Francisco-Viganò: novas revelações. Müller demitido por aplicar política de tolerância zero. Instalada a guerra entre Vaticano e Americanos.

Por FratresInUnum.com, 30 de agosto de 2018 – A imprensa americana continua divulgando novas revelações sobre a crise de abusos sexuais, envolvendo diretamente o Papa Francisco.

McCarrickO LifeSiteNews publicou, ontem, um novo furo de reportagem: o Cardeal Müller, ex-prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, teria sido demitido por seu rigor com padres abusadores. Dessa vez, fonte confiável da Congregação para a Doutrina da Fé afirmou que o seu ex-prefeito, “Cardeal Müller sempre decidiu e agiu com mais clareza nesses casos de abuso e é por isso que ele foi demitido, assim como seus três bons colaboradores”.

Segundo a mesma fonte, contrariamente à decisão de Müller, o Papa teria vindo em defesa do padre Don Inzoli, condenado anteriormente por um tribunal eclesiástico pelo abuso de meninos de 12 anos. Francisco, contrariamente aos conselhos de Muller, buscou reabilitá-lo, reduzindo suas penas e permitindo, inclusive, que participasse de eventos eclesiais públicos, o que causou grande escândalo e comoção na Itália. Inzoli fora considerado culpado por mais de cem episódios de abuso. Apenas após a justiça italiana ter condenado o sacerdote a quase cinco anos de prisão, o Vaticano iniciou contra ele um novo processo canônico.

A mesma fonte teria ainda dito que vários “vários membros da Cúria, em postos de alto escalão, sabiam das sanções impostas a McCarrick por Bento XVI”.

O Papa Francisco teria também negado um apartamento no Palácio do Santo Ofício para um secretário do Cardeal Müller e cedido-o ao Padre Luigi Capozzi, secretário do Cardeal Coccopalmerio. Por reclamação dos vizinhos, o apartamento foi invadido pela polícia, que encontrou ali grandes quantidades de cocaína em meio a uma orgia homossexual. Francisco teria sido informado anteriormente sobre os problemas morais do referido sacerdote, mas, mesmo assim, garantiu-lhe um apartamento privilegiado no Vaticano. O Cardeal Coccopalmerio, por sua vez, é o mesmo que teria relevado “elementos positivos” nas relações homossexuais.

A reportagem recolhe também uma importante afirmação de Henry Sire, autor do livro “The Dictator Pope”, segundo o qual “a ênfase do papa na misericórdia criou um ambiente em que vários padres sob sanções canônicas impostas pela Congregação para a Doutrina da Fé imploraram com sucesso à sua clemência, através de poderosas conexões da Cúria”.

Enfim, a guerra está instalada entre os Católicos americanos e Francisco.

Diversos bispos diocesanos se manifestaram pedindo esclarecimentos ao Papa, dando credibilidade ao testemunho de Dom Viganò.

Por sua vez, entre os leigos, um grupo chegou a investigar por conta própria a localização da residência atual do Cardeal McCarrick para se colocar diante do local para protestar. Outros, fazem manifestações em frente à residência do Cardeal Wuerl, arcebispo de Washington.

Veremos como o Vaticano vai lidar com o ativismo dos americanos, que não costumam esquecer e encerrar problemas sem resolução.

Tags:

17 Comentários to “Francisco-Viganò: novas revelações. Müller demitido por aplicar política de tolerância zero. Instalada a guerra entre Vaticano e Americanos.”

  1. Arcebispo do Vaticano aparece em mural homoerótico encomendado por ele mesmo.
    https://www.google.com.br/amp/s/fratresinunum.com/2017/03/07/arcebispo-do-vaticano-aparece-em-mural-homoerotico-encomendado-por-ele-mesmo/amp/

    O arcebispo Vincenzo Paglia, presidente do Pontifício Instituto João Paulo II de Estudos sobre Casamento e Família, deve ser uma dessas conexões poderosas.

  2. Meu Deus!
    A situação está muito mais profunda e grave que poderíamos supor!
    Nestes meus 53 anos de Sacerdócio, nunca imaginei que a Igreja chegaria a esta lamentável situação.
    Somente as nossas Orações e sacrifícios, como nos pediu a Virgem Santíssima em diversas aparições, poderão alcançar a Misericórdia de Deus para a restauração da Igreja de Cristo em todo o seu esplendor!
    Os tempos são difíceis!
    Somente pela Misericórdia do Altíssimo conseguiremos resistir à tantas dificuldades e a esta lamentável realidade.
    Rezemos e confiemos no Sagrado Coração de Jesus e no triunfo do Imaculado e Doloroso Coração de Maria Santíssima!
    Senhor, tende piedade de nós!
    Óh Maria concebida sem pecado: rogai por nós que recorremos a Vós!

  3. “Veremos como o Vaticano vai lidar com o ativismo dos americanos, que não costumam esquecer e encerrar problemas sem resolução.”
    Vivendo aqui, digo com toda certeza que essa e a chave da questao. Francisco conseguiu um feito nunca visto antes nos ultimos 50 anos. Uniu neoconservadores e tradicionalistas americanos. Aqueles que defendiam Francisco com unhas e dentes (e.g. Michael Voris) agora pedem por sua resignacao imediata.
    Nao me resta duvidas que agora ele cai! Ja tem grupos tentando organizar uma peregrinacao a Roma para manifestar publicamente o repudio aos crimes de Francisco e sua corja. Essa manifestacao deve se dar durante uma audiencia publica e espero que aconteca em breve. Fora isso, nao sao poucos os bispos e cardeais que ja manifestaram publicamente apoio ao Arcebispo Vigano, o que acaba dando ainda mais peso e forca a pressao que o Vaticano vai sofrer para afastar todos que de alguma estao envolvidos nesses casos de abuso sexual.
    Lista dos bispos e cardeais que de uma certa forma ja manifestaram seu apoio ao Arcebispo Vigano:
    Cardinal Raymond Burke
    Cardinal Daniel DiNardo
    Bishop Joseph Strickland
    Bishop Thomas Olmsted
    Archbishop Allen Vigneron
    Bishop Athanasius Schneider
    Bishop David Konderla
    Bishop Robert Morlino
    Bishop Steven Lopes
    Archbishop Chaput
    Archbishop Salvatore Cordileone
    Estou certo que essa lista vai continuar crescendo.

    • Chaput? Sabe de nada, inocente…
      Chaput é um dos maiores aliados de Francisco, e já tentou desacreditar Vinganò…

    • Me chama de inocente porque não me conhece e não sabe ler. Repito “Lista dos bispos e cardeais que de uma certa forma ja manifestaram seu apoio”. Não os chamei de aliados e muito menos tenho rabo preso com eles. No fundo são quase todos culpados por omissão e por deixar as coisas chegarem aonde estão.
      Eis a minha fonte http://www2.philly.com/philly/news/pennsylvania/philadelphia/archbishop-chaput-and-pope-francis-catholic-church-vigano-letter-20180828.html
      “Chaput, meanwhile, declined to respond directly, saying through a spokesperson that Viganò’s claims were “beyond his personal experience.” But he vouched for the former ambassador’s character, saying he “found his service to be marked by integrity to the church.”
      Defendeu publicamente a integridade e o caráter de Viganò e por isso está na minha lista.

  4. O Santo Padre Bento XVI era fustigado sem trégua por essa mídia podre do Brasil pelos desvios éticos e morais de qualquer Sacerdote mesmo quando ele tomava medidas saneadoras; mas sobre a complacência de Bergóglio com esses transviados a exceção de algumas notinhas impera um silêncio conivente.

    Não tenho dúvida que a profecia de São Francisco de Assis esta se cumprindo em nossos dias:
    “Nos tempos desta tribulação, um homem não canonicamente eleito será elevado ao Pontificado, que, com sua astúcia, empenhar-se-á em levar muitos ao erro e à morte.”

    https://ia802309.us.archive.org/BookReader/BookReaderImages.php?zip=/5/items/worksseraphicfa00frangoog/worksseraphicfa00frangoog_tif.zip&file=worksseraphicfa00frangoog_tif/worksseraphicfa00frangoog_0269.tif&scale=8&rotate=0

  5. Vai ser preciso muita força, coerência e união de todos, pois a mídia libertina já está fechando uma redoma ao redor do Francisco, tentando desqualificar essa legítima e santa oposição que tem crescido.

  6. Americanos não são tupiniquins e mais povos; os primeiros são saxônicos, de índole guerreira e, quando resolvem, baixam o topete de qualquer nação que os desdenhe e se assim se mantiverem beligerantes – declaram-lhes guerra!
    Pelo visto, as opções do papa Francisco pró LGBTistas e mais heterodoxias desde cardeal são ostensivas e, nesse mundo que vem sendo pervertido pelas ideologias desde Lutero adiante – esse aplainou-lhes as vias – e havendo século XIX adiante aumentado drasticamente a intensidade e ascensão da atividade satânica, tem facilitado certas atitudes diabolistas de varios membros da Igreja, citações bem evidentes desde N Senhora do Bom Sucesso, La Salette etc..
    O papa Francisco, quando cardeal, por exemplo, mais que comprovado, não promovia as liturgias das S Missas com Pinocchio, tango no presbiterio e ele assistindo àquele profano espetáculo com dançarinos, não ajoelhava-se aos pés de hereges pastores protestantes, reconhecendo-os como legítimos pastores auto ordenados ou então pelo espírito de Lutero, foi cidadão de Buenos Aires pelo pára-maçônico Rotary, participando de celebrações do Hanukkah?
    Idem, não admitiria a S Comunhão a adúlteros e a sua eleição quando papa, todos os relativistas e modernistas dentro e fora da Igreja, de seus mais ferrenhos arquiinimigos não levantaram-se efusiantes de alegria e ele dirigindo-se aos jovens não teria dito o estarrecedor “hagan lío”?
    Recentemente, crível nesse caso particularizado, pronunciou-se o esquerdista *L Boff: “Este é o papa da ruptura” e em entrevista à **DW Brasil, um dos principais críticos do conservadorismo católico elogia Francisco, afirmando que ele começou uma reforma do papado e pode dar início a uma dinastia de papas de países do Terceiro Mundo, evidente um politicamente correto e, quem sabe, ele o papa-mor da “Ditadura do Relativismo”!
    O proprio papa Francisco não teria admitido que passaria para a historia – como Lutero – que teria (re)dividido a Igreja e que ***nunca fui de direita?

    *https://www.dw.com/pt-br/este-%C3%A9-o-papa-da-ruptura-afirma-te%C3%B3logo-leonardo-boff/a-16965882
    ** Deutsche Welle
    ***SPADARO, Pe. Antonio, Íntegra da Entrevista de Francisco à “Civiltà Cattolica”: https://fratresinunum.com/2013/09/19/integra-da-entrevista-de-francisco-a-civilta-cattolica/

  7. HAHAHAHAHAHAHAHA! Devem estar a brincar comigo. O cardeal Muller? O mesmo que fez com que Marie Collins saisse em desespero da comissao pontifical por ele nao querer aplicar regras mais rigidas aos padres abusadores e aos bispos abusadores? O mesmo que disse que na realidade de ter tudo centralizado no Vaticano e que nao era com punicoes civis e canonicas que o problema se ia resolver? Por favor, isto torna-se por demais evidente que ha um ataque pessoal ao Papa.

  8. Leiam a entrevista do D. antónio Marto sobre este asunto. Muito esclarecedor:
    https://observador.pt/especiais/ha-uma-campanha-organizada-pelos-ultraconservadores-para-ferirem-de-morte-o-papa-francisco/
    Não fiquem somente com o ponto de vista de uma das partes!!

    • O que mata é esse democratismo na Igreja que reduz tudo à partidarismos e não procura saber DA VERDADE dos FATOS e suas devidas resoluções! Não se divide a Igreja em alas, como se cada uma estivesse na briga pelo poder…
      Quem está na verdade sabe como se comportar sob qualquer pontificado que Deus mandar…

    • Prezado José Azevedo, lamento imenso ter que lhe dizer mas D. António Marto, a meu ver, com esta entrevista não referiu nadinha que me possa convencer, nem “esclarecer”, como proferiu.

      Aliás me parece uma daquelas entrevistas ocas, sem substância, sem absolutamente nada de concreto.
      Apenas me dá a impressão de tentar às cegas criar a ideia que está do lado do Papa, sem saber muito bem porquê?!

      Depois comete o erro crasso de rotular e atirar as responsabilidades para quem ele apelida de “ultraconservadores” que “querem ferir o Papa de morte”. Quem serão esses “ultraconservadores”?! Alguém sabe?!

      E refere, ainda que “acredito mais no Papa do que em Viganò”. Ora se o Papa ainda “não disse nem uma única palavra”… Não acha que está a colocar “o carro à frente dos bois”?!…

      Depois quem conhecerá melhor os meandros LGBT, dentro do clero americano e do Vaticano do que um diplomata da Santa Sé?!

      D. António Marto, caro José é um Bispo daquela linha que liderou o “sim” para a Comunhão aos “recasados”, (por ocasião do Sínodo sobre a Família), na reunião, para o efeito, da Conferência Episcopal Portuguesa.
      E aplicou, na Diocese de Leiria-Fátima o famoso “Capítulo VIII da Amoris Laetitia”, com uma “Pastoral” bem ousada!
      Foi criado Cardeal no último Consistório e diz que colaborará com Francisco a “levar a reforma da Igreja até ao fim”.

      Eu apenas gostaria de ver a Igreja liberta de toda a lepra da homossexualidade e da corrupção, não apenas da pedofilia. Rezemos para que o joio seja descoberto e retirado para que resplandeça, a Esposa de Cristo…
      Apenas quero a VERDADE, doa a quem doer, não apenas neste caso… Mas, acima de tudo, a Verdade na Doutrina e em toda a Moral Católica. E se isso é ser “ultraconservador” que seja…

  9. Viganò! Viganò! Viganò!

  10. Oh, tolice laical! Tantas e tantas opiniões e nenhuma atitude. Rezemos sim, mas não só rezemos. Defendamos com garra e com a própria vida, se preciso for, a Noiva do Cristo. Exijamos que o Santo Padre, infelizmente, reinante esclareça e tome atitudes cristãs e não só misericordiosas para com os maus. Nada podemos esperar dos cardeais. Alguns deles apresentaram um pedido de esclarecimento de alguns pontos da tenebrosa “AL”, ficaram sem respostas, foram humilhantemente ignorados, no entanto, não deram continuidade ao processo, ou seja, corrigir formalmente o Santo Padre. Deus age, mas quer a participação ativa da humanidade. Só rezar não basta para o fiel.

  11. O grande trunfo que a mídia progressista tem usado para descreditar as denúncias de Vigano se deve ao fato do mesmo ter continuado exercendo as atividades com plenitude, mesmo depois das supostas sanções impostas por Bento XVI em 2009/2010. No vídeo a seguir temos a despedida do clero americano ao Papa Bento XVI em 2013, e entre eles aparece o ex-cardeal McCarrick cumprimentando o Papa emérito, no min 1:53:

  12. D. António Marto… já ouvi falar dele… aquele que inaugurou o altar na Diocese de Leiria com 3 velas? que colocou as cores do arco-íris nas pilastras do Santuário de Fátima? sei…