Arquidiocese de Curitiba cancela culto ecumênico a Lula.

Nossos cumprimentos à Arquidiocese e a Dom Peruzzo.

Nota de Esclarecimento

Fonte: Arquidiocese de Curitiba

Em face a notícias veiculadas relacionando atividades neste dia 9 de maio em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com Ato Ecumênico da Catedral Metropolitana de Curitiba, a Arquidiocese de Curitiba vem a público esclarecer que:

– No dia 26 de abril o Movimento Ecumênico de Curitiba fora procurado para uma Vigília Inter-religiosa de Oração pela Democracia e pela Vida, prevista para o dia 09 de maio de 2017, às 19:00hs. A organização do Ato não seria da Arquidiocese e participariam representantes de Igrejas Cristãs e outras religiões presentes em Curitiba. À época ainda não era conhecida a transferência da data de depoimento Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sergio Moro.

– Como sabem todos, este é um acontecimento que se revestiu de grandes polarizações e tensões político-partidárias, de forte impacto em amplos setores da população. E o que, originalmente, se propunha a um evento inter-religioso orientado à promoção da paz e do sadio convívio entre as diferenças, pode se tornar foco de conflitos.

– Face a atmosfera tão carregada, densa de potenciais confrontos, justamente para salvaguardar um ambiente que evite contraste e acirramento de ânimos, a Arquidiocese de Curitiba, não disponibilizará a Catedral ou suas instalações para a data prevista.

Confira abaixo a nota do Arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo:

nota-esclarecimento

25 Comentários to “Arquidiocese de Curitiba cancela culto ecumênico a Lula.”

  1. Que coisa maravilhosa, essa gente já não anda por aí fazendo o que quer como sempre fizeram. Vida de CNBBista hoje não está fácil.

  2. Os católicos estão acordando, amém.

  3. À realidade, para começar, esse ato “ecumenista” seria uma farsa, obra das esquerdas infiltradas em todas as religiões promovendo a alienação – e a Igreja compartilhando dessa mixordia? – como no primeiro parágrafo pela “Democracia e pela Vida” e que seria tradução camuflada de: “pela Ideologia e pela Vida(a criterio dos abortistas), pois eles sabem com perfeição camuflar seus intentos, além de que em meio às religiões pagãs e multis seitas inexiste todo o proposto, pois impera nesse ambiente promiscuo é o relativismo!
    Como prova, de como essa religiões juntas num shake, caóticas que são, promoveriam o bem perene? Apenas e com exclusividade, o Reinado Social de N Senhor Jesus Cristo tem capacidade de conceder a verdeira paz, não essa que as ideologias sutilmente promovem via senhor deus homem nesse emaranhado de seitas e religiões divididas entre si, que jamais se entenderão no sentido da palavra e que, fundindo-se, pretendem serem consagradas como a religião globalista, se na retaguarda dessa encenação esse é realmente é o objetivo?
    De qualquer forma, o veto de Dom José A Peruzzo foi muito ideal para o caso!
    Que promovam o evento num salão adequado a manifestações políticas dissimuladas de culto religioso em defesa do Lula aterrorizado com possível prisão e sem condições de se justificar!

  4. Ufa! O Espírito Santo alertou o Bispo sobre a tramóia dissimulada. Isaías falou bem.
    Marco Martim, pode ser que o Bispo não tenha lido todos os jornais até a hora de o terem procurado.

  5. A prática do ecumenismo pode ser considerada um sinal conjectural da futura danação eterna de quem se dá a esse tipo de prostituição espiritual.
    Um circo completo onde os atuantes vão exibir sua demência e sua parvoice cretina. E pouco importa a fala e o enredo palhaçal, nem a fantasia, nem a qualidade do picadeiro. Circo é circo.

  6. Vitória do Imaculado Coração! Deo gratias!

  7. Dá pra colar uma fogura aqui?
    Vi o print de uma postagem do Leonardo Boff no twitter dizendo que os manifestantes pro-Lula levassem bolas de gude pra derrubar os cavalos da polícia.
    Quem tiver twitter pode procurar.

  8. Glória a Deus nas alturas…
    Esse ano feliz e centenário da VIRGEM SANTÍSSIMA, A SENHORA RAINHA DO ROSÁRIO DE FÁTIMA ,promete…
    Esse falso ecumenismo irenista, sincretista, a toa, relativista, nunca foi nem será o verdadeiro ECUMENISMO que a IGREJA DE JESUS CRISTO, UNA, SANTA, CATÓLICA APOSTÓLICA e ROMANA pregou e defendeu…
    Esse ecumenismo chinfrim e desvairado propalado pelos trocentos espíritos de porco, que interpretam e e pontificam em nome do Vaticano II, que quis dar azo pra isso, com sua insistência de querer ser pastoralllll e não DOGMÁTICO, é um arremedo da FÉ que é enxovalhada e jogada às traças no pós Concílio.
    Deixa o D. Biasin fazer papel de bobo da corte, abraçar, “impor as mãos sobre um pastor protestante e sua esposa, participando de um embuste histérico aos gritos de “aleluia” de deixar Valdemiro Santiago e Edir Macedo com inveja”….rsssssssssssssss….LOUCO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    A SANTÍSSIMA VIRGEM nunca mentiu nem jamais mentirá…
    Venham os Bergóglios , os Kaspers, os Hummes, os Schereres,os Schonborns, os Spadaros, e quantos mais quiserem, pontificar em vão contra a FÉ DIVINA E CATÓLICA…
    O ECUMENISMO único e verdadeiro, apesar de estar eclipsado pelo falso ecumenismo foi e sempre será este:
    “Aproximem-se, portanto, os filhos dissidentes da Sé Apostólica, estabelecida nesta cidade que os Príncipes dos Apóstolos Pedro e Paulo consagraram com o seu sangue; daquela Sede, dizemos, que é “raiz e matriz da Igreja Católica” (S. Cypr., ep. 48 ad Cornelium, 3), não com o objetivo e a esperança de que “a Igreja do Deus vivo, coluna e fundamento da verdade” (1 Tim 3,15) renuncie à integridade da fé e tolere os próprios erros deles, mas, pelo contrário, para que se entreguem a seu magistério e regime.
    Oxalá auspiciosamente ocorra para Nós isto que não ocorreu ainda para tantos dos nossos muitos Predecessores, a fim de que possamos abraçar com espírito fraterno os filhos que nos é doloroso estejam de Nós separados por uma perniciosa dissensão”… (Mortalium Animos 18).
    POR FIM MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ!!!!!

    • Sr Marcelo,
      É anacrônico atribuir algum “ecumenismo único e verdadeiro” a Pio XI na ‘Mortalum animos’, como o seria também atribui-lo a Leão XIII na ‘Satis cognitum’, ou a Pio IX na ‘Iam vos omnes’, endereçada “ad omnes protestantes” por ocasião do Concílio do Vaticano, ou ao próprio Concílio de Trento, ao fim do qual se endereçou uma belíssima exortação aos protestantes, lamentando que esses não tenham ido ao Concílio (não, decerto para terem voto nele ou darem palpites, mas para discutirem); nesse interessante documento diz-se que a cidade de Trento foi escolhida justamente por sua localização geográfica (li-o há muito tempo, e gostaria de achar novamente esse texto. quem o conhecer, por favor me dê a referência).
      Ora, o católico que pensa ver nessas intervenções pontifícias algum “ecumenismo único e verdadeiro” está em verdade endossando o “ecumenismo múltiplo e falso” instituído por João 23, o papa bom.
      Não se deve olvidar, aliás, que os modernistas se esforçavam insanamente, outrora, para achar algum iota que justificasse as suas aberrações ecumenômanas ou não: hoje em dia, cansados de si mesmos, da Igreja e Jesus Cristo, eles convidam até Dragon Queen para pregar e distribuir a Comunhão. E a auspicada primavera de João XXIII deu nesse horrendo fim da picada.

  9. 1 Pedro 5:8
    Sede sensatos e vigilantes. O Diabo, vosso inimigo, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem devorar.
    o inimigo já está intra muros, tempos estranhos se não fosse a divulgação da noticia neste site esse celebração nefasta ia acontecer, Orai e vigiai sempre.

  10. Em se tratando de Brasil e CNBB, parabéns! Mas entendi que o tal encontro ecumênico vai acontecer em outro lugar, e o sr. Arcebispo poderia ter encerrado com chave de ouro proibindo a participação católica no mesmo, sob desobediência grave. Padraiada de passeata é mato nesses eventos.

  11. Sr. PW, o senhor tem razão…A Bíblia é que está errada…
    Obrigado…

    • Sr Marcelo,

      Suponho que passagens Bíblicas que lhe aguçam certas angústias ecumênicas sejam as mesmas que os ecumenômanos gostam de citar corrompendo-lhes, porém, o sentido autêntico dado pelo Magistério autêntico… São elas:

      1) “Para que todos sejam um” (Jo 17, 21)
      2) “Haverá um só rebanho e um só Pastor” (Jo 10, 16).

      Essas passagens Bíblicas, de fato, causam nos ecumenômanos – todos devotos de João 23, o papa bom – as mais infrenes apoquentações, com ocorrência assaz frequente de rasgação de vestes, uivos lancinantes e espojamento convulsivo sobre o solo. Em certos casos verificou-se febre alta e coloração amarelo enxofre na língua e no palato. Não penso que sejam essas as suas reações habituais ao ler ou ouvir aqueles passos. Para melhor esclarecê-los, PIO XI, na mesma a Encíclica (Mortalium animos), que o senhor citou um pouco mais acima, virá em seu auxílio:

      Diz Ele:

      “Ocorre-nos dever esclarecer e afastar aqui certa opinião falsa, da qual parece depender toda esta questão e proceder essa múltipla ação e conspiração dos acatólicos que, como dissemos, trabalham pela união das igrejas cristãs.

      Os autores desta opinião acostumaram-se a citar, quase que indefinidamente, a Cristo dizendo: “PARA QUE TODOS SEJAM UM”… “HAVERÁ UM SÓ REBANHO E UM SÓ PASTOR”(Jo 27,21; 10,16). Fazem-no todavia de modo que, por essas palavras, queriam significar um desejo e uma prece de Cristo ainda carente de seu efeito.

      Pois opinam: a unidade de fé e de regime, distintivo da verdadeira e única Igreja de Cristo, quase nunca existiu até hoje e nem hoje existe; que ela pode, sem dúvida, ser desejada e talvez realizar-se alguma vez, por uma inclinação comum das vontades; mas que, entrementes, deve existir apenas uma fictícia unidade.

      Acrescentam que a Igreja é, por si mesma, por natureza, dividida em partes, isto é, que ela consta de muitas igreja ou comunidades particulares, as quais, ainda separadas, embora possuam alguns capítulos comuns de doutrina, discordam todavia nos demais. Que cada uma delas possui os mesmos direitos, que, no máximo, a Igreja foi única e una, da época apostólica até os primeiros concílios ecumênicos.

      Assim, dizem, é necessários colocar de lado e afastar as controvérsias e as antiquíssimas variedade de sentenças que até hoje impedem a unidade do nome cristão e, quanto às outras doutrinas, elaborar e propor uma certa lei comum de crer, em cuja profissão de fé todos se conheçam e se sintam como irmãos, pois, se as múltiplas igrejas e comunidades forem unidas por um certo pacto, existiria já a condição para que os progressos da impiedade fossem futuramente impedidos de modo sólido e frutuoso.

      Estas são, Veneráveis Irmãos, as afirmações comuns.”
      (Pio XI, Papa, Mortalium animos 9)

      Note que Pio XI já estava tão enjoado de ouvir a adulteração bíblica dos ecumenômanos que chega a ironizar a frequência com que as duas passagens em apreço são citadas pelos hereges de então: “Os autores desta opinião] acostumaram-se a citar, quase que indefinidamente [paene INFINITE AFFERRE consueverunt] ”

      https://w2.vatican.va/content/pius-xi/pt/encyclicals/documents/hf_p-xi_enc_19280106_mortalium-animos.html

  12. Uma pequena reminiscência (tão dolorosa quanto cômica):
    Quando João Paulo II morreu, e Lula, como presidente, foi ao funeral, atreveu-se a comungar ostensivamente. Alguém da imprensa se lembrou, depois, de lhe perguntar: “Mas Lula, você foi comungar sem se confessar?” E ele respondeu: “Mas e eu iria confessar o quê? Eu não tenho nenhum pecado…”
    (Fonte: O Globo, 09/04/2005; http://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/389038/noticia.htm?sequence=1)

  13. Meu caro…já disse…o sr. tem razão…a Bíblia é que está errada…
    Foi perca de tempo nossa passar alguns anos estudando exegese com D. Eduardo e D. Bettencourt. de feliz e santa memória, para termos um pouquinho…um pouquinho….de conhecimento da Bíblia e nos ajudar na vida de Igreja…
    O sr. me fez descobrir a pólvora….OS ECUMENÔMANOS,principalmente os filhos de LUTERO, deturpam o sentido das passagens bíblicas…
    “POR FIM MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ!!!!!!

    • Realmente, sr. Marcelo, em vista da sua obstinação biblista, foi perda de tempo…
      E D. Estêvão Tavares Bittencourt já compareceu ao Tribunal de Cristo para dar conta da sua clamorosa prevaricação, ensinando e promovendo as heresias do assim chamdo “Concílio Vaticano II”. Ele, o “Padre Estêvão Bettencourt” (como gostava de assinar no fim da vida), o Bispo Eugênio Sales e tantos outros prevaricadores de infausta memória.

  14. Aliás, senhor exegeta Marcelo, cito D. Estêvão Tavares Bettencourt (ANTES assim chamado “Concílio Vaticano II”):
    “A Igreja Católica tem declarado repetidamente não tomar parte no movimento ecumenista, embora muito se interesse por ele. A razão de sua atitude é a seguinte: a Igreja Católica tem consciência de possuir a doutrina de Cristo transmitida ininterruptamente a partir do Senhor e dos Apóstolos; nela vive e fala Cristo por Pedro. Ela nunca se apartou da doutrina e da unidade constituídas pelo seu Divino Fundador e pelos primeiros arautos do Evangelho. Por conseguinte, ela possui aquilo que os ecumenistas procuram e julgam dever realizar no futuro. A única atitude, pois, que lhe compete, é a de abrir os braços e convidar os irmãos que se separaram do tronco tradicional, a voltar ao seio da unidade; a Igreja “Una Sancta” já existe. Compreende-se destarte que os católicos não possam aderir a um movimento que ainda se propõe deliberar sobre a fórmula e as condições da unidade; tais deliberações lhes hão de parecer vãs. Vê-se que a posição da Igreja Católica, por muito rígida que pareça nada tem que ver com intransigência arbitrária, mas é o simples corolário da consciência que Roma tem de possuir, por graça de Deus, a verdade incontaminada”.
    (Pergunte e Responderemos, 6, V, Junho de 1958, pp. 252 e 259.)

  15. Sim senhor DORTOR e juiz implacável PW…A Bíblia está errada…Vossa SRA. está certo…Continue com sua AUTORIDADE e IMPECÁVEL julgamento de tudo e de todos…OBRIGADO por ter me feito achar a pólvora…FELICIDADES!!!!

  16. Parabéns ao arcebispo de Curitiba que fechou as portas para os PeTralhas.
    Mais uma vez cumpriu-se as palavras de Jesus:
    “A minha casa não é reduto de ladrões”.
    Tenho dito!