Retrospetiva 2018 – Nº 10: Vaticano destrói outra comunidade: 90% das freiras vão embora.

Nos próximos dias, publicaremos os 10 posts mais lidos de 2018. Na décima posição, matéria de 11 de novembro de 2018:

Vaticano destrói outra comunidade: 90% das freiras vão embora.

Por Gloria.tv, 11 de novembro de 2018 | Tradução: FratresInUnum.com – 34 das 39 freiras das Pequenas Irmãs de Maria pediram para ser dispensadas de seus votos. Fundada em 1949, elas administram quatro casas de misericórdia nas dioceses de Laval e Toulouse (França). As irmãs fazem uso do Novus Ordo em latim. Em 2012, elas se voltaram para o “vetus ordo”.

Continuar lendo

4 Comentários to “Retrospetiva 2018 – Nº 10: Vaticano destrói outra comunidade: 90% das freiras vão embora.”

  1. Q desolação!!! Estamos vivendo uma época muito triste e grave dentro da Igreja!!! Lamentável!!! Q Nossa Mãe do Céu e da Igreja interceda por todis nós cridtãos e pelo Clero!

  2. Além dessa retrospectiva negativa de ações supostamente patranhas do papa Francisco, versão negativa 2018, a mais recente e retumbante dele, recém lançada ao público, interessável aos protestantes e inimigos da Igreja, seria de ele atrever-se em modificar o *Pai Nosso no tocante onde se diz: “não nos conduza à tentação”.
    S Mateus e S Lucas escreveram em grego e a passagem foi traduzida literalmente para o latim, no entanto, o papa Francisco acha que Deus não nos conduz a tentações mas acreditaria que Deus pode nos abandonar em tentações. Assim, deseja mudar para “não nos Abandone em tentações”.
    Desde a época dos apóstolos, os anticristos saíram do “nosso meio” estavam infiltrados dentro da própria comunidade conforme a epístola do apóstolo: “Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco.” 1 Jo 2,19.
    Poder-se-ia atualmente ou em breve admitir-lhe, já que ousaria modificar a doutrina de 2000 anos – sendo o papa é tão somente vigario de Nosso Senhor J Cristo?
    Dessa forma, jamais reinterpretá-la a seu modo e/ou conveniencias; assim, se ele legislaria e por jamais contestação pela midia globalista – sinal que plenamente a atende – portanto, refutável: “Ninguém de modo algum vos engane. Porque primeiro deve vir a apostasia, e deve manifestar-se o homem da iniqüidade, o filho da perdição, o adversário, aquele que se levanta contra tudo o que é divino e sagrado, a ponto de tomar lugar no templo de Deus, e apresentar-se como se fosse Deus”, 2 Tes 2 3-4.
    * http://thyselfolord.blogspot.com/2018/12/pai-nosso-nao-nos-conduza-tentacao-ou.htm

  3. Pelo que a gente sabe, o anticristo não negará a Cristo e outros profetas anteriores, apenas dará outras interpretações pessoais, um novo “messias”, corrigindo a Igreja católica até ele, o sabio, muitas coisas dela pra ele estavam erradas ou desatualizadas.
    O Cardeal Joseph Ratzinger no Congresso dos Catequistas em 12/2000: ” ‘Vim em nome de Meu Pai e não Me recebestes, mas se vier outro, em seu próprio nome, recebê-lo-eis’ Jo 5, 43. O sinal distintivo do Anticristo é falar em seu nome”.
    Temos alguns sinais disso.

  4. A tática está desenhada: ir paulatinamente destruindo o que resta de autêntica catolicidade, seja diretamente por Francisco (ainda que de forma sinuosa, bem “peronista”), seja por seus asseclas espalhados no orbe. O Vetus Ordo corre enorme risco. Aproxima-se o momento em que o Tabernáculo será golpeado, em vista desta ensandecida aventura ecumaníaca. Rezemos. A vitória final será da Virgem Santíssima, a Mulher revestida do sol(Ap 12,1).