Foto da semana.

Papa cardeais

Papa Francisco e novos cardeais visitam Bento XVI

Papa Francisco e os novos cardeais no Mosteiro “Mater Ecclesiae” com o Papa emérito Bento XVI.

VaticanNews – A Sala de Imprensa da Santa Sé refere numa nota que após o Consistório Ordinário Público, desta quinta-feira (28/06), na Basílica Vaticana, o Papa Francisco e os novos cardeais, a bordo de duas vans, foram ao Mosteiro “Mater Ecclesiae” para encontrar o Papa emérito Bento XVI.

Na capela, todos juntos rezaram a Ave-Maria. Depois de uma breve saudação e a bênção de Bento XVI, os catorze novos cardeais voltaram à Sala Paulo VI e à Residência Apostólica para a visita de cortesia.

Tags:

9 Comentários to “Foto da semana.”

  1. Tão gentil ato. Como Bergoglio não dá ponto sem nó, algum objeto há nisso.

  2. Isso tudo é muito estranho.

    Como não perceber isso? Como disfarçar sobre isso? Eu até tento………

  3. É só uma amenizada para mais lambança que vem por aí.

  4. Roupas vistosas, burocracia melismática e pouca, ou já nenhuma, fé católica.

    A hermenêutica de um delírio e de um pesadelo interminável.

    Para combinar com o assunto, com a doutrina e com o derrocada da igreja montiniana, verei a seguir as fotos de alguma bispa anglicana de mitra e báculo.

    Dá tudo na mesma quando se perdeu tudo e mais um pouco.

  5. Apesar de fisicamente juntos, quão distantes d’almas estariam um do outro papa; o anterior, por ex., no tocante ao pestífero comunismo, enquanto o papa Bento XVI: “um governo sem principios ético-morais não passa de uma quadrilha de malfeitores”, por outro lado, o papa Francisco avalizaria os terroristas das esquerdas, os “movimentos sociais”, os MSTs-milicias-vermelhas-globalistas e os Stédile-Juán Grabois de diversas nações, além de gentil acolhida no Vaticano dessas sucias, lhes diz: “Façam da suas as minhas palavras”!

  6. Bento XVI perdeu a oportunidade de ter sido um dos grandes papas da Igreja quando renunciou, sabe-se lá por qual razão.

    • Bento XVI é um gigante entre os Papas, não tratou o cargo como uma propriedade particular e renunciou por amor à Igreja. A história ainda não acabou…

  7. “Bento XVI perdeu a oportunidade de ter sido um dos grandes papas da Igreja quando renunciou, sabe-se lá por qual razão.” ( II )

    São Pedro e S. Paulo, rogai por nós!

  8. Uma situação nova, o Pontífice Reinante levando seus Cardeias a uma visita cordial ao Pontífice Emérito. Com a conservação e manutenção da vida física e mental, viver por mais tempo indo aos limites do desgaste natural do corpo humano, deu-nos essa situação atual: dois papas. Bem verdade que diante da renúncia inesperada do Pontífice anterior, Bento XVI, venho cheia de especulações um tão quanto preocupantes. Contudo, hoje já temos um novo papa, Francisco, que está responsável pela barca de Pedro. Cabe a ele, “apascentar o rebanho que lhe foi confiado”, não deixá-lo ser presa fácil do inimigo. Escolheu seus conselheiros, cardeias, conforme sua política pessoal. É sabido que a origem do cadinalato é restrita a função de ajudar o papa reinante a conduzir o rebanho de Cristo. Seria uma função de não deixar que o sucessor de Pedro fique só, humanamente falando, na missão de conduzir essa barca gigantesca e peculiar que lhe foi confiada. Infelizmente a história nos traz relatos de papeis vergonhosos de alguns cardeais, que se usaram dessa função, ou melhor do cargo para satisfazer seu orgulho. Levaram até a escândalos dentro da Igreja de Deus. De qualquer forma, essa função é necessária e cirúrgica, vez que se leva em conta muita das vezes conhecimentos técnicos para certos cargos administrativos da Santa Sé. Há cardeias que são criados devido seu papel pastoral em suas dioceses, arquidiocese de origem. Leva-se em conta a importância daquele diocese, daquela igreja particular para a Santa Igreja. No Brasil temos as arquidioceses cardinalícias, pode-se se chamar assim, tão certo eleito arcebispo, o cardinalato é certo: arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro (por ter sido criado o primeiro cardeal do América do Sul, e historicamente ter sido Capital Federal), segue-se a de São Paulo, Salvador (diocese primaz), vem Brasília( mais valor político), e Aparecida (capital religiosa do país) Embora nosso país ter uma população( pelo menos em pesquisas) católica, a representatividade por cardeias não é proporcional, já que um dos quesitos para chegar a cardeal é a população cristão do país. Embora a tradição fosse que os cardeias permanecesse em Roma, então daí que a maioria do colégio fosse de cardeais italianos e outros países próximos. Com o colégio cardinalício passou a ter a responsabilidade de eleger o novo pontífice, o que infelizmente se especula tanto nas escolhas para cardeis, gerando assim uma certa política para no futuro escolher o novo papa. A Igreja é Divina, mas seus membros são humanos, e para deixar bem claro que não estaríamos livre de maus pastores, Nosso Senhor deixou escolher para seus discípulos homens que fraquejaram. Uns se arrependeram e voltaram a tempo. Pedro, a Pedra, é uma demonstração de quanto a misericórdia de Deus é maior que nossa fraqueza, mesmo após ser batizado no Espírito Santo, caiu em contradição, mas por humildade ouviu outrora perseguidor de cristão, São Paulo, e se arrependeu. A humildade de Pedro é que o fez ser a pedra, escolhida por Cristo. Celebramos dias atrás a solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, as duas colunas da Santa Igreja, devemos pois pedir a Deus Nosso Senhor que proteja, conserve e mantenha a Fé, o Santo Padre, e por “tabela” todos todos os demais bispos, inclusive o Bispo emérito de Roma.