Vaticano adultera foto da carta de Bento sobre Francisco

Viganò

CIDADE DO VATICANO – Por Nicole Winfield em Associated Press – O Vaticano admitiu nessa quarta-feira que alterou uma foto enviada à mídia de uma carta do papa emérito, Bento XVI, sobre o papa Francisco. A manipulação alterou o significado da imagem de forma que viola os padrões da indústria do jornalismo fotográfico.

O escritório de comunicações do Vaticano divulgou a foto da carta na segunda-feira, véspera do aniversário de cinco anos do pontificado de Francisco. A carta foi citada por Monsenhor Dario Viganò, chefe das comunicações, para refutar críticos de Francisco que questionam o seu peso teológico e filosófico e dizem que ele representa uma ruptura com a mente doutrinal do pontificado de Bento.

Na parte da carta que é legível na foto, Bento XVI elogiou um novo volume de livros sobre a teologia de Francisco como prova do “preconceito tolo” de seus críticos. O projeto do livro, escreveu Bento, “ajuda a ver a continuidade interior dos dois pontificados, com todas as diferenças de estilo e temperamento”.

O Vaticano admitiu para a Associated Press nessa quarta-feira que apagou as duas últimas linhas da primeira página, onde Bento começa a explicar que ele realmente não leu os livros em questão. Ele escreveu que não pode contribuir com uma avaliação teológica sobre a obra acerca de Francisco, conforme solicitado por Viganò, porque ele tem outros projetos a serem feitos.

Um porta-voz do Vaticano, falando sob anonimato, não explicou por que a Santa Sé desfocou as linhas, além de dizer que nunca pretendia que a carta completa fosse divulgada. Na verdade, a segunda página inteira da carta é coberta na foto por uma pilha de livros, com apenas uma minúscula exibição da assinatura de Bento, para provar sua autenticidade.

O conteúdo perdido alterou significativamente o significado das citações que o Vaticano escolheu destacar, que foram amplamente aceitas pela mídia. Essas citações sugeriam que Bento tinha lido o volume, concordou com os mesmos e lhes deu o seu total endosso na avaliação. A adulteração da foto é significativa, porque os meios de comunicação dependem dos fotógrafos do Vaticano para imagens do papa em eventos que de outra forma estão fechados para mídia independente.

Viganò leu partes da carta durante uma conferência de imprensa de lançamento do volume, incluindo as linhas que foram escondidas. Um jornalista que participou da apresentação, Sandro Magister, transcreveu os comentários de Viganò e postou-os em seu blog. Mas Viganò não leu toda a carta. O Vaticano não respondeu a um pedido para ver o texto completo.

A maioria das mídias de notícias independentes, incluindo The Associated Press, seguem padrões rígidos que proíbem a manipulação digital de fotos.

“Nenhum elemento deve ser digitalmente adicionado ou subtraído de qualquer fotografia”, lê-se nas normas da AP, que são consideradas como padrão de indústria entre as agências de notícias.

Viganò dirige a nova Secretaria de Comunicação do Vaticano, que trouxe todas as mídias do Vaticano sob uma só direção, em uma tentativa de reduzir custos e melhorar a eficiência, parte dos esforços de reforma de Francisco. A recente mensagem do escritório para o Dia Mundial das Comunicações Sociais da Igreja denunciou as fake news (notícias falsas) como más e exortou a mídia a buscar a verdade.

Comentário do FratresInUnum: O desespero no Vaticano pela impopularidade de Francisco deve estar grande, a ponto de fazerem isso. A necessidade do respaldo de Bento XVI não deixa de ser uma confissão da falta de autoridade moral de Francisco. Realmente, não havia pior modo de celebrar o quinto ano de sua eleição. O vexame anuncia o fim deste pontificado e é prenuncio de uma futura renúncia? Só o tempo dirá!

 

33 Comentários to “Vaticano adultera foto da carta de Bento sobre Francisco”

  1. A coisa está muito pior do que se possa imaginar.
    E Bento XVI está vivo! Se morto, obviamente, nada diria ou escreveria.
    Fico imaginando: e os outro que morreram desde, digamos, Pio IX para cá?
    O que escreveriam, não?

  2. Ter-se-ia impressão que o atual Vaticano se sente num sufoco total, desprestigiado, desejaria agarrar-se a qualquer um para não se afundar cada vez mais e o papa emérito Bento XVI seria essencialmente proveitoso para tal missão.
    Como uma pessoa treinada e sumamente experiente em críticas literárias, eu não diria que essas palavras teriam sido escritas por Bento XVI em resposta ao “presente” aludido: não leu mas os julga bons…
    Imagine ele, por ex., conferindo e externando suas conclusões acerca dos números 297 e 298 da “Amoris laetitia” – quantos calafrios sentiria…
    Recordemos ambos estarem em situações desintonizadas, bastando se compararem os dois pontificados e certos novos componentes leigos ou não do Vaticano em diversos setores que talvez agiriam como as esquerdas, seriam mestres em engendrarem falsificações e embustes para tentarem mostrar o que não são.

  3. Bento XVI, como sempre, foi sutil. Deixou a entender que não leu porque tinha coisa melhor a fazer…

  4. kkkkkk, voces estao desesperados com Francisco, Voces amam mais suas ideias conservadoras que a santa Igreja. Que pena. Voces confrimam que a ideologia pode substituir a fé

    • Nós desesperados? Eles adulteram uma carta do papa emérito e nós que estamos desesperados? Talvez você precise de um tratamento urgente!!!!

    • Francisco disse que todas as religiões são caminhos para salvação.
      Você pode, com todo o seu amor ao Francisco, me mostrar como isso é possível sem negar o sacrifício salvífico?

    • O Sr. Deve entender que não estamos conversando sobre o Clube de Futebol da nossa cidade… Mas sim de uma instituição sagrada que foi construída através de sacrifícios impensáveis de centenas de milhares de pessoas, produziu conhecimentos com sua doutrina que mudaram a Justiça, as relações sociais, as ciências e as letras, ….
      E agora estamos nos queixando de um aparelhamento e corrupção de conceitos e princípios fundamentais ao cristianismo por um Papa e sua “equipe” bem treinada através de medidas ambíguas e autoritárias que nada tem haver com o cristianismo da Igreja Católica A. Romana.
      Em resumo: não queremos que por falta da cobrança justa e devida esta situação vá mais longe a ponto de sofrermos um Cisma. Portanto ninguém está desesperado como um
      Idiota sem rumo, e sim estamos lutando com clareza e justiça para que esta situação se normalize. E não estamos lutando por nenhuma ideologia. Tenho a impressão que vc não sabe nada sobre a Igreja Católica Apostólica Romana!!

    • Kekekeke

      Se me permite o conselho, visto que seu caso é desesperador, sugiro que, para minorar o estado dramático do seu senso de irrealidade, vc não aposte em tratamentos de cromoterapia com cristais e galhos de arruda na cabeça, nem saunaterapia, nem em despachos de macumba à beira Rio, como os de Dom Tempesta e Dom Magnus Thronus.

      Procure logo um exorcista!

      E deixe de ser hipócrita ao falar de “santa Igreja”; todo mundo sabe o que vocês, liberteiros bufões e espertalhões, falam da Igreja: que ela foi e é uma grande prostituta “aliada aos poderosos” e “mantenedora ideológica de um sistema de opressão social”.

      Vá se tratar, seu hipócrita descarado.

  5. Pra mim seria uma surpresa, mas sou da opinião que Francisco não renunciará. Daqui pra frente tem muitas pautas na mesa que dependem do seu governo: o sínodo sobre os jovens e sobre a amazônia, a conclusão da comissão sobre o diaconato feminino, uma possível reinterpretação da “humanae vitae”, a nomeação de mais cardeais alinhados ao pensamento teológico liberal.

  6. Admitiram, mas agora já foi, a Globo já noticiou. Certamente a retificação da adulteração não vai aparecer.

  7. A cátedra de Pedro já está vacante! O Papa Francisco não se comporta como se espera de um sucessor de Pedro. É egoista, autoritário, ambíguo, dissimulado, etc. Não enfrenta os problemas de frente, parecendo não confiar na providência divina. Não queremos o mal de Francisco na mesma medida que não queremos um cisma na Igreja.
    Peço a Deus que esta situação se resolva a contento: com a conversão de Francisco ou sua substituição.

  8. Como o papa Bento XVI é culto, sábio e irônico (no bom sentido da palavra). Isso tudo ficou revelado no nessa carta, principalmente no último parágrafo:

    “No entanto, não tenho vontade de escrever uma página teológica curta e densa sobre eles, porque em toda a minha vida sempre ficou claro que eu escrevi e me expressaria apenas em livros que eu também realmente leio. Infelizmente, mesmo por razões físicas, não consigo ler os onze volumes no futuro próximo, ainda mais porque já estou aguardando outros compromissos.”

    Comentário 1: Bento XVI sempre fica claro o que eu escreve X Francisco: tudo fica confuso/dúbio/ambíguo/impreciso/vago o que ele escreve

    Comentário 2: Bento XVI prioriza outros compromissos – mesmo por razões físicas (que perder meu tempo com VAIDADES, FUTILIDADES, COMPLEXO DE NARCISO…).

    Moral: Francisco é um ANTIPAPA usurpador do trono de São Pedro. Não me resta mais dúvidas disso!

  9. “A necessidade do respaldo de Bento XVI não deixa de ser uma confissão da falta de autoridade moral de Francisco.” ( BRAVÍSSIMO, BRAVÍSSIMO!!!!!!!!! )

    O Vaticano está louco, muito louco pra mostrar a continuidade entre Bergóglio e Bento XVI, mas percebe que está sendo impossível forçar tamanha barra pra fazer isso.

    O que mais me enoja é ver Bispos, padres, cardeais, querer dizer que o círculo é quadrado e que dois mais dois são três e querer que engulamos uma nojeira dessa…
    Repito, nem no tempo das loucuras mais absurdas no pontificado de Paulo VI assistimos um descalabro diabólico assim…

    Minha Nossa Senhora, ler uma homilia de Bento XVI, ler um livro dele, e ler um livro de Bergóglio ou ler uma homilia dele no palacete S. Marta e dizer que o conteúdo e a estrutura são as mesmas, é dizer que uma cuíca e um violino tocando são da mesma qualidade…..
    MENOS, POR FAVOR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    O dia que o “pontificado” de Bergóglio estiver em continuidade com o PONTIFICADO de Bento XVI podemos dizer que a lua é o sol e o sol é a lua.

    Que vergonha….Alterar uma foto…Que desespero…

    Mas isso é pouco diante da tragédia que Bergóglio está causando na Igreja…

    Ele disse que talvez dividisse a Igreja, então, penso que ao menos nisso acertou…Se ele pensa que mexendo no celibato, “ordenando” diaconisas, detonando a Moral, os Bispos, cardeais e padres, SÉRIOS e CATÓLICOS vão aceitar tranquilos, ele está REDONDAMENTE ENGANADO…

    Que bom que CATÓLICOS verdadeiros sérios como o Bernardo K. acordaram a tempo, o que não aconteceu no infeliz pós concílio…

    Ou se interpreta o Vaticano II na esteira do Magistério Perene da Igreja, e anula-se o que está contra, ou viveremos numa eterna palhaçada, dizendo por exemplo, que S. Pio X foi um precursor do Concílio, que Pio XII é o Papa mais citado no mesmo, etc, procurando respaldar as ambiguidades e falsidades ditas nos documentos do Concílio.

    Bergóglio se empenhou e se empenha em tirar as últimas consequências de uma interpretação liberal e progressista do Concílio, e está recebendo o troco, virou um BOBO da Corte, da Corte que ele tanto ojeriza…Que tiro no pé…Por essa ele não esperava…

    Ele, seu grupo dos 8, seus Humes e Maradiaga e Kaspetas da vida estão se frustrando…

    Olhem as saídas dele da Basílica São Pedro e tirem as conclusões; se aquilo é normal, todos enlouquecemos e não percebemos…

    Não desanimemos pois ainda não se cumpriu: “POR FIM MEU IMACULADO CORAÇÃO TRIUNFARÁ”!!!

  10. Seria ideal a publicação deste artigo em português:
    https://adelantelafe.com/tu-tambien-benedicto-algunos-pensamientos-definitivos-sobre-josef-ratzinger/

    Uma análise equilibrada do papa Bento XVI, “o grande restaurador da igreja”.
    As vezes é bom encarar a realidade e sair do conto de fadas.

    • Henrique: a frase de Bento XVI está 100% interligada aos “panos quentes” postos por Dom Rifan e Pe. Paulo. Ela mostra (para os que ainda não tinham percebido) que é tudo um bloco só: CVII, CNBB, JPII, Ratzinger, Francisco. Só cai um caindo todos.

  11. É óbvio que o Vaticano errou, mas quando Bento XVI disse que “está aguardando outros compromissos”, infelizmente quis dizer que não poderá ler os 11 volumes porque não terá tempo de vida suficiente. Não quis dizer que prefere outros compromissos, até porque Bento XVI jamais trataria Francisco com desrespeito. Os outros compromissos são a morte e o julgamento divino.

  12. Até agora não acreditei que o Pe Paulo que não seria bem visto pela CNBB fez aquilo livremente, mas teriam apertado a ele, dizendo: “é urgente sua ajuda por causa de sua credibilidade junto ao povo e estamos em grande dificuldade e sem saída”, algum ou varios superiores a ele que lhe deram esse recado e no arrocho, agiu dessa forma, pois nunca acobertou a CNBB e mesmo os poderes gerais, bastando ver o que fez com o STF bem recente, chamando de sucia e advogados de Satanás:

  13. Bento XVI e Francisco são ambos as duas faces da mesma moeda. Ambos são modernistas, um mais que outro, mas modernistas.

    • Se como disse acima Ludgero Bernandes são modernistas, a ambos se aplica a excomunhão latae sententiae do Motu Proprio Praestantia Scripturae.

    • Eu tenho que concordar com você. Bento XVI é como o Bolsonaro do Brasil. A situação já estava tão ruim que ele parecia ótimo, mas não podemos esquecer que Bento XVI foi um dos que estavam por trás do CV II.

  14. O Papa francisco esta fazendo que nenhum outro papa fez, destruindo a instituição papal, todo o mistério, a mistica papal se foi, Deus me perdoe mas me parece que o papa francisco pensa que esta cordeando uma ONG.

  15. Sinto informar, mas a alteração de imagens (desde fotos “melhoradas” que certamente constam das redes sociais de muitos usuários deste blog a imagens selecionadas para ilustrar periódicos de teor religioso, mesmo os de cunho tradicionalista) é um recurso bastante comum.

    Não altera em nada o fato de o Pontífice emérito não haver lido os volumes, pois a apreciação que fez foi sobre a capacidade teológica do atual Papa, o que não requer a leitura obrigatória dos volumes em questão.

    Logo, o fato de a informação haver sido omitida da imagem da carta – que, como mostra sua disposição em meio a livros, era meramente ilustrativa – não é relevante.

    Em palavras mais ordinárias, está-se “procurando pelo em ovo”.

  16. É, de fato, ” a Igreja esta humanamente acabada”.

  17. As notícias, pra variar, são perplexidade pura.
    Mas os comentários do PW são quase sempre a minha desforra!

  18. Para os que gostam de estudar Bento XVI, aqui vai uma dica muito valiosa:
    .” Encontro com o professor Alfred
    Läpple, preceptor do futuro sucessor de Pedro no seminário de Freising
    Entrevista com Alfred Läpple de Gianni Valente e Pierluca Azzaro

    http://www.30giorni.it/articoli_id_10196_l6.htm

    Entre as muitas partes da entrevista, uma que me chamou atenção é que o Jovem Ratzinger não responde a pergunta:
    “Ratzinger fez sua exposição. Depois Schmaus
    começou perguntando mais ou menos se na opinião de
    Ratzinger a verdade era algo estático e imutável ou algo
    histórico-dinâmico. Mas Ratzinger não respondeu.

  19. que vegonha! meu deus!

  20. 4. Joseph Ratzinger publicou um ensaio em 1972 defendendo o casamento de segunda união, afirmando que é possível um divorciado receber a comunhão. Esse ensinamento está contido no livro “casamento e Divórcio” https://books.google.com.br/books?id=pUbUAAAACAAJ&dq=isbn:3466256194&hl=en&sa=X&ei=q1ISU-SjCILwyQGD9YHgAQ&redir_esc=y
    De certa forma, foi o precursor da Amoris Laetitia. O artigo de Ratzinger, traduzido para o inglês, pode ser conferido aqui. http://www.pathsoflove.com/texts/ratzinger-indissolubility-marriage/

  21. Saiu a íntegra da carta. Mas não saiu a tradução em português. Alguém viu? Rezemos pela Santa Igreja. Como dito acima, é a hora e o poder das trevas.