Roma fará visita apostólica aos Arautos do Evangelho e comissão já está sendo formada.

Por Padre Augusto Bezerra – A Congregação para os Institutos de Vida Consagrada está preparando uma visita apostólica à Associação Internacional de Fiéis Arautos do Evangelho, segundo revelou o correspondente do Vaticano Marco Tosatti em um artigo na Nuova Bussola quotidiana.

arautosFontes da Congregação que foram consultadas por Tosatti disseram que está se formando uma comissão composta de um bispo, uma religiosa e um canonista, afim de analisar a situação dos Arautos do Evangelho. Esse ano a Associação esteve envolvida em polêmicas em torno de alguns exorcismos feitos em diversos de seus membros.

A forma de conduzir o ritual por parte do Monsenhor Clá causou estranheza a muitos fiéis que viram os vídeos em redes sociais, estes que mais tarde foram removidos do YouTube sob alegação de direitos autorais. Além do próprio exorcismo, foi feito um vídeo de mais de 1 hora em que o Monsenhor expunha coisas ditas pelo demônio sobre os Arautos, o mundo, a Igreja, o Papa e profeciais sobre os tempos vindouros.

Embora oficialmente a razão para a visita apostólica seja desconhecida, recentemente o prefeito desta Congregação, o Cardeal João Braz de Aviz, observou em uma entrevista a necessidade de prestar especial atenção às “novas famílias religiosas”.

Arautos do Evangelho é a primeira Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício erigida pela Santa Sé no terceiro milênio, em 22 de Fevereiro de 2001. Fundada por Mons. João Dias Clá formado principalmente por jovens e presente em 78 países. Conforme definido nos estatutos dos Arautos, a espiritualidade tem como diretrizes “adoração a Jesus Eucarístico, filial piedade mariana e devoção ao papado, fundamento visível da unidade da fé”. Seu carisma leva os membros desta associação “buscar ato perfeição em busca de pulchritude em todos os atos da vida diária”, seguindo a ordem de Cristo “Sede perfeitos como vosso Pai celeste é perfeito.”

Fonte: InfoVaticana

39 Comentários to “Roma fará visita apostólica aos Arautos do Evangelho e comissão já está sendo formada.”

  1. Loucura virou “pulchritude”?

  2. Aproveitando que esse site é um dos que tem mais credibilidade no meio católico, e é frequentado por pessoas de bom senso, aproveito para deixá-los por dentro de bastidores que a notícia não revela:
    Isto que está acontecendo é o resultado de uma ação orquestrada de alguns ex-integrantes dos arautos, que vem se associando nos últimos anos através de redes sociais. Desses ex integrantes, a imensa maioria não participa mais da vida da Igreja, não pertence a paróquias, e muitos nem sequer são mais católicos. Desde muito tempo, procuravam incessantemente motivos para desqualificar essa congregação, visivelmente sem interesse ‘católico’, mas somente com o objetivo de abafar suas consciências.
    Um prato cheio para eles foi generosamente concedido por algum informante, que parece ainda estar dentro da instituição, e que, com método semelhante ao do mordomo de Bento XVI, vazou material suficiente para causar polêmica: nesse caso, basicamente, revelações místicas privadas e arquivos de exorcismos. Obviamente nenhum exorcismo é bonito, é desagradável, e esses feitos por padres arautos estão sendo usado à exaustão para clamar por ‘amor ao canonismo’, etc.
    Com isso, eles criaram uma rede de fofocas e difamações, cujo porta-voz do momento é um imigrante argentino radicado nos EUA, o qual, por meio de um blog, coordena e instiga o bombardeio de emails a bispos e cardeais. O tal blogueiro é tão coerente que diz que ‘não houve a devida privacidade na realização do exorcismo’, mas ao tempo tempo divulga o material para os sete ventos. E é altamente seletivo nos comentários que são enviados, censurando veementemente aqueles que desmascaram o mau caratismo.
    Obviamente uma discussão legalista, um mero pretexto usado por gente que já não gostava deles de antemão (inclusive é de destacar que vários frades TL estão fazendo a festa).
    A Igreja deve seguir a praxe para situações como esta, e a visita era mais do que prevista.
    Claro que me incomoda a rapidez com que a Hierarquia agiu nesse caso, em sentido contrário à inércia, e mesmo o silêncio, com que se posicionam, por exemplo, quando um travesti distribui comunhão em determinada paróquia, ou quando um bispo faz pintar um mural homossexual numa catedral…
    Sei que muitos conservadores não tem muita estima pelos Arautos. Sei também que eles não são admirados em meio aos tradicionalistas.
    No entanto, caso alguém queira ajudar a apedrejar nesse momento, fique ciente que estarão fazendo coro com uma claque de pessoas da pior espécie, que se fingem de católicos só na hora de destruir algo católico, que não são amantes da tradição, que detestam a atuação de Dr Plinio, enfim…e inclusive, alguns dos atuais ‘denunciantes’ dos arautos já foram vistos até frequentando points homossexuais.
    Se alguém não concorda com os arautos, não é preciso apoiá-los – mas também, que não participe desse jogo que começou com a pior impostação de espírito possível.
    É o que eu tinha a dizer.

    • A primeira coisa que denota de seu “esclarecimento” é a apresentação de meias verdades. Para qualquer um que tenha assistido a um dos vídeos sobre os exorcismos e reuniões, está claro que eles acham engraçado o que o “diabo” fala a respeito do Papa Francisco, sobre a sua morte e que ele obedece a Lúcifer. Um dos Padres dos Arautos chega a afirmar que a água benta não tem efeito, mas a água que Mons. João usou essa sim tem efeito contra os “diabos”. Afirmam que os ritos antigos não servem, etc, etc.
      Seu “esclarecimento” procura justificar o injustificável: exorcismos praticados à revelia da autoridade episcopal, profissão de votos forçada, difamação ao Papa.
      Não é preciso ser católico para denunciar às autoridades eclesiásticas quando se tem conhecimento de abusos praticados por instituições e pessoas da Igreja Católica.
      Seus comentários são altamente discriminatórios e atentam contra a dignidade e liberdade humana.
      E, novamente afirmo, procura justificar o injustificável.
      Parabéns à Santa Sé, que finalmente decidiu promover uma visita apostólica aos Arautos do Evangelho.

  3. Um cardeal maçom (João Braz de Aviz) “visitando” uma santa associação religiosa privada de fiéis de direito pontifício coisa boa não virá. Aguardemos os próximos acontecimentos…
    Dom João é um “lobo” vestido de ovelha. Quando ele era arcebispo de Brasília, aceitava tão-somente o Movimento ecumênico dos Focolares. Conheço pessoalmente santos sacerdotes que foram perseguidos por ele, quando administrava a arquidiocese de Brasília.
    Triste notícia.
    Sinal dos Tempos!
    PS.: Na Santa Missa em que D. João Braz de Aviz se despedia da Arquidiocese (catedral de Brasília) para ir cumprir seu chamado, uma mulher ficou gritando: “vós sois maçom”, mas logo ela foi abafada por seguranças.

    • Santa associação religiosa?! Só na igreja pós-conciliar mesmo o verdadeiro zoológico que são os Arautos pode ser considerado uma coisa boa.

    • Nathan!!!! “santa associação religiosa”????!!!!! por acaso vc os conhece por dentro para dizer uma coisa dessas, vc crê que eles são “só” o que mostram nas mídias e na atuação pública? vc sabe como são as práticas internas deles?

  4. A excentricidade de uma bela seita legalizada pelo Vaticano moderno versus o ego comuno-clerical do prepotente cardeal tupiniquim. Uma encrenca dos diabos!

  5. O Sr. Antonio A escreve, escreve, escreve, mas o seu post não passa de uma sopa de letrinhas. É preciso ir ao âmago da questão. O que foi apresentado nos vídeos ofende a Igreja Católica? Se ex-arautos estão orquestrando uma oposição ao movimento, ou se um imigrante argentino expõe a organização, estes fatos são secundários. Ora, trata-se de uma organização reconhecida pelo Vaticano, uma associação de direito privado, compostas por PADRES. Portanto, a questão extrapolou os limites da condição temporal atingindo a condição religiosa, o que compromete enormemente a própria Igreja Católica. Logo, nada mais natural que autoridades da própria Igreja façam a devida investigação. Estivesse o Sr. João Clá ainda na condição de leigo não produziria tal impacto no seio da Igreja, mas como foi levado por vocação tardia a ser PADRE então as revelações das redes sociais são verdadeiros petardos contra a Igreja Católica. Com efeito, ficou patenteado pelos vídeos que o Padre João Clá aceitou as revelações do demônio, o pai da mentira, que fez ver que o próprio João Clá foi visto no colo de Nossa Senhora, que ele seria glorificado como salvador da Igreja, que o demônio não suporta mais sua ação. Claramente o Padre João aceitou, bem como os demais padres circundantes, que Lúcifer comanda o Papa Francisco. Ademais, existem rumores que as pessoas mais envolvidas aderiram ao absurdo conceito que o verdadeiro papa é o Padre João, que, aliás, seria o papa perpétuo. Infortunadamente as tais revelações indicam que Plínio Correa de Oliveira é quem controla o clima nos céus, e que ele é considerado na escala celestial como “a ordem do universo”, atributos que tenho certeza seriam rejeitados pelo próprio Doutor Plínio porque atributos divinos, como rejeitaria a revelação que ele vai matar Francisco.
    Entendo a preocupação do Sr. Antonio A., como também reconheço que esses acontecimentos não nos traz alegria. Mas por amor a Deus, e a sua Santa Igreja, algo precisa ser feito, porque o amor a Deus vem em primeiro lugar.

    • Tive acesso a essa polêmica uns dias atrás, e uns pontos cruciais dela foram escritos acima pelo Watchman.
      Sobre essas revelações de supostos demônios (estariam eles também fazendo delação premiada?), sejamos francos: não dá para concluir que houve adesão formal dos padres, só são visíveis várias risadas. Poderia ser uma conversa de restaurante, pizzaria – não dá para condenar uma instituição com base nisso.
      .
      Sobre as outras histórias, são presumivelmente de revelações particulares, nas quais só acredita quem quer – e não tem nenhum padre arauto propagando elas em igrejas por aí. Se não tivessem vazado o material, isso teria morrido com o tempo.
      .
      Agora, sobre o papa ser guiado pelo capeta, até que não seria uma hipótese de todo descartável meu brother.
      Vejamos uma coletânea das frases mais recentes dele:
      .
      “Na cruz Jesus se fez diabo, serpente” (homilia na Casa Santa Marta em 4 de abril)
      .
      “A morte de Jesus é um fato histórico, mas sua ressurreição não o é; é somente um ato de fé.” (19 de abril, em uma audiência geral na Praça São Pedro).
      .
      “Também dentro da Santíssima Trindade estão todos disputando a portas fechadas, enquanto fora a imagem é de unidade” (audiência no Palácio Apostólico em 17 de março).
      “É melhor ser ateu do que ser católico hipócrita”
      .
      “Católicos não precisam procriar ‘como coelhos’”
      .
      “Se, por exemplo, uma expedição de marcianos aparecer e um deles vir até nós e pedir para ser batizado, o que aconteceria?”
      .
      Isso fora a Amoris Laetitia, apoio a gays, perseguição a tradicionais, perseguição ao cardeal Burke, etc.
      .
      O superior geral dos jesuítas (a ordem do papa), disse que “não se pode saber o que disse exatamente Jesus, “porque não havia gravadores”
      .
      O Credo, os Evangelhos, e até o Antigo Testamento já foram jogados pela janela pela cúpula da Igreja – e é certo que Lúcifer aplaudiria isso.
      .
      Se é o demo que os inspiram, não sei dizer. Mas o fato é que a Igreja está irreconhecível.
      .
      Para piorar, lembremos de São Malaquias e sua linhagem de papas que acabaria em Bento XVI….
      Lembremos por fim que o próprio Bento afirmou que, depois de sua renúncia, a Igreja talvez assumiria uma configuração diferente da qual temos visto nos últimos 2 mil anos.
      Não digo que os Arautos estão certos, mas tudo isso é ponto a favor do Monsenhor Clá.
      Atualmente nenhuma hipótese pode ser descartada…

    • Watchman, parabéns por suas palavras claras e concisas, colocando bem no foco a questão importante.

  6. Já estava na hora de investigar e enquadrar a seita de Monsenhor Clá Dias.

  7. O senhor Cardeal, notável por sua deferência ao Santo Padre Bento XVI, decerto irá prescrever que, em nome da pulchritudo, o Rvmo. Mons. Fundador pinte (também) o cabelo que lhe resta sobre a vetusta cabeça. Caso o Isis os capture, não lhes cairia bem o desleixo cabelal na hora da degola.

  8. “Fenomenal!”

  9. Vaticano teve um “flash” e vai investigar a “trans-esfera” nada “fenomenal” dos Arautos. Será uma verdadeira “bagarre”.

  10. Já estava na hora de investigar e enquadrar a seita de Monsenhor Clá Dias. [2]
    Pena que são modernistas que investigarão a seita de mons Clá. Seguem os videos dos “exorcismos” do fundador:
    https://tfpheraldos.blogspot.com.br/2017/05/enlaces-videos-censurados.html
    Neste vídeo podemos ver as moças obrigando a “possessa” a oscular os pés de João Clá Dias:
    https://drive.google.com/file/d/0B1gO2vsvJ8RjS0ZZZHlzTDRVNm8/view

    • “O diabo está no Vaticano…e há cardeais que não acreditam em Jesus e bispos que estão conectados com o demônio” (pe. Gabriele Amorth).
      Caros fraternos!
      Sugiro que leiam a obra: “O último exorcista”, do exorcista Gabriele Amorth. Ficarão chocados com a negligência da Igreja com relação a esse assunto. Inclusive, nos seminários católicos não existem a disciplina ref. a Exorcismo ou demonologia.
      Encontramo-nos na batalha final: Deus X Satanás.
      De que lado você está?

  11. O cúmulo do absurdo e da fanatização?
    Um padre dos arautos relatando:
    “Em nenhum momento utilizamos sal bento ou agua benta para realizar o exorcismo, apenas utilizamos uma água que passou pelas mãos de monsenhor Clá Dias. E o diabo detestou essa água… E disse: Por favor, me dê a água benta, eu tomo a água benta!!!!”
    Para quem não acredita, basta ver o vídeo, a partir dos 7 min:
    https://drive.google.com/file/d/0B1gO2vsvJ8Rjd0ItQThFek11cE0/view
    É inacreditável.

  12. Quero primeiro compartilhar uma experiência, depois dar minha opinião. Deixo claro desde o início que atualmente não sou um entusiasta dos Arautos, mas também não acho que sejam o maior dos problemas da Igreja atual. Há alguns anos comecei uma experiência vocacional com os Arautos. Por breve tempo é verdade, mas o suficiente para notar algumas coisas que me fizeram desistir de caminhar com eles. Uma das coisas que mais me perguntava era: de onde saía tanto dinheiro para manter toda aquela pompa? Não encontrei a resposta para essa pergunta, mas era nítido o apego que eles tinham ao luxo e à ostentação (e nem estou me referindo ao hábito religioso e aos paramentos). Outra coisa que estranhei muito: coisas simples e cotidianas, como cumprimentar um colega ou servir-se à mesa, se tornavam ações quase militares, cheias de códigos e instruções; aos poucos todos iam ficando meio robotizados. E por último, o que mais me incomodava: o culto exagerado e cego ao fundador Clá, coisa que certamente foi herdada da TFP. Falando em TFP, uma coisa que comumente se diz é que os Arautos prestam culto ao Plínio e a sua mãe: eu particularmente nunca vi isso, até porque TFP era um assunto proibido. Esse culto deveria ser feito de forma mais restrita e particular. O “reavivamento” público do pensamento e dos escritos do Plínio nos Arautos é mais recente e não me surpreende, afinal o Clá era um dos mais fiéis seguidores dele.
    É óbvio deve haver coisas estranhas nos bastidores dos Arautos, até porque tiveram uma ascensão meteórica em todos os sentidos: eclesiástico, patrimonial, financeiro, membros, etc. Mas muito disso se deve ao discurso de devoção filial ao Papa e de obediência aos bispos. Não é a toa que os primeiros padres arautos foram ordenados por Dom Cláudio Hummes, que de tradicionalista não tem nada. Outra coisa: que outra congregação tem duas basílicas “particulares”? E que outro padre com tão pouco tempo de sacerdócio já se torna monsenhor e cônego de Santa Maria Maggiore? Essas e outras coisas nos fazem pensar, mas suas respostas não estão tão escondidas assim.
    Mesmo com tais reservas, não sou entusiasta do “8 ou 80” (não neste caso, pelo menos): também não posso deixar de dizer que conheci nos Arautos pessoas boas e sinceras, que desejam se santificar e que possuem uma grande devoção a Maria. Ao contrário de muitas ordens milenares, eles possuem muitas jovens vocações, sobretudo femininas, o que admiro muito. Por isso, não concordo muito com os irmãos que os chamam de “seita”. Há coisas estranhas e que precisam melhorar sim, mas não acredito que constituam uma seita.
    Por fim, quero comentar o que foi apresentado na notícia: desconheço o fato que os levará ao comissariamento (exorcismos), mas levando em consideração o momento em que estamos vivendo na Igreja, tal visita “fraterna” não me alegra. Não podemos ser ingênuos e pensar que é uma visita para corrigir os problemas dos Arautos: a pessoa que está a frente da congregação dos religiosos é totalmente desequilibrada e para mim, é mais um ato para calar e destruir um grupo tradicionalista (mesmo que não celebrem a missa tridentina), o que de antemão já manda um recado para os outros: ontem foi o IVE e os FFI, hoje são os Arautos, amanhã pode ser Campos ou o IBP… E isso me preocupa e entristece.

  13. Me perguntaram sobre uma suposta investigação a caminho… vai minha opinião:
    “Muito bom. Tem que investigar mesmo… o que esse pessoal tem? Enquanto a maior parte dos seminários estão abandonados e muitos cheios de escândalos morais, esses Arautos estão cheios de vocações e ordenam vários padres. Enquanto as novas construções, de boa parte das dioceses, são – ainda que caríssimas-, horríveis e sem nenhum senso católico de beleza, as capelas dos Arautos parecem basílicas e as basílicas parecem grandes catedrais. Enquanto muitos padres não celebram bem a missa, eles celebram duas missas por dia… vixiii é tanta coisa, tem que investigar mesmo, quem sabe descobrem a “receita”.

    • Bem, Rafael de Paula Lura
      Segundo os vídeos que assisti eles são guiados pelas revelações do “diabo”, será essa a receita?
      Vc já viveu em um Seminário diocesano para dizer que “estão cheios de escândalos morais” ou vc escreveu isso só porque ouviu dizer?
      Os Arautos estão cheios de vocações, ou cheios de crianças? as vocações sacerdotais são autênticas ou fruto de sugestionamento?
      Você conhece a vida interna e diária dos Arautos, ou vc pauta seus comentários apenas no que vc acha que conhece deles?

  14. Antono A. (profeta) “conforme eu havia previsto”
    Os títulos e honrarias citados por vc não são nenhuma justificativa.
    Se o que circulou sobre os Arautos fosse fruto de escritos e relatos de ex-arautos, até se poderia colocar em dúvida e discussão. Mas o que foi apresentado foram vídeos com atos e palavras dos próprios Arautos. E não foi filmado com câmeras escondidas, mas pelos próprios Arautos. O vazamento dos vídeos foi para o bem da Igreja, da humanidade e deles mesmos. Sim, da humanidade, pois apesar da ação dos Arautos não ser imensa, são centenas e centenas de jovens que são afastados de suas famílias por essa Instituição que se diz católica, mas tem muitos aspectos sectários.
    “Não há nada de oculto que não venha a ser revelado”

  15. E você Marcos, conhece a vida interna dos arautos ? Já viveu em Seminário ? Por Favor mostre-nos com qual conhecimento você fala.

  16. Nada conheço acerca dos arautos, mas as mulheres – irmãs? – apenas que deles conheço, eu as vi entrar nas celebrações da S Missas vestidas de tal modo de chamarem muito, muito mesmo à atenção, ornamentalmente impecabilíssimas, parecendo terem vindo de salões de beleza super stars, dignos de Hollywood e paramentadas a rigor de provocarem aquele huuuuummmmmm…
    Por outro lado, crerei nas “visitações apóstólicas” quando interpelarem uns relativistas, como o cardeal Maradiaga, Pe Abascal-Pe Quevedo – ambos, “o diabo non ekziste”, a CNova – dancinhas frente ao SS Sacramento – et alii idem, como irmã Lucia Caram e mais tenebrosos idem desincomodados – por aí “evangelizando”…

  17. O evangelho de João segundo o demônio.

  18. O Estado do Vaticano é o pais das contradições.

    Senão, vejamos:

    Há tempos, tive a honra de receber uma visita dos Arautos do Evangelho. Desde então, tornei-me assinante de sua revista. Na sequência, decidi ser padrinho de um seminarista dos Arautos.
    Confesso que, desde então, fiquei encantado com o movimento: aumento de vocações religiosas (masculinas, femininas e leigos), pastorais, cursos… e não raro recebo lembranças católicas deles, tais como: terços, medalhas, água benta, imagens…

    E, agora, perplexo, recebo essa triste notícia vinda de Roma.

    Realmente, há dois pesos e duas medidas no governo de Francisco (“o papa do fim do mundo”).

    Por outro lado, resido em Belo Horizonte-MG e sou testemunha de quantas aberrações são praticadas quotidianamente pela cúpula da Igreja local:
    -Escândalos homossexuais abafados,
    – Seminário lotado de gays,
    – Catedral Cristo Rei projetada por um marxista ateu, no formato de uma FOICE e um MARTELO.
    – Pior. O bispo auxiliar e reitor da PUC-MINAS, D. Mol, é simpatizante de esquerda (PT, CUT, MST…),
    – Padres perseguidos por discordar “Teologia da Libertação”,
    – Colégios católicos adeptos da ideologia de gênero (meu filho estudou no colegio Loyola e nas aulas de teologia, o professor passava filmes de propaganda gay, júri simulado gay: caso Cassia Eller)…

    E, pasmem, nenhuma “visita apóstolica” agendada?!?

    Moral: “Há algo de podre no reino da Dinamarca” (William Shakespeare).

    • R.R.C, se os Arautos consideram ‘Igreja a si próprios, Joao o papa, Plinio um cristo’, então porque eles tem tanto esforço em obter aprovação por parte da hierarquia eclesiástica?
      Qual a lógica de continuarem celebrando missas e adorando ao Santíssimo, se eles teriam, em tese, outras referências de ‘divindades’?
      Por que não chutaram o balde, ao invés de ficarem preocupados com se precaver com relação aos visitadores?
      Se a fé deles é outra, o que os impediu de fazer uma associação separada, ainda mais hoje em dia, em que tudo é permitido? Certamente teriam algum êxito se o tivessem feito.
      E o custo benefício de ficar atrelado a Roma, como visto, é bem desvantajoso para quem quer ‘ser uma seita’. Se eles fossem realmente uma seita, já teriam chutado o balde e mandado o Vaticano às favas.
      Ou seja, há uma fábula de que são sectários, e há uma realidade, de que são um grupo mais radical que a média, e com algumas coisas mais difíceis de entender ao povo comum, mas que nem por isso não podem achar abrigo nas ‘moradas’ da casa do Pai. Só isso.
      Sinceramente, acredito que sua versão está deturpada. Já assisti aos vídeos, e mantenho a minha posição.
      (Às vezes parece que estou em debate estilo ‘Sola Scriptura, Sola Christus, Sola Gratia, Sola Fide, Soli Deo Gloria’ – ou seja, coisa de protestantes).

  19. Tomara que a questão das ladainhas (de Dona Lucília e do Mons. Clá ) ficasse esclarecida, ou melhor,que houvesse uma condenação expressa. Tomara que aquela blasfêmia do “já não sou eu quem vivo, mas o Dr. Plínio quem vive em mim” fosse fulminada com anátema, raios, relâmpagos e coriscos vindos do céu.
    Tomara que o Vaticano agora reconhecesse publicamente que, quando erigiu canonicamente dita sociedade, agiu de forma precipitada visando apenas a consolidar a divisão que tinha grassado dentro da TFP.
    Quanta coisa obscura precisa vir à luz em toda essa história!

  20. Obrigado ao Henrique D. por ter compartilhado esses “exorcismos”.
    Hoje, 09 de junho, se completam 7 anos de falecimento do Professor Orlando Fedeli. Depois de ter visto esses vídeos, estou certo que ele tinha razão em tudo o que denunciava.
    Um outro ponto que fiquei a pensar: por que o mons. não usou o Exorcismo Litúrgico de Leão XIII?
    Congregações religiosas, novas comunidades, enfim, todas contaminadas por impurezas que nem convém citar.

  21. “Se alguém não ama a Nosso Senhor Jesus Cristo, seja anátema” (1 Cor. XVI, 22).
    Quantas blasfêmias, quanta loucura!!! Até onde o fanatismo pode levar!!! E como diz muito bem L.A.: “Quanta coisa obscura precisa vir à luz em toda esta história!”. Nada poderá ficar oculto…

    • Revmo Padre Elcio, com todo o respeito, mas essa entidade possui adoração perpétua AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO em suas capelas, seus padres celebram ao menos duas missas diárias, rezam a liturgia das horas, enfim… insinuar que não amam a Jesus Cristo, e por causa disso são amaldiçoados, creio que é bastante precipitado. Ninguém lá jamais cogita de colocar os fundadores sobre Cristo ou maria –
      apenas os colocam como degraus na escada que escolheram. O máximo que precisam fazer é colocar rédeas no culto, nada mais. Todo o restante se trata de um enorme mal entendido, baseado em cacos de vidro rigorosamente selecionados para difamar.

  22. Atualmente, grande problema das novas fundações é o fato de não terem moderação em seus usos e costumes, mesmo quando bons. Se os tempos fossem outros, não se deveria temer uma. Visita Canônica. Pode ser que no dito Instituto haja loucos, posto que em todas as partes os há. Mas creio que, apesar da missa nova anglicanoide e luterana que os padres arautos celebram com piedade e cara de pau (pois eles sabem da falcatrua de Paulo VI, o dolorista), penso que eles não devam ser apedrejados. Seria de bom tom que usassem um hábito menos espalhafatoso e empolado e.fugissem dos carnavais paramilitares que promovem, uma vez que estes parecem muito com as fanfarras grotescas promovidas pelos fascistas.

  23. Nestes tempos pós conciliar vamos esperar que eles condenem o que? São lobos que vão visitar outros lobos. Digamos a verdade!

  24. Segundo o Cardeal Rodé, “os Arautos do Evangelho são uma manifestação da vitalidade da Igreja na América Latina”. Também o Papa Bento XVI expressou o seguinte, “no Brasil, por exemplo, assiste-se também a grandes renascimentos católicos, a uma dinâmica de florescimento de novos movimentos como, por exemplo, os Arautos do Evangelho, jovens cheios de entusiasmo por haver reconhecido em Cristo o Filho de Deus e desejosos por anunciá-lo ao mundo”.

  25. Quanta discussão inútil!!! Quantos juízes!!! Quantos santos doutores!!! Basta alguém riscar o fósforo que o monte de palha seca pega fogo. Que bom que o fogo na palha dura muito pouco.
    Ainda vejo os Arautos ajoelharem diante do Santíssimo Sacramento e prestarem adoração. Ainda os vejo pregar o Santo Evangelho e a Santa Doutrina. Machuca aos que abandonaram a verdadeira fé católica apostólica romana. A Associação é perfeita? Não!!! Somos perfeitos? Eu não. Desejo, mas não sou. Prefiro aguardar…. prefiro suplicar que a Deus que a suposta comissão seja bem intencionada, que não seja uma repetição do que aconteceu em Ciudad del Este ou aos Franciscanos da Imaculada.

  26. Quando fiz meu comentário ontem, ainda não havia assistido aos vídeos compartilhados aqui. Após assisti-los não havia como não comentar novamente: estou horrorizado com o que vi. Que papelão do senhor Clá, um idoso de quase 80 anos, se submetendo (e submetendo moças praticamente adolescentes) a esse teatro patético. O que mais me indignou foram os tapas que ele dava na cabeça da moça, mulheres e ainda por cima religiosas! Que absurdo!
    E um adendo que gostaria de fazer ao comentário anterior, algo que só lembrei depois: realmente não cheguei a ver culto ao Plínio dentro das casas dos Arautos durante meu período de acompanhamento vocacional. Mas recentemente, por duas vezes, em visita ao cemitério da Consolação, vi arautos venerando os túmulos de Plínio e sua mãe. E ambas as vezes em um ritual que achei muito estranho: duas moças arautas ajoelhadas diante das diagonais do túmulo, e entre elas, um arauto idoso fazia orações e reverências. Algo bem esquisito.

  27. Sr. Jorge. Não é preciso ser doutor para compreender o que se passa nos Arautos do Evangelho. Basta ter o chamado “senso católico”. Quem não percebe é porque o senso não tem. Os seus integrantes podem ajoelhar-se diante do Santíssimo Sacramento e prestarem adoração, mas também fazem indevida adoração ao Padre João Clá. Creem que ele é o papa perpétuo, que é a luz das luzes, que é a salvação da Igreja, que está sentado no colo de Nossa Senhora, que é profeta, e já foi considerado o maior. Creem que haverá uma basílica do grupo na lua. Creem que a cabeça do Papa Francisco é de Lúcifer. E creem, acima de tudo, nas revelações do demônio. Queria o senhor com este rol que eu julgasse diferente os Arautos do Evangelho? Pois quem tem senso católico é aquele que abandonou a verdadeira fé católica? Pois crê o Senhor que os judeus não cumpriam os rituais quando do advento de Nosso Senhor, e mesmo assim não mereceram a dura advertência do maior profeta?Crê o Senhor que pelo fato dos anglicanos manterem rituais católicos estão eles dentro da Igreja? Crê o Senhor, que pelo visto não é palha seca, que estas denúncias não comprometem vigorosamente a Igreja Católica? Crê verdadeiramente o Senhor que por sermos contra os erros do Arautos do Evangelho não fazemos parte da fé católica? E por que pode o Senhor ser nosso juiz?

  28. Não tinha visto os tais exorcismos até agora, e, realmente, tudo ali exorbita o disposto pelo Igreja para os casos de exorcismo. A espetacularização beira o sacrilégio, e todas aquelas meninas fazendo corinho etc, bem como o senhor João Clá batendo com o papel no rosto das meninas etc, lançam muitas dúvidas sobre tudo.
    O senhor João Clá, presbítero, deveria ser suspenso a divinis imediatamente.

  29. Ricardo, o que escrevi foi pelo que vi no filme do exorcismo. A frase de São Paulo que citei foi no sentido de reparar o Sagrado Coração de Jesus pelas blasfêmias que ali são ditas. Vamos aguardar as investigações para conhecermos a paternidade deste exorcismo. Jesus Cristo disse que nada ficará oculto.

  30. Podiam aproveitar a e fazer uma visita também ao Pe. Fábio de Melo, que está cada dia pior.