Foto da semana.

Terremoto. Hóstias encontradas intactas no tabernáculo. «Jesus sob os escombros» de Arquata.

Por Alessia Guerrieri, 21 de fevereiro de 2018 – Avvenire | Tradução: FratresInUnum.com: Aconteceu numa igreja desabada. No interior do tabernáculo, a âmbula estava caída, mas não se abriu. E as partículas, apesar dos muitos meses decorridos, se mantiveram intactas: sem nenhum mofo ou alteração.

Quase que imediatamente nos traz à mente o milagre eucarístico de Siena, ocorrido em 1730. Um tabernáculo do século XVI soterrado durante meses sob os escombros da igreja de Santa Maria Assunta di Arquata, destruída pelo terremoto de 2016. A dúvida então era se essa obra tão cara aos paroquianos estava perdida de vez.

Finalmente, a sua descoberta em um cômodo onde há algumas semanas os carabinieri (policiais) do Núcleo de Tutela do Patrimônio Cultural o haviam colocado com todo cuidado e a salvo das intempéries. E, finalmente a sua abertura e, no seu interior, a âmbula que bem fechada guardava intactas quarenta hóstias perfeitamente conservadas. “Se sentia ainda a fragrância, é algo que nos comove – foram as primeiras palavras do bispo de Ascoli Piceno, Monsenhor Giovanni D’Ercole – é um sinal de esperança para todos. Nos diz que Jesus também é uma vítima do terremoto como todos nós, mas que ele saiu vivo dos escombros”.

Outro que não conseguiu conter as lágrimas foi padre Angelo Ciancotti, cura da catedral de Ascoli Piceno, que foi o primeiro a ter em suas mãos o achado. Sua mãe é natural de Pescara del Tronto e seu pai de Arquata del Tronto. Logo após o terremoto na Itália central, o pároco se comprometeu a recuperar “aqueles pedaços da minha história e da história de muitos, aos quais as pessoas estão muito ligadas” diz ele. Algumas semanas atrás, ele conseguiu trazê-lo de volta, empoeirado e gasto, para a sacristia da igreja principal de Ascoli. “O problema foi abri-lo – diz ele — mas minha paixão pelas chaves dos tabernáculos me ajudou”.

Em uma gaveta onde ele guarda sua coleção, havia uma única chave e ele começou por ela. “Já na primeira tentativa o tabernáculo se abriu – prosseguiu com entusiasmo – dentro a âmbula se encontrava em posição horizontal, mas fechada, e no seu interior o corpo de Cristo, depois de mais de um ano e meio intacto, tanto na cor quanto na forma e cheiro. Nenhuma bactéria ou mofo, como acontece com toda as hóstias depois de algumas semanas. E ainda assim, há um ano e meio de distância, pareciam ter sido confeccionadas no dia anterior”.

Então se ouviu falar como João Paulo II que, diante do milagre eucarístico de Siena, exclamou: «Aqui está a Presença». A mesma frase que agora Pe. Angelo continua a repetir para aqueles que junto com ele testemunharam a “descoberta prodigiosa e inexplicável”. Para aqueles que têm fé, “e para mim é um milagre – diz ele -, mas acima de tudo é uma mensagem para todos: é um sinal que nos chama à centralidade da Eucaristia”. Além disso, de acordo com ele, é um hino de esperança para os jovens: “Jesus nos diz eu estou aqui, eu estou entre vocês. Confiem em mim”.

6 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Bendito seja Deus que, nestes tempos de pouca fé, se digna nos dar sinais da sua Presença na Eucaristia; tempos estes em que se diminui a fé e o respeito pela Eucaristia, infelizmente até mesmo por parte de sacerdotes e bispo.

  2. O fato de estarem intactas, sem sinal de mofo ou coisas do tipo, é um sinal celestial.
    Aproveito para lembrar que o bispo mencionado na notícia, Dom Giovanni D’Ercole, foi o que articulou o reconhecimento pontifício dos Arautos do Evangelho junto a João Paulo II.

  3. Esse mesmo N Senhor Jesus Cristo desses portentos é o mesmo propositadamente profanado diariamente dentro de nossas igrejas com ajuda dos que mais deveriam cuidar da S Eucaristia a fim de Lhe preservar toda a adoração e atenção a quem tem todo direito e merece!
    Porém, tudo se dá ao inverso pois os fieis nunca são advertidos de se prepararem para a receber em estado de graça, praticamente zero de advertencias, raríssimo ouvir, e com a devida modestia com que se deve comportar, particularmente dentro da Igreja e, muito menos de forma devida das mulheres que comparecem em grande quantidade, varias delas muito indecentes, iguais a prostitutas às portas de moteis ou parecendo terem vindo da boite e resolvido dar uma “passadinha” na Igreja, aproveitando a chance para assistirem à Missa, não a distinguindo de um evento qualquer, muitas paroquias ainda promovendo tantos ruídos com palmas e sonzãos…
    Além disso, varios homens comparecem com roupas parecendo estarem vindo de ruas de lazer, saindo de clubes, de bermudão, camisetas, roupas de clubes e mostraria até nomes dos deuses dos esportes que também incensam e propagam, mesmos ambos conferindo mensagens durante a celebração.
    Ajuntando às abominações acima, obras da maçonaria eclesiástica, sem falar no pisoteio pela perversa entrega da S Comunhão nas mãos – talvez mais uns 90% a recebem dessa forma – muitas partículas caem garantidamente no chão e/ou presas nas mãos sem percepção a olho nu e são pisoteadas, mesmo hostias desviadas para cultos satãnicos, além de muito menos a recepção ser de joelhos e na boca, havendo até paroquias que proíbem como não sendo apenas nas mãos!
    Sem contar a S Comunhão dada a comunistas, caso do também abortista Lula, como recentemente e noutras ocasiões,..
    *“O mesmo sucederá com a Sagrada Comunhão. Mas, ai! quanto sinto ao te manifestar que haverá muitos e enormes sacrilégios públicos e também ocultos de profanação da Sagrada Eucaristia. …. Meu Filho Santíssimo ver-Se-á jogado ao chão e pisoteado por pés imundos”
    * N Senhora do Bom Sucesso.

  4. “Meu Senhor e meu Deus”
    “Jesus, Manso e Humilde de Coração. Fazei o meu coração semelhante ao Vosso”

  5. O problema do recato das mulheres nas igrejas parece acontecer apenas no Catolicismo, porque no meio evangélico elas estão-se vestindo como outrora as católicas: com elegância e recato. O resultado perverso da orientação de “ser normal”, dada por muitos líderes católicos sob a alegação de facilitar o acesso a quem se dirige a evangelização, desconhece a abrangência dos espaços de atuação da agenda revolucionária, e muitas mulheres (especialmente as solteiras) julgam estar chamando a atenção dos homens, mas inconscientes dos apelos sexuais pesados nesses cortes e detalhes das roupas da moda atual. Nos surpreende a cada dia o potencial desdobrado em taras a serem encorajadas por aquela agenda embutido nessas modas. Ou seja, as mulheres estão sendo inocentes úteis nesse processo em que elas são e serão as primeiras vítimas.

  6. Emocionante. Jesus disse: estarei com vocês até o fins dos tempos. Uma verdade que está presente na Santa Eucaristia.