Retrospectiva 2018 – Nº 7: “Deus é, pelo menos, bissexual ou transexual”.

Continuamos publicando os 10 posts mais lidos de 2018. Na sétima posição, matéria de 14 de março de 2018.

14 de março de 2018 – Aula inaugural na Faculdade de Teologia da PUC de São Paulo. Convidado especial, Pe. Benedito Ferraro. De manhã, no campus Ipiranga, em que estudam mormente seminaristas; à tarde, no campus Santana, composto por leigos, em sua maioria.

O tema central da “Lectio Magistralis” eram “Os 50 anos da Conferência de Medellin”.

Depois de exaltar bandeiras ultra-progressistas, o Padre Ferraro chegou ao ápice das suas ideias afirmando que “Deus é, pelo menos, bissexual ou transexual” e que os discursos patriarcalistas e machistas não se sustentam mais, pois são fruto de construções históricas que devem ser corrigidas.

Continue lendo…

3 Comentários to “Retrospectiva 2018 – Nº 7: “Deus é, pelo menos, bissexual ou transexual”.”

  1. Deus é imutável, onipresente, onisciente, Todo Poderoso e Único. Ora, sendo único, não pode ser duplicado ou reproduzido mesmo porque a unidade é parte de seu próprio ser em si mesmo.
    Portanto, Deus não pode ter sexo pois, na sua essência a reprodução não existe.
    O que estamos lendo acima na reportagem é uma grossíssima besteira sem sentido algum, dito por falsos teólogos.

  2. É o fim do mundo…ou quase.

  3. É o analfabetismo funcional a serviço da revolução.