“Ouso dizer, a Igreja nunca esteve tão bem”.

Algumas razões para a imagem acima, segundo a corte bergogliana:

  1. Aquecimento global;
  2. Crise migratória;
  3. Desemprego dos jovens;
  4. Mudança da embaixada norte-americana para Jerusalém.
Tags:

23 Comentários to ““Ouso dizer, a Igreja nunca esteve tão bem”.”

  1. “Ouso dizer, a Igreja nunca esteve tão bem”.
    Oi???

  2. Algumas razões para a imagem acima, segundo a corte bergogliana:
    Aquecimento global;
    Crise migratória;
    Desemprego dos jovens;
    Mudança da embaixada norte-americana para Jerusalém.
    Acrescentemos:
    Eleição de Trump – essa foi imperdoável, embora pela midia globalista Hillary já estava eleita.
    Presepio do Vaticano 2017 com 3 outros estranhos reis magos, esses contemplando um pobre macérrimo “imigrante” e nesse sinistro cenario, um falecido antecipadamente ao fundo que caracterizariam os miseraveis causados pelos capitalistas – jamais pelas pobristas esquerdas, nunca essas, devido à “opção preferencial pelos pobres”!
    Diferentemente, creríamos ser esse presepio o da maçonaria eclesiástica dentro do Vaticano, ativíssima, com aval do papa Francisco, o qual, além de o recomendar para ser apreciado pois, se estimou a parodia da cruz incrustada no emblema comunista martelo e foice do cocaleiro Evo Morales, porque motivos se oporia a essa profanação em forma de presepio?

  3. Onde está aquela matéria do Fratres com dados oficiais do Vaticano em que mostra a enorme queda do número de fiéis nas audiências e encontros com o o papa?

  4. O Papa Francisco fala muito sobre o mundo e fala muito pouco sobre a via eterna. Quanto a mim, está tudo dito, pois o problema do ser humano não é mundano, mas espiritual.

  5. Como diz o ditado, “uma imagem diz mais que muitas palavras”, no entanto não pode faltar um comentário a respeito dessas duas imagens.

    O pontificado de Bento XVI tinha tudo para ser um grande pontificado (e vinha dando mostras disso), no entanto foi “abortado” pelos lobos contra os quais Bento XVI tinha advertido desde o início do seu pontificado.

    Não tenho conhecimento aprofundado sobre história da Igreja, no caso, história recente, mas, diante das notícias já postadas aqui no Fratres, vê-se que já havia desde longa data, um plano ou projeto para um pontificado “progressista e liberal”, que promovesse os ideais de esquerda. Agora, ao meu ver, o estranho nisso tudo, é que um pontificado de direita (valores judaico-cristãos) se interpusesse entre o pontificado de João Paulo II e o de Bergoglio, atrasando dessa forma a implantação do pontificado revolucionário que os lobos há tanto tempo já desejavam.

    Por que isto aconteceu? Qual seria a razão disso?

    Parece que há nisso tudo um mistério, o qual Bento XVI ainda porta, mas silenciosamente.

    Seria Bento XVI o Bispo vestido de Branco do 3º Segredo de Fátima???

    Uma opinião.

  6. Esta foto está boa para estampar o “Sensacionalista – Um Jornal Isento de Verdade”.

    Para que isso meus irmãos? De verdade, qual é o objetivo?

    Se querem “fazer” uma análise dos números por que não pegam estatísticas? Como por exemplo, em 2012 mais 2,3 milhões de peregrinos e visitantes se juntaram ao Papa Bento XVI para uma audiência, ação liturgica ou oração no Vaticano.

    Em 2016 mais de 3,9 milhões de peregrinos visitaram e participaram de eventos papais junto ao Papa Francisco no Vaticano. 2015 3,2 milhões e em 2014 5,9 milhões. Se quiserem ser mais sérios, podem até analisar o “porque” os números do Papa Francisco decrescerem em seu próprio período como Pontífice. Levem em consideração sim o que vocês chamam de “crise” no interior da Igreja, mas também levem em consideração a onda de terrorismo, fatores externos, etc.

    Dá pra fazer algo bem mais sério e digno do que colocar uma foto como essa, francamente!

  7. Resposta do Clero Progressista a esta postagem:

    Citaram os problemas abaixo como causa para o desaparecimento de fiéis:

    Aquecimento global;
    Crise migratória;
    Desemprego dos jovens;
    Mudança da embaixada norte-americana para Jerusalém.

    Tudo errado, pois o problema é um só!

    Muito mais grave e nocivo para a igreja pós-conciliar e muito mais prejudicial do que qualquer coisa que o diabo, se existisse, poderia fazer.

    Um problema tão sério, mas tão sério, que impede a comunhão dos católicos com os nossos irmãos protestantes. Tão absurdo, mas tão absurdo, que elimina qualquer possibilidade de que os nossos irmãos muçulmanos nos aceitem e carros parem de nos atropelar e bombas parem de explodir em igrejas. Tão medonho, mas tão medonho, que impede que homens de sexo neutro, masculino, feminino, as duas coisas juntas ou nenhuma das coisas, possa comungar estando em pecado.

    Aliás, o que é o pecado senão um conceito ultrapassado? Quem somos nós para julgar?

    Mas julgaremos e combateremos o verdadeiro culpado.

    O culpado, senhores, vamos lhes dizer agora:

    O verdadeiro culpado é o clero conservador!!!

    É este clero que insiste em rezar voltado para uma parede, que continua passando adiante o que vem sendo ensinado por todas as eras, que se apega a uma tradição ultrapassada de 2 mil anos, que não percebe que o mundo mudou. A culpa é do clero retrógrado, que defende uma missa em uma lingua morta, em que as pessoas se humilham ajoelhando-se o tempo inteiro.

    O homem, este ser explorado por capitalistas malvados, não pode se ajoelhar a ninguém!

    Quando será que o clero conservador vai aprender que São Turíbio de Mogrovejo estava errado quando dizia que “Cristo é a verdade, não o costume”?

    Aliás, quando os leigos conservadores vão perceber que todos os santos estavam errados?

    Que todos os papas estavam errados?

    Que Cristo, se é que existiu, não quis bem dizer o que está escrito nos evangelhos?

    E que somente NÓS, os padres desta nova igreja pós-conciliar, vestidos de atabaque, boné do MST e roupas coloridas, fazendo nosso despacho no altar junto com mães-de-santo, é que sabemos o que é bom para a igreja.

    Nós, os padres progressistas da teologia da libertação, ousamos afirmar, contra todos os fatos e contra todas as fotos, que a igreja nunca esteve tão bem!!!

    – Assinado:

    Huguinho, Zezinho e Luisinho

    Cantores, atores e padres
    Diretores da pastoral da inclusão homoafetiva.
    Diretores da pastoral muçulmana para correção dos erros da tradição,
    Membros da CNB do B.
    Afiliados ao PT desde 1980

  8. “Uma imagem vale mais que mil palavras” , segundo a sabedoria popular.
    Pessoal,
    Realmente fiquei perplexo quando vi pela TV essa audiência papal. Onde foram parar as ovelhas?
    Para quem sabe ler um pingo é letra. Sem comentários!!!
    Em tempo:
    Sr. Thiago (irmão gêmeo do César), essa imagem representa a decadência do atual papado. Francisco é o “papa do fim do mundo” que assistirá de camarote a demolição do edifício da Igreja (Vaticano), a exemplo de Nero que colocou fogo em Roma e colocou a culpa nos cristãos.
    Quem viver, verá!

  9. Espero que estejam todos rezando e fazendo penitência pelo Papa e pela Igreja, tanto quanto fazem críticas ao Papa Francisco. Obs: não que não haja o que se criticar, mas tenho certeza que só isso não vai mudar NADA a terrível situação na qual nos encontramos. Uma coisa é a justa denúncia do erro, das heresias e das armadilhas, outra coisa é ficar buscando a todo custo provar que “está certo”, fazendo desse pandemônio uma ocasião de pecado para si mesmo. Estamos preocupados com o verdadeiro bem da Igreja, conversão e santificação do clero e salvação das almas, ou apenas preocupados em escrever textos enormes mostrando como somos versados na crise da Igreja?

    • Em parte, vc tem razão. Depois, começa a miar e derrapar com argumentozinhos Opus Day: “bora ficar quietinho e rezar na gaiolinha barroca de ouro”.

      Resposta: Só isso não deu resultado algum. Só piorou a situação e fez crescer a cara de pau e a ousadia satânica dos pérfidos que agora se apossaram da Santa Sé e detonam a Igreja por dentro e por fora.

      Jesus Cristo saía pelas ruas refutando e desafiando a perfídia dos fariseus.

      Então, Felipe, tome rumo na vida e deixe de lado o deus miador que vc fez à sua própria imagem e semelhança.

    • Caro Felipe. Deixe-me perguntar uma coisa. Será quando você utiliza uma mão deixa de trabalhar com a outra? Será que quando anda na rua não consegue falar e pensar ao mesmo tempo ? Tem essas dificuldades? Será que quando estava a fazer a sua crítica deixou de poder rezar pela Igreja? Faça um esforço assim, talvez daqui a algum tempo, consiga pensar corretamente e escrever ao computador ao mesmo tempo,

    • Acho que os senhores não me entenderam. Disse que é justo, e é necessário, denunciar os erros. Mas apenas isso, sem procurarmos pessoalmente o crescimento de uma vida interior, não vai adiantar de muito. A melhora da Igreja vai começar a partir do momento que eu, e cada um de nós, crescer em santidade (sem prejuízo para o dever de denunciar os erros). Não disse para aceitarmos que alguns pastores estejam entregando as ovelhas aos lobos, como se estivesse tudo muito bem. Se não fui claro, espero ter sido agora.

  10. Caro Felipe, desde que fui diagnosticada com um câncer agressivo não tenho feito outra coisa senão procurar crescer em santidade.
    A proximidade da morte tem esse poder sobre aqueles que crêem e esperam nas promessas de Cristo! O mundo material passa a ter pouco ou nenhum valor e assim procuramos cultivar nosso Castelo Interior ao mesmo passo que tentamos ignorar as feras e monstros que rondam esse castelo, como bem nos aconselha Santa Teresa de Ávila.
    Mas tenho acompanhado também outras pessoas que lutam contra essa mesma doença e vejo a catástrofe que é enfrentar essa doença sem a fé sobrenatural. É de partir o coração ver essas pessoas recorrendo à yoga, a toda sorte de exoterismos porque os impostores que tomaram de assalto a Igreja estão mais preocupados em pregar uma utopia temporal que nada acrescenta às pessoas na minha condição.
    Então eu lhe pergunto, como essas pessoas vão crescer em santidade se sequer conhecem as verdades da Fé? Acho que você é que ainda não entendeu que Jesus nos deixou uma Igreja com todos os meios de salvação justamente para que tivéssemos os meios necessários para cultivar uma vida interior!
    Tenho sido assídua à Comunhão e durante a meditação eu sempre repito:
    _ Senhor Jesus, nesse momento em que o Vosso Precioso Sangue se mistura ao meu, eu sei que podes curar cada uma de minhas células doentes, Vós que me criastes tens o poder de por ordem no meu caos como fizestes quando criastes o mundo!
    Mas como posso dizer à minha amiga e companheira de quimioterapia para que faça o mesmo se ela vive em adultério com seu companheiro? Como posso dizer a ela para fazer comunhões frequentes sem antes romper com a vida de adultério? O que posso dizer a ela quando ela me diz que o “Papa” agora a autoriza?
    Infelizmente, para muita gente é impossível crescer em santidade ouvindo o que vem de Roma e exatamente por isso é necessário que as heresias sejam combatidas e os lobos desmascarados.

    • Perfeito, Gercione. Melhoras!

    • Cara Gercione, agradeço seu exemplo pelo texto explicando a forma sobrenatural como enfrenta essa doença. Peço desculpa pelas vezes que fui agressivo aqui neste blog, e peço também que ore por mim, para eu também um dia ser como você é hoje.

  11. É lamentável a decaída de público.Nas bênçãos Urbi et Orbi de Bento XVI,o público presente amava ver o Sumo Pontífice,e ele certamente retribuía,pois desejava Feliz Natal/Páscoa em mais de 60 línguas.O Papa Francisco,por sua vez,fala somente em italiano.Outro aspecto é a solenidade da bênção–enquanto nas bênçãos ratzingerianas,colocava-se um Trono papal,o Papa usava mozzeta,ou casula,ou pluvial,nas bênçãos de Francisco ele usa apenas uma batina branca.O Papa também não canta a bênção(o que não é nenhuma novidade),mas há um vídeo interessante na internet chamado “A nova bênção Urbi et Orbi de Francisco e a diferença com os seus predecessores”