CNBB divulga nota sobre o momento nacional.

Por CNBB

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se solidariza com os caminhoneiros, trabalhadores e trabalhadoras, em manifestação em todo território nacional, em nota divulgada nesta quarta-feira, 30 de maio. Preocupada com as duras consequências que sempre recaem sobre os mais pobres, no texto a entidade conclama toda a sociedade para o diálogo e para a não violência. “Reconhecemos a importância da profissão e da atividade dos caminhoneiros”, pontua.

Confira, abaixo, a nota na íntegra:

NOTA DA CNBB SOBRE O MOMENTO NACIONAL
“Jesus entrou e pôs-se no meio deles e disse: A paz esteja convosco”(Jo 20,19)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, solidária com os caminhoneiros, trabalhadores e trabalhadoras, em manifestações em todo território nacional, e preocupada com as duras consequências que sempre recaem sobre os mais pobres, conclama toda a sociedade para o diálogo e para a não violência. Reconhecemos a importância da profissão e da atividade dos caminhoneiros.

A crise é grave e pede soluções justas. Contudo, “qualquer solução que atenda à lógica do mercado e aos interesses partidários antes que às necessidades do povo, especialmente dos mais pobres, nega a ética e se desvia do caminho da justiça” (CNBB, 10/03/2016). Nenhuma solução que se utilize da violência ou prejudique a democracia pode ser admitida como saída para a crise.

Não é justo submeter o Estado ao mercado. Quando é o mercado que governa, o Estado torna-se fraco e acaba submetido a uma perversa lógica financista. “O dinheiro é para servir e não para governar” (Papa Francisco, Evangelii Gaudium, 58). 

É necessário cultivar o diálogo que exige humilde escuta recíproca e decidido respeito ao Estado democrático de direito, para o atendimento, na justa medida, das reivindicações.

As eleições se aproximam. É preciso assegurar que sejam realizadas de acordo com os princípios democráticos e éticos, para restabelecer nossa confiança e nossa esperança. Propostas que desrespeitam a liberdade e o estado de direito não conduzem ao bem comum, mas à violência.

Celebramos a Solenidade do Corpus Christi, fonte de unidade e de paz. Quem participa da Eucaristia não pode deixar de ser artífice da unidade e da paz. O Pão da unidade nos cure da ambição de prevalecer sobre os outros, da ganância de entesourar para nós mesmos, de fomentar discórdias e disseminar críticas; que desperte a alegria de nos amarmos sem rivalidades, nem invejas, nem murmurações maldizentes (cf. Papa Francisco, Festa do Corpus Christi, 2017). O Pão da Vida nos motive a cultivar o perdão, a desenvolver a capacidade de diálogo e nos anime a imitar Jesus Cristo, que veio para servir, não para ser servido.

Conclamamos, por fim, todos à oração e ao compromisso na busca de um Brasil solidário, pacífico, justo e fraterno. A paz é um dom de Deus, mas é também fruto de nosso trabalho.

Nossa Senhora Aparecida interceda por todos!

 

Cardeal Sergio da Rocha                                      

              Arcebispo de Brasília     

Presidente da CNBB        

                                         

Dom Murilo S. R. Krieger, SCJ Arcebispo de São Salvador

        Vice-Presidente da CNBB

  

Dom Leonardo Ulrich Steiner, OFM

Bispo Auxiliar de Brasília

Secretário-Geral da CNBB

8 Comentários to “CNBB divulga nota sobre o momento nacional.”

  1. A ruína da Igreja no Brasil se deixa entrever em cada linha dessa nota filocomunista de lavra dessa corja mitrada. Vulgar, superficial e apelativa, como tudo que sai da cabeça torta dessa gente.

  2. Gostaria de saber se por acaso algum ” Bispo da CNBB ” deixou de usar o seu carro .

  3. Como sempre, palavrório da CNBB, cheio de nada e vazio de tudo.

  4. Se a CNBB está se manifestando é porque a esquerda brasileira está doida para pegar carona nas manifestações.
    Não é a toa que agora resta a minoria petista de caminhoneiros, envolvida com os sindicatos. É claro alguns desinformados idiotas úteis de plantão.
    Senhores bispos, qual a credibilidade que vcs tem para que possamos confiar na isenção de sua nota. Sinto muito, mas quando as mentiras são descobertas e a máscara cai, só resta a desconfiança é um enorme lapso de tempo para, quem sabe, se trabalhar uma recuperação.
    A sua nota economicamente está na contra mão do que nosso país necessita. Estado grande, controlador do mercado é economia socialista em seu melhor estilo e seu pior desempenho. Pelo amor de Deus senhores bispos, temos convivido com esta proposta absurda há no mínimo uma 3 ou 4 décadas. E chegamos no atoleiro que chegamos. Papa Francisco é tão socialista que apesar das assessorias que tem não consegue dar conselhos e opiniões sem este ranço socialista decrépito e retrógrado.
    Tentem falar do que entendem, ou deverias entender, pois estar aos abraços com a Teologia da Libertação não os qualifica como conhecedores da boa doutrina, da Teologia e da filosofia natural.
    Por favor, façam uma reflexão séria, um mea culpa, lembrem-se da época que fizeram os votos para o sacerdócio e corrijam- se. Estamos prontos, como cristãos a perdoa-los, mas, primeiro corrijam-se e abandonem os maus hábitos e as más companhias.
    Que Deus nos abençoe e guarde,
    Flávio.

  5. Nota mequetrefe!

  6. NOTA DA CNBB SOBRE O MOMENTO NACIONAL… caótico, com o qual tem tudo a ver, por omissão e/ou conivencia, ainda vem por diversas décadas contribuindo para que se agrave, assim se mantenha, tendendo a piorar.
    … “CNBB, solidária com os caminhoneiros, trabalhadores e trabalhadoras, em manifestações em todo território nacional, e preocupada com as duras consequências que sempre recaem sobre os mais pobres”… Se isso possuísse fundamentação, não apoiaria até hoje as esquerdas, desde D Hélder, o queridinho delas, sendo quadrilhas sob formas de partidos políticos e, quando no poder, agem como devastadoras das nações, distribuidoras mundiais da IGUALDADE DA MISERIA, exceto aos dirigentes da mafia e apadrinhados, como banqueiros, mega capitalistas e afins.
    “…qualquer solução que atenda à lógica do mercado e aos interesses partidários antes que às necessidades do povo, especialmente dos mais pobres, nega a ética e se desvia do caminho da justiça”… seria justo sem repressão apoiar o PSDB-PT a tudo tentando estatizar, como procedem os comunonazifascistas, tornando-os fora deles seus reféns e os cidadãos mercadorias de uso estatal, como em Cuba?
    … É necessário cultivar o diálogo que exige humilde escuta recíproca e decidido respeito ao Estado democrático de direito, para o atendimento, na justa medida, das reivindicações”… Como assim proceder se a quem apoia é material-ateísta, quer se impor com violencia aos discordantes, não dialoga com ninguem, embora encene fazê-lo, como os comunistas acima?
    … “As eleições se aproximam. É preciso assegurar que sejam realizadas de acordo com os princípios democráticos e éticos”,… E cristãos principalmente, portanto, caros irmãos, evitem votar em candidatos e partidos material-ateístas, como o PT-PSDB, PSOL, PSTU, PSB, PV, PDT, PC do B, PCB, PCO, PP, PRB-IURD-E Macedo, Rede e mais PCs, além das sanções canônicas, como exclusão automática da Igreja aos eleitores por apoiarem abortistas, possuem arraigados e irreversíveis odios ao Senhor Deus e à Igreja e a perseguem, também são quadrilhas extremamente perigosas, além de garantidamente partidarios de Satã!
    … “Conclamamos, por fim, todos à oração e ao compromisso na busca de um Brasil solidário, pacífico, justo e fraterno. A paz é um dom de Deus, mas é também fruto de nosso trabalho”… Desde que não prestigiemos com nossos votos as organizações criminosas acima, compartilhadoras com a bandidagem geral por também serem pró narcotráfico, estilo PCC, CV, FDN e mais scrocs, sendo uns populistas, demagogos e fazendo politica de saqueadores da nação!
    Enfim, CNBB, um verdadeiro amor aos pobres inspirará denúncias proféticas contra as outras causas da pobreza, inclusive bruxaria sob varias modalidades, como candomblé, umbanda etc., vícios os mais degradantes, caso da não censura à Rede Globo da TelePilantragem perversora da familia e afins, assim, como a ideologia socialista, sob a máscara de leis antidiscriminação favorecendo as infernais Lutas de Classes!.

  7. É público e notório que a CNBB não está preocupada com o Reinado Social de Nosso Senhor Jesus Cristo. A razão de existir das Conferencias Episcopais é esvaziar o poder do Bispo de Roma, portanto da Santa Igreja, em seu magistério da Salvação das Almas. Tornar a Santa Igreja “popular” nos países independentemente de ir contra os Santos Evangelhos. Desta forma, enche de heresias os bispos suas dioceses, contradizem o Magistério da Santa Igreja, reduz os ensinamento de Cristo a meras opiniões, a coisas que aconteceram no passado e que não se aplicam no momento. A rebeldia que se instalou pelas Conferências Episcopais, associações de padres, religiosas e leigos que defendem a liberdade religiosa, as práticas abortivas, homossexuais, divórcios, etc, custa a salvação de muitas almas. O suposto interesse social de paz, amor, convivência entre os homens “por ele amado, faz com que Deus Nosso Senhor seja jogado de lado. Pergunta-se:por que ainda utilizam do status de bispos, padres, religiosos, etc , para se aproveitarem de viverem uma vida razoavelmente boa, em detrimento a sua missão, obrigação de pregar o Santo Evangelho, pregar a Verdade e rechaçar o mau? De escândalos e escândalos que assolam a Santa Igreja de maus bispos, padres, religiosos e assim se perpetuam dentro desta igreja,mas contra Ela. Relembremos as palavras de Nosso Senhor sobre o mau do escândalo, e aí daquele que vem o escândalo.

  8. Nenhuma menção ou invocação a São Cristovão, padroeiro dos motoristas. A CNBB não tem devoção.