Cardeal levanta a questão: o Papa Francisco é parte da “provação final” da Igreja?

Por LifeSiteNews – Utrecht, Holanda, 7 de maio de 2018 | Tradução: FratresInUnum.com  – Um Cardeal Holandes afirmou que a falha do Papa Francisco em defender a fé autêntica da Igreja o faz pensar na profecia do Catecismo da Igreja Católica acerta de uma “provação final” para a Igreja antes da segunda vinda de Cristo.

O Cardeal Willem Eijk, 64, Arcebispo de Utrecht, fez o surpreendente comentário em um artigo publicado hoje no National Catholic Register. 

cardinal_willem_eijk1_810_500_55_s_c1

Eijk, feito cardeal em 2012 por Bento XVI, formou-se em medicina antes de sua ordenação sacerdotal e completou seu PhD em medicina, filosofia e teologia.

No artigo, o Cardeal lamenta a falha do Papa Francisco em trazer clareza à questão da intercomunhão com Protestantes durante o encontro de semana passada dos bispos alemães no Vaticano. O Papa pediu que os bispos alemães obtivessem aprovação unânime sobre o assunto, mas, afirma o Cardeal Eijk, ele deveria ter simplesmente lhes recordado a clara doutrina e prática da Igreja.

“Ao falhar em trazer clareza, criou-se grande confusão entre os fiéis e a unidade da Igreja é colocada em perigo”, declarou.

“Observando que os bispos e, acima de tudo, o Sucessor de Pedro falham em manter e transmitir fielmente e em unidade o depósito da fé contido na Sagrada Tradição e na Sagrada Escritura, não posso senão pensar no Artigo 675 do Catecismo da Igreja Católica”, escreveu.

Este parágrafo do Catecismo, que ele citou na íntegra, adverte para uma provação que “abalará a fé de muitos fiéis”. Ele profetiza uma perseguição que “desvelará o ‘mistério da iniquidade’ em forma de impostura religiosa, oferecendo aos homens uma aparente solução de seus problemas, a preço da apostaria da verdade”.

O Cardeal Eijk advertiu publicamente, no ano passado, que, ao falhar em esclarecer o ensinamento da Igreja acerca do divórcio e da segunda união, o Papa Francisco estava “fraturando” a Igreja.

Ele não é o primeiro Cardeal a reconhecer a confusão na Igreja causada pelo Papa Francisco como um sinal dos tempos finais. No Rome Life Forum do ano passado, o finado Cardeal Carlo Caffarra falou da confusão na Igreja a respeito do casamento e da família como o cumprimento de uma profecia que ele recebeu.

Em uma carta que o Cardeal Caffarra recebeu da Irmã Lúcia, a vidente de Fátima escreveu que a “batalha final entre o Senhor e o reino de Satanás será sobre o casamento e a família. Não tenha medo, ela acrescentou, porque quem quer que trabalhe pela santidade do matrimônio e da família será de toda forma sempre combatido e oposto, porque este é o assunto decisivo”.

Essa batalha final, disse ele no Rome Life Forum, “está sendo cumprida hoje”.

O Cardeal Burke também identificou a confusão e o erro na Igreja Católica sob o Papa Francisco com o final dos tempos: “É possível sentir que a Igreja dá a aparência de não desejar obedecer as ordens de Nosso Senhor”, disse o Cardeal Burke em uma entrevista com o Catholic Herald em novembro: “Talvez, então, tenhamos chegado ao fins dos tempos”.

 

27 Comentários to “Cardeal levanta a questão: o Papa Francisco é parte da “provação final” da Igreja?”

  1. Esses bravos e fiéis cardeais fiéis à sã doutrina, com esses pronunciamentos, não imaginam como nos encorajam!! Estamos nos sentindo muito sós!

  2. Lamentável é que tão poucos da Alta Hierarquia levantam suas vozes em contrario ao que se passa nesse pontificado, tachado por esses raros de disseminar ambiguidades e confusões generalizadas!
    Após os primeiros pronunciamentos e atos do papa Francisco, a sequencia similar e divulgado à parte do notorio sinopse acerca de seus estranhos procedimentos, em um ano após tantas supostas possíveis discrepancias doutrinarias, como contido no *”UM ANO DE PAPADO, UM ANO DE CONFUSÃO” de Alejandro S Laprida, o qual, ainda que muito entristecidamente disse ter redigido, porém justificou-se um resumo de varios supostos procederes erroneos do papa Francisco, àquela época, 2014, já deveriam seus assessores mais próximos cardeais tê-lo inquirido, além de que possuiria antecedentes questionáveis, desde **sacerdote a bispo-cardeal.
    Assim, os mais próximos dele teriam sido complacentes por receio humano ou temores de retaliações por o questionarem de seus supostos erros; deveriam respeitosamente tê-lo reconsiderar, discordando de varios posicionamentos, os quais seriam incondizentes com doutrina de sempre da Igreja, senão estranhos, como o mais recente, como o que se consideraria absurdo e/ou leviano no discurso do Papa Francisco na Audiência aos participantes no congresso internacional promovido pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica na Sala de Imprensa da Sé, 04/05/18 quando teria disparatado: ***… “este Espírito Santo é uma calamidade [risos, risos]”…
    **** Até sacerdote que estaria paramentado praticaria homossexualismo no altar, na Irlanda…
    Incidiríamos nos 2 trechinhos abaixo, já que à eleição do papa Francisco as esquerdas, ateus-militantes-maçons-ONU-Illuminati-NOM exultaram-se?
    ***** … “Os diabos terão um poder fora do usual; a imaculada pureza de nossa Ordem, e de outras, será tão obscurecida, que haverá bem poucos Cristãos que obedecerão ao verdadeiro Soberano Pontífice e à Igreja Romana com corações leais e caridade perfeita. Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte….
    … Alguns pregadores manterão silêncio sobre a verdade, e outros a calcarão aos pés e a negarão. A santidade de vida será desprezada até pelos que exteriormente a professam, pois naqueles dias Nosso Senhor Jesus Cristo lhes mandará não um verdadeiro pastor, mas um destruidor”.
    * http://www.padremarcelotenorio.com/2014/03/um-ano-de-pontificado-um-ano-de-confusao/
    ** https://adelantelafe.com/trabajo-verdadero-periodista-quien-puede-encontrar-informe-kolvenbach-padre-bergoglio
    *** http://press.vatican.va/content/salastampa/es/bollettino/pubblico/2018/05/04/cons.html
    **** https://www.independent.ie/irish-news/altar-sex-act-by-man-in-priest-vestments-is-caught-on-camera-36872132.html
    ***** http://catolicaconect.com.br/profecia-de-sao-francisco-de-assis-sobre-o-cisma-e-a-apostasia-na-igreja/

  3. “Roma perderá a fé e se tornará a sede do anticristo”.

    O Catecismo da Igreja Católica-CIC nos adverte:

    §675 “Antes do advento de Cristo, a Igreja deve passar por uma provação final que abalará a fé de muitos crentes. A perseguição que acompanha a peregrinação dela na terra” desvendará o “mistério de iniquidade” sob a forma de uma impostura religiosa que há de trazer aos homens uma solução aparente a seus problemas, à custa da apostasia da verdade. A impostura religiosa suprema é a do Anticristo, isto é, a de um pseudo-messianismo em que o homem glorifica a si mesmo em lugar de Deus e de seu Messias que veio na carne”.

    MORAL: Francisco supostamente é um antipapa. Ele foi eleito pela MÁFIA de St. Gallen (Suíça) formada pelos cardeais-LOBOS: Martini, Lehmann e Kasper da Alemanha , Bačkis, da Lituânia, van Luyn, da Holanda, Danneels, de Bruxelas, e Murphy O’Connor, de Londres, dentre outros.
    Qual é o objetivo da MÁFIA DE ST. GALLEN: reforma drástica da Igreja (mais “MODERNA”): ordenação de homens casados (Boff…); ordenação de mulheres; abolição da Eucaristia católica (adoção da Ceia Protestante); nomeação de bispos por leigos; substituição da primazia do Papa pela Colegialidade; maior autonomia para as Conferências Episcopais (CNBB…); relativização da moralidade sexual: tolerância com a Segunda União heterossexual e união de “casais” homossexual (vide telefonema de Francisco para a família da lésbica Marielle)…

    Não há mais dúvidas! A abominação da desolação já ocupou o lugar santo. Só falta agora fazerem cessar o sacrifício perpétuo (FIM DA MISSA, já em curso) para que a justiça divina caia sobre a cabeça desses apóstatas que tomaram de assalto a Santa Igreja. Então eles saberão que a Igreja pertence a Cristo e não a uma casta de apóstatas que acham que podem tudo que der na telha, até mesmo a santa lei imutável do Senhor.

    Como é atual a visão do papa Leão XIII: satanás foi autorizado a explorar os discípulos (bispos, cardeais e papas) visivelmente à frente de todo o mundo. Jesus rezou pela fé de Pedro e de seus sucessores. Pedro, através das águas agitadas da história, vai ao encontro do Senhor e está em perigo de afundar-se…
    Francisco uma Ponta de ICEBERG. Mas o pontificado de Bento XVI ainda não acabou…
    São Miguel Arcanjo, rogai por nós!

  4. Tudo o que vemos hoje são os frutos que foram plantados no CVII. Os progressistas se gabam de que agora as reformas do concilio não serão interrompidas novamente e vemos bispos e cardeais defendendo descaradamente pecado não é mais pecado. Foram-se os tempos do Santo Padre Pio que afirmou que qualquer padre é muito mais santo do que os leigos. Se este não é o fim dos tempos então deve ser o ensaio!

  5. O eminentíssimo está certo, mas está atrasado: a provação final da Igreja começou com o Concílio Vaticano II.

  6. Não acredito que essa profecia do catecismo se aplique ao Papa Francisco e ao que vivemos hoje. É uma profecia muito tremenda que não cabe diante de um Papa visivelmente ignorante. O Papa Francisco é um “lula de Roma”: enrolão, cheio de duas palavras, gosta de mídia, etc. Isso será o mesmo que aplicar as profecias de falsos profetas aos Inri Cristos da vida, são palhaços demais para Nosso Senhor profetizar os palhaços.

    Todo mundo ainda tem missa perto de casa, a Igreja tem o poder temporal, não faltam padres como seria em uma crise nesse tamanho, entre tantos exemplos. Essa crise final predita pelo Catecismo será de tal modo que não se saberá mais se existe a Igreja, as missas serão abolidas e haverá leis civis perseguindo os cristãos. É algo de tal proporção que homens cairão de terror no meio da rua diante do esfriamento da fé e implantação do sistema tirano do anticristo.

    Devemos sim estar atentos aos “princípios das dores”, aos sinais. Mas não, não creio que essa profecia do CIC se aplique hoje.

    • Partilho da sua interpretação.

    • Se aplica a hoje pq, como vc bem descreveu, claramente já vemos todos os “indícios” já bem difusos, agora, com certeza como vc bem disse, ainda não totalmente desvelado, porém já na iminência disso (não há como não enxergar, inclusive o mal espiritual q é mais grave q o material já em curso).

    • Heitor, v quer ainda quer ver coisas piores que os católicos serem obrigados assistirem quase só missas-show, levados para as heresias ou para o indiferentismo e RCC por falta de pastores?
      Muitos ou quase todos do clero desorientados com homilias de fazer cochilar e nelas só pregarem misericordia da manhã até a noite?
      Talvez a maior parte do clero, desde os lá de cima lutando com força para lançarem os católicos no abismo mais rápido possível, a começar do papa Francisco denunciado por alguns corajosos próximos dele de ser o motor da confusão e dando impressão que a maioria absoluta está colocando fé absoluta nele?

    • Esquenta não Heitor, vc ainda vai acreditar, pode ficar tranquilo quanto a isso!

    • Explicando melhor pois li muito rápido o texto e me ative apenas a refutação de que o Papa Francisco não é a provação final da Igreja. Não endosso de forma alguma as ofensas deliberadas ao Sumo Romano Pontífice a quem sempre respeitarei. Peço ao Fratres a gentileza de publicar essa errata. Obrigado.

  7. Vendo essas contundentes palavras vindas de um príncipe da Igreja, não posso deixar de indicar um sermão que escutei dias atrás, proferido por um padre dos arautos, no domingo do Bom Pastor…o quebra-cabeça vai se encaixando, e pelo menos nos ajuda a manter a fé ao saber que tudo já estava previsto!

    • Esse sermão é bastante incisivo, não só para quem faz o papel de mercenário, mas também para tomarmos cuidado de nós mesmos não virarmos lobos que destroem o rebanho.
      Sempre me questionarei isso.

    • Sermão maravilhoso e atual

  8. Isso está apocalíptico demais pra mim. O Mundo sim está em desgraça crescente, a Igreja não.

    Atualmente, não estou em nenhuma provação no que se refere à Igreja. Sei que ela sempre foi e é fiel a Cristo. Confesso que há mais de décadas não tive muitas dificuldades nestas questões de Igreja e Papa.

    Eu pensava que era impossível um Papa promulgar heresia. Na presente situação, alguns fatos jogaram por terra algumas ou muitas de minhas ideias. Mas pouco importa: Não é coisa da Igreja. E agora estou sendo consolado que o tal de branco lá provavelmente nem Papa é.

    Pra quem foi criado numa paróquia católica tradicional, não tenho medo de rejeitar coisas do Papa, pois estou acostumado com isso. João Paulo II que o diga, pois teve vezes que nem o aceitei como Papa. Agora se o tal de branco lá não for Papa, melhor ainda! Mais racional é nossa fé.

    Aonde está a Igreja Católica hoje? Nas comunidades tradicionais eu sei que está. Agora no progressismo…

  9. Nessa maré de mentes apáticas, em meio a esse ‘gado’ levado passivamente para o matadouro de sua fé, de vez em quando algumas vozes se levantam e quebram o efeito anestésico do pecado dos pastores….Acho que esse cardeal foi muito mais contundente do que os 4 das ‘dubias’

  10. E esse pessoal de Arautos, TFP, Canção Nova, RCC, Diocese de Campos, Administração Apostólica nos rumos que está tomando, Montfort, Bolsonaro, PT, PSOL, PC do B, PSDB, PSB, o próprio João Paulo II etc não me convencem.

  11. O Mundo está precisando de pessoas mais humanas e igualdade social. Com barriga cheia, trabalho digno, justiça social, o povo vai poder ir à Missa Tridentina com roupa descente, comprar um Dezinger, um Catecismo, uma Bíblia Católica e louvar a Deus com alegria. Menos egoísmo, e melhor distribuição de renda.
    Não estou drogado não. Tem que ter recursos para o povo, para este caçar uma boa igreja e salvar sua alma. O que adianta você ir falar de Deus, de Missa, de Fé nestes bolsões de miséria?

    • E como é que as pessoas faziam antigamente, quando tinham fé e missa tridentina mas não tinham bolsa-família?

    • o problema não é dinheiro e conforto material, o problema é falta da Religião, falta esta cavada noite e dia pelos inimigos de Cristo. Minaram a Igreja e portanto a religiosidade do povo, o povo se deixou levar. “buscai primeiro o Reino do Céu e tudo mais lhe será acrescentado”. Maioria dos que entram para o crime não são miseráveis materiais. São miseráveis espirituais.

  12. Enquanto os missionários não apresentarem uma Religião (o verdadeiro Catolicismo) aos fracos, doentes, humilhados, feios (porque hoje todo mundo tem que ser bonito e sensual, as mulheres poposudas e os homens supostamente másculos com um incrível volume muscular), a conversão tende a se tornar algo cada vez mais raro e a Igreja cada vez menor em número.

  13. Só penso, que muitas das vezes a Palavra mata, mas O Espírito vivifica…(2COR 3, 4-6;) Estamos sim vivendo uma Igreja do Evangelho e sem perder a Tradição, uma Igreja da proximidade onde o que importa é o anuncio do Reino de Deus que é a nossa Salvação das almas, do povo de Deus, quer por sinal esta muito desamparado por um Igreja agarrada a “Letra escrita em pedra, papel” …esse anuncio deve ser feito de todas as formas inclusive pelo testemunho do amor, do amor que vem de Deus e isso o Papa Francisco está tentando cumprir a exemplo de Cristo…Não vejo e nem, concordo que O Papa Francisco seja esse transgressor da Tradição ferindo a Igreja…Não é…o quem é na verdade, assim como disse Catarina de Sena: ” Nosso Doce Cristo na Terra…”

    • Pela luz que me alumia!
      Ouso dizer que a última coisa no que a Santa e Doutora da Igreja Catarina de Siena pensou ao se referir ao Pontífice como “doce Cristo na Terra” teria sido a amarguíssima figura de Francisco e seu rocambolesco “reinado”…!!
      Mas o que se vê é mais do mesmo: quando agrada à visão pós-(nefasto)CVII, revolucionária e hedionda, palminhas de whatsapp e magistério infalível; quando desagrada – farisaísmo, impiedade, heresia, anátema e excomunhão ipso facto!!

    • Glauco, você tenta minimizar a importância de estar agarrado a uma ‘letra escrita em pedra, papel’.
      Mas essa essa ‘letra escrita’ reproduz aquilo que o próprio DEUS revelou e estatuiu, então ela deve ser tomada como palavra de vida eterna!!
      Já dizia o Mestre: “Céus e terra passarão, mas minhas palavras jamais”
      E seria uma tremenda injustiça se por acaso o Criador estabelecesse mandamentos em determinada época, e em outra época ele os revogasse.
      Quer dizer que para cada ‘época da humanidade’ Deus muda?
      Não seria isso nada mais que um humanismo na religião, ou seja, o homem impondo a Deus como as coisas devem ser?
      Na verdade, é isso que Francisco está fazendo! E sabemos que o humanismo é o primeiro passo para o ateísmo

  14. Em geral, gente que opõe a lei (de Deus) à liberdade, quer apenas vagabundear na vida espiritual, levar vida mansa, ralar o bucho na beira da piscina e apodrecer lentamente.

    É a velha teoria de “Deus entende”; isto é, “entende” que eu não leve nada a sério além da minha cota bancária, dos meus negócios, da minha engomada postura pública e social. “Deus entende”…

    E por “entender” tanto e “achar” que a vida cristã é isso mesmo, Ele antecipadamente enviou o Seu Unigênito para que vivesse uma vida de provações, privações, sofrimentos físicos e morais, pregando a conversão e a penitência sob o sol escaldante da Judeia, não tendo sequer uma pedra pra recostar a cabeça depois de se esgotar em longos percursos, ser espremido pelas multidões e insultado pelos chefes e anciãos do povo (sem “esquecer” a Cruz).

    Realmente, “Deus entende” a generalizada vagabundagem dos cristãos, egoístas, histriônicos e não raro imorais e abomináveis, a começar por seus dirigentes, dentre cujos escândalos a aberrações, não falta nem mesmo a predação sexual de crianças. “Deus entende” inclusive que, depois de 2000 anos de pregação, estejamos a ver coisas que causariam horror até aos pagãos.

    Mas, como ouvi certa vez alguém pregando: “Deus NÃO entende”, isto é, ele não aceita a vagabundagem espiritual. Ele quer para além de tudo e mais um pouco, o cumprimento escrupuloso de Sua Lei.

    Essa doutrina luterana MALDITA e ABOMINÁVEL de que não precisamos fazer nada pela nossa salvação, pois Jesus Cristo fez tudo e agora nos cabe apenas gozar a vida (além de mentir, roubar, trapacear, caluniar e destruir e predar a honra alheia – vícios estes em que se excele o “clero”) infectou os ambientes católicos já há muitos séculos, especialmente depois do “Renascimento” com seu surto de pelagianismo. Agora, a noite é escura. Agora é hora do clerossauna, agora é a hora de Bergoglio, agora é a hora do diabo.

    Deus fala uma vez só. O resto é antropomorfismo, idolatria.

    “Totum exigit te, qui fecit te”. Quem te fez exige tudo de ti (Santo Agostinho).

  15. O Vaticano (Pontifício Conselho de Cultura) enviou ao Metropolitan alguns paramentos para a performance “Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination”; Cardeal Dolan defendeu a iniciativa.

    Aqui, o link do que é essa exposição.

    https://www.gettyimages.com/album/best-of-heavenly-bodies-fashion-the-catholic-imagination-costume–VJCwxcUeQ0aABj-6WYKL1Q#katy-perry-attends-the-heavenly-bodies-fashion-the-catholic-costume-picture-id955790280

    Alguém duvida que o lúcifer está muito satisfeito com o desgraçado apóstata argentino?