Bento XVI é contrário à comunhão para protestantes na Alemanha.

Por Gloria.TV | Tradução: FratresInUnum.com – Bento XVI deu “pleno apoio a sete bispos e sua carta ao Vaticano” contra a comunhão a protestantes, informou [o vaticanista] Edward Pentin. Escrevendo para o National Catholic Register (25 de abril), Pentin se refere a “fontes confiáveis e com autoridade”.

Em fevereiro, a [totalmente decadente] conferência dos bispos alemães “permitiu” a protestantes receberem a Sagrada Comunhão.

Porém, sete bispos se opuseram à medida e recorreram a Roma para esclarecimento [que provavelmente nunca será dado].

Leia também: Seria Ratzinger contrário à proposta de intercomunhão dos bispos alemães?

Tags:

26 Comentários to “Bento XVI é contrário à comunhão para protestantes na Alemanha.”

  1. Quando Lutero fez a reforma, durante muito tempo os protestantes mantinham a missa, comunhão etc. Anos mais tarde, tudo isto foi abolido pelos luteranos e demais seitas.
    Agora querem voltar? Pois que voltem à sua própria moda.
    Ecumenismo, só há um: o de regresso.
    Só há dois caminhos, portanto: convertam-se ao catolicismo completamente ou continuem no protestantismo, fazendo os seus cultos ao bel prazer.

  2. Bem-aventurados estes sete bispos! Não sei quantos bispos há na Alemanha mas, sem sombra de dúvida, sete constitui uma minoria. É muito triste!!! Quem dá a comunhão a hereges que não creem na presença real de Jesus na Eucaristia, é porque também não tem fé. E se o Papa, em lugar de elogiar e apoiar os sete bispos que têm fé, aprovar, mesmo que seja só com o silêncio, os demais bispos alemãs que não têm fé, digo, se isso acontecer (quod Deus avertat), é porque o papa também não tem fé. E o que significaria isto?!
    Se Nosso Senhor Jesus Cristo colocou o Papa para confirmar os irmãos na fé, nada mais contrário à missão dada por Jesus, do que permitir dar a comunhão a quem não tem fé neste mistério de fé. Mas quanto a atitude do Papa Francisco, é melhor aguardarmos. Rezemos!

    • Se analisar o vídeo com mais calma verá que o Papa vai apresentando o político aos religiosos. Não procuremos chifre na cabeça de cavalo, num primeiro momento dá pra confundir, mas se analisarmos com mais calma não vemos nada de mais. abraço.

    • Esse vídeo é de doer o coração.

    • Olha, é nítido que ele estava apresentando os políticos aos cardeais. No primeiro grupo, o papa não conhecia ninguém e foi apresentado a todos. No segundo grupo, é o papa que apresenta os cardeais. Parece que alguns cardeais até se confundem com o gesto do papa e o cumprimentam, provavelmente sem necessidade, porque estavam sendo apresentados a uma terceira pessoa. Eu entendo a visão distorcida que temos ao ver este vídeo; é tanto absurdo que vemos por ai, que às vezes exageramos, mas no caso deste vídeo não houve desrespeito, na minha humilde opinião.

    • Com toda certeza ignoraram, não iam com a cara dele e a verdade em sua pregação e ensinamentos. Tenho certeza de que numa eventual visita de Francisco, viriam ao delírio, pois o mesmo da margem aos sonhos e devaneios dessa conferência episcopal alemã. Mas um dia diante de nosso Senhor, terão que prestar contas de seus atos.

  3. Por falar nisso… A Igreja do Brasil vai no mesmo ritmo, já estão sabendo que o Arcebispo de São Paulo vai emprestar uma igreja para os luteranos terem culto garantido? Para aqueles que não sabem… o prédio que caiu aqui em São Paulo destruiu um prédio da seita luterana, e a Arquidiocese de São Paulo, muito solidária, já disse que vai arrumar um igreja para eles terem culto. Para aqueles que são de São Paulo, caso essa informação venha a público (particulamente eu acho que não) vamos até essa igreja rezar o Rosário em ato de desagravo aos Sagrados Corações por mais essa blasfêmia patrocinadas pelos Bispos da Ordem de Judas Iscariotes.

    • Bispo Odilo devia sugerir que os luteranos alugassem o cine Olido pra encenar a sua ceia sem presença real, sem ministério válido, sem sentido e sem graça.
      Se não fosse o malsinado e fúnebre Vaticano II, essas pobres almas da seita luterana já teriam, com a graça de Deus, se convertido à Igreja católica. Havia milhares de conversões anuais antes de João XXXIII dizer que não precisava mais nada disso, e Paulo vi conduzir Igreja para o pântano em que encalhou para ser saqueada e invadida por serpentes, escorpiões e histriões como o Bispo Hispano Carnaval.

  4. A principio, a comunhão dada aos protestantes em todas condições deveria ser inviável, péssima ideia, ecumenismo controverso e o papa Bento XVI jamais aprovaria essa aberração, sincretismo religioso, nem achegaria ao protestantismo da forma como está com o papa Francisco, privilegiando-o como se merecesse e se justificasse, ainda que nalgumas seitas os sectarios sejam legitimamente batizados, requerendo outras condições imprescindíveis para se a receber dignamente e de forma proveitosa, como se consideraria na prática, a saberem.
    1- As seitas protestantes originadas de Lutero continuam excomungadas pela bula Exsurge Domine do papa Leão X, não pertencem à fé da Igreja católica, além de se situarem imersas no mais profundo relativismo, também estarem confrontando entre si reivindicando cada uma delas em separado pregar a verdade única de Cristo Jesus, colocando-as no patamar do aqui considerado.
    2 – Doutra forma, o fiel católico deverá se examinar bem antes de receber a S Comunhão, ter se confessado ao menos uma vez ao ano e mais requisitos das leis da Igreja, antes de todas elas, se houver cometido algum pecado mortal, sob pena de ajuntar sobre si deverá se confessar para não a realizar sacrilegamente e ainda a profanar.
    3 – Está um protestante em estado de graça? Inicialmente, diremos que não pois sua pertença à Igreja é em termos, por compartilhar de uma seita marginal, herética, de uma comunhão em ceias com um pão sinal de Cristo Jesus em seus cultos – algumas seitas não as realizam, bastam-lhe apenas a fé intelectual – inadmitem a transubstanciação e a confissão, senão os sacramentos, não dEle presente nela sob as especies de pão e vinho consagrados, nosso caso. Ademais, quantos deles não crêem na transubstanciação, na validade da confissão e serem adotantes de uma doutrina cambiante, adaptável aos tempos e substancialmente relativista?
    Além disso, os protestantes não cumprem varios itens compulsorios para acederem à sagrada comunhão de forma proveitosa, portanto, recaem suspeitas nas atitudes de certos prelados empenhando-se na aprovação desse comportamento que seria profanante.
    Esse desejo de varios golpistas revolucionarios do episcopado alemão não teria liames com o caso da detestável comunhão nas mãos, agora ajuntar mais essa manobra que proviria da maçonaria para aplicar à Eucaristia mais um vilipendio e depois a liberar doutras modalidades até a transformar em algo banal e nivelar a S Missa ao culto protestante?
    Que proveito faria a S Comunhão a um protestante para sua vida espiritual, se de imediato a teria recebido de forma indevida, senão piorar-lhe o precario estado em que já se encontra?
    O papa Francisco pró protestantismo no vôo regressando de Lesbos a Roma, 16/04/2016, embora sobre possibilidade de comunhão a adúlteros em “certos casos”, copia fiel:
    *Francis Rocca: «… se me permite, gostaria de fazer uma pergunta sobre outro evento dos últimos dias, a sua Exortação Apostólica.(…) A pergunta é para uma pessoa, um católico que quer saber: existem novas possibilidades concretas que não existiam antes da publicação da Exortação ou não?»
    Antipapa Francisco: «Eu poderia dizer «sim» e… ponto final. Mas seria uma resposta demasiado pequena. Recomendo a todos vós que leiais a apresentação feita pelo Cardeal Schönborn, que é um grande teólogo.»
    S Paulo dirigiu o abaixo aos cristãos, não aos hereges, aos quais ainda consideramos lançar pérolas aos porcos e também promover uma aberração dessa, ecumenismo pessimamente entendido, logo com os que nos detestam, nada cedem – qual é a deles?
    “Todo aquele que comer do pão ou beber do cálice do Senhor, indignamente, será réu do Corpo e do Sangue do Senhor. Por conseguinte, que cada um examine a si mesmo antes de comer desse pão e beber desse cálice, pois aquele que come e bebe sem discernir o Corpo, come e bebe a própria condenação” 1Cor 11,27-29. Quem está consciente de um pecado grave deve receber o sacramento da reconciliação antes de receber a comunhão” – Catecismo Católico, 1384-1385 e refutante aos adúlteros no mesmo no nº 1650.
    * https://www.igrejacatolica.org/prova-adicional-antipapa-francisco-cre-permitido-viver-adulterio-estar-estado-graca-receber-santa-eucaristia/#.WurShvkvzIW

  5. É rigorosamente lógico que os bispos da igreja montiniana alemã pretendam não só a “hospitalidade eucarística”, mas a “coabitação eucarística” uma vez que elas – Suas Exxxxxxxxxxxxxxxxcelências – em conformidade com a doutrina do V2 não distinguem a igreja luterana da igreja montiniana (que a deles). Ou é mentira o que estou dizendo? Então, por que o jesuíta argentino teria presenteado o “pastor” luterano de Roma com um belo cálice? Para o infeliz “pastor” servir-se dele, na ceia, em casa, com sua esposa (caso tenha uma)… ou para “celebrar a eucaristia” luterana?

    Aliás, ouvi falar que as igrejas co-irmãs, a luterana e a montiniana (sua irmã mais nova na heresia e no fundo de poço) trabalham juntas na confecção de certo ordo litúrgico transviado.

    Ponham, pois, tudo na conta de Montini. E de Rocalli. E de Pio XII que mimou, promoveu e adornou a gente toda.

    Ou destruam a lógica.

    • EU SOU SEU FÃ, PW! Mas, é digno de nota que Pio XII já era uma voz falando sozinha em seu tempo.

  6. Enquanto isso em São Paulo:
    “A Arquidiocese de São Paulo também manifesta solidariedade à comunidade luterana, que teve sua igreja destruída no incêndio. Já foram iniciados contatos para colocar algum templo católico à disposição da celebração dos cultos, enquanto a igreja não for reconstruída.”
    http://arquisp.org.br/noticias/nota-de-solidariedade

  7. Tinha que ser ideia de bispos alemães, como sempre.

  8. Helga Dalla Libera Oliveira nunca julgue pela aparência. O que aconteceu foi um Protocolo. Quando Bento XVI cumprimenta as Autoridades, aquele homem à direita, no começo do vídeo, estende a mão mostrando cada uma das Autoridades ao Papa, ou seja, os apresenta ao Papa; da mesma forma, quando as Autoridades vão cumprimentar os Bispos, o Papa, estendendo a mão, apresenta os Bispos às Autoridades. Errado estevam aqueles Bispos que pegaram a mão do Papa, pensando que ele os estava cumprimentando. Não estava cumprimentando, pois já tinha feito isso antes, mas os estava apresentando. Portanto, não julgue pelas aparências. E como postei acima , a resposta do Vaticano aos Bispos alemães, com a aprovação do Papa, portanto, sem silêncio nenhum, foi negativa, ou seja, o Papa proibiu a “hospitalidade eucarística”. Portanto, ainda não foi dessa vez que vcs conseguiram apanhar o Papa numa contradição. Mas continuem tentando, quem sabe uma hora dá certo! Não é mesmo?!

  9. Cara Guiga: testemunhamos o amor, não a contradição! O amor de quem se deu na Cruz pelos nossos pecados… um amor gratuito e que por isso mesmo não deve ser relativizado! Papa Francisco está mais preocupado com imigração e ecologia do que com Jesus e Nossa Senhora e isto pauta um inconformismo de quem luta pela salvação. Uma luta difícil, porém gloriosa. A cada pecado vencido, a cada testemunho bem dado, enfim, uma luta diária. Uma vida alegre por cada pecado vencido… uma vida em oração, um testemunho direto ao Senhor. Pegar um Papa em contradição? Digo não à papolatria e sim ao catecismo da Igreja Católica, verdadeira fonte de discernimento entre o certo e o errado. E ainda mais, ler as Sagradas Escrituras sem o crivo do catecismo, nosso depósito da fé, é dar um tiro pela culatra. É assim que educo meu filho na fé.

  10. Meus caros, já é límpido na Igreja os rumos que estamos tomando nos tempos atuais. Resta saber, se está próximo o fim, em que Jesus voltará ou ainda teremos que escolher um lado e lutar. Infelizmente é isso, uma luta, afim de deixar bem claro que a Sã Doutrina ainda vive, mesmo com os atentados ao longo dos séculos contra ela. Nos resta resistir a tudo isso, permanecendo CATÓLICOS.

  11. Sem dúvida, a colocação da manchete do vídeo está errada. O papa apresenta os cardeais. A rigor, o protocolo deveria ter visto isto e trocado a posição do papa ao se dirigir ao grupo dos cardeais.

  12. A comunhão somente deve ser dada para quem está em estado de graça. Isso exige ausência de pecado mortal, inclusive o de Heresia e de Cisma, contra o Primeiro Mandamento.
    Com relação aos Luteranos, na minha opinião, se retornarem em comunidade, devem retornar com sua Liturgia e Ritos próprios, os mesmos de Martinho Lutero. Não cabe exigir deles a Missa Tridentina.
    O que deverá ser exigido é a Profissão de Fé Católica, a Teologia Católica e, se necessário, correções nos Ritos, porém a manutenção da forma geral do Rito de Martinho Lutero.
    Não se pode negar os fatos históricos, por isso qualquer Comunidade Herética ou Cismática que retorna para a Igreja Católica retorna com o Sobrenome, o mesmo da seita de origem.

    • Os Ritos com menos de 200 anos, o que inclui o de Martinho Lutero, não foram proibidos por causa de sua forma, mas por causa das consequências. Num processo de retorno, o Rito da comunidade herética tem que ser reabilitado, pois é o caminho de volta para a Fé que se perdeu.

  13. Prezados,
    Assisti agora a pouco a Ceia Luterana pela tela, é claro. É a mesma coisa da Missa Nova. A Ceia que assisti é mais decorosa e sacra que a Missa Nova.
    Caso luteranos desejem regressar à Igreja em comunidade, não acredito que seria bom para eles manterem a forma ritualística de sua Ceia Protestante nem da Missa Nova, que são ambas a mesma coisa.
    Talvez, para os luteranos regressarem à Fé, seria interessante um dos Ritos, mesmo entre os extintos por São Pio V, da época da Reforma Protestante. Talvez algum dos Ritos extintos possam ser aproveitados para liturgia de luteranos regressos que desejem conservar alguns elementos litúrgicos.
    Dessa forma, volto atrás e solicito que o site elimine meus comentários anteriores neste post, se assim entender bem. Muito obrigado!
    Gente, fujam da Missa Nova, pois esta “missa” nem altar tem. Os progressistas celebram na antiga Mesa da Comunhão!!!
    Ceia Luterana = Missa Nova

    • As bizarras encenações litúrgicas da seita luterana e da seita anglicana costumam ter mais dignidade e decôro que o arremedo litúrgico mandado de Paulo VI, aquele senhor que gostava de sofrer, sofrer, sofrer e cuja grande experiência “pastoral” foi a de ser um burocrata carreirista da Secretaria de Estado, sem JAMAIS ter estudadocoisa ALGUMA em lugar NENHUM. Só não fez mais estragos pq não teve tempo.

  14. A Sra. Helga não está julgando pela aparência. Está escrito em letras garrafais no vídeo: CARDEAIS ALEMÃES IGNORAM CUMPRIMENTO DO PAPA. Logo, se há erro, ou pior, se há dolo, foi de quem editou o vídeo, e ela foi enganada como qualquer pessoa com razoável senso comum seria, ao ler o título e clicar no vídeo.
    Aliás, ela tem o mérito de assinar suas missivas com nome e sobrenome ainda, coragem que nem todos têm.