Nota do Arcebispo de Sorocaba sobre ação no STF buscando a legalização do aborto.

Nota arcebispo de Sorocaba

4 Comentários to “Nota do Arcebispo de Sorocaba sobre ação no STF buscando a legalização do aborto.”

  1. Porque a CNBB, bem anteriormente a Revmo Bispo D Julio E Akamine, não antecipava há décadas os católicos, não apenas a votarem com consciencia como cristãos, como sempre procede, porém, não nomeava as agremiações políticas sumamente maléficas?
    Hoje em dia, o povo vem sendo e está dopado no politicamente correto revolucionario há varias décadas por essa omissão e/ou conivencia com os martelo e foice, estando cooptado para o marxismo, pois os eleitores, algumas ou dezenas de milhões atualmente compartilham de tantas sinistras nomeações, ex., como no judiciario de um modo geral, de “juízes”, como Tóffoli, Lewandowski e Favretos da vida por falta de quem os prevenisse dos militantes e material-ateístas partidos comunistas!
    Porque não alertava e admoestava diretamente os católicos sobre as péssimas escolhas e gravíssimo pecado ao acaso preferissem os candidatos dos diabólicos treis irmãos gemeos no básico comunonazifascistas, casos PT-PSDB e outros PCs, como PSOL, PSTU, PV, PCO, PDT, PC do B, PSB, Rede, PCB e apoiadores mais etc?
    Os comunistas com seus embustes, eufemismos e trapaças tanto apreciam em discursarem em “direitos humanos”, sim, mas à prática deles, esses tais não passam exclusivamente de circo-teatro, ao resguardarem os supostos direitos unicamente dos componentes da mafia esquerdista e associados a que lhes pertencerem!
    Assim, não apenas o aborto adotam, no entanto, a eutanasia, pedofilia, ideologia de gênero GLBTismo e desgraças infindas mais engrossam seus pacotes de medidas perversas a se implantarem, se eleitos, além de serem os mesmíssimos PCC, CV, FDN, FARC, Lula-Dilma – como uns comportamentos do mega traficante Pablo Escobar-Ortega-Maduro-F Castro, os 3 últimos despóticos caudilhos – embora travestidos de partidos políticos ao apoiarem apenas a bandidagem!
    O aborto, por ex., para eles é programa de governo de qualquer desses e, certamente, não teríamos antagonistas pontuais, caso acima, mas um bloco de centenas de bispos e dezenas de milhões de católicos acompanhados de seus legítimos pastores, numa frente única!
    Não observaram o assassinato de Marielle, a pobrista, eleita pela elite carioca e – quanto rebu-circo-teatro-picadeiro da midia esquerdista à sua morte como “defensora dos pobres”, dos quais lhe provieram apenas cerca de 09%? No entanto, um policial quando é executado – por detrás – não seria o tal de “menos um a nos incomodar”?

  2. DEUS está no PODER…inclina-se para olhar nosso minúsculo planeta terra, onde está num universo infinito e imenso como não podemos imaginar…, e age oportunamente, no Seu tempo e no Seu entendimento Divino e Santo.

  3. “Na Encíclica ‘Centesimus annus’ João Paulo II sintetizou-as [as indicações da concepção dos direitos humanos] num elenco: ‘O direito à vida do qual é parte integrante o direito de crescer à sombra do coração da mãe depois de ser gerado; o direito a viver em uma família unida e num ambiente moral favorável ao desenvolvimento da própria personalidade; o direito a maturar a sua inteligência e liberdade na procura e no conhecimento da verdade; o direito a participar no trabalho para valorizar os bens da terra e a obter dele o sustento próprio e dos seus familiares; o direito a fundar livremente uma família e a acolher e educar os filhos, exercitando responsavelmente a sua sexualidade.’ ” (Compêndio da Doutrina Social da Igreja, n. 155).

  4. Soma-se a declaração de outro bispo aqui publicado dias atrás, o que nos dá esperança na igreja do Brasil. Seria bom, ou melhor é necessário uma constante vigília sobre tudo por parte dos bispos, afinal são eles as autoridades da Igreja. Digo vigília constante porque o demônio não dorme, está sempre rondando procurando a quem devorar. Quantos projetos contra Deus foram aprovados, embora se diga que a maioria dos brasileiros sejam católicos, em manobras sinistras, na calada da noite pela descuido dos bons. Bispos, padres, não tenham medo! Preguem nas sua igrejas contra tudo e contra todos que tramam contra Deus Nosso Senhor. Para isso que fôsseis chamados, ordenados. Não para fazerem papel de “conciliador” entre o Deus e o mundo. Cuidado com candidatos que se dizem “católico”, mas são filiados e defendem ideias e partidos anti-cristãos. E nós leigos somos responsáveis pelos maus, na acepção da palavra, que são eleitos representantes para legislar e governar nosso país. Já que vivemos em um estado democrático que diz que o poder vem dos homens, da maioria, então façamos representar no parlamento homens e mulheres verdadeiramente cristãos que defenderam com unhas e dentes a Lei de Deus.