Papa Francisco: «o Senhor não quis um ministério sacramental para as mulheres».

Durante um encontro com a União Internacional das Superioras Gerais (UISG), o papa Francisco ratificou a negativa para admitir mulheres ao sacramento da ordem no grau do diaconato.

Por InfoCatólica | Tradução: Marcos Fleurer, FratresInUnum.com –  Depois de pronunciar  um discurso aos participantes da XXI Assembleia Geral da UISG, o papa teve um diálogo com os presentes.

Papa Francisco: «el Señor no quiso un ministerio sacramental para las mujeres»

Respondendo a uma pergunta, o pontífice indicou que «sobre o caso do diaconato, necessitamos recordar o começo da Revelação, se não existiu tal fato, se o Senhor não quis um ministério sacramental para as mulheres, não vai [ser possível]».

E acrescentou:

«Caminhamos por um caminho firme e sólido, o caminho da Revelação, não podemos caminhar por um caminho diferente … que se altere a revelação e as expressões dogmáticas…. compreendido isso? Somos católicos, mas se alguém de vocês quer fundar outra igreja, tem a liberdade de ir»

23 Responses to “Papa Francisco: «o Senhor não quis um ministério sacramental para as mulheres».”

  1. “…se não existiu tal fato, se o Senhor não quis um ministério sacramental…”
    O que não falta é gente para, em breve, afirmar ou “descobrir fatos”…

  2. Quem é aquele homem ao lado de “Francisco”?

    • Eu tive o mesmo pensamento.
      Deve ser mais uma “religiosa” que não usa o hábito para se vestir e comportar-se como homem, aqueles bem bravos.

  3. Triste ver como tudo é calculado… ao mesmo tempo em que essa declaração vai acalmar momentaneamente alguns fiéis tradicionais, Francisco quer se firmar como sendo ele a Igreja “verdadeira” – e já dá a perigosa dica aos futuros críticos: os incomodados que se mudem.

  4. Parece que é uma moda na Europa discutir a questão do diaconato feminino. Digo isso porque não vejo esse tema sendo discutido em eventos da Igreja aqui no Brasil. (Não sou a favor do diaconato femino. É apenas uma observação que faço.) Talvez isso aconteça na Europa por algum tipo de feminismo. Já no Brasil vemos que as causas que interessam mais ao clero são as causas sociais com um viés marxista ou de esquerda.

    • Não é de hoje que se fala neste tema. Há décadas atrás já se discutia sobre este assunto que é recorrente é sempre volta vez por outra. O fato é que São Paulo fala sobre diaconisas são equivalentes a ministrantes que ajudavam as mulheres no Rito dos sacramentos de iniciação cristã.

    • No Brasil isso acontece mais ao norte do país, onde se tem muito pouco sacerdotes, as freiras querem o direito de “celebrar” a Santa Missa, no intuito de suprir a falta de padres. Já estive com muitas delas e o assunto, entra ano e sai ano, é esse.

  5. pelo menos nisso acertou ufa.

  6. Nossa, que ataque repentino de lucidez. Até que enfim falou como Supremo Pontífice da Igreja Universal no exercício do “Poder das chaves”. Graças a Deus que et portae inferi non praevalebunt adversum eam.

  7. Homosexuais têm inveja das mulheres por elas terem e poderem o que eles não têm e não podem. É claro que sabemos que a não aceitação é por questões em que a própria escritura deixa claro. Mas infelizmente a proibição não é por causa da verdade contida nas sagradas escrituras mas sim pelo fato de ser uma afronta à luxúria do clero gay e modernista!

  8. Concordo com a observação do Félix. Esta condicional ” se ” faz toda a diferença no discurso peronístico do astuto Francisco, que sempre deixa uma fresta no edifício eclesial, para entrar sabe-se lá o quê. Não se trata de prejulgar, mas apenas uma constatação do seu histórico operativo de seis anos.

  9. Foi a primeira vez que li algo referente a este Papa, com o qual concordei em absoluto.
    No entanto pensei: quando a esmola é grande…!! Aquela expressão “…compreendido isso? E também a outra a seguir “…quer fundar outra igreja tem a liberdade de ir…” revelam uma dupla dose de arrogância.
    É como nós dizemos em Portugal: “Estou no meu barraco, sou eu que decido”! Isto acontece quando um pessoa está há muitos anos num serviço e não aceita os que vêm de novo, mesmo que tenham capacidades superiores, dificultando-lhes o trabalho e as iniciativas.
    Concordo com o Jean Rafael, esta posição tão decisiva deve ter por trás o clero homossexual. Deus queira que esse referido clero também impeça, já agora a ordenação de homens casados no Sínodo da Amazónia. Se essa “inveja” resultar, é “Deus a escrever direito por linhas tortas”. Rezemos muito….

  10. O Papa mandou muito bem!

  11. Ufa!Também fiquei aliviada, pelo menos por enquanto!Vamos orar.

  12. Cravo e ferradura: a velha dialética entre erro crasso e lampejos de verossimilhança necessários à conservação da autoridade superficial. Sempre o cravo e a ferradura, com marteladas em alternância.

  13. Só queríamos que ele fosse assim sempre.
    Mas temo que seja apenas algo momentâneo, apenas para recuperar terreno perdido. Afinal, jesuítas são assim mesmo…

  14. Tudo é sempre calculado. O cenário é preparado para o “golpe” a seguir. Nega-se o ministério feminino, depois se afirma que faltam padres na amazônia, logo é necessário deixar que os padres casem, ou melhor, que homens casados ministrem os sacramentos, o que dá no mesmo. Permitindo na amazônia depois se abre para todo o mundo.

  15. “sobre o caso do diaconato, necessitamos recordar o começo da Revelação…”
    Sei não hein…
    E a diaconisa Sêncris?

  16. A pergunta é: Até quando Bergoglio vai manter essas palavras?

    Bergolgio de forma estratégica usa palavras condizentes com a moral e ensinamentos católicos quando ele está sendo pressionado pela ala mais conservadora do clero, para depois assim que a poera baixar voltar a falar e escrever aquilo que querem os liberais dentro da Igreja.

  17. Não sei se vocês viram este discurso do dia 2 de maio de 2019 na Pontifícia Academia de Ciências Sociais, onde ele diz que o Estados Nacionais não conseguem mais obter o bem comum de suas populações. O bem comum tornou-se global. Quando um bem comum é claramente identificado, é necessário uma autoridade especial, legal e concordantemente constituída. Aí ele fala na America Latina, Simon Bolívar, o sonho da Pátria Grande… http://w2.vatican.va/content/francesco/it/speeches/2019/may/documents/papa-francesco_20190502_plenaria-scienze-sociali.html

  18. Faltou uma palavra: Quando um “bem comum supranacional” é claramente identificado, é necessário que uma autoridade especial, legal e concordantemente constituída

Trackbacks

LEIA ANTES: os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição de Fratres in Unum.com. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. O espaço para comentários é encerrado automaticamente após quinze dias de publicação do post.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s