Urgente – Correção filial ao papa Francisco.

Comentário introdutório de FratresInUnum.com – Com uma iniciativa que não acontecia há 700 anos, acaba de ser apresentada uma correção filial ao Papa Francisco. Seria uma iniciativa preparatória à correção formal a ser apresentada pelos cardeais do dubia, da qual falou repetidas vezes o Cardeal Burke?

O último caso ocorrido na história remonta a 1333, quando o Papa João XXII ensinou opiniões heréticas e foi corrigido por seus súditos.

Agora, uma carta de 25 páginas assinada por 40 clérigos católicos e leigos eruditos foi entregue ao Papa Francisco no dia 11 de agosto. Como nenhuma resposta foi recebida, a missiva foi divulgada neste domingo.

A carta, que está aberta a novos signatários, tem agora o nome de 62 clérigos e estudiosos leigos de 20 países.

Recebeu o título latino: “Correctio filialis de haeresibus propagatis” (literalmente, “Uma correção filial sobre a propagação de heresias”).

O documento afirma que o papa, por meio da Exortação Apostólica _Amoris laetitia_, e por outros atos magisteriais declarou 7 proposições heréticas acerca do casamento, da vida moral e da recepção dos sacramentos, facilitando a propagação de heresias a Igreja Católica.

Entre os signatários, dois brasileiros, Arnaldo Xavier da Silveira e Mons. José Luiz Villac. Destaque para a assinatura de dom Bernard Fellay, superior geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X. Abaixo, publicamos o resumo extraído do site oficial da iniciativa e o link para a íntegra do documento.

* * *

Por Correctiofilialis – Uma carta de vinte e cinco páginas, assinada por 40 clérigos católicos e acadêmicos leigos, foi enviada ao Papa Francisco no dia 11 de agosto último. Como até o momento o Santo Padre não deu qualquer resposta, o documento é tornado público hoje, 24 de setembro de 2017, Festa de Nossa Senhora das Mercês e da Virgem de Walsingham (Norfolk, Inglaterra, 1061).

Com o título latino“Correctiofilialis de haeresibuspropagagatis” (literalmente, “Uma correção filial em relação à propagação de heresias”), a carta ainda está aberta à adesão de novos signatários, já tendo sido firmada até o momento por 62 clérigos e acadêmicos de 20 países, representando também outros que não carecem da liberdade de expressão necessária.

Nela se afirma que o Papa, através de sua Exortação apostólica Amorislaetitia, bem como de outras palavras, atos e omissões a ela relacionados, manteve sete posições heréticas referentes ao casamento, à vida moral e à recepção dos sacramentos,resultando na difusão dasmesmas no interior da Igreja Católica. Essas sete heresias são expostas pelos signatários em latim, a língua oficial da Igreja.

Esta carta de correção contém três partes principais. Na primeira, os signatários explicam a razão pela qual lhes assiste, como fiéiscatólicos praticantes, o direito e o dever de emitir tal correção ao Sumo Pontífice. –– Porque a lei da Igreja exige das pessoas competentes que elasrompam o silêncio ao verem que os pastores estão desviando o seu rebanho. Isso não implica nenhum conflito com o dogma católico da infalibilidade papal, porquanto a Igreja ensina que, para que as declarações de um Papa possam ser consideradas infalíveis, ele deve antes observar critérios muito estritos.

O Papa Francisco não observou esses critérios. Não declarou que essas posições heréticas constituem ensinamentos definitivos da Igreja, nem afirmou que os católicos devem acreditar nelas com o assentimento próprio da fé. A Igreja ensina que nenhum Papa pode declarar que Deus lhe revelou qualquer nova verdade nas quais os católicos deveriam acreditar.

A segunda parte da carta é fundamental, uma vez que contém a própria “correção”. Nela se enumeram as passagens em que Amorislaetitiainsinua ou encoraja posições heréticas, e depois as palavras, atos e omissões do Papa Francisco que mostram, além de qualquer dúvida razoável, que ele deseja que os católicos interpretem essas passagens de uma maneira que é, de fato, herética. Em particular, o Pontífice apoiou direta ou indiretamente a crença de que a obediência à Lei de Deus pode ser impossível ou indesejável e que a Igreja deve às vezes aceitar o adultério como um comportamento compatível com a vida de um católico praticante.

A última parte, chamada “Nota de Esclarecimento”, discute duas causas desta crise singular. Uma delas é o “Modernismo”. Teologicamente falando,o Modernismo é a crença de que Deus não dotou a Igreja com verdades definitivas, as quais Ela deve continuar a ensinar exatamente do mesmo modo até o fim dos tempos. Os modernistas afirmam que Deus se comunica apenas com as experiências humanas sobre as quais os homens podem refletir, de modo a fazerem asserções diferentes sobre Deus, a vida e a religião; mas essas declaraçõessão apenas provisórias, e nunca dogmas imutáveis. O Modernismo foi condenado pelo Papa São Pio X no início do século XX, mas renasceu em meados desse século. A grande e contínua confusão causada pelo Modernismo na Igreja Católica obriga os signatários a descrever o verdadeiro significado de “fé”, “heresia”, “revelação” e “magistério”.

Uma segunda causa da crise é aaparente influência das ideias de Martinho Lutero sobre o Papa Francisco. A carta mostra como Lutero, fundador do protestantismo, teve ideias sobre o casamento, o divórcio, o perdão e a lei divina que correspondem às que o Papa promoveu através de suas palavras, atos e omissões. A Correctiofilialis também destaca oselogios explícitos e sem precedentes que o Papa Franciscofez do heresiarca alemão.

Os signatários não se aventuram a julgar o grau de consciência com que o Papa Francisco propagou as sete heresias que enumeram,mas insistem respeitosamente para que condene tais heresias, as quais elesustentou direta ou indiretamente.

Os signatários professam sua lealdade à Santa Igreja Católica, assegurandoao Papa suas orações e solicitando-lhe a Bênção apostólica.

VEJA O DOCUMENTO

Tags:

32 Comentários to “Urgente – Correção filial ao papa Francisco.”

  1. Francisco é o maior responsável por esse imbroglio que se meteu. Só ele é responsável. Inimaginável um Papa, Jesuíta, vir fazendo o que ele faz na Igreja! A Igreja já está dividida. Já há um ‘cisma branco’ na Santa Igreja. Esse homem deveria renunciar, para o bem da Igreja e para a sua propria salvação.

  2. Louvado seja Deus! Bergoglio precisa ser desmascarado em público.

  3. As reações, ao caos que toma conta da Santa Igreja Católica, estão ficando cada vez mais frequentes e maiores. Quanto mais elas forem ignoradas, mais crescerão.

  4. Nós, simples leigos, podemos também assinar? Caso positivo, como proceder?

  5. Deo gratias! Vou rezar um Te Deum e um Magnificat, de joelhos, para agradecer à Santíssima Trindade pela iniciativa desses clérigos e leigos católicos!

  6. Documento importantíssimo e histórico! Deus seja sempre louvado!

  7. Parece que a panela de pressão explodirá a qualquer momento devido ao aumento da chama por debaixo…
    Interessante notar que desde tempos certos poucos sacerdotes, Pe Linus Cleto, frei Rojão etc., e leigos têm liderado varios atos com respeito oposição ao papa Francisco concernente a certos seus ensinamentos que seriam ambiguos ou confusos e, especialmente depois que estaria cortejando as esquerdas bastante patentemente tenha também recebido pesadas reprimendas de muitos que o acusam de forma muito contundente com palavras bastante ofensivas!
    A pressão pareceria sempre em ascensão, particularmente depois de sua ida à Bolivia, apoiado a “Patria Grande” do comunismo internacional, recebido o “crucifixo” martelo e foice e adesão aos MST invasores de terras e predadores de bens alheios em nome dos “oprimidos e igualitarismo”, idem a inúmeros revolucionarios patifes líderes envolvidos com eles, assim como dedicando receptividade a todos quantos são chacais esquerdo-globalistas, mesmo os luteranóides.
    Temos por exemplo desde os primordios desse pontificado a síntese das denuncias no “um ano de pontificado, um ano de confusão” de Alejandro Sosa Laprida; “Teólogos Conservadores acusam o Papa de difundir heresia” (Associated Press); Com profunda dor … uma correção filial” (LMS Presidente) além de varios desabafos de pessoas físicas em cartas abertas e até recentemente a emissora TVamiga da Colombia, de José Galat etc.
    O papa Francisco agiria como as esquerdas que, sob pesado assedio, silenciam, recuam, dão um tempo até que baixe a poeira – e ele acobertado pelo silencio da midia globalista – e voltaria á carga oportunamente para sempre “avançar”!
    Notaram como vozes proféticas, dentre mais como D Sarah e D Schneider, esse em particular está aumentando o tom repressivo, aliás, premente necessidade?
    Não beirariam certas palavras e atitudes até a sabotagem doutrinaria de infiltrados sob os quais estaria sob ordens dentro do Vaticano?

  8. Quero ver no que vai dar… Mas, suspeito qu dará em nada. A reação será o silêncio.
    Resta-nos rezar.

  9. Alguém traduza a parte em latim, please..

  10. Alguém da “Ecclesiae Dei” assinou a “Correção Filial” ao papa?

  11. O Papa não respondeu aos 4 Cardeais – altos membros da Hierarquia. Vai responder a pessoas com posição bem menor? Lógico que não. Ele continuará a sua obra destrutiva, até quando Deus permitir.

  12. Se vós não falarem, as pedras falaram.

  13. Obrigado! Eu não tinha percebido.

  14. Fratres faz um grande bem ao povo cristão católico ao divulgar informações como essas. Tanto essa correção fraterna (filial, no caso) quanto as Dubia, são textos riquíssimos e verdadeiros, repletos daquele amor a Verdade que atrai e transforma, Coisa diferente são os comentários aqui publicados, desrespeitosos com a pessoa do Santo Padre. Devemos ser mais cuidadosos em nossas críticas, sobretudo se estas se dirigierem ao Sumo Romano Pontífice.

  15. Talvez algumas pessoas possam não se dar conta da gravidade desta correção, mas vejam bem a palavra que usaram: Heresia!
    Não foi erro ou equívoco, mas HERESIA. e isto em referência ao que o papa disse.
    Vou aguardar para ver a resposta de Francisco, mas muito provavelmente vai ser o silêncio ou alguma insinuação acusatória contra os autores.

  16. “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? (Lucas 18:8)

    Como diria William Shakespeare (Hamet):”há algo de podre no reino de Francisco”.
    Os erros são ensinados e difundidos, enquanto que, com grande facilidade, são negadas as verdades fundamentais da fé, que o Magistério autêntico da Igreja sempre ensinou e energicamente defendeu contra qualquer desvio herético. Pior. O episcopado mantém um estranho e eloquente silêncio e não reage mais.
    Há uma grande confusão geral, vítima da grande apostasia que se abateu sob a Igreja, bispos, sacerdotes, religiosos e fiéis. Quanto raras vozes falam com coragem e reafirmam a Verdade da fé católica (a exemplo de Santo Atanásio, bispo e doutor da Igreja, que denunciou o Ariarismo), não são mais escutados e, sim, publicamente criticados e escarnecidos.

    É preciso acordar e sair dessa Matrix em a Humanidade se encontra, à beira de um grande Castigo (novo Cisma, Guerras, desastres naturais…). O tempo urge, já estamos no limiar dos acontecimentos preditos pela Sagrada Escritura. “O mistério da iniqüidade já está em ação, restando apenas que seja afastado aquele que agora o detém (2Ts 2.7)”: papa Bento XVI. Mas está escrito: “Ferirei o pastor, e as ovelhas do rebanho se dispersarão” (Mateus 26:31).

    Nestes últimos tempos, na Igreja Católica permanecerá um “PEQUENO RESTO”, que será fiel a Cristo, ao Evangelho e a toda Sua Verdade, protegidos pelo Imaculado Coração de Maria. Este pequeno resto será formado pelos Bispos, Sacerdotes, Religiosos e Fiéis recolhidos no Cenáculo com vistas a preparar o caminho doloroso à segunda e gloriosa vinda de Jesus.

    Ainda existem pastores na IGREJA DE CRISTO que são capazes de colocar as suas cabeças em prol da fidelidade à mensagem cristã com relação ao matrimonio INDISSOLÚVEL, suportando inclusive o martírio, a exemplo de João Batista e Thomas More. Por outro lado, para Francisco et caterva, vale a advertência de São João Crisóstomo:

    “Os corredores do inferno estão pavimentados com crânios de bispos”.

  17. Esta carta pode abrir os olhos de muita gente para duas coisas:

    1 – O que o Papa está ensinando está errado

    2 – É possível contrariar o papa e continuar sendo católico.

  18. Bendigamos todos a Deus pela vida e pontificado de Francisco: não fosse eleito Bergoglio, não teríamos esse despertar dos purpurados. Se o próprio Burke tivesse sido eleito, a situação seguiria amarrada à hermenêutica da continuidade e ao respeito humano. Obrigado Senhor! Viva as vigarices do Vigário de Cristo! Que o “vento da mudança” assopre cada vez mais impetuoso sobre uma Igreja mofada e apodrecida por 50 anos de impostura.

    A propósito, é possível ver as assinaturas do documento?

  19. Nenhum dogma da Igreja foi dado direto por Deus. Todos eles são fruto de grandes disputas, debates acalorados e teologias que foram sendo sistematizados ao longo dos séculos. Portanto, há coisas anacronicas sim que devem mudar segundo o tempo. Aquilo que no século 11 era uma situação de fé, hoje deixou de ser, a fé da Igreja não se baseia em doutrinas, mas na revelação de Deus ao longo do tempo. Papa Francisco, legitimo e eleito de forma legítima tem autoridade sim para ensinar, para modificar e fazer com que o homem e a mulher de hoje encontre a Deus misericordioso. Ele não é herege nem um ignorante. Ignorante e heréticos são estes cátaros que vivem de proibições, normas e juizos, totalmente contrarios ao Evangelho.
    É bom lembrar que 300 teólogos assinaram uma carta de apoio a Francisco recordando que a comunhão com o papa é fundamental para a vitalidade da Igreja. Este cardeal embrutecido pelo rancor e ódio é representante de satanás. Seduz gente tola e conservadora para se beneficiar. Um homem de Deus jamais agiria desta forma. O que ele quer é criar uma igreja pra ele, segundo os criterios dele e segundo seus caprichos. Um tolo, herege e maquiávelico que come a desgraça de si mesmo.
    VIVA FRANCISCO…. QUE DEUS O CONSERVE. PREFIRO ERRAR COM O PAPA DO QUE SEM ELE.

    • Aprendeu direitinho a lição, padre: tudo é História…! Tudo é uma construção! Vamos desconstruir ao som da tecno-brega tango…! Viva Hegel! Viva a Mãe Joana!

      Tudo é contingente, nada dura mais que uma dolente sauna do clerossauna babão e sujo…. : legião, um nome…

      Vocês apodreceram e nem desconfiam disso.

    • Os comunistas estão escomungados automaticamente ou isso também caiu?
      Entre os Sacramentos, quais podemos colocar no Outlet?
      Até a Resurreição será relativizada?
      A Verdade muda com o tempo?
      Sopodeserbrincadeira!!!

    • Caro padre João Mendonça,sdb,
      Duas perguntas que não se querem calar:
      i) Na sua formação religiosa, você ouviu falar do “Arianismo”?!?
      ii) Na sua bíblia, existe a seguinte admoestação de Cristo:
      – “Mas Jesus voltou-se para Pedro e disse: “Afasta-te de mim, Satanás. Tu és para mim uma pedra de tropeço, porque não tens senso para as coisas de Deus, mas para as dos homens”.

    • São Paulo adverte que aqueles que se aproximam da eucaristia sem estarem em estado de graça agravam a sua situação. Quer dizer então que esta regra só é válida até o papado de Francisco, depois dele pode fazer o que quiser?

    • Para os modernistas a única revelação que não muda com o tempo é a respeito do dízimo e das ofertas. Aí todos os versículos bíblicos são interpretados ao pé da letra. Se D. Bosco tivesse ideia de que ponto chegariam os sacerdotes de seu Instituto…

    • Caro padre João Mendonça,
      O sr afirmou: “Aquilo que no século 11 era uma situação de fé, hoje deixou de ser, a fé da Igreja não se baseia em doutrinas, mas na revelação de Deus ao longo do tempo”.
      Tirando o lado completamente ‘doutrina líquida’, pergunto:
      1 – Então o sr está dizendo que Deus usa uma regra diferente para cada pessoa, tendo em vista a situação cronológica em que ela nasceu? Isso não seria uma tremenda INJUSTIÇA da parte dEle?
      2 – Então Jesus Cristo não é o mesmo ‘ontem hoje e sempre’?
      3 – Então a frase ‘céus e terra passarão, mas minhas palavras jamais’ eram apenas um blefe?
      A comunhão com o papa é fundamental para a vitalidade da Igreja, DESDE QUE ele também esteja unido à Igreja! Um papa separado da doutrina de Cristo não merece a comunhão nem o apoio dos fiéis.
      Aguardo resposta coerente, que não seja o típico silêncio bergogliano ou argumentos do tipo “prefiro errar com o Lula do que apoiar golpistas”.

    • Outra coisa, Padre João Mendonça, Deus não “se revela através do tempo”. A Revelação já está finda, terminou com os apóstolos, anátema seja quem acrescentar qualquer coisa ao que já foi revelado. Isso que o sr afirmou é uma heresia, e faz ver o PÉSSIMO nível de formação que estão dando em seminários, mais especialmente na sua ordem.

    • Infelizmente muitos Srs. Padres, foram inocentemente enganados em seus seminários. Não tiveram clarividência suficiente para perceber que era o inimigo em pele de cordeiro que os ludibriava e entranharam-se no erro. Se até há seminários que expulsam os seminaristas que apanham a rezar o terço!!? No final, a igreja triunfará, mas até lá as dores são tremendas.

  20. Finalmente vemos alguma reação contra atitudes infames desse papa, mas, ainda falta a principal que seria referente a manifestações em favor do socialismo (ideologia nefasta e ANTICRISTÃ), a exemplo das declarações de Francisco em prol da execrável “pátria grande” na América Latina.