Morre o Cardeal Joachim Meisner, um dos quatro signatários dos Dubia.

 

Morreu hoje aos 83 anos, o Cardeal Joachim Meisner, um dos quatro signatários dos dubia. Mais informações podem ser encontradas aqui e aqui.

Anúncios

9 Comentários to “Morre o Cardeal Joachim Meisner, um dos quatro signatários dos Dubia.”

  1. Que Deus acolha a alma desse grande cardeal da Santa Igreja Romana. Obrigado pelas “dubbia”.

  2. Confesso que pensei que a Rádio Vaticana não citaria o fato de S. Ema. ter sido um dos signatários:

    “O Cardeal Meisner foi um dos quatro purpurados que escreveram uma carta ao Papa Francisco, pedindo esclarecimentos a respeito de 5 pontos da Exortação Apostólica Amoris Laetitia.”

    Miserere ei, Domine.
    Requiem aeternam dona ei, Domine.

    Que, contemplando a Sagrada Família, torne-se ele um intercessor pelos que aqui ficam para lutar em prol da família.

  3. O Reverendíssimo Cardeal passou para a eternidade, Infelizmente sem ao menos ser recebido por Bergóglio, Mas Deus sabe o que faz! Combateu o bom combate, que descanse em paz!
    “”Ora, a aspiração da carne é a morte, enquanto a aspiração do espírito é a vida e a paz.”
    (Romanos, 8:6)

  4. Morreu esperando! Incrível!

  5. Talvez essa seja a estratégia do Papa… esperar que todos eles morram e assim não precise responder nunca.

  6. “Respondeu-lhe o senhor: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Foste fiel no pouco, muito confiarei em tuas mãos para administrar. Entra e participa da alegria do teu senhor! Mt 25,21.
    Que o Senhor lhe descanso eterno a um servo tão fiel!
    Eis aí o servo bom e justo, além de uma vida extremamente exemplar, não se furtou ao dever de se indispor contra o erro, como solicitar com todo respeito ao papa Francisco para se esclarecerem as supostas dúvidas contidas na Amoris laetitia!
    De como ele tem se mantido nessa posição inflexível e se dispôs, com mais outros 3 cardeais, até mesmo partirem para uma correção pública, se necessario, dentro das atribuições que lhes conferem o proprio cargo de adjuntos papais!
    Nessa hora, ocorrem-se até pensamentos, como: teria falecido naturalmente ou vitimado por algum agente que lhe teria apressado seus dias de forma não perceptível; afinal, sua existencia não deixou de retardar os planos e mudarem as estrategias das metas de relativização da Igreja e deixarem os fieis à deriva que pareceriam ir dando certo, de algum modo algo emperradas por oposição dos 4 cardeais, dos quais ele era um deles…
    Excelente ideia seria D Muller ocupar-lhe o lugar!

  7. Li que ele morreu sentado enquanto rezava o Breviário antes da Missa. De qualquer modo, o que eu posso dizer é que pelo menos da parte dele agora não existe mais nenhuma DUBIA. Todas as questões foram respondidas por uma Autoridade infinitamente superior. R.I.P

  8. Será que ele comunicou o seu destino conforme prescreva a solicitação do vaticano afim de que os cardeais informassem seus futuros destinos?