Bispo do Crato em Loja Maçônica para falar da CF 2018

Bispo do Crato na Loja Maçônica

Dom Gilberto Pastana, da Diocese do Crato-CE, profere conferência na Loja Maçônica Evolução Nordestina, em Juazeiro do Norte, sobre a Campanha da Fraternidade 2018.

Juazeiro do Norte-CE – Badalo – A ida do Bispo titular da Diocese de Crato-CE nesta quarta-feira, 14, a uma loja maçônica em Juazeiro do Norte, marcou uma nova era nas relações entre a Igreja Católica e a Maçonaria na região do Cariri cearense.

Dom Gilberto Pastana foi recebido com o ritual tradicional, pelos 42 maçons da Loja Evolução Nordestina, que realiza sessões às quartas-feiras, na sua sede própria, no Bairro Limoeiro.

O Bispo proferiu palestra sobre Fraternidade e Superação da Violência; Em Cristo Somos Todos Irmãos, tema e lema da Campanha da Fraternidade 2018. Citou dados preocupantes levantados pela CNBB, que apontam ter o Brasil apenas 3% da população mundial e apresentar 13% da violência no mundo.

Durante 40 minutos, Dom Gilberto falou para os maçons que lhe prestaram a máxima atenção e ouviram que as relações entre a Igreja e a Maçonaria podem ser fraternas, até porque os maçons, em sua maioria, são cristãos.

O Venerável Mestre da Loja Evolução Nordestina, João Carlos Barbosa – Joca, afirmou ao site Badalo que convidou o Bispo, com bastante antecedência, deixando a data à sua escolha. Joca acrescentou que essa é a primeira vez que um bispo católico faz palestra em uma Loja Maçônica no Ceará

A Loja Maçônica Evolução Nordestina tem 82 anos de fundação na terra do Padre Cícero. (…)

Juazeiro do Norte tem três lojas maçônicas: Loja Cavalheiros Spartanos, Loja Maçônica Deus e Humanidade e Loja Maçônica Evolução Nordestina.

A visita de Dom Gilberto à Loja Evolução Nordestina pode representar uma abertura das duas instituições, cujas relações foram até hoje permeadas por diferenças. O Bispo, há pouco mais de um ano à frente da Diocese de Crato, já demonstrou simplicidade e disponibilidade, ganhando a simpatia dos seus diocesanos.

A Igreja Católica, com 1,2 bilhão de seguidores em todo o mundo, hoje liderada por um Papa com perfil inteiramente agregador, parece viver novos tempos, com ênfase na aproximação entre os “diferentes”. A Maçonaria, com seus ideais e sua inegável importância entre as organizações, parece caminhar para mostrar que o seu segredo é evoluir com os tempos.

36 Comentários to “Bispo do Crato em Loja Maçônica para falar da CF 2018”

  1. Nó, uai, a maçonaria não tem um pacto com o diabo? lembro quando eu era pequeno la em MG, na pequena cidade que nasci tinha um ditado que os maçons tinha uma garrafa com três capetinhas dentro, que eles prosperavam porque a alma era vendida ao Diabo, ditado popular ou não nessas instituições secretas sempre tem algumas coisas estranhas que não batem com a doutrina de nosso senhor, então me digam oque que um sacerdote de nosso senhor ta fazendo nessa casa estranha?

  2. Chega a ser absurdo ver quase no mesmo dia uma notícia de um bispo chamando de ‘excomungado’ o leigo católico que interpela o uso de dinheiro dos fiéis para bancar causas satânicas, e de outro lado um bispo pregando tranquilamente em uma loja maçônica, sem que seus pares nada digam.
    Estamos de fato, num período de apostasia generalizada entre o clero. A abominação da desolação entrou no recinto sagrado. Queimaram incenso para ídolos!
    E para que se salvem os poucos bons restantes, nenhuma paulada deve ser evitada!
    Bendito seja todo aquele que usar os meios legítimos para infernizar a vida desses apóstatas!

  3. Vou tomar uma cerveja enquanto espero ele ser excomungado.

  4. Esse Bispo deve ser seguidor dos pensamentos daquele enganador Olavo de Carvalho que diz não existir nenhum problema em uma “união” entre a anti-católica maçonaria e a Santa Igreja Católica.

    • “Para consertar o Brasil é preciso consertar duas coisas primeiro: a Igreja Católica e a Maçonaria”. (Olavo de Carvalho no Twitter, 11 de abril de 2015)

    • Concordo com o Renato sobre o Olavo ser um enganador. Ele tem o mérito de converter muita gente para a Igreja, mas depois, por seu exemplo e ensinamentos, desvia muitos dos convertidos no caminho para a ortodoxia doutrinária e para o autêntico espírito católico. Nesse sentido, acho muito triste que hoje em dia esteja se fortalecendo uma espécie de religiosidade olavette disfarçada de renascimento espiritual nas redes sociais.

    • Isso não é verdade. O Olavo não diz isso. Ele fala claramente que católico não pode ser maçom. Ele diz sim, e discordo dele, que a maçonaria americana (salvo engano, de rito escocês) é diferente, não é anti cristã e que pode ser uma aliada na luta contra o globalismo. Também discordo da fala elogiosa dele com relação a Maomé, mas isso não me impede de respeitar seu pensamento e de concordar com muito do que ele ensina.

  5. E nós é que somos os excomungados, pq apoiamos o Bernardo e queremos a verdade?

  6. … “O Bispo proferiu palestra sobre Fraternidade e Superação da Violência; Em Cristo Somos Todos Irmãos, tema e lema da Campanha da Fraternidade 2018. Citou dados preocupantes levantados pela CNBB, que apontam ter o Brasil apenas 3% da população mundial e apresentar 13% da violência no mundo”… Enquanto isso, com todo respeito pelo cargo, D Gilberto, a CNBB que aparenta representar os bispos, aderiu aos comunistas´do PT, terroristas, revolucionarios e ainda nessa parceria quer dar uma de “combater a violencia” se logo se associou à ORCRIM dos patifes, agitadores e psicopatas interessadísmos no caos total e, já que não nos constaria nenhum a desbancá-la, denunciando-a abertamente, por lógica de suas ações degradantes anti cristãs, compartilharia!
    Aliás, a CNBB nunca se revoltou, confrontou ou denunciou o PT que, por quase 14 anos esteve no poder subvertendo, alienando muitas dezenas de milhões de pessoas, corresponsável pela situação atual caótica da nação, sendo o fanático PT um partido terrorista, comunista, revolucionario, totalitario, material-ateísta, fortemente opressor, estatizante e escravizante, irmão gemeo e filho do mesmos pai e mãe dos nazistas e fascistas, iguais no básico acima relatado.
    …”Durante 40 minutos, Dom Gilberto falou para os maçons que lhe prestaram a máxima atenção e ouviram que as relações entre a Igreja e a Maçonaria podem ser fraternas, até porque os maçons, em sua maioria, são cristãos”… Maçons e católicos irmanaram-se? O Can 2332 que os excomungava foi em 1983 substituído por outro mais diet e light que, assim como no protestantismo de Lutero, “Testemunho do Evangelho”, também a diabolista maçonaria excomungada pelo papa Clemente XII pela “In eminenti” foi atenuada pós Vaticano II.
    São cristãos mesmos servindo a N Senhor Jesus Cristo e ao deus G.A D.U? Mas, desde 1983 relaxando as disposições, o “católico” maçon está em pecado mortal, pois o relativismo maçonista se compõe de pessoas de varias religiões cultuando Satã via G.A.D.U., o deus relativista da possível religião da NOM.
    Temos também antecedentes similares, como o do TeeLista D Demetrio Valentini, frequentando lojas maçônicas etc.
    … “A Maçonaria, com seus ideais e sua inegável importância entre as organizações, parece caminhar para mostrar que o seu segredo é evoluir com os tempos”… Agregando junto a si a nova igreja católica cada vez mais sedimentada, paralela à anterior, adaptável aos modismos de cada tempo, como sucede no relativismo protestante, essa portanto homogenea à maçonaria, divergindo-se apenas em pontos acessorios, como o são entre si o comunismo, nazismo e o fascismo e bem alinhada ao relativismo protestante, um quinteto bem sintonizado.

  7. A maçonaria é uma das instituições mais nojentas que existem para mim.

    Em primeiro lugar que é inegável a busca deles para ingresso de seus quadros e pessoas em posições de poder.

    Em segundo lugar que eles vivem dizendo que para permanecer é necessário ter uma conduta ética e quem tiver um comportamento imoral é expulso da maçonaria.
    Aqui no Rio de Janeiro posso fazer, agora e de cabeça, uma lista com mais de 10 maçons que é público e notório que são pilantras e permanecem nesta confraria como se nada estivesse acontecendo.

    Em terceiro lugar já vi muita safadeza sendo feito com apenas uma assinatura por ter aqueles três pontinhos.

    Qualquer pessoa com QI acima de 80 consegue se dar conta de que a maçonaria é uma rede de interproteção e benefícios pessoais onde a fidelidade de seus membros para realização das tramoias é maior do que a fidelidade com a sociedade em que vivem. Qualquer um que entre neste tipo de organização o faz com o objetivo de obter vantagem pessoal.
    O que pode sair de bom nisso?

    Só falta alguém me responder “Ah, mas eles fazem obras sociais”
    Obras sociais até a CNBB e a Igreja do bispo Macedo fazem.

  8. É deplorável ver esse tipo de situação, faltam palavras, tudo que um dia ja foi escrito, dito ou ensinado, hoje é jogado no ralo por esse bispo.

  9. Qualquer católico que apóia a Maçonaria porta-se como mulher de malandro. Basta estudar a história da Igreja e mundial para ver que quando se tem relações entre Igreja e Maçonaria, a Igreja sempre perde.

  10. QUAL O AUTOR SOBRE-HUMANO DO PLANO MAÇÔNICO?

    “Plano sobre-humano” diz um dos maiores chefes da Maçonaria, Nubius. É aquele mesmo que Nosso Senhor Jesus Cristo chamou de “espírito imundo”, “príncipe do mundo”, “satanás”, “o invejoso e homicida desde o início do mundo”. Aquele mesmo que São Pedro chama de “leão rugidor que procura nos devorar”; aquele mesmo que São Paulo diz estar voando pelos ares. É aquele mesmo que São João Evangelista no Apocalipse chama de: “dragão” e “antiga serpente”. É aquele que a “New Age – Nova Era tem como chefe e é chamado pelo nome de “Maitreya” e que habita em “Scambaía”.(=”Cidade” de Lúcifer). É justamente aquele que a Maçonaria no seu “CATECISMO DO MESTRE” (um livro oficial maçônico) honra com a seguinte oração: “Vem, Satanás, o proscrito dos padres, o abençoado do meu coração”.

    Eis apenas alguns fatos históricos:

    “Em 1893, na inauguração da estátua de Garibaldi (maçom grau 33, aquele mesmo que tomou da Igreja os Estados Pontifícios) o coro (de maçons) entoou um hino em que se dizia: “Ele passa, ó jovens, Satanás, o grande”… Nós vos saudamos, ó Satanás, ó Rebelião, ó Força vitoriosa da Razão!” (Livro “As Seitas Secretas” – Livraria Católica, Juiz de Fora – 1931 escrito pelo Padre Teófilo Dutra).

    Vou transcrever deste mesmo Livro do Padre Teófilo Dutra apenas dois, dos muitos fatos que conta.

    “Em 1893, o palácio Borguese, em Roma, foi alugado ao Grande Oriente da Itália. Dois anos depois, ex vi de uma cláusula do contrato, foi a maçonaria intimada para desocupá-lo. A este respeito o “Corriere Nazionale” publicou o seguinte: “O encarregado dos negócios da família Borguese indo visitar os compartimentos, afim de pô-los em ordem para poderem ser ocupados por D. Scipion Borguese e pela duquesa de Ferrari, encontrou uma sala fechada, e que só foi aberta sob ameaça de ser arrombada pela força pública. “Tinha sido transformada em Templo Satânico. As paredes estavam cobertas com damasco preto e vermelho; o fundo ostentava um pano rico sobre o qual se via a figura de lúcifer, tendo na frente um altar; estavam espalhados por diversas partes triângulos e outros emblemas maçônicos; ao redor estavam dispostas em ordem magníficas cadeiras, tendo cada uma no cimo de seu espaldar um olho transparente; no meio erigia-se um rico trono”.

    O Padre Teófilo Dutra conta um outro fato do qual diz ter sido quase testemunha: “No ano em fui para Paris, diz o Padre Teófilo, ali se achava como membro de uma comunidade religiosa um moço que havia trocado o avental dos filhos de satanás pela roupeta dos filhos de Deus. Deu-se o caso da seguinte maneira:

    “Fazia as conferências quaresmais de Notre Dame o conhecido orador Padre Monsabré (era afamado mundialmente). Um dia, ao sair da Igreja, apresentou-se-lhe o referido mancebo, que o saudou respeitosamente e lhe disse: Sr. Padre, assisti hoje à sua prédica e fiquei com ela grandemente impressionado. Falando V. Revma sobre o Sinal da Cruz, disse que à sua vista foge o demônio espavorido. Eu quisera que V. Revma verificasse este fato em minha presença. ” – Como? contraveio Monsabré, se ele é espírito e neste mundo não estamos em condições de ver os espíritos? Nem a nossa alma podemos aqui vê-la. ” – Sr. Padre, tornou o desconhecido, eu sou maçom, e na Loja que frequento ele aparece em algumas sessões solenes. Digo-lhe isto reservadamente. Se V. Revma lá for e o fizer fugir com o sinal da cruz, far-me-á um grande favor. ” – Isto é que é de todo impossível, respondeu Monsabré; os maçons não permitem profanos em suas sessões e muito menos a mim que, além de profano, sou sacerdote e, além de sacerdote, frade.” ” – Eu me encarrego de levá-lo lá, insistiu o moço, e lhe dou caução de não correr perigo algum.

    ” – Como já disse, concluiu o pregador, sou religioso, tenho no convento um superior, sem cuja lecença nada posso prometer. O sr. venha ao convento qualquer dia buscar a resposta”.

    “Com efeito, algum tempo depois apareceu no convento o tal jovem, ao qual Monsabré comunicou que o superior lhe permitira ir com ele à Loja, mediante certas condições. O moço retirou-se contente, prometendo reaparecer no dia da sessão solene.

    “No dia marcado, satisfeitas as condições, saíram ambos juntos, e o rapaz, que conhecia perfeitamente o casarão com todos os seus esconderijos, levou o Padre para um desvão donde avistavam a sala da sessões, e onde por ninguém eram vistos.

    “Em se aproximando a hora da sessão, iam chegando os membros da Loja e tomando assento nas cadeiras colocadas em ordem. No meio da sala via-se um sofá que, justo na hora, depois de algumas cerimônias maçônicas, foi ocupado pelo chefe infernal. Ao vê-lo, Monsabré tomou o seu crucifixo, e com ele fez uma cruz para o lado da reunião. Não cabe em descrição o barulho, a confusão, a desordem, que houve, desaparecendo o chefe sem presidir à sessão!

    “O moço abraçou -se com o Padre Monsabré dizendo-lhe: “vamos, sr. Padre, vamos por aqui, E saíram sem serem pressentidos.

    “Tratou logo o jovem maçônico de abjurar a seita, e entrou para um convento de religiosos.

    Não padece dúvida que satanás tem aparecido várias vezes em sessões maçônicas, na Itália, em tempos passados, em França e outros países como na Inglaterra, especialmente na capital Londres. Nestas aparições o “bicho ruim” dá instruções e também ordens, para serem cumpridas em todos os países! Há certas pessoas que fazem esta obra ordenada pelo demônio. Quando eu era neo-sacerdote em Campos, um homem inteiramente estranho me disse sem rodeios: “Durante minha vida, praticamente toda, trabalhei para o demônio, galguei o último grau, e agora estão me exigindo, para conseguir mais ainda, que eu entregue minha alma ao demônio” Dei-lhe, naturalmente, muitos bons conselhos, mas se despediu, e até hoje nunca mais o vi.

    Só Deus, em Seus insondáveis desígnios sabe porque permite ao demônio tomar alguma aparência para poder aparecer, como aliás o próprio Divino Espírito Santo conduziu Jesus ao deserto para aí ser tentado pelo demônio. Por si mesmo o demônio não pode fazer nada. É um cão amarrado. Mas ou como castigo(para os maus) ou como provação (para os bons) para a pessoa ter mais merecimentos ( como é o caso dos santos que foram importunados por ele: Santo Cura d”Ars, Santa Teresa d’Ávila, São Pio etc. etc), Deus permite que o demônio não só tente internamente, mas intervenha também externamente, ou para ajudar os maus ( como castigo), ou para dar oportunidade de sofrer por amor a Jesus, como recompensa aos bons.

  11. ALGUNS PROJETOS MAÇÔNICOS

    Uma das maiores autoridades da Maçonaria italiana, o Píccolo Tigre, exclamava: “Conspiremos contra Roma; e para isto sirvamo-nos de todos os incidentes, aproveitemos todas as eventualidades”. (Padre Teófilo Dutra – As Seitas Secretas – 1931).

    De uma prancha da Loja “Auxílio à Virtude” de São Fidélis, RJ.: “Propugnar pela aplicação no Brasil de uma lei idêntica à do MÉXICO, mandando expulsar as Congregações religiosas, pelo menos proibindo-lhes o ensino”. (O Nordeste, de Fortaleza).

    O Jornal do Recife, órgão da Maçonaria, na edição de 18 de Setembro de 1897, lançou esta pergunta: “O que adianta, que utilidade tem a Missa?” “A Missa é uma mentira convencional como outra qualquer”. Ainda do mesmo jornal: “O celibato clerical é um absurdo! o voto da castidade, uma blasfêmia!… (Livro “Um Cristão Católico” – Recife – 1898).

    O plano diabólico da Alta Venda foi claramente revelado na carta de Vindice a Nubius ( 9 de Agosto de 1838: “Não se deve individualizar o crime; devemos generalizá-lo para crescer até as proporções do patriotismo e do ódio contra a Igreja. Um golpe de punhal não significa nada, não produz nada… O catolicismo não teme mais que a monarquia um punhal afiado; mas essas duas bases na ordem social podem cair pela corrupção; por isto não cessemos de corromper. Tertuliano dizia com razão que o sangue dos mártires produzia cristãos. Foi decidido em nossos conselhos que não queremos mais cristãos; por isto não façamos mártires, mas popularizemos o vício nas multidões. Respirem os povos o vício pelos cinco sentidos, e dele se saturem. Esta terra está sempre disposta a receber ensinamentos lúbricos. Fazei corações viciosos e não tereis mais católicos. Apartai o padre do trabalho, do altar e da virtude, procurando com destreza que ele ocupe em outras coisas os seus pensamentos e o seu tempo. Tornai-o ocioso, glutão e patriota, e assim ele se fará ambicioso, intrigante e perverso… O que devemos empreender é a corrupção em massa, a corrupção do povo pelo clero e do clero por nós, a corrupção pela qual levaremos um dia a Igreja à sepultura. Ouvi ultimamente um dos nossos amigos rir filosoficamente dos nossos projetos e dizer: “Para abater o Catolicismo, é preciso começar por suprimir a mulher!” É verdade, mas desde que não podemos suprimir a mulher, corrompamo-la com a Igreja. Corruptio optimi pessima. O fim é bastante belo para tentar homens como nós… O melhor punhal para ferir a Igreja no coração é a corrupção” ( Padre Teófilo Dutra, “As Seitas Secretas” 213,2114, 219; Léon de Poncins – La F.’. M.’. Paris, 1936, pg 134-126).

    Um aviso da Alta Venda: “Lançai vossas redes como Simão Bar-Jona; lançai no fundo das sacristias, dos seminários e dos conventos… e se andais com prudência nós vos prometemos uma pesca mais miraculosa que a sua”. “Apartai o padre da sacristia, do altar, da oração, da virtude…” (De Nubius, chefe da Alta Venda; Padre T. D. o. cit. pg. 218, 219).

    D. Vital, (sagrado bispo em 1872) o grande batalhador contra a Maçonaria, escreveu uma carta circular contra a imprensa ímpia para desmascarar esta seita tenebrosa. Por despeito a imprensa maçônica publicou os nomes dos cônegos, padres, religiosos e irmandades que pertenciam a Maçonaria. D. Vital escreveu várias cartas pastorais para alertar seus diocesanos contra as maquinações da maçonaria. Chama a atenção do seu rebanho contra a “ímpia sociedade”, a “seita inimiga figadal do Catolicismo”, a “seita tenebrosa” que propala as mais pestilentas aberrações e calúnias conta a Igreja, contra sue augusto Vigário e contra os bispos. Cabe, sem dúvida, a D. Vital o mérito de ter engajado a luta em toda a sua extensão, de ter procedido à purificação da Igreja em todos os seus membros, de ter sustentado o ataque rijo em toda a linha. D. Vital desmascarou a falsidade e desfaçatez da maçonaria, que após assacar, dizia o grande Bispo, tantas e tamanhas diatribes contra a esposa imaculada do Espírito Santo, ainda pretende, caso a Igreja tente alertar suas ovelhas, assumir um papel de vítima inocente, que chora a “prepotência, o absolutismo, o despotismo e fanatismo episcopal”, querendo forçar com isto ao silêncio os Pastores imprudentes e temerários. Dizia ainda D. Vital: “Não; na misericórdia divina esperamos que jamais deixaremos de advogar a causa da Santa Igreja de Jesus Cristo”. “Apesar de toda a permissão de nossas leis e do que acaba de definir o Governo Imperial, não posso deixar de considerar a Maçonaria como uma sociedade essencialmente contrária à religião católica, de tal modo que católico maçom é católico muçulmano, católico protestante, católico judeu”. D. Vital escreveu uma outra carta pastoral intitulada “A Maçonaria e os Jesuítas”. Aí ele indica que o meio principal de ação da Maçonaria é o ataque ao Papado, fazendo-lhe ruir tanto seu poder espiritual como o material, o ataque à nações católicas, aos bispos, aos padres, às ordens religiosas… pelo ridículo, pela mentira, pela maledicência, pela calúnia, pela hipocrisia, pelo perjúrio, pelo sacrilégio… pela imprensa que é o grande canal, diz D. Vital, por onde se escoam no seio da sociedade todas as imundícies da maçonaria. Nela se usa de dupla conspiração: da conspiração da gritaria quando se trata de atribuir à Igreja algum fato horroroso e da conspiração do silêncio quando lhe convém calar sobre algum acontecimento favorável ao Catolicismo… nos jornais, livros, brochuras, impressos de toda a espécie… pela poesia, história, literatura, romance, folhetim… Diz ainda que os maçons têm muito a peito na sedução da mocidade, da mulher. Tem como arma diabólica lançar a desunião e a discórdia nos arraiais católicos, tanto entre os leigos, como entre os eclesiásticos e até por entre as fileiras do mesmo Episcopado.

    • Parabéns, padre, por alertar os católicos sobre a maçonaria. Enquanto isso, Olavo de Carvalho, que vive ao lado de Washington, uma cidade maçônica – e obteve de forma misteriosa um green card -, defende a maçonaria e os judeus, que todo mundo sabe que são os verdadeiros controladores da maçonaria. As revoluções maçônicas emanciparam os judeus na França e na Rússia e usurparam os Estados Pontifícios da Igreja. Mas quem só lê Olavo de Carvalho desconhece esses fatos.

  12. Dom Otacílio Luziano da Silva não é homem pra dizer que seu colega, Dom Gilberto Pestana, é excomungado. Excomungado, pois, são ambos. Menos dois bispos na Igreja; desse tipo não farão falta.

  13. URGENTE – URGENTE – URGENTE!!!

    Enquanto vemos esses escândalos na Igreja (marxismo nas CEBs, excomunhão de verdadeiros fieis católicos que cobram transparência na aplicação das coletas da Campanha da Fraternidade, visitas pastorais de bispos a seitas secretas….)…

    Atualmente, uma grande Ordem Religiosa, de origem brasileira, fiel à Sagrada Escritura, às Tradições Cristãs e ao Magistério da Igreja, com inúmeros religiosos, seminaristas está sob Intervenção Apostólica do Vaticano.

    Moral: São Atanásio (Arianismo) e Santa Teresa foram excomungados. Lúcia (Fátima) e ir. Faustina (Divina Misericórdia) foram censuradas pelo Estado de Vaticano, com tantos e tantos santos e mártires de Cristo.

  14. Um padre caribenho, Linus Clóvis, se não estou enganado, afirmou que Francisco I é uma benção para a Igreja, por este motivo:
    Hoje, todos aqueles que querem pisotear a verdade divina; receber os sacramentos sem preparação adequada; tem poder despótico e tirano na Igreja; flertar com maçons, homossexuais e abortistas, aprovando suas ações; etc., eles podem fazê-lo com total impunidade. Desta forma, hoje temos a vantagem de conhecer esses traidores. Qualquer um que seja moderadamente leitor saberá o que foi e é a máfia de Sant Galen. Os lobos já não fazem questão de vestir a pele de cordeiro.

    Graças a Deus, em resposta a este mal, Ele criou pessoas corajosas, que não temem represálias, que com verdadeira liberdade apostólica dizem ao Papa e a estes Prelados o que não desejam ouvir.

    • Ó Marcelino…sabe que esse Sacerdote pensa do mesmo jeito que eu! A liberdade desses clérigos e de tal ordem!!! Em Portugal usamos um termo específico, em gíria: “estão à vontadinha”, ou seja, com tanto liberalismo, não têm o que temer! Assim faz-se a separação do “trigo e do joio”! A selecção natural vê-se acontecer, em toda a parte. Ficamos decepcionados?! Com certeza que sim! Revelam-se os corações! Rezemos para permanecermos fiéis até ao fim!

  15. Entre 1862 e 1920 os maçons iniciaram uma disputa na serra gaúcha na região da cidade de Caxias do Sul. Um padre foi realizar um casamento que estava marcado há muito tempo. Quando o padre chegou no altar percebeu que a noiva na verdade era um homem, eram dois homens postos ali ardilosamente pela maçonaria para desafiar a Igreja e para alimentar o cinismo dos homens de avental. Isso está registrado nos jornais locais da época. A disputa entre Maçonaria e Igreja ensejou várias mortes na região, até que os padres que combatiam a maçonaria fossem afastados. Depois surgiu o Concílio Vaticano II que alegrou os maçons do mundo inteiro e fez a Igreja baixar a guarda.

  16. Em resumo, o bispo desceu ao inferno, discursou para os demônios e pediu apoio ao capeta, sob o argumento de que a nova igreja aprendeu a conviver com as diferenças.

  17. Gaudium Magnum. A Santa Igreja Romana e a Ordem Maçônica estão mostrando publicamente os seus laços de afeição e que, ambos, unidos pelo ideal de fraternidade, trabalham pelo bem da comunidade. Os extremistas que me perdoem.

    • Eduardo, você deve ser um bobo de avental com um grau ainda muito baixo na maçonaria, pois parece que seus “irmãos” ainda não te revelaram os verdadeiros interesses dessa organização satânica.

  18. Aproveitando que dom Otacílio falou de excomunhão…estaria excomungado um clérigo que se alinha com a maçonaria , ou mesmo somente leigos que preservam a reta doutrina?

  19. Com imenso pesar que faço parte da diocese do Crato. Triste de ser rebanho sem pastor. Lamentável! Triste!! Decepcionada! Que Deus tenha piedade de nós, e nos socorra dessa tragédia que conspira contra os católicos que ainda restam!

  20. Caríssimos, há um erro grave na rodapé da fota. O sobrenome do bispo é PASTANA e não Pestana (este remete a um outro Bispo Brasileiro, já falecido)

  21. “O Inferno está pavimentado com crânio de bispos.”

    (SÃO JOÃO CRISÓSTOMO)

    O chão do inferno está pavimentado com crânios de bispos.

    (Santo Atanásio)

  22. Sou admiradora do Olavo de Carvalho. Pior do que ele, um laico, se equivocar é a atuaçãode de alguns “bispos” que vêm escandalizando os católicos, impunemente. 🙏🏼🙏🏼🙏🏼

  23. Sandra, com todo respeito, assim como não dá para seguir a CNBB sem perder a fé, também não dá pra seguir Olavo de Carvalho sem perder a caridade. Ao mesmo tempo em que ele fala coisas muito acertadas, ele também inocula veneno.
    Não dá pra relevar o fato de que um homem que chafurdou na lama de tantos chiqueiros (desculpe, mas não posso chamar de outra coisa as seitas em que ele já se meteu) não se livra tão fácil de seus ranços. E ele nem quer, apesar de ser um homem tão inteligente.
    Como católicos, devemos desejar beber água limpa. Nem Olavo, nem CNBB, nem CVII, nem qualquer outra mistura e ambiguidade.

  24. Quando os fariseus viram isso, perguntaram aos discípulos dele: “Por que ceia o vosso mestre com publicanos e pecadores?” (Mt IX,11)

    • Não diga isso, José. Discernir a voz do bom pastor e fugir dos lobos e dos falsos pastores é próprio e legítimo a quem acredita que tem uma alma a ser salva.

  25. A respeito da palestra do bispo em loja maçônica, não poderiam argumentar que a presença dele naquele ambiente manteria aberto o canal de comunicação para a ação do Espírito Santo, uma vez que a atuação divina é poderosa nos que tiverem receptividade, sem que signifique aval aos preceitos da organização? Quanto a Olavo de Carvalho, suas informações a respeito da natureza e atividade do movimento comunista são úteis para que os católicos aprendam a identificar a deturpaçã da doutrina perpetrada pela esquerda. Somos ovelhas do Bom Pastor, não crédulos com quaisquer “gurus”. Quem busca em Olavo (e não na Madre Igreja) a orientação para a doutrina, está escolhendo de acordo com sua conveniência. E Olavo pode invocar sua postura de filósofo, livre para refletir sobre todos os assuntos. Ele mesmo está no caminho paulatino da conversão.

    • Cara Maria
      A sua reflexão tem alguma lógica e acredito na isenção do comentário!
      Permita-me intervir deixando algo que me ensinaram a mim…o seguinte:
      “Com a Vida, Paixão, Crucifixão, Morte e Ressurreição de Jesus…o “encardido” (como costumam dizer, aí pelo Brasil), já foi acorrentado como cão raivoso! Só ataca a quem se aproximar!
      Então…há determinados locais que não se devem frequentar, muito menos um Bispo!
      Seria o mesmo conselho que daria a uma jovem para não frequentar um local onde ha prostituição ou a outro que tenha curiosidade de ir a um bordel! Não estou a comparar os locais citados. Apenas uso como exemplo, entende?! Do mesmo modo…eu, pessoalmente nunca visitaria uma loja maçônica como também não me encontraria num culto protestante ou sessão espírita!
      “Quem não quer ser lobo não lhe veste a pele”!
      Conclusão o prelado, com todo o respeito procedeu de uma forma imprudente!

  26. Cara Maria Maria, grata pela elucidativa explicação. Penso que confundi a prerrogativa de todos os bispos com a dos padres exorcistas.