Retrospectiva 2018 – N°9: Cardeal levanta a questão: o Papa Francisco é parte da “provação final” da Igreja?

Nos próximos dias, publicaremos os 10 posts mais lidos de 2018. Na nona posição, matéria de 7 de maio de 2018:

Cardeal levanta a questão: o Papa Francisco é parte da “provação final” da Igreja?

Por LifeSiteNews – Utrecht, Holanda, 7 de maio de 2018 | Tradução: FratresInUnum.com  – Um Cardeal Holandes afirmou que a falha do Papa Francisco em defender a fé autêntica da Igreja o faz pensar na profecia do Catecismo da Igreja Católica acerta de uma “provação final” para a Igreja antes da segunda vinda de Cristo.

O Cardeal Willem Eijk, 64, Arcebispo de Utrecht, fez o surpreendente comentário em um artigo publicado hoje no National Catholic Register

Continue lendo…

6 Comentários to “Retrospectiva 2018 – N°9: Cardeal levanta a questão: o Papa Francisco é parte da “provação final” da Igreja?”

  1. Concordo total e completamente com o pensamento e a avaliação do Sr Cardeal,e as conclusões que apresenta sobre o momento actual da Igreja,sobre o Papa Francisco, e a divisão e confusão enorme e generalizada que se vive. As profecias têm que se cumprir e assistimos a isso mesmo, a Provação Final da Igreja á grande Apostasia e ao Mistério da Iniquidade em ação. Lembro as sábias palavras do Papa Emérito Bento XVI, por ocasião da morte do Cardeal Meisner( um dos dubbia) na mensagem que enviou aos participantes no funeral em 15 de Julho ”….Também me comove que aprendeu a se deixar ir no último período da sua vida, e soube vivê-la com a certeza profunda de que o Senhor NÃO ABANDONA A SUA IGREJA NEM SEQUER QUANDO A BARCA ESTÁ A PONTO DE TOMBAR “. Claro claríssimo.

  2. Quem sabe seria o principio das dores ante manifestação de N Senhor, ou em fase adiantada ou em fase de plena execução, podendo ter principiado desde o inicio do Vaticano II, de imediato favorecendo a disseminação do maldito comunismo por não ter sido condenado, e daí para frente cada vez mais celeremente implantado, como no pontificado do papa Francisco, cuja eleição foi ultra comemorada, quer pelas vilãs esquerdas e idem pela maçonaria?
    Quão pouco ou nada faltaria para que dissesse a que está – embora nas entrelinhas alguns muito poucos cardeais e prelados ou já acusam de fraude à sua eleição, inimigo e traidor da Igreja, ou de que nem mais mesmo seria papa, mas, um usurpador? E ele reage? Que nada!
    À realidade, ele mesmo nem estaria aí para os que o acusam disso e daquilo pelos muito raros cardeais e bispos, e continuaria firme em suas supostas “reformas”, comportando-se como esquerdista que, para que cesse com suas ações deleterias, terá de ser detido ou extinto apenas por firme enfrentamento ou afrontas, tipicamente como foi sucedido aqui com o crápula PT.
    O pior de tudo seria seu comportamento dialético; quantas recomendações de se seguirem algumas diretrizes evangélicas, ou ao inverso, mas os comportamentos em varias oportunidades são contrarios, como permitir dentro do Vaticano e noutros segmentos da Igreja uns heterodoxos atuantes, lobos vorazes, alienando o povo à fé católica por um bando de relativistas, como os assemelhados ao mega corrupto e corruptor ao GLBTismo, o pe James Martin e mais diversos noutros segmentos agindo malignamente contra a Igreja!
    Ele procederia assim por acuamento dos prelados dessemelhantes de S Atanasio, excetuando raríssimos, como recentemente D Nicola Bux!

  3. Hoje lendo a 1 Carta de São João, me chamou a atenção no versículo 19, capítulo 2, onde ele diz que os Anticristos sairam do nossos… Entendo que “O Anticristo” também será um dos nossos, não virá da política, nem de outra religião… Quem quiser entender, entenda…

    • Eu concordo com tudo o que vcs disseram. Mas vejo confirmado o traidor da Igreja da mesma forma com o que Jesus disse na passagem de São João: ” O que comeu da minha comida, me virou o calcanhar.”
      O traidor está mesmo dentro da Igreja com pseudo_poder!

  4. Este papado tem a contradição e a confusão doutrinal como marcas indeléveis.
    Nosso Senhor ensina – de forma clara e límpida – “que o sim seja sim, e o não seja não.” Portanto, há que se refletir…
    Nos mais de 50 anos de Sacerdócio, nunca vi nada assim!
    Peço constantemente aos Corações de Jesus e Maria que nos livre desta triste e angustiante provação!
    Senhor, tende piedade de Tua Igreja!
    Imaculado e Doloroso Coração de Maria: rogai por nós!