Papa: ter cuidado com cristãos que se apresentam como “perfeitos” e rígidos.

Perfeita e rígida condenação do Papa Francisco…

“A salvação é um dom do Senhor”, Ele nos dá “o espírito da liberdade”, disse o Papa na manhã desta terça-feira em sua homilia na Missa na Casa Santa Marta. Francisco recomenda para guardar-se dos hipócritas, cujo coração não está aberto à graça.

Adriana Masotti – Cidade do Vaticano, VaticanNews

“A salvação é um dom do Senhor”, Ele nos dá “o espírito da liberdade”, disse o Papa na missa celebrada na manhã desta terça-feira na Capela da Casa Santa Marta.

Francisco comenta a passagem do Evangelho de Lucas, que narra o episódio em que Jesus dá uma dura resposta ao fariseu que fica admirado com o fato de que Jesus põe-se à mesa sem ter lavado as mãos antes da refeição, como prescrito pela Lei.

O Papa enfatiza a diferença existente entre o amor do povo por Jesus – porque chega aos seus corações, e também um pouco por interesse – e o ódio dos doutores da Lei, Escribas, Saduceus, Fariseus que o seguiam para pegá-lo em alguma falta. Eram os “puros”:

“Eram realmente um exemplo de formalidade. Mas faltava vida a eles. Eram, por assim dizer –  “engomados”. Eram os rígidos. E Jesus conhecia a alma deles. Isto nos escandaliza, porque eles se escandalizavam das coisas que Jesus fazia quando perdoava os pecados, quando curava no sábado. Rasgavam as suas vestes: “Oh! Que escândalo! Isto não é de Deus, porque se deve fazer assim”. Eles não se importavam com as pessoas: importava a Lei, as prescrições, os preceitos”.

Mas Jesus aceita o convite do fariseu para o almoço, porque é livre, e vai ter com ele. Ao fariseu, escandalizado pelo seu comportamento, Jesus diz: “’Vós fariseus, limpais o copo e o prato por fora, mas o vosso interior está cheio de roubos e maldades”:

Não são palavras bonitas, hein! Jesus falava claro, não era hipócrita. Falava claro. E disse a ele: “Mas por que você olha para o exterior? Olha o que tem dentro”. Outra vez havia dito a eles: “Vocês são sepulcros caiados”. Belo elogio, hein! Belos por fora, todos perfeitos…todos perfeitos… Mas dentro cheios de podridões, ou seja, roubos e maldades, diz. Jesus faz a distinção entre a aparência e a realidade interior. Estes senhores são “os doutores das aparências”: sempre perfeitos, mas dentro, o que há?”.

Francisco recorda outras passagens do Evangelho em que Jesus condena estas pessoas, como a parábola do Bom Samaritano ou onde fala de seu modo de jejuar e dar esmolas com ostentação.

Porque – afirma o Papa – a eles o que importava era “a aparência”. “Jesus qualifica estas pessoas com uma palavra: ‘hipócrita!’”. Pessoas com uma alma gananciosa, capazes de matar. “E capazes de pagar para matar ou caluniar, como se faz hoje. Também hoje se faz assim: se paga para dar más notícias, notícias que sujam os outros”.

Em uma palavra – continua Francisco – eram pessoas “rígidas”, que não estavam dispostas a mudar. “Mas sempre, por trás de uma rigidez, existem problemas, problemas graves – observa. Por trás das aparências de bom cristão – aparências, hein!, que sempre procura aparecer, de maquiar a alma – existem problemas. Ali não está Jesus. Ali está o espírito do mundo”.

Jesus os chama de “insensatos”, aconselhando-os a abrirem sua alma ao amor para que a graça entre. Porque a salvação “é um dom gratuito de Deus. Ninguém salva a si mesmo, ninguém. Ninguém salva a si mesmo, nem com as práticas destas pessoas”:

Tenham cuidado com os rígidos. Tenham cuidado com os cristãos – sejam eles leigos, padres, bispos – que se apresentam como “perfeitos”, rígidos. Tenham cuidado. Não há o Espírito de Deus ali. Falta o espírito da liberdade. E tenhamos cuidado com nós mesmos, porque isso deve nos levar a pensar em nossa vida. Eu procuro olhar somente para as aparências? E não mudo o coração? Não abro o meu coração à oração, à liberdade da oração, à liberdade da esmola, à liberdade das obras de misericórdia?”.

Tags:

19 Comentários to “Papa: ter cuidado com cristãos que se apresentam como “perfeitos” e rígidos.”

  1. Meu Deus quando nos livrara desse flagelo?

  2. Mais uma paulada santo padre , e essa doeu.!!
    Não ouso aqui ser rígido e comentar o que gostaria, deixo para quem queira dizer algo.
    Mater misericordiae, ora pro nobis!

  3. Vocês não entenderam! Francisco ganhou a visão além do alcance com a nova férula e agora, mais do que nunca, é capaz de sondar os corações de todos os “rígidos” e ver que ali não há o espírito de Deus. Esse papa é poderoso mesmo! Que viva a liberdade!

  4. Inácio, tu que fostes preso e em uma carta aos cristãos influentes na corte de Roma pediu que não intercedessem por ti, pois queria enfrentar as feras famintas no Coliseu e fugir da apostasia, pergunto: onde estás agora?
    Uma dica, é Padre da Igreja. Adivinhou? (psiu, vou soprar: na Glória Eterna!)
    Quem tem noções mínimas de patrística sabe que para ser Padre da Igreja um dos quatro requisitos é que SOMENTE TENHA ENSINADO DOUTRINA SÃ. E doutrina sã, para mim, é também não ficar dando indiretas numa homilia. A quem o Papa efetivamente se dirigiu? Inácio, cadê você?
    Francisco também disse: “se paga para dar más notícias, notícias que sujam os outros”. José Renato Nalini, ilustre ex Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador que foi até a compulsória (ou seja, foi obrigado a se “aposentar” quando completou 70 anos de idade – aposentadoria é algo em extinção, pensemos nisso!) mas continua trabalhando até hoje, lembrou, ontem, no Jornal da Cultura, uma passagem na vida de São Felipe Neri, que do confessionário mandou uma mexeriqueira espalhar as penas de uma galinha por toda a cidade e depois voltar a ter com ele uma palavra. Ensinou o santo: agora vá e recolha tudo. O Papa abomina as fake news (que todos nós devemos também abominar) mas ao mesmo tempo espalha penas (indiretas) para o mundo todo? Inácio, cade você?
    Ah, se você pescou, desde o inicio do comentário, que o Inácio a quem me refiro é o Santo do dia, parabens, é um cristão católico atento e bem informado. Desejo um bom momento de meditação em frente a um TRADICIONAL laguinho de carpas nishikigoi. Já se riu da minha “ignorância”, pensando em Santo Inácio de Loyola, que passou a conhecer só por causa da papolatria e do jesuíta Francisco, meus pêsames: homilia adocicada, enviesada para provocar emoções passageiras, não leva ninguém ao Céu. Um brigadeiro para você.
    Santo Inácio de Antioquia, rogai por nós!
    Nossa Senhora de Fátima, rogai por nós!

  5. “Tenham cuidado com os rígidos. Tenham cuidado com os cristãos – sejam eles leigos, padres, bispos – que se apresentam como “perfeitos”
    Isso é o que eu mais vejo entre o clero modernistas (teólogos da libertação, sacerdotes afeminados, sacerdotes politizados, etc ) . Todos eles tentam passar uma imagens de “cristãos perfeito”, querendo nos enganar com as mais absurdas visões distorcidas, entre esses visões, dizer que Cristo Jesus era um socialista…

  6. Belas palavras do Santo Padre, sê fossem elas vividas por ele mesmo. Essa de dizer: “não seja tão rígido, abra o coração ao amor.” Não fez Jesus deixar de ser rígido com os apóstolos, que naquele exato momento de suas vidas precisavam sim de rigidez. Talvez por esse outros motivos, aquilo que era rígido se tornou frouxo ao ponto de chegar onde chegamos. Temos aí o exemplo das missas que hoje por não sermos rígidos, estão sendo celebradas de qualquer maneira. Alinhemos a rigidez ao amor. Posso ser rígido e amar ao mesmo tempo e isso não faz de mim um fariseu.

  7. No versículo abaixo, pode-se substituir “quente” por “rígido”:
    “Conheço as tuas obras: não és nem frio nem quente. Oxalá fosses frio ou quente! Mas, como és morno, nem frio nem quente, vou vomitar-te”. (Apocalipse 3, 15-16).

  8. Obrigado, Santo Padre. Agora, se não gostar das coisas que V. Santidade disser, já posso ficar irritado e não ter de vos obedecer. Afinal, a obediência é mesmo um sintoma de rigidez! Aliás, isso de ir à Santa Missa todos os domingos também é cá uma rigidez que não se aguenta! Eu, que até sou cego, tenho de fazer um percurso a pé, no meio de todo o tipo de obstáculos, durante 20 minutos, muitas vezes à chuva, só para cumprir essa coisa rígida de ir à missa aos domingos! Acho que talvez seja melhor ir só quando me apetece, sei lá, quando os passarinhos cantarem… ou por outra coisa qualquer. Assim, garantidamente, não serei taxado de rígido e, consequentemente, terei Deus comigo. Só vantagens! Obrigado, mais uma vez, Santo Padre, por me “iluminar”…

  9. Esse veio para arrasar tudo mesmo…Bilhões de almas no erro, desamparadas…

  10. Francisco e rigidamente anti-rígido !

  11. O legalismo dos antigos doutores do Templo, fariseus, ultra legalistas, em nada se difeririam dos esquerdistas atuais, um bando de corporativistas que, por meio de leis forjadas para se beneficiarem, também queriam manter intacto seus privilegios, de geração em geração, pareceriam portanto também com o esquema vigente entre os muçulmanos e das ideologias dos mafiosos das esquerdas atuais, além do mais se poderia traduzir para um viés de oportunistas e espertalhões com sua leis forjadas e escravizantes do povo!
    Imaginemos, portanto, a perda de seus imensos privilegios e doravante passarem a servidores, como no Reino de Cristo, de servir e não ser servido – qual deles se submeteria a esse “retrocesso”, o mesmo de nossos políticos, especialmente associados às esquerdas?
    No entanto, os conservadores são legalistas no bom sentido da palavra pois Jesus é o Mestre por excelencia exigente, não aceita ser servido às meias – a Ele ou ao mundo, tem de se optar por um ou outro lado, inexistindo meio termo – e certos trechos para desconforto do papa Francisco seriam desconsiderados pois seriam de viés protestante, como: “Ninguém poderá ser condenado para sempre, porque esta não é a lógica do Evangelho”, além doutros mais que difeririam da doutrina tradicional da Igreja; dessa forma, ele nos passaria impressão que querer mudar em nome de suposta misericordia, apesar de modo geral desconectada da Justiça e das penas pesadíssimas ao infratores, como a condenação ao inferno, pouco ou em nada coligando-se!
    Ele já não teria dito que passaria para a historia como o papa que dividiu a Igreja, tendo sentido por também nomear o heresiarca, sectario, rebelde e revolucionario ideológico Lutero de “Testemunho do Evangelho? Qual conservador adotaria um relativista desse naipe, precursor das relativistas 10 001 seitas e dissensas entre si
    Creio sermos legalistas mas não formamos mafia em beneficio de um grupelho e seguiremos resistindo ao suposto misericordiosismo.

  12. Cuidado com os rígidos. Bom mesmo é padre que tem que ficar lembrando para não encher a cara em festa de casamento!

  13. Segundo Francisco, o papa, Francisco, o santo, deveria ser um rigorista estéril e hipócrita.

  14. Pergunto: o que ele quis dizer com “espírito de liberdade”? Bem sabemos que o filho da livre, é o filho da promessa, aquele em que Deus confiou ser Abraão o pai de uma grande multidão. Aquele que não se colocaria sob o poder do demônio, aquele que o próprio Deus pediu para que fosse oferecido em sacrifício como prova do temor de seu pai. Infelizmente, e é triste constatar, a liberdade que se dirige o Santo Padre não é a liberdade dos filhos de Deus, é a liberdade de fazer aquilo que der na telha. Bem sabemos o que isso significa. Temos a lei natural as leis humanas e a lei divina. As leis naturais estão totalmente submissas à lei divina, de forma que nenhuma fio de cabelo cai de nossas cabeças sem que Deus permita. O homem, na sua prepotência quis elaborar leis que afrontam às leis naturais e consequentemente a lei divina. A prova está nas falsas religiões, ideologias homocêntricas, liberdade religiosa, liberdade sexual, deturpação do matrimônio,desvalorização da vida humana pelo aborto e eutanásia, etc. Ou seja, nos tornamos “escravos” das nossas paixões, das nossas concupiscências, dos prazeres temporais. Isso sim que nos tira a liberdade, isso sim que devemos tomar cuidado, desses bispos, padres e até papas que pregam o “viva e deixe viver” a moda do mundo, é que devemos fugir. Seguindo esses logo, logo estaremos ás portas da geena eterna.

  15. Não se pode esquecer que, em 2Ts 2,8, o Anticristo é chamado de “anomos” (ανομος), isto é, o “sem-lei”. Qual a “lei” por antonomásia? A lei divina. É justamente esta que está sendo pisoteada.

  16. Segundo Bergóglio devemos ter cuidado com Cristo! A Verdade não muda!

  17. Devemos ter cuidado com Bergóglio!

    Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;
    Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo… 1 São Pedro 1:15,16

  18. Gostaria de saber se a partir de agora o islamismo deixará de ser considerada a religião do amor. Pois eles são muito rigoristas.