que andou na retidão. Vós, porém, vinde cá, filhos da agoureira, linhagem de um adúltero e de uma prostituta. De quem fizestes vós escárnio? Contra quem abristes a boca, e deitastes a língua de fora? Porventura não sois vós uns filhos malvados, uma geração bastarda? ” (Isaías, LVI, 9-12; LVII, 1-4).

  20. Ferretti e irmãos, algo muito grave está para acontecer e precisamos nos mobilizar. Vocês devem estar acompanhando pelos meios de comunicação que mais uma vez o STF começou uma movimentação com vista a aprovar a aborto no Brasil. A CNBB, tão mobilizada contra outras coisas (vejam por exemplo: http://www.correiodoestado.com.br/brasilmundo/arquidiocese-convoca-populacao-a-se-mobilizar-ao-redor-da-reforma-da/300982/), está mais calada que uma tumba. Precisamos urgentemente movimentar os bispos para que honrem suas batinas (se é que as usam) e lutem contra a cultura de morte que está sendo implantada aqui.

  21. De cristão, o Brasil se tornou pagão.
    Todavia, “onde abundou o pecado, superabundou a graça”, disse São Paulo.
    Graças a Deus, há profetas atuantes no mundo, denunciando a cultura da morte.
    Deus é misericordioso, mas tb é Justo.
    O “DIA DO SENHOR” está próximo!

  22. Até que enfim surge uma voz sensata da CNBB!! Eis que se levanta um profeta em meio ao caos! Parabéns, Dom Antonio Augusto Duarte. Faz jus ao teu papel e múnus de Pastor. Há muito não se via uma manifestação de um Bispo católico de forma tão premente, dando nome aos bois e às vacas, sem medo e com ousadia. Espero que esse texto seja um ‘sinal dos tempos’ quando então outros bispos surjam, de seus palácios, e venham fazer coro ao prelado que ora se levanta. O Brasil necessita urgente de um líder católico que levante a espada de Deus e desça o chicote sobre o lombo dos malditos. Deus sempre fará surgir pessoas, sejam do clero sejam do laicato, para se insurgirem contra o Mal que crassa o seu povo. Que Deus o abençoe, Dom Antonio Duarte.

  23. Bom Bispo. Ad Majorem Dei Glorian.